Priscila Kamoi - Colunista

3 coisas que você precisa saber para ser um nômade digital trabalhando com blog de viagens

Quer saber se o nomadismo digital é para você? Confira o que a Priscila Kamoi tem para te falar! ;)
Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

No início eu não sabia muito bem como rentabilizar meu sonho de trabalhar e viajar ao mesmo tempo. Mas a verdade é que existem diversas formas de ganhar dinheiro sendo nômade digital.

Há 4 anos, comecei o blog por hobby de forma despretensiosa para contar meus relatos de viagens e falar sobre felicidade, empreendedorismo e propósito de vida, temas que estava estudando na época.

O principal motivo era o desespero, a infelicidade no mundo corporativo. Ganhava bem, estava em uma multinacional, com cargo e salário excelente, mas não era feliz. Como assim? Quanta ingratidão. Por isso, decidi me conhecer melhor e estudar sobre o tema felicidade.

Com o tempo fui descobrindo formas de ganhar dinheiro com o blog — anúncios, infoprodutos, Google AdSense, consultorias, roteiros personalizados, meu ebook, meu programa online de empreendedorismo.

Tudo foi surgindo conforme o tempo e a necessidade dos meus leitores, que pediam dicas e orientação, tanto de viagens quanto de vida.

Ganhando dinheiro online, percebi que poderia ter essa renda passiva e viajar, enquanto ganhava dinheiro e trabalhava. Me tornei uma nômade digital por meio do meu blog de viagens.

Aqui vou compartilhar algumas coisas que aprendi na minha trajetória, entre elas, as principais lições que aprendi, as características que você precisa ter para ser nômade e, finalmente, indicações de livros!

Lições que aprendi sendo nômade digital com travel blogger

Infelizmente, nem toda profissão permite que você seja um nômade digital. Apesar disso, esse estilo de vida já é possível para muitos profissionais freelancers e para empreendedores digitais.

Existem diversas opções para trabalhar com nômade digital: escritores, blogueiros, contadores, programadores, profissionais de SEO, designers, fotógrafos, e-commerces, tradutores e consultores.

A maior parte desses profissionais trabalha nas áreas de tecnologia e da criação de conteúdo digital.

Eu escolhi a de travel blogger, criação de conteúdo para meu blog, youtube, redes socais e vou relatar algumas coisas que aprendi nesses mais de 4 anos de jornada.

priscila kamoi

Foto: @priscilakamoi

1. Aquela imagem do computador na frente da praia não procede

Você não tem tomada, sente calor, não enxerga a tela direito e a internet não funciona! Rs.

Brincadeiras à parte, quando trabalhamos de qualquer lugar do mundo, dependemos de boa internet. Portanto, antes de programar sua viagem, verifique a internet do local, você vai depender dela.

2. Sua viagem nunca será apenas para turismo

Enquanto eu ganho um hotel, estou com a cabeça no trabalho, produzindo conteúdo, tirando fotos, anotando coisas, me preocupando sempre em fazer um bom trabalho de divulgação.

Portanto, não existem mais férias, estamos sempre conectados. O que parece férias é trabalho, mas de uma forma legal. Vai ter que saber conciliar diversão do trabalho e separar o tempo para cada um.

3. Acompanhe as mudanças na tecnologia

Quando comecei, as pessoas liam mais blogs e, hoje em dia, acredito que elas têm menos paciência para isso e querem uma dica mais rápida pelo Instagram.

Ainda assim, o blog continua tendo muitos acessos e o público que está lá converte melhor em vendas porque tem maior interesse em viajar. O que é excelente!

Mas veja só: a qualidade dos vídeos do Youtube aumentou, assim como as câmeras e  as lentes. O Snapchat está morrendo e surgiram os Stories do Instagram. O IGTV surge no Instagram para ser um Youtube. E esses são apenas alguns exemplos!

Então, temos que sempre nos adaptar e acompanhar a tendências. Não podemos ser resistentes à mudança.

3 características que você precisa para ter sucesso como nômade

1. Disciplina

Somos nômades, empreendedores e freelancers. Não temos chefes, mas temos clientes — o que é muito pior.

Como não bato ponto e trabalho de casa, tenho que ter a disciplina de fazer o que tem que ser feito, mesmo quando não tem ninguém cobrando, olhando ou pedindo.

Essa disciplina vem de dentro e só a gente sabe controlar. Temos que manter uma rotina, cronograma, listas, metas.

2. Planejamento

Como estamos sempre viajando, temos que planejar as viagens e hospedagens a longo prazo. Ou seja, planejar a vida para os próximos meses.

3. Organização

Como eu disse acima, estamos sempre trabalhando e viajando ao mesmo tempo. Temos que organizar o dia, o que é trabalho e o que é férias.

Além de organizar as finanças, pois como todo empreendedor e freelancer, temos meses que ganhamos bem e outros que não faturamos muito. Portanto, é preciso ter organização.

planilha de controle de gastos

Livros que me inspiraram a ser nômade

1. “Trabalhe 4 horas por semana” — Tim Ferris

Siiiim, o guru dos nômades digitais.

Se você quer ser nômade, tem que ler esse livro. É tipo um manual pra vida!

Esqueça o velho conceito de trabalho. Não espere chegar a aposentadoria para começar a aproveitar a vida. Se o seu sonho é escapar da rotina, experimentar grandes viagens pelo mundo, ter uma renda mensal de cinco dígitos ou apenas viver mais e trabalhar menos, “Trabalhe 4 horas por semana” é o livro de que você precisa.

Este guia para um novo estilo de vida ensina:

  • como o Tim Ferriss passou de 40 mil dólares por ano e 80 horas de trabalho por semana para 40 mil dólares por mês e 4 horas por semana;
  • como treinar seu chefe para que ele valorize desempenho em vez de presença;
  • como trocar uma longa carreira por pequenos períodos de trabalho e mini aposentadorias frequentes;
  • além de vários truques e ferramentas, bem como atalhos de alta tecnologia, para viver como um diplomata ou milionário, sem ser nenhum dos dois.

2. “O poder dos inquietos” — Chris Guillebeau

Se precisa daquela inspiração e motivada, leia de quem deu certo!

O mundo nos indica sempre a mesma mensagem, de nos ajustarmos a um sistema que já existe. Você não precisa mudar tudo, mas de espaço para exercer sua criatividade e ir ampliando os acertos de sua jornada. Essa é a proposta do autor.

Chris mostra como explorar suas próprias ideias, estabelecer metas mais estimulantes e encontrar meios de trabalhar utilizando suas maiores habilidades para alcançar seu sonho — viver a vida como uma feliz aventura, não como uma passagem do tempo.

Com a inspiração e a orientação proporcionadas por inúmeras histórias presentes no livro, você poderá elaborar seu próprio plano para viver como realmente deseja. E, ao mesmo tempo, fazer do mundo um lugar melhor.

3. “Propósito” — Sri Prem Baba

Aquele livro para você se encontrar. Saber qual é o propósito é saber o que viemos fazer aqui; e o que viemos fazer aqui está intimamente relacionado àquilo que essencialmente somos, ou seja, o programa individual da alma está relacionado à consciência do Ser.

O que eu falo sempre para meus leitores que me mandam mensagens pedindo conselhos é: comece.

O primeiro passo, o mais importante do processo, é reconhecer que você quer mudar. É pensar em você em primeiro lugar e relembrar que você pode e merece ter uma vida fantástica.

COMECE pensando, refletindo, cortando gastos, estudando… Pense no que te faz feliz, no que gosta de fazer e veja se existe a possibilidade de trabalhar com isso através da Internet. Ela é nossa carta de alforria.

Há 4 anos, encontrei formas de ganhar dinheiro através da internet com toda mobilidade e flexibilidade de um trabalho. E quer saber? Estou feliz assim.