Por Caroline Abrantes

Analista de Comunidade na Rock Content.

Publicado em 08/04/2020. | Atualizado em 11/05/2020


Neste artigo, escrito com a colaboração de freelancers experientes da Comunidade Rock Content, você vai descobrir como eles fazem para manter uma rotina próspera no trabalho remoto

Com a situação atual do COVID-19 em todo mundo, muitas empresas e profissionais que não tinham o costume de trabalhar de home office estão tendo que aderir a esse formato de trabalho.

Trabalhar em casa é uma experiência diferente para cada profissional

Novo para alguns e habitual para outros, o trabalho remoto tem muitas vantagens, desde que sejam seguidos alguns cuidados na rotina de trabalho e, o mais importante, haja autoconhecimento. 

Sabemos que as pessoas não são iguais, cada uma tem gatilhos e realidades diferentes. Por isso, o autoconhecimento sempre terá um peso maior que a experiência de outra pessoa, por mais benéfica que essa troca possa ser.

Sobre isso, a freelancer Gleice Souza explica que “cada um acaba desenvolvendo seu próprio método para trabalhar em home office, mas é bom contar com a experiência de outras pessoas para aprimorar as nossas.”

Foi pensando em retribuir para a sociedade tudo de bom que faz parte da vida freelancer que 5 profissionais da Comunidade Rock Content, com sólida bagagem no formato de trabalho remoto, compartilharam suas experiências, erros e acertos.

Confira a seguir o que os freelancers Mário Lúcio, Joanna Nandi, Bruna Giroldo, Rebeca Nascimento e Gleice Souza têm a compartilhar sobre o tema:

  • desafios no início do home office e como superá-los;
  • ambiente de trabalho e acordos com outros moradores da casa;
  • atendimento a clientes, horário de trabalho e intervalos;
  • o que não fazer ou evitar;
  • organização financeira em períodos de crise;
  • formas para manter a produtividade e o foco.

Trabalho remoto: os desafios de quem está começando e como superá-los

De acordo com a Rebeca Nascimento, para fazer home office, é essencial ter afeto pelo próprio espaço, sentir que está confortável e seguro ali. 

Abaixo, os freelancers contam um pouco sobre os desafios que tiveram quando começaram a trabalhar em casa.

Mário Lúcio

“Disciplina é o maior desafio. O que há externamente dá para superar com o tempo.”

Joanna Nandi

“Organizar a rotina (ainda é um desafio). Tem dias que é difícil encarar que estou em casa, mas estou trabalhando.

Pior ainda é explicar isso para os outros, mostrando que não dá de ficar 10 horas no telefone fazendo nada, receber visitas em qualquer horário ou sair quando bem entender.”

Rebeca Nascimento:

“Notei que muita gente se sente realmente incomodada de precisar passar vários dias em casa. A quarentena, pra muitos freelas, é similar à rotina normal. 

Para quem ainda está se adaptando a essa realidade, acho que algumas dicas legais são:

  • crie um espaço confortável de trabalho, separado de seus espaços de refeições ou descanso;
  • encontre um lugar na casa que seja agradável pro seu descanso, aquele lugar preferido para ‘fugir’ nos intervalos;
  • mantenha as coisas limpas e organizadas (por higiene e por sensação de bem-estar e harmonia);
  • aproveite pequenos momentos felizes com quem mora com você, converse, jogue, veja filmes em grupo;
  • separe um tempinho do dia para pegar sol na varanda, olhar o céu e respirar ar puro.”

Gleice Souza

“Me adaptar à nova rotina e aprender a ter foco. Acredito que não exista uma receita para conseguir essas coisas já no primeiro dia, realmente é questão de adaptação e disciplina.”

Trabalhando em casa: acordos com outros moradores

Comunicar com clareza é sempre a melhor opção e, nesse caso, não é diferente. Faz parte do trabalho remoto interagir com as outras pessoas que compartilham o mesmo local.

https://youtu.be/Mh4f9AYRCZ

A seguir, você descobre como os profissionais lidam com essa questão.

Mário Lúcio

“Costumam ser quietinhos, então não preciso intervir.”

Joanna Nandi

“Meu marido faz freela também, fica meio período em casa. Então, ele já entende.

A dificuldade foi com meu filho. É na base de muita conversa para ele entender que estou no computador, mas estou trabalhando e ele tem que colaborar — ótimo por estar perto do filho, péssimo por não conseguir dar tanta atenção.”

Bruna Giroldo

“Como tenho duas filhas em casa devido à suspensão das aulas, conciliar trabalho e os cuidados com as crianças, foi o maior desafio. Como resolvi essa situação? Com a técnica Pomodoro.

Embora um artigo ou projeto acabe demorando mais tempo para ser finalizado, consigo realizar mais funções sem me sobrecarregar. As crianças também ficam menos agitadas, pois recebem minha atenção de tempos em tempos.”

Rebeca Nascimento

“Acho que, para quem está começando o home office agora, vale a pena dedicar alguns minutos para explicar a quem mora junto a dinâmica do trabalho que faz. 

Os pais, por exemplo, às vezes não entendem a necessidade de concentração exigida para escrever ou revisar textos. Às vezes, eles nem entendem qual a nossa profissão, hehe. 

Então, sentar e explicar de forma amorosa o que faz e como eles podem ajudar é sempre um caminho, afinal, quem mora com a gente certamente se preocupa com nosso bem-estar e desempenho.” 

Gleice Souza

“Quando morava com os meus pais era um pouco complicado, porque era comum aquelas visitas surpresas no quarto para excluir alguém do Facebook ou ‘tirar o vírus’ do celular.

Agora que moro sozinha, só preciso lidar com a carência da minha gata.

O ideal no caso de quem está tendo problemas com relação a isso é conversar com os demais moradores sobre a sua situação e explicar que, mesmo estando em casa, você estará ocupado como se estivesse na empresa e que, por isso, não pode ser incomodado.

No trabalho remoto, um ambiente confortável é indispensável para manter a produtividade

Os freelancers foram unânimes em afirmar que organizar um cantinho apropriado para trabalhar ajuda a manter o foco, funcionando como um gatilho para a hora de trabalhar.

Mário Lúcio

“Meu quarto. A dica é estruturar seu ambiente como se fosse um escritório. Tenha suas metas sempre visíveis.”

Joanna Nandi

Acho fundamental ter o cantinho pra trabalhar. Montei um home office (apertado pra caramba, mas é o que tem pra hoje), e foi a melhor coisa. 

Uma escrivaninha legal, cadeira confortável fazem diferença nas dores (hahaha). Minha dica para todo mundo é sempre investir em uma segunda tela! Pra produção de conteúdo, que usa mil abas e referências, isso agiliza demais o trabalho. Fora isso, teclado e mouse de qualidade também fazem diferença.”

Rebeca Nascimento

“O que me ajuda muito a me organizar e conseguir produzir mesmo em meio à agitação da casa é ter meu safe place no quarto, com minha mesa e minha cadeira, coisas organizadas e, principalmente, um bom fone de ouvido (uso o JBL Tune 110) para isolar os sons externos.”

Gleice Souza

“Atualmente, trabalho no meu quarto mesmo, mas estou organizando um cômodo vago que tenho para servir de escritório, assim consigo separar melhor o trabalho da vida pessoal.

É legal ter um lugar próprio para trabalhar, porque o seu próprio corpo e mente se colocam em um ‘modo de trabalho.’

Outra dica para fazer o corpo sair da preguiça é se arrumar como se estivesse indo para o trabalho mesmo, mas podendo usar roupas mais confortáveis.”

Dicas para realizar atendimento a clientes de home office

Está gostando das dicas para trabalhar de casa? Neste tópico você vai entender como os freelancers interagem com seus clientes externos e poderá tirar algumas ideias para aplicar na sua rotina. 

Mário Lúcio

“Utilizo o LinkedIn, WhatsApp e Telegram pra isso. Estabeleça seus horários de atendimento. Nada de atender fora do seu horário, mostre para seu cliente que não é ‘a festa da uva’.

Joanna Nandi

“Meus atendimentos são, basicamente, por e-mail. Então, é a única notificação que nunca desativo do celular durante os períodos de foco no trabalho, porque gosto de dar um retorno rápido sempre que possível (e em horários viáveis, obviamente).”

Bruna Giroldo

“Sempre é feito baseado nessa divisão de tempo. O que, obviamente, pode ser flexibilizado de acordo com a demanda. Dessa forma, a produtividade e o foco também são altamente beneficiados.”

Gleice Souza

“Costumo utilizar o e-mail e WhatsApp para conversar com clientes. Para prospecção, utilizo as redes sociais. 

Neste tópico, acho importante falar sobre os acordos com os clientes sobre a questão do horário de trabalho, porque pode acontecer de o trabalhador receber mensagens pedindo alterações no meio da noite, o que pode atrapalhar o seu momento de descanso.

Para trabalhar de casa você também precisará determinar um horário de trabalho e de intervalo

Uma dificuldade comum entre quem trabalha em casa é se desligar da tela do computador ou das pendências do dia. 

Se até para quem trabalha em um escritório separado é difícil se desligar quando acaba o expediente, imagine para quem acaba o expediente no mesmo imóvel do momento de descanso

Por isso, tenha atenção especial a estas dicas abaixo.

Mário Lúcio

“Estabeleça horários que não atrapalhem seu rendimento. Eu costumo produzir melhor nestes horários: 7h às 10h, 15h às 18h e 20 às 23h.”

Joanna Nandi

“Tento trabalhar em horário comercial mesmo. Depois de cumprir a meta do dia, se acontecer cedo, me considero ‘de folga’, mas continuo trabalhando se ainda não deu a hora. 

Só pego mais leve mesmo no ritmo, tento deixar com menos cara de trabalho, como faço aos fins de semana. Porém, também há dias que rola hora extra, não tem jeito.

Faço pelo menos um intervalo de uma hora por dia e pequenas pausas para aliviar a cabeça.

Gleice Souza

“Tento estipular um horário delimitado para trabalhar, porém são comuns os dias em que eu precise acordar mais cedo ou dormir mais tarde para terminar todos os meus afazeres. 

Uma dica que eu posso dar é descobrir em que horário você é mais produtivo e focar esse tempo para as atividades mais importantes.

Como fica a organização financeira do freelancer em períodos de crise?

Como você viu até agora, o trabalho remoto é comum na rotina freelancer e eles já são especialistas no assunto. No entanto, muitas pessoas podem se perguntar como fica a organização financeira em períodos de incerteza, como o que estamos vivendo. 

A resposta é simples: como praticamente todas as conquistas da vida, é preciso disciplina e organização. Confira o que eles falam sobre esse assunto.

Mário Lúcio

“Eu utilizo o app Minhas Finanças pra organizar meu orçamento. Já tenho tudo organizado até dezembro em relação às despesas fixas. Sei quanto preciso produzir pra ter lucro e investir.”

Joanna Nandi

“Reserva financeira é sempre importante, né? Tenho uma reserva pra lidar com problemas e uma segunda reserva que fica na conta sempre disponível com o valor necessário pra pagar as contas dos próximos 30 dias.

Ajuda a ficar mais tranquila quando trabalho pensando: Ok, esse mês está pago, vamos focar no próximo. Diminui a pressão do dia a dia e, como eu tenho ansiedade, me ajuda a não surtar. Porém, não dá para dizer que é fácil colocar isso tudo em prática, né?

Pra isso, o controle financeiro no dia a dia é fundamental, com uma planilha ou um aplicativo. Assim, é possível ver onde gasto muito, o que é possível cortar, se está sobrando ou faltando. Depois, com o tempo, é possível criar as reservas pra ter um pouco mais de tranquilidade.”

Gleice Souza

“É importante economizar o máximo, porque não sabemos como estaremos nos próximos meses (podemos ter perda de demanda ou até mesmo sofrer ‘demissões’ durante esse período, então é importante se preparar).

O que for possível para utilizar esse tempo extra de se arrumar e ir pro trabalho como uma oportunidade para ganhar uma rendinha extra também pode ser bem-vindo nesse período, como ser um redator, designer ou editor freelancer.”

Mantendo a produtividade e o foco no trabalho remoto

A seguir você confere como os freelancers estão fazendo para lidar com as preocupações e conseguir manter o ritmo de trabalho

Mário Lúcio

“Se possível, desligue o celular no momento que estiver escrevendo ou revisando. Evite distrações. 

Leia algo que desperte sua criatividade e inspiração. Eu fico mais criativo ao ler livros de filosofia e ver vídeos com a mesma temática. Encontre o seu gatilho de inspiração.”

Joanna Nandi

“O que deu jeito na minha produtividade foi criar metas diárias e semanais e controlar tudo em uma agenda/planner — manual mesmo, não tem nada melhor do que escrever e rabiscar nessas horas.

Isso também ajuda demais na parte financeira, já que fica fácil identificar se vai faltar $$ ou se está sobrando pra colocar na reserva (ou gastar com besteira, né, acontece).

Junto disso, adotei o método Pomodoro com ciclos modificados pra encaixar melhor na minha produção. Depois de alguns ciclos, faço uma hora de intervalo — bem CLT. Depois que comecei a fazer isso, comecei a ter mais controle do tempo que trabalho por dia e ficou mais fácil parar de procrastinar.

Sobre o coronavírus, infelizmente minha rotina está basicamente igual (deu um choque de realidade grande isso aí), tirando o filho em casa em tempo integral, então não tenho muito a acrescentar.”

Rebeca Nascimento

“No período pré-coronavírus eu estava batendo todas as minhas metas e era super produtiva. Confesso que a avalanche de notícias me deixou bem desestabilizada e ‘viciada’ em ver e ouvir sobre tudo relacionado ao tema. É claro que a produtividade caiu, (risos). 

Mas tenho notado que é fundamental buscar um equilíbrio no que absorvo de informações e aproveitar esse privilégio que é continuar com a rotina trabalhando em casa.”

Gleice Souza

“Além de deixar o celular no modo avião, costumo ter um timer rodando por 30 minutos e, nesse tempo, dedico todo o meu foco ao trabalho que estou fazendo. 

Depois que passar dessa meia hora eu terei uma ‘recompensa’, que é dar uma olhada rápida nas redes sociais e mensagens.”

5 dicas extras para um home office super produtivo: o que não fazer ou evitar

Mário Lúcio

“1. Evite almoçar na frente da TV, computador ou celular. 

2. Não fique só no quarto, ande pelo seu quintal, se for casa, ou dê uma passeada pelo apartamento.”

Joanna Nandi

“3. Acho fundamental ter controle sobre a rotina e não trabalhar 7 dias por semana. Mas não vou falar sobre isso, porque eu sei que não é pra fazer, mas faço.”

Gleice Souza

“4. Redes sociais tomam muito o nosso tempo, por isso é bom deixar o celular no modo avião (a não ser que você precise conversar com clientes pelo WhatsApp). 

5. Além disso, passar muito tempo sentado me faz ter muitas dores nas pernas, então é legal dar umas pausas para caminhar um pouco.”

Está gostando das dicas? Vai aplicar alguma delas na sua rotina de home office? Para finalizar, deixo aqui um recadinho especial da Bruna Giroldo para todos os profissionais que estão trabalhando de casa neste momento:

“No geral, ter em mente que o isolamento é uma solução necessária e temporária colabora para que esse período passe de forma mais tranquila, tendo em vista que o que está em jogo é a nossa saúde, de nossa família e do nosso planeta.”

Algumas respostas foram adaptadas para melhor entendimento.

Para finalizar

Espero que você tenha gostado das experiências compartilhadas e que as dicas sejam úteis para a sua realidade no trabalho remoto.

Se você se identificou com a realidade da vida freelancer e gostaria de investir na sua carreira como produtor de conteúdo autônomo, saiba que estamos com vagas abertas para diversas modalidades! 

Realize a inscrição pelo link e comece agora mesmo a sua mudança de vida!

Powered by Rock Convert



Posts populares com esse assunto