Por Redator Rock Content

um dos freelancers da Comunidade. Seja também um redator!

Publicado em 18/03/2018. | Atualizado em 19/03/2018


Há quem encare a tradução de texto como uma tarefa mecânica, uma simples identificação de termos correspondentes em português da língua estrangeira que você está traduzindo. No entanto, uma tradução perfeita exige mais cuidado e contextualização que isso, especialmente se você está trabalhando com textos comerciais. Quer saber o porquê disso? Continue a leitura e […]

Há quem encare a tradução de texto como uma tarefa mecânica, uma simples identificação de termos correspondentes em português da língua estrangeira que você está traduzindo.

No entanto, uma tradução perfeita exige mais cuidado e contextualização que isso, especialmente se você está trabalhando com textos comerciais. Quer saber o porquê disso? Continue a leitura e aprenda tudo sobre como fazer uma tradução de texto perfeita!

A importância dos textos estrangeiros na web

Hoje em dia, cada vez mais, é preciso rapidez no compartilhamento e acesso a informações relevantes online, independentemente da área em que você atua. É possível encontrar textos importantes para sua profissão, interesses acadêmicos e pessoais nas mais diversas línguas, não é mesmo? Nem sempre, no entanto, esses conteúdos estão em português. Por essa razão, muitos usuários recorrem a textos estrangeiros na web como fonte de informação.

Se alguém mantém um blog, ou procura sempre compartilhar conteúdos que sejam relevantes para seus leitores, provavelmente já percebeu a vantagem de disponibilizar esse tipo de texto, seja para aumentar o engajamento no site, seja para adicionar mais valor a suas postagens.

Por essa razão, muitos freelancers são demandados justamente para traduzir conteúdos em língua estrangeira, sobretudo em inglês. Esses textos são complementares para quem precisa de informações sobre as mais diferentes áreas de interesse. E isso requer um trabalho minucioso do tradutor, que vai muito além de passar frases para o português.

Saiba como fazer uma tradução de texto

Mas como atuar nesse nicho de mercado? Se você é freelancer, provavelmente já foi demandado ou questionado acerca da possibilidade de realizar tarefas de tradução, especialmente do inglês para o português.

Pois saiba que a tradução de texto web vai além da simples atividade mecânica de correspondência entre conteúdos em português e na língua estrangeira.

Até mesmo idiomas parecidos com o nosso, como o espanhol, possuem suas especificidades históricas e variações no significado da mesma palavra. Muitas das expressões utilizadas na Espanha, por exemplo, possuem um tradução e são aplicadas em contextos totalmente diferentes na Argentina.

Por essa razão, para fazer uma tradução perfeita não basta apenas conhecer o significado literal das palavras. Você também precisa se atentar para outros aspectos, que nós listamos a seguir. Confira:

Tenha em mente as técnicas de copywriting

Sim, técnicas de copywriting também são importantes para quem trabalha com tradução. Afinal, o objetivo de um tradutor freelancer não é apenas o de fazer uma tradução literal do texto, mas também torná-lo o mais amigável e rico possível para seus leitores e buscadores online (SEO). Nesse contexto, também é importante aplicar certas regras utilizadas por redatores web.

Por exemplo, a utilização de hiperlinks ao longo do texto ajuda a enriquecer as informações traduzidas. Afinal, se o autor do texto em língua estrangeira fez referência a um autor, ou a uma outra fonte, há uma razão para isso. Pode ser que o leitor em português não conheça essa referência e seja positivamente surpreendido por ela.

Além disso, tradutores freelancers também devem produzir textos de acordo com a demanda do cliente que os contratou. Ou seja, deve se atentar para a persona para a qual se está traduzindo, de forma a adequar vocabulário, tom de linguagem e estilo.

Assim como copywriters, os tradutores não inventam informações quando estão em dúvida. Ao contrário, devem procurar fontes confiáveis inclusive para substanciar suas escolhas de tradução, especialmente quando são termos técnicos e específicos da área de sua atuação.

Tradução criativa

Tudo bem que o freelancer não precisa criar novos conteúdos ao traduzir um texto da língua estrangeira para o português. No entanto, é possível fazer o que chamamos de “tradução criativa”, ou “transcriação”, que é basicamente a customização do espírito do texto para a língua em que ele está sendo traduzido. Ou seja, você adequa ao português não apenas a literalidade do texto, mas também as intenções do autor.

Na prática, isso exige experiência e maturidade do tradutor freelancer. É preciso ler as camadas mais profundas do texto a ser traduzido em busca de elementos como ironia, metáforas e outras figuras de linguagem. É algo que pode ser trabalhado pessoalmente por meio de muita leitura e estudo de textos estrangeiros.

Minimize erros da língua

É possível que o texto a ser traduzido contenha não apenas erros de ortografia, mas também de gramática, que dificultam seu entendimento e perfeita compreensão. Mesmo que não seja sua língua-mãe, ainda assim é a sua tarefa como tradutor minimizar esses erros, entender o que quis dizer o autor e os consertar na versão em português. Não adianta querer traduzir literalmente, porque esses mesmos erros do original serão transcritos para o português, como ocorre no Google Tradutor.

Melhore a organização do texto

Traduzir um texto também envolve melhorar sua organização de ideias, em vários níveis. Isso pode ocorrer em um mesmo parágrafo, por exemplo, modificando a ordem de frases e orações de forma a tornar o texto mais fluido. Mas também é possível fazer entre um parágrafo e outro, desde que seja mantida a coerência argumentativa natural do texto. O importante é que se transmita a mensagem original.

Atenção ao tom e ao estilo de linguagem

Já mencionamos anteriormente que a persona da tradução também importa. Isso acontece porque você precisa adequar a linguagem de seu texto à realidade de seu leitor. Se o objetivo é dar maior acessibilidade e facilitar a leitura de um texto técnico, por exemplo, isso pode ser atingido por meio de um vocabulário mais fácil na tradução.

Há também quem mantenha a formalidade e o tecnicismo de uma tarefa justamente com o objetivo de garantir o formalismo do texto original. Ou seja, é preciso verificar o que o cliente espera a partir de sua tradução, e o público que irá ler o texto!

Estude constantemente línguas estrangeiras

Essa é uma das melhores formas de aperfeiçoar cada vez mais suas habilidades de tradução. Afinal, é impossível conhecer 100% de uma língua (nem em português atingimos domínio completo do vocabulário e gramática). Pensando nisso, qualquer tipo de contato com línguas estrangeiras é válido.

Explore todo o tipo de conteúdo possível sobre o idioma, mesmo que não seja necessariamente na sua área de interesse. Textos acadêmicos, por exemplo, te ajudarão a entender melhor como se comunicar com o público de maneira formal, já os artigos em sites e blogs são os melhores exemplos de como transmitir informações mais sucintamente, sem tantas firulas.

Além disso, muitas línguas se complementam e possuem palavras com a mesma origem e raiz, como inglês e francês (“chandelier”, por exemplo, significa “lustre” nas duas línguas). Ou seja, estudar uma língua é também aprender um pouco de outra e expandir constantemente seu vocabulário.

Explore a etimologia das palavras

Mesmo que você tenha total domínio de outro idioma, ainda há algumas palavrinhas que geram confusão ou termos muitos específicos de uma área. Em casos de dúvidas, o melhor caminho para entender o significado e a tradução correta de uma palavra é explorar a sua etimologia. Ou seja, a sua derivação, origem e contexto histórico.

Uma boa maneira de fazer essa consulta é por meio de dicionários conceituados, como o Michaelis e o Oxford. Além de serem mais completos que muitas versões online, eles apresentam a origem de cada uma das palavras listadas. Mantê-los na mochila também é uma maneira de ir treinando o seu idioma e aprendendo palavras novas enquanto estiver no ônibus ou no metrô, por exemplo. Use esse tempo livre para aprender!

Utilize a tecnologia a seu favor

E se você ainda não tem um dicionário, a internet e programas de computador estão cada vez mais eficientes ao prover ferramentas que te ajudam a traduzir mais e melhor. Para além do Google Tradutor, você também pode usar sites de pesquisa como o Word Reference, consultar os exemplos de tradução do Linguee e aproveitar as sugestões de sinônimos do Thesaurus. Vale a pena conferir!

Use os tradutores com moderação

Mesmo sendo uma grande aliada no seu trabalho, não jogue para a tecnologia toda a responsabilidade na tradução de texto. Tradutores têm como função reproduzir os possíveis significados de uma palavra, mas ainda não são capazes de identificar com 100% de certeza o contexto em que elas se inserem numa frase.

Até mesmo gigantes do mercado como Google e Microsoft, que oferecem ferramentas capazes de traduzir uma página inteira em poucos segundos, não são totalmente confiáveis. Por essa razão, mesmo que você utilize os artifícios da tecnologia, nunca deixe de “lapidar” o seu texto. Afinal, se você foi contratado por um cliente, ele conta com o seu compromisso e expertise para fazer o trabalho. E não o de uma ferramenta de tradução online. Lembre-se que é a sua credibilidade como tradutor que está em jogo!

Não leve tudo ao pé da letra

Uma boa tradução depende quase que inteiramente do contexto em que uma palavra é usada. A palavra inglesa “diet”, por exemplo, é traduzida ao pé da letra como “dieta”. Mas nós sabemos que ela também pode se referir aos produtos mais adequados para quem não pode consumir um alto índice de açúcar. O mesmo vale para “light”, que em inglês faz referência à palavra “luz”, e não aos produtos com poucas calorias, como normalmente conhecemos aqui no Brasil.

Esses são apenas alguns exemplos, mas cada língua possui suas particularidades, por isso não leve tudo ao pé da letra! Analise sempre os contextos em que uma palavra está inserida e se durante a tradução do texto elas se encaixam bem em um parágrafo ou não.

Faça uso de artifícios gramaticais

Muitas palavras acabam se repetindo exaustivamente durante todo o texto, não são tão atrativas ou, pior, não possuem uma tradução literal para o português. Nesses casos, você pode usar e abusar dos sinônimos e das figuras de linguagem. Essas, também chamadas de figuras de estilo ou de retórica, são expressões que podem ajudar orador a despertar um efeito ou interesse no leitor. Já os sinônimos são variações da mesma palavra evitam que o texto fique repetitivo, maçante de se ler.

Outra estratégia é utilizar pistas tipográficas para ajudarem na compreensão do texto: os parênteses, as aspas, o itálico e o negrito, por exemplo; além das expressões idiomáticas. Só tenha sempre cuidado para não mudar o contexto ou alterar aquilo que o autor quis dizer.

Entenda sobre aquilo que está escrevendo

Quem trabalha com marketing de conteúdo sabe que antes de escrever sobre qualquer assunto é preciso pesquisar referências e ter certeza sobre aquilo que está sendo dito. E o mesmo vale para a tradução.

Mesmo que o seu trabalho seja traduzir exatamente aquilo que o autor quer dizer é importante entender um pouco sobre o assunto abordado, quais são as suas palavras-chave, o público-alvo (ou como gostamos de chamar, a persona) e o tipo de linguagem mais utilizada na abordagem do tema. Ter esse conhecimento é importante para fazer correções, tirar dúvidas e até mesmo para trazer um tom mais interessante a sua tradução.

Tenha cuidado com as opiniões pessoais

Como já dissemos aqui, é importante que você faça alterações pontuais que facilitem a leitura e fluidez do texto. Além disso, essas mudanças ajudam a traduzir as intenções do autor sem que o leitor fique perdido, confuso sobre o que está sendo dito. No entanto, isso não te dá carta branca para mudar as opiniões do autor e a linguagem original.

É preciso ter compatibilidade com o estilo e com a mensagem do texto ao fazer uma tradução. Se você está traduzindo um artigo em russo sobre os feitos de Vladimir Putin, não pode simplesmente fazer críticas ao presidente porque pensa dessa maneira. Fazendo isso o texto perde o caráter de tradução e vira uma adaptação.

Revise o seu trabalho

E por fim, nunca finalize e entregue o seu trabalho sem fazer uma revisão minuciosa. E isso vale para freelancers de todas as áreas! Mesmo que esteja com um prazo apertado, deixe passar algum tempo e esfrie a cabeça para revisar o seu trabalho. Feito isto, leia o texto em voz alta e se puder, imprima-o. Com um papel em mãos fica mais fácil identificar erros e destacar aquilo que precisa de mudanças.

Muitos freelancers negligenciam essa parte do trabalho e deixam passar erros simples, mas que comprometem a qualidade final do texto. Por isso tenha em mente que revisar nunca é demais. Planeje seu tempo para reler o texto pelo menos duas ou três vezes antes da entrega.

E então, pronto para começar a atuar como tradutor? Conte para a gente as suas experiências na área! E se você quer praticar mesmo a escrita em outras línguas (ou em português mesmo), se inscreva para ser um freelancer Rock Content!

Um redator rock content!

Posts populares com esse assunto