trabalhar como revisor

Afinal, vale a pena trabalhar como revisor? Leia e entenda

Você tem o que é preciso para se tornar um revisor freelancer, mas não sabe se vale a pena apostar na carreira? Encontre as respostas aqui!
Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert
Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Você sabe o que fazer em uma revisão de texto e está em dúvida se é vantagem trabalhar como revisor?

Desconhece completamente a profissão, mas foi introduzido a ela por um amigo porque tem habilidades excepcionais com a língua portuguesa?

Está buscando a oportunidade de fazer um dinheiro extra no seu tempo livre?

Se a resposta para qualquer uma dessas perguntas é sim, veio ao lugar certo.

Hoje vamos lhe mostrar exatamente o que faz um revisor, como é sua rotina, o que diferencia seu trabalho, quais competências e habilidades deve ter este profissional e por que você deveria investir na carreira. Depois desta leitura será fácil entender que trabalhar como revisor é uma boa ideia, principalmente em momentos de crise.

Curioso para encontrar essas respostas? Então veja se vale a pena trabalhar como revisor nos pontos a seguir.

Mas se você quiser aprender a revisar textos no mesmo padrão dos melhores revisores da Rock Content, é só assistir ao webinar com a Luiza Drubscky! Nele, ela vai te mostrar, na prática, todo o passo a passo que utilizamos para fazer nossas revisões.

E que tal vê-lo até duas vezes mais rápido e aprender melhor? Veja como fazer isso com o hack que ensinamos para aprender rápido e se torne expert em revisão na metade do tempo!


O que é preciso para trabalhar como revisor?

Primeiramente, devemos endereçar o que é preciso ou esperado de alguém que resolve trabalhar como revisor. Pode parecer que basta um domínio da língua portuguesa para ingressar nessa carreira, mas a verdade é que como qualquer outra área de atuação há desafios específicos que um profissional pode esperar ao ingressar na revisão.

É que além de ser bom com o português o revisor precisa, acima de tudo, ser um grande observador e uma pessoa apta a fazer alterações em um texto sem necessariamente mudar o seu sentido.

Talvez você imagine que a vida de um revisor é muito simples e basta a ele corrigir algumas vírgulas ou mudar a ordem de palavras em uma frase para que ela faça mais sentido. Entretanto, na prática, os revisores são a chancela de qualidade de um texto e, por isso, o seu papel vai muito além das mudanças estéticas que podem torná-los mais escaneáveis ou menos truncados.

O revisor deve ter um olhar atento para os problemas que podem aparecer em um texto e eles nem sempre são de origem sintática ou gramatical. É muito comum, por exemplo, que na ânsia por responder todas as questões colocadas em um briefing um redator troque os pés pelas mãos e inclua informações demais, que colocam um conteúdo em outro ponto do funil de vendas.

E aí? Como um revisor pode lidar com esse tipo de problema? Na maioria dos casos, apontar isso para o redator pode ser o suficiente para que ele melhore alguns trechos e faça com o que o seu trabalho seja mais simples.

Mas em tantos outros será necessário resolver sozinho pequenos problemas, eliminar algumas informações inconsistentes e criar conectivos que não alterem a intenção inicial de quem escreveu a peça, porém façam dela mais apropriada às expectativas do cliente.

Pense no revisor de textos, então, como um Diretor de Criação. Esse profissional das agências publicitárias raramente coloca a mão na massa e faz layouts como os Diretores de Arte. Ainda assim cabe a ele garantir que tudo que sai do departamento de criação está adequado às necessidades do cliente.

Então ele precisa observar e fazer comentários pontuais, sugerir modificações ou até mesmo decidir quando é hora de avançar por outro caminho. O revisor se deparará, ao longo de sua carreira, com muitas situações similares. Equilibrar o que o cliente espera de um trabalho e as competências de quem o produziu é parte da sua rotina e isso exige a chamada inteligência emocional.

Fora isso, é claro, o profissional deve ser um ávido leitor e ter muita experiência em construir frases, parágrafos e textos de sucesso. O bom revisor deve, antes de tudo, ser um produtor de textos excelente e mesmo que essa habilidade possa ser adquirida com o tempo você deverá investir nela antes mesmo de pensar em trabalhar como revisor.

Como trabalhar como revisor?

Uma das maneiras mais populares de ingressar no mercado da revisão de textos é encontrando espaço em uma plataformas. Mas há outras diversas formas de se trabalhar como revisor que não exigem nenhum tipo de intermediário. Fazer um bom portfólio e dar início a estratégias de divulgação entre o seu grupo de amigos pode ser o suficiente para colocá-lo no mercado e começar a estabelecer seu nome.

Entretanto, um dos maiores desafios nesse momento é escolher especificamente a área de atuação desejada. Um revisor não precisa, necessariamente, trabalhar com a produção de conteúdo para a web. Embora essa seja uma das carreiras mais prolíficas que este profissional pode ter há casos em que revisores pretendem trabalhar com temas em específico e que podem exigir adaptações, estudos, desenvolvimento de habilidades e contatos específicos para se chegar lá.

Imagine, por exemplo, que você gostaria de revisar periódicos científicos. Mesmo que não seja preciso estudar biologia, ciências médicas ou algo do tipo, leituras e cursos em particular podem colocá-lo em vantagem. Outro tipo de carreira em especial que um revisor pode seguir é a de revisor bilíngue.

Nesse caso, certificações e experiência também serão cobradas para garantir que você tem as exatas competências que a escolha profissional em questão demanda. Trabalhar como revisor, portanto, exigirá que você contemple exatamente o que gostaria de fazer da vida a partir de agora e trace um plano para conquistar isso.

O que compõe a rotina de um revisor freelancer?

A rotina de um revisor freelancer pode ser tão variada quanto as formas como ele atua no mercado. Por isso queremos dizer que nenhuma será como a outra. Algumas pessoas manterão seus empregos e trabalharão com revisão nas horas vagas, enquanto tantas outras se dedicarão exclusivamente à nova profissão.

Decidir exatamente em qual desses grupos você se encaixa é o que definirá a sua futura rotina como freelancer. Em seguida, estabelecer como cobrará pelos seus serviços, descobrir que tipos de clientes atenderá e como fará a divulgação dos seus trabalhos também nortearão a maneira como abordará a profissão.

A rotina de um freelancer é estabelecida por ele mesmo. Isso se traduz em flexibilidade, na possibilidade de trabalhar de onde quiser e como quiser, mas não significa a renúncia completa das responsabilidades. O que faz um profissional ser reconhecido ao trabalhar com revisão é o compromisso, a confiança e a capacidade de organização que transmite para seus clientes.

Por que trabalhar como revisor?

O principal motivo que faz com que alguém invista em uma carreira de revisor é a possibilidade de se recolocar profissionalmente. Especialmente agora, em que o país luta para se recuperar de uma crise, encontrar empregos e buscar um lugar no mercado pode ser difícil. Nesses momentos investir no seu próprio negócio, ainda que ele seja um escritório de revisão com um único funcionário, pode ser uma grande ideia.

Todavia, há muitas outras razões pelas quais a profissão revisor pode lhe chamar a atenção. Ter controle sobre o quanto trabalha e o quanto ganha pode ser importante para pessoas que não estão fora do mercado agora, mas por alguma necessidade específica precisam fazer um dinheiro extra e ficar mais tempo em casa.

Uma mãe de um bebê recém-nascido, por exemplo, pode ter visto seus gastos aumentarem e a sua renda diminuir ao se afastar do trabalho por um tempo. Encarar um trabalho como revisor é uma forma que ela tem de manter as contas em dia e ficar próxima de seu neném.

Pessoas com dificuldades de locomoção, que estão esperando serem chamadas em um concurso, tiveram suas horas no escritório reduzidas recentemente ou querem experimentar uma atuação profissional diferente todas têm motivos para pensar uma carreira como revisor.

O que o move para ingressar na profissão não deve ser um problema. São as decisões que você tomará a partir do momento que resolver encarar esse desafio que farão a diferença no longo prazo.

Como se iniciar na carreira de freelancer

O que diferencia o trabalho de um revisor?

Um revisor bem-sucedido e alguém que simplesmente está dedicando algumas horas à profissão são diferenciados pelo comprometimento. Quem realmente deseja tornar essa escolha uma carreira da qual colherá frutos para sempre investe em se tornar o revisor ideal sempre que possível.

Esse investimento nem sempre significa gastar dinheiro. Na maioria das vezes, o que faz um revisor ser mais ou menos competente do que o outro é o tempo que ele está apto a colocar em seu trabalho. Há uma miríade de cursos online, vídeos no YouTube, apostilas e e-books que podem ser baixados para que você estude sozinho, de onde quer que esteja.

Obter certificações como as oferecidas pela Universidade Rock Content também é outro diferencial que fará com que o mercado entenda que alguém leva a própria profissão a sério e deseja destacar-se nela. Mas é a maneira como lidamos com clientes, interpretamos suas demandas e reagimos às solicitações que nos fazem que realmente define o sucesso de um revisor, seja ele autônomo ou integrado a uma equipe de trabalho.

Que formação tem um revisor?

Quando falamos em certificação é inevitável pensar no grau de formação que um revisor precisa para atuar profissionalmente. Entretanto, você não deve necessariamente se preocupar com isso. Formação superior e até mesmo uma pós-graduação podem fazer com que se torne um profissional melhor, mas elas não significam tudo.

Temos revisores na Rock Content que vem das mais diversas profissões. Boa parte deles, é claro, sempre teve uma afinidade com a escrita e cursou faculdades como as de Letras, Comunicação Social, Jornalismo ou Publicidade. Todavia, não é preciso ser formado em nenhuma dessas especialidades para ser um bom revisor.

Há entre os nossos colaboradores gente graduada nas ciência biológicas ou até em carreiras de exatas. O que todos eles têm em comum, porém, é a dedicação que colocam em seus trabalhos. A formação de um revisor é feita na prática e no dia a dia, por meio dos feedbacks que eles oferecem e recebem e com auxílio dos analistas de tarefas, clientes e redatores.

Se o seu receio de trabalhar como revisor é não ter tido uma formação clássica que priorizasse a Língua Portuguesa não se preocupe. Há muitos materiais aqui no blog que podem lhe ajudar.

Vale a pena trabalhar como revisor?

A resposta que você busca nesse texto, caso ainda não esteja clara, é sim. Trabalhar como revisor é uma das opções profissionais mais bem-sucedidas que alguém pode fazer caso esteja apto a se dedicar e a aprender diariamente com ela.

O trabalho de um revisor é fundamental e esse profissional é cada vez mais demandado pelas empresas e instituições que, hoje, têm consciência do quão importante é entregar mensagens claras e bem redigidas para seus públicos.

Por isso, trabalhar como revisor é uma oportunidade pujante de, simultaneamente, aprender e ensinar e de colocar os seus talentos a favor de algo maior. Não estamos exagerando quando falamos isso. Um revisor é uma parte tão importante da produção de conteúdo quanto quem planeja pautas, analisa métricas e redige peças irresistíveis.

Sem o seu trabalho todas as demais etapas que compõe o funil de vendas e direcionam um cliente para a decisão de compra podem acabar indo por água abaixo. Afinal, você não clicaria em um anúncio ou se dedicaria a interagir com uma empresa cujas postagens na internet lhe dão calafrios só de ler.

Um bom texto é uma marca de credibilidade e o profissional de revisão o responsável por fazer com que eles transmitam essa ideia.

Há um ditado nas disciplinas criativas que diz que o bom design é imperceptível. O mesmo pode-se falar da revisão. Quando ela não está presente é que notamos a falta que faz e como impacta a maneira como avaliamos (positiva ou negativamente) um conteúdo ou mensagem.

Talvez lhe pareça que há uma invisibilidade inerente ao se trabalhar como revisor. Entretanto, saber que você é peça fundamental na confecção dos resultados obtidos pelo cliente já faz com que tudo valha a pena.

Trabalhar como revisor pode ser uma opção para quem quer se recolocar profissionalmente, deseja novos desafios ou precisa imediatamente de uma grana extra. Mas acima de tudo pode ser uma atividade recompensadora e que genuinamente fará você mais interessado na própria atuação profissional.

Gostou da ideia, entretanto não sabe por onde começar? Trabalhar como revisor é mais fácil quando você encontra clientes e o suporte de uma comunidade. Inscreva-se na Plataforma Rock Content e descubra os benefícios reais de ingressar nessa área!