Por Bruna Venâncio

Literatura, filmes, séries e muita, mas muita música.

Publicado em 16/04/2021. | Atualizado em 30/04/2021


Está buscando uma nova carreira e cogita ser desenvolvedor de WordPress! Então, vamos auxiliá-lo a conhecer o mercado, as áreas com que pode atuar dentro da carreira e os caminhos para se tornar um profissional de sucesso.

O WordPress é uma das plataformas de hospedagem de sites, blogs, lojas virtuais mais conhecidos e utilizados no mundo. Você, como usuário da internet, deve ter topado com sites feitos no WordPress por aí. De acordo com Matt Mullenweg, seu criador, cerca de 30% dos sites da internet são construídos pela ferramenta, totalizando quase 10 milhões.

Mesmo com a abertura de novas plataformas e softwares, o WordPress mantém sua relevância e preferência por se tratar de um ambiente intuitivo, tanto para quem cria o site quanto para quem o acessa, com temas gratuitos e pagos voltados para todos os assuntos, e fácil personalização.

Já pensou em ser desenvolvedor de WordPress? Pelo sim ou pelo não, saiba que veio ao lugar certo! O profissional criador de sites tem diante de si uma carreira ampla e bem-remunerada. De modo geral, o desenvolvedor de WordPress se especializa na infraestrutura e em todo o ecossistema da plataforma. Além de auxiliar na criação, personalização e no gerenciamento de sites, o profissional pode atuar com o aprimoramento do software, produzindo novos plugins e novos temas.

Ficou interessado? Continue conosco e descubra como se tornar um desenvolvedor WordPress, quais as vantagens, como é o mercado, o salário e outras informações.

Como funciona o mercado de trabalho na área?

Um dos aspectos que mais favorecem o uso de WordPress é o fato de o desenvolvedor do software não precisar, necessariamente, ter conhecimento sobre programação e codificação de códigos — embora essas noções possam diferenciar o profissional entre os demais no mercado.

A plataforma é autoexplicativa e intuitiva, com ferramentas de personalização de plugins e de aparência por meio de temas disponíveis, permitindo a criação de conteúdo, a inclusão de multimídia e muito mais.

Quem quer atuar na área como profissional, oferecendo, portanto, seu trabalho para empresas e profissionais, vai se beneficiar do conhecimento de programação, já que isso garante a proteção do site, o backup das informações e até a personalização total do layout. Por meio da programação, você pode realizar o desenho do ambiente para o contexto do negócio ou do conteúdo publicado, adaptando recursos para a realidade do cliente.

A dica é escolher seu caminho como profissional e se dedicar a aprender cada dia mais sobre a área escolhida — existem milhares de conteúdos para estudar os mais diversos campos de atuação. Por falar nisso, vamos comentar sobre o mercado de trabalho do desenvolvedor WordPress e as possíveis carreiras dentro da área.

Desenvolvedor de front-end

Podemos dizer que o desenvolvedor de front-end cuida da parte artística do site, como se fosse um web design para WordPress, isto é, ele trata da sua aparência e navegabilidade. Graças a esse profissional, a experiência dentro do site vai transmitir clareza e satisfação para o usuário, fortalecendo a visão sobre a marca, empresa ou loja virtual para o qual o site é feito.

Já entrou em um site em que as cores são agradáveis, o ambiente é interessante e fácil de navegar? Pois bem, isso significa que o profissional do front-end pensou em você e na sua reação em relação ao funcionamento do espaço. Isso reforça, é claro, seu entendimento sobre a realidade do cliente, que deu margem para que ele estruturasse o ambiente e o visual do site para transmitir a imagem da marca.

Além de estudar design e entender de cores, o profissional estuda com cuidado o negócio e foca a construção do site na experiência do cliente. O front-end também estuda HTML (linguagem de marcação), CSS (linguagem de estilo), JavaScript (linguagem de script/programação), TypeScript e CoffeeScript.

Se está curioso sobre o salário desse profissional, saiba que o desenvolvedor front-end ganha, em média, R$3000. A variação do valor está na qualificação do profissional e em sua experiência.

Desenvolvedor de back-end

Em linhas gerais, o desenvolvedor de back-end cuida da parte do site com a qual o usuário não tem contato direto. Ele se responsabiliza pelo servidor, pelo banco de dados, funcionalidades, regras e segurança do site.

Para realizar o trabalho de bastidores do site, o back-end tem que estudar programação de sistemas e as linguagens comuns à carreira. Aposte no estudo de: C, C++, C#, PHP, Ruby, Rails, C#, Swift, Node, Python, JavaScript, a sintaxe e a semântica.

Com relação ao salário, o desenvolvedor back-end ganha, em média, R$4100.

Desenvolvedor de temas

Incrivelmente populares, os temas do WordPress não fazem parte do núcleo do site. A vantagem disso é que sempre que há atualização da plataforma, eles não são afetados e, portanto, os sites criados sob esses modelos do WordPress não se modificam. Muitos são gratuitos e com amplas opções de personalização, enquanto outros são pagos com valores que variam de $60 a $200.

É possível criar temas do zero, mas alguns profissionais atuam escolhendo um modelo pronto, instalando-o e personalizando as configurações e recursos disponibilizados pelo software. Outros optam pela inclusão de códigos para adaptar de maneira mais completa a aparência e a funcionalidade do tema em prol do negócio com que está trabalhando.

De todo modo, indicamos que se conheça HTML, CSS e JavaScript para oferecer diferentes tipos de serviços para seus clientes e para encarar qualquer projeto que vier.

Desenvolvedor de plugins

Ainda que seja novato na área de programação e desenvolvimento de sites ou não saiba nada sobre o assunto, o nome plugin não deve ser novidade para você, mesmo que não conheça o conceito — a menos que nunca tenha acessado um site na vida e, vamos combinar, se fosse o caso, provavelmente você não estaria lendo este conteúdo, certo?

De todo modo, plugins são softwares ou, para deixar mais claro, acessórios que, quando adicionados, estendem a funcionalidade dos sites, oferecendo novos recursos para as páginas. Assim como os temas do WordPress, eles não estão ligados ao código central da ferramenta, ou seja, não são atualizados junto ao site principal.

Por meio do plugin, você pode fazer mudanças consistentes no site em desenvolvimento, como um botão para compartilhar posts e conteúdos nas redes sociais ou criar versões em outras línguas do site inteiro. A verdade é que o acessório possibilita uma série de complementos que ampliam a experiência do usuário.

Existem muitos plugins disponíveis no mercado, mas há outros esperando para serem criados, oferecendo novas funcionalidades e recursos. Essa é carreira promissora para buscar novas soluções, trabalhando a partir das novas demandas do mercado e das necessidades de cada projeto ou negócio.

Habilidades profissionais, sociais e comportamentais do desenvolvedor de WordPress

Lendo até aqui, você já teve uma ideia sobre os conhecimentos específicos para se tornar um profissional criador de sites no WordPress. Porém, as empresas estão buscando colaboradores que tenham habilidades sociais e comportamentais que favoreçam a incorporação do desenvolvedor à equipe — negócio é somar e multiplicar!

Afinal, existem empresas com foco em inovação, outras em design, criatividade e o conhecimento técnico já não é mais um diferencial, mas uma exigência para ser contratado por uma empresa. Outros conhecimentos e habilidades profissionais, como as soft skills, têm sido esperadas e utilizadas como critério de seleção.

Essas soft skills, as habilidades procuradas pelas empresas, startups e novos empreendimentos, não são aprendidas em cursos, mas por meio da experiência com trabalho em equipe, as práticas e as vivências do mercado. Vamos falar sobre algumas delas.

Soft Skill: resolução de problemas

Antes de começar a programar o site, é importante pensar em como aquele material vai resolver o problema do cliente. Suponha que o projeto seja voltado para prospecção. Como proporcionar maiores oportunidades de negócio para o seu cliente por meio da página? Como fazer um site ser rapidamente encontrado, já que existem milhões de outros domínios concorrendo com ele?

Lembre-se de que esse profissional foi contratado para trazer resultados e que, se isso não acontecer, o cliente pode não compreender a importância do seu trabalho ou o trabalho da empresa em que atua. Portanto, procure desenvolver estratégias junto ao time comercial e à equipe de marketing que viabilizem os objetivos solicitados no ato da contratação.

Outro aspecto a se considerar é a experiência do cliente. Uma vez que ele chegou até o site, como garantir que aquele ambiente será apreciado pelo usuário? Será que está claro o suficiente? As pessoas encontram as informações com facilidade? Essas questões estão envolvidas na habilidade de resolver problemas: coloque-as em prática!

Soft Skill: raciocínio lógico

Normalmente, o programador se dedica a desenvolver raciocínio lógico para estimular o pensamento sequencial. Porém, não necessariamente o desenvolvedor de WordPress será um programador, mas o raciocínio estruturado é muito bem-vindo para agregar valor aos projetos.

É aquela história: quando clico em um botão, faz mais sentido abrir uma nova aba ou uma página? A resposta vai depender do conteúdo a ser apresentado por meio desse botão.

Desenvolver a inteligência matemática fará com que você consiga construir sequências lógicas e consequentes dentro do site, deixando a experiência do usuário muito mais prazerosa e intuitiva.

Soft Skill: pensamento criativo

Quando falamos de pensamento criativo, muitas vezes imaginamos ideias que envolvam artes e design — e essa correlação imediata não está incorreta. No entanto, o pensamento criativo possibilita soluções de problemas de formas inesperadas e rápidas.

Sabe aquele amigo que sempre tem sacadas interessantes, faz piadas divertidas e é considerado criativo? Provavelmente, você deve identificar nele um olhar diferenciado para as coisas e conclusões rápidas e surpreendentes sobre assuntos corriqueiros.

Isso é a criatividade! Ela faz com que você olhe para tudo o que está ao seu redor de maneira inusitada, buscando saídas que, aos olhos dos outros, não estão evidentes.

Como se tornar um desenvolvedor WordPress?

Agora que você tem uma visão mais clara sobre como é o mercado, dos conteúdos que deve aprender e das habilidades que deve aprimorar para trabalhar como desenvolvedor de software e se especializar em WordPress, deve estar curioso para saber quais são os caminhos para entrar nesta área. Sem mais delongas, vamos lá!

Realizar cursos de nível superior

Os cursos de nível superior são ótimas portas de entrada e de formalização do conhecimento. Não existe um curso específico de programação generalista, mas cursos que vão auxiliá-lo a aprender sobre a carreira, como Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão de Tecnologia da Informação, Engenharia da Computação, Ciência da Computação e outros.

No curso de graduação, você vai ter contato com a teoria e prática da informação, computação e dos sistemas, e vai ter a oportunidade de construir seu portfólio, mesmo antes de atuar na área. As universidades costumam promover a atuação em projetos e a realização de trabalhos que servem como ambientes de teste para as suas habilidades.

Realizar cursos livres na área de programação, marketing digital e design

Há outros meios de expandir o conhecimento que vão além das disponíveis no meio acadêmico — provavelmente, isso não é mais novidade para você. Por mais que as instituições de ensino se dediquem a formar grandes profissionais, é importante continuar investindo em conhecimento.

Procure realizar cursos diversos não só no segmento de tecnologia, mas na área de marketing digital, de design e de SEO. Quanto maior o seu repertório sobre criação, desenvolvimento de software e personalização de sites, maiores serão as chances de oferecer inovação e resultado para os seus clientes.

Colocar o aprendizado em prática

A teoria é essencial, mas a prática costuma ensinar ainda mais. Afinal, sentir na pele as funcionalidades que aprendeu e colocar um site novinho em folha para funcionar fará com que você se coloque também no lugar do usuário.

Aproveite que o WordPress é gratuito e teste as funcionalidades básicas para se familiarizar com a ferramenta. Esse é um ótimo meio de desenvolver um portfólio inicial e ganhar vantagem competitiva.

Buscar oportunidades em plataformas de freelas

Você é do tipo que gosta de aprender na prática? Está procurando trabalho na área de desenvolvimento de WordPress? Procure plataformas que contratem freelas e comece a atuar na área agora mesmo!

Essas plataformas colocam você em contato com empresas que buscam novos profissionais para realizar trabalhos pontuais ou mesmo para realizar projetos específicos. Com isso, você inicia a sua carreira como desenvolvedor de WordPress, constrói portfólio e começa a fazer seu nome no mercado.

A Rock Content é um verdadeiro celeiro de talentos. Por meio da plataforma, você encontra empresas que precisam de profissionais freelancers com o seu perfil e pode iniciar sua carreira como desenvolvedor de WordPress. Inscreva-se agora mesmo em nosso Banco de Talentos!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *