Transformação Digital e Produtividade

Transformação Digital e Produtividade: como a tecnologia impacta no dia a dia?

Você já parou para pensar nas principais transformações tecnológicas dos últimos tempo? Os aparelhos mobile e a gig economy são só alguns exemplos. Confira como a Transformação Digital está nos afetando!

Transformação Digital e Produtividade são assuntos conectados. Mas você sabe o que esse primeiro termo quer dizer?

A expressão, cunhada há pouco tempo, refere-se à integração entre tecnologias digitais e empresas. A ideia é que os recursos de que dispomos hoje podem mudar significativamente a forma como os negócios interagem com clientes, entregam valor e operam no dia a dia.

Essa é uma explicação resumida, mas a Transformação Digital é um pouco mais complexa do que isso e pode ser muito útil para você. Preparamos um artigo completo para ajudá-lo a entendê-la melhor. Vamos lá?

O que é Transformação Digital?

Passar pela Transformação Digital significa usar tecnologias para reestruturar processos para torná-los mais eficientes. Ou seja, adotar novos recursos não apenas para replicar uma tarefa do passado utilizando novos equipamentos, mas para de fato transformar operações em algo melhor.

A Transformação Digital pode envolver uma porção de tecnologias diferentes, softwares e hardwares, Internet das Coisas, Big Data e até Inteligência Artificial, desde que sirva a um propósito claro e faça com que organizações funcionem com mais sucesso que no passado.

Mais do que apenas aplicar tecnologias, a Transformação Digital vem para mudar a cultura dos empreendimentos, a fim de trazer para eles resultados melhores. Ela existe, por exemplo, para que um negócio tradicional passe a concorrer ativamente com startups que planejam repensar seus serviços e produtos.

Por que Transformação Digital é um assunto tão importante?

Podemos dizer que a Transformação Digital teve dois momentos cruciais: um na década de 1990 e outro a partir dos anos 2000. Como, porém, um mesmo termo pode ser reutilizado pelas empresas em tão pouco tempo?

Nos anos 1990, a Transformação Digital se referia principalmente à computação. O uso de tecnologias que haviam sido popularizadas há pouco tempo, como os computadores e os celulares, era a grande novidade. Ela parecia mudar tudo que as empresas conheciam em relação às maneiras tradicionais de fazer negócios.

Em pouco tempo, porém, essa transformação foi esquecida. Não porque não era mais importante, mas devido ao fato de que parecia uma constante dentro de todas as empresas.

É aí que entramos na nova Transformação Digital. Ela parte do princípio de que não devemos informatizar os negócios apenas porque essa é a nova maneira de operar. Na verdade, ela aponta que é fundamental acompanhar todas as mudanças que podem impactar uma organização.

Chegamos, então, ao segundo conceito de Transformação Digital: aplicar sempre os recursos disponíveis para impactar aspectos fundamentais das empresas. Se na primeira vez que a Transformação Digital foi tema a preocupação era simplesmente aderir às novidades (que, de fato, modificaram completamente a forma como as principais indústrias operam), hoje ela nos convida a entendê-las e nos juntarmos apenas às mais relevantes para cada área.

É claro que, nos últimos anos, todas as empresas têm aplicado a tecnologia nos processos e operações. Porém, essa aplicação não significa Transformação Digital, mesmo que essas operações estejam digitalizadas. Como elas foram aplicadas apenas a tarefas já existentes nos negócios, têm pouco ou nenhum impacto na forma como eles operam.

A real Transformação Digital é aquela para a qual constantemente utilizamos a palavra “fungível”, que significa a habilidade de mudar algo.

Um negócio fungível é aquele que vê avanços substanciais porque as tecnologias que utiliza evoluíram e foram aplicadas como recursos para alavancar o desempenho.

Como esse avanço vem sendo aplicado pelas empresas?

Nada melhor para entender como a Transformação Digital tem modificado aspectos como a produtividade do que conhecer alguns exemplos de como ela é utilizada. Vamos lhe mostrar de que maneira essas transformações revolucionaram organizações tradicionais.

Domino’s e o melhor delivery

A Domino’s é uma das empresas mais preocupadas com inovação, por isso não é de se admirar que ela esteja profundamente ligada à Transformação Digital. Para otimizar a produtividade nos sistemas de delivery que utiliza, a marca de pizzas desenvolveu recursos exclusivos para permitir que consumidores solicitassem seus produtos em qualquer dispositivo.

De TVs inteligentes a smartphones e Apple Watches, a ideia era fazer com que o site da Domino’s fosse o principal canal para quem quer pedir as redondas. Ali é possível acompanhar a produção e entrega do alimento, dar notas para o atendimento recebido e até acumular pontos para novas compras.

O próximo passo? Avançar para outras tecnologias da Transformação Digital. A Domino’s quer, agora, oferecer pedidos por voz, realizados em dispositivos como o Amazon Echo.

Deloitte e o processo de inovação

A Deloitte, empresa britânica que oferece serviços de consultoria e auditoria, optou por uma abordagem diferente em Transformação Digital. Em vez de se preocupar como o recurso pode impactar clientes, pelo menos a princípio, ela se dedicou a criar um centro de competências interno para gerar soluções criativas de suporte.

A jornada do negócio na Transformação Digital envolve a utilização do conhecimento técnico acumulado pela empresa para modelar soluções melhores para os clientes. Todos os sistemas e recursos para fazer isso são desenvolvidos e integrados internamente.

Porsche e o Big Brother

Você provavelmente já leu 1984, o livro de George Orwell que originou o termo Big Brother. Quando a Porsche utiliza essas palavras, porém, ela não quer se referir ao reality show que a maioria das pessoas associa a essa palavra. O conceito orwelliano adotado pela empresa é o de observar tão bem os consumidores a ponto de entender todas as expectativas deles.

É claro que a Porsche não é a única marca que faz isso, mas a maneira como ela utiliza tecnologias para concluir a tarefa é particularmente genial. Os sistemas utilizados pela marca promovem segmentações em tempo real, utilizando inteligência preditiva para determinar como um consumidor interessado por um carro pode ser convencido a comprá-lo.

O resultado são taxas de conversão melhores e uma porção de informações sobre os clientes que podem ser utilizadas em muitas outras estratégias.

Walmart e os robôs

O Walmart é uma das maiores empresas varejistas do mundo e, por isso mesmo, sempre investe pesado em tecnologia para conseguir os melhores resultados. Um dos exemplos de uso da Transformação Digital vem diretamente das lojas.

Em algumas localizações, a empresa já utiliza um robô chamado Bossa Nova. O que ele faz é se mover por toda a loja, escaneando as prateleiras do negócio e alertando gerentes sobre a disponibilidade de produtos.

O robô transmite dados em tempo real, o que permite que quem trabalha na administração consiga não apenas ter acesso aos produtos de que precisa, mas também possa prever quais recursos serão demandados pelos clientes no futuro, utilizando modelos de estoque preditivos.

Macy’s e o RFID

A Macy’s é a loja de departamentos mais famosa do mundo e, para manter seu posto, sabe quão importante pode ser a tecnologia. Por isso ela utiliza ferramentas de ponta como RFID para saber exatamente quanto material tem disponível nas lojas.

RFID é um pouco diferente dos robôs utilizados no Walmart. O termo refere-se à identificação por radiofrequência, ou seja, a utilização de pequenos sensores distribuídos por todo o ambiente para apontar dados. Em geral, os sensores são pequenas etiquetas coladas aos produtos, daquelas que são comuns até em nossas casas.

Essas etiquetas podem também armazenar informações, como os dados de uma rede Wi-Fi. Assim, é possível usá-las também para se conectar à internet sem ter de apertar nenhum botão.

Entre os principais benefícios de utilizar RFID na Macy’s podemos apontar a diminuição dos desperdícios. Muitos produtos eram perdidos dentro dos próprios estabelecimentos, ou até jogados fora. Isso não acontece mais, porque é possível verificar no computador exatamente onde estão armazenados.

Imersão Freelancer

Quais são os impactos da Transformação Digital na vida dos profissionais?

Agora, você deve estar se perguntando: como é que a Transformação Digital pode ajudar pessoas como eu a serem mais produtivas? Afinal, essa é a premissa do nosso artigo.

Mudanças significativas causadas pela tecnologia são aquelas que têm tornado o ambiente de trabalho um lugar digno de filme de ficção. Os efeitos da Transformação Digital nos escritórios são obtidos por meio do uso de várias tecnologias diferentes, e é sobre isso que falaremos agora.

Repensando a forma de trabalhar

É importante começarmos este tópico com a modificação mais importante criada pela Transformação Digital: um jeito completamente diferente de ser eficiente no ambiente corporativo. Mas, primeiramente, precisamos entender o que “ambiente de trabalho” significa hoje.

Nos últimos anos, o conceito mudou drasticamente e já não pode mais ser associado exclusivamente a escritórios e cubículos. O ambiente de trabalho atual pode ser um café em Viena ou uma cadeira na beira da praia. Esse é um dos principais efeitos da Transformação Digital na rotina de colaboradores. Os nômades digitais estão aí para provar isso.

O uso de recursos como a computação em nuvem foi muito importante nesse sentido. Como hoje se tem acesso a tantas informações quanto se teria em um escritório, foi possível repensar a forma de trabalhar, priorizando aspectos como a felicidade dos colaboradores.

Criando uma força de trabalho digital

Talvez o maior impacto da Transformação Digital para os colaboradores seja o surgimento de uma força de trabalho digital. O uso das tecnologias para otimizar e tornar as empresas mais produtivas tem gerado novas necessidades, como a criação de mais papéis dentro das organizações.

Conferências e colaboração simultânea na edição de documentos, como o que é oferecido pelo Google Docs, ajuda negócios a criar essa força digital sem muito desafio. Os sistemas já são utilizados para realizar testes e fazer entrevistas mesmo que você esteja bem longe da sede da empresa.

Garantindo a segurança das equipes

Esse mundo hiperconectado pode ser um grande desafio para as empresas. Permitir que alguém trabalhe de fora do negócio só funciona se as informações da organização puderem ser protegidas, tanto para que os funcionários se sintam confortáveis em desempenhar suas funções fora da empresa quanto para garantir fundamentos importantes — como a propriedade intelectual.

É aí que entra outro aspecto relevante na Transformação Digital. O uso de protocolos de segurança, como ISO 27001, é o que permite que negócios deem mais espaço para os colaboradores sem comprometer a segurança de todos.

Como freelancers podem aderir à Transformação Digital e ser mais produtivos?

Então, como a tecnologia pode ser utilizada pelos freelancers para serem mais produtivos e se integrarem à Transformação Digital? Confira algumas dicas para ficar à frente de outros profissionais.

Mude seu ambiente de trabalho

Para que profissionais freelancers possam obter todos os benefícios da Transformação Digital, eles devem modificar o quanto antes o ambiente em que trabalham. Metas e tecnologias que integrem os autônomos à nova economia serão fundamentais.

Eles devem buscar recursos capazes de ajudá-los a serem mais eficientes e certeiros. Sistemas que automatizam tarefas, como aqueles utilizados por profissionais de redes sociais, são exemplos do que é necessário para que a Transformação Digital ocorra.

Pense em estratégias eficientes

Ser mais produtivo, todavia, não é só investir nas tecnologias certas. Estabelecer uma estratégia que faça com que você atue de forma melhor é fundamental.

Para dar início a ela, busque responder a perguntas como:

  • quais tecnologias utilizarei para integrar a Transformação Digital?
  • como posso otimizar meus equipamentos para performance?
  • quais ferramentas são essenciais para gerar melhores resultados?
  • como posso colaborar para a Transformação Digital das empresas de meus clientes?

Utilize métricas no dia a dia

As métricas são uma ótima maneira de observar o impacto da Transformação Digital na forma como você trabalha. Elas vão lhe mostrar exatamente quais recursos trouxeram resultados na sua produtividade, quais fizeram com que a colaboração com outros profissionais fosse mais eficiente e quais aumentaram os lucros que você obtém.

Busque motivação

Para fazer parte da Transformação Digital, será preciso encontrar formas de se manter inspirado. Por isso, procure conhecer exemplos de como ela impactou a vida de outros colaboradores e quais estratégias eles utilizam ou utilizaram para se tornarem mais produtivos.

Não se limite, porém, a entender os avanços da Transformação Digital na vida das pessoas. Procure outros exemplos de como as empresas e a cultura delas foram impactadas por essa novidade. Descubra como essas mudanças podem ser inseridas na sua vida.

E aí? Gostou de conhecer melhor a Transformação Digital e saber como a tecnologia melhora a nossa produtividade?

Com o que você aprendeu aqui, não é difícil entender que hoje podemos ser profissionais melhores sem deixar de lado aspectos importantes da nossa vida. Aproveite a sua visita ao blog e conheça profissões que o ajudarão a conciliar filhos e carreira!