Por Julyana Andrade

Apaixonada por praia, tatuagens, séries e home office. Meio nerd. Mãe de gato e calopsitas.

Publicado em 21/01/2019. | Atualizado em 17/01/2019


Revisão acadêmica, técnica, editorial, de provas, literária, publicitária e de conteúdo para web. Conheça todos os tipos de revisão neste post!

Você já parou para pensar nos variados tipos de revisão de texto que podem ser feitos? Essa divisão existe para que o trabalho seja totalmente alinhado às características de cada demanda. Afinal, uma revisão acadêmica nem de longe se parece com a revisão realizada em um blog post, por exemplo.

Apesar disso, nem todo mundo está por dentro das diferenças e os tipos de trabalho que cada uma delas demanda. Quer conhecer melhor as diferenças e aplicações das principais modalidades? Quais são as peculiaridades e exigências de cada uma delas? É o que explicamos neste post. Boa leitura!

Revisão acadêmica

A revisão acadêmica é voltada para trabalhos como teses, dissertações, monografias, TCCs, artigos, relatórios, projetos, entre outros. Ou seja, diz respeito a um trabalho mais científico e especializado.

Por isso, é preciso ter mais familiaridade com esse tipo de linguagem, além do conhecimento no que diz respeito às normas de padronização — como a famosa ABNT.

Não é extremamente necessário que esse revisor domine os aspectos técnicos tratados no texto, indo além das questões linguísticas. O trabalho de avaliar a argumentação e a veracidade das informações, por exemplo, é papel de outros especialistas, como o orientador.

Revisão técnica

Esse trabalho consiste na interferência realizada por um profissional que tem qualificação acadêmica relacionada ao texto que será trabalhado. Dessa forma, o autor tem uma garantia maior de receber um feedback externo acertado e que, ao mesmo tempo, não tem compromisso com o conteúdo apresentado. Sendo assim, trata-se de um excelente recurso para que o escritor trabalhe além das sugestões oferecidas por seus orientadores.

O revisor técnico também pode trabalhar na revisão por pares (também chamada de revisão paritária ou arbitragem), que consiste na avaliação de artigos científicos para publicação.

Nesse caso, o editor de uma revista científica contrata dois revisores especialistas para avaliar criteriosamente um mesmo trabalho acadêmico. Os dois revisores trabalham de modo anônimo — eles não conhecem o autor, assim como o autor não os conhece — e, de acordo com seu parecer, o editor decide se o artigo será ou não publicado.

Nota do editor:
Para aumentar o seu arsenal de ferramentas contra os erros da língua portuguesa e facilitar sua revisão, confira nosso guia gratuito com 63 erros para evitar na escrita e dicas simples de como evitá-los!

63 erros para evitar na escrita

Revisão editorial

Já a revisão editorial é o trabalho de correção de erros gramaticais e até mesmo da forma como o autor se expressa em um texto. Também está totalmente ligada a questões estruturais como referências e notas de rodapé.

É um trabalho feito para conferir e aprimorar textos de jornais, revistas, periódicos e outros materiais relacionados a essa linha editorial. Além disso, o revisor verifica questões como a linguagem adotada, buscando criar uma ligação direta com o público e uma uniformidade entre os conteúdos publicados.

Revisão de provas

Aqui, o revisor lê o trabalho já finalizado — e até diagramado — e vai além de verificar erros de linguagem. Ele também busca problemas ligados à tipologia, como é o caso de espaçamentos a menos ou a mais, numerações de tópicos e aspectos relacionados à paginação.

O objetivo é checar a qualidade do conteúdo antes de ser publicado, incluindo a coerência entre textos, figuras e tabelas, se existirem. Nessa fase, o revisor verifica erros e necessidades de adaptação depois que o trabalho já está diagramado e pronto para ser publicado, portanto, deve identificar inconsistências que não existiam enquanto se tratava apenas do texto escrito.

Revisão literária

Nesse tipo de trabalho, além de corrigir erros ortográficos e gramaticais, o revisor também precisa levar em conta aspectos como o tipo de texto e o estilo do autor.

Na revisão de poesia, o revisor não deve alterar as rimas e o ritmo criados pelo poeta. Já na revisão de romances, é preciso tomar o cuidado de separar o que é erro e o que é a intenção do escritor — que pode incluir palavras erradas para caracterizar um personagem, por exemplo.

Para realizar esse tipo de trabalho, o revisor pode adotar duas abordagens:

  1. restritiva, que está ligada apenas a correções linguísticas. Também pode ser chamada de “revisão mecânica”, já que são feitas apenas correções relacionadas a equívocos mais superficiais (como erros de ortografia, acentuação, digitação e pontuação) e não existe a necessidade de tecer considerações críticas sobre as modificações realizadas;
  2. extensiva, que oferece mais liberdade, permitindo que sejam feitos melhoramentos e correções de todo o conteúdo.

Revisão publicitária

A revisão publicitária é a correção de textos escritos por redatores. A finalidade desses artigos é fazer a divulgação de algo — que pode ser um produto ou serviço —, mostrando para o público quais são suas características e benefícios. A ideia é alcançar um grande número de pessoas.

Em outras palavras, trabalha-se com textos utilizados em anúncios de revistas ou jornais, propagandas, jingles ou qualquer outra peça voltada para a publicidade. Normalmente são curtos, mas com um tamanho suficiente para apresentar uma oferta e suas vantagens, realizar uma chamada para ação e fornecer algum contato.

Nesse sentido, o trabalho da revisão consiste em corrigir erros e avaliar se a peça não vai gerar problemas ou outros danos para o cliente. Por isso, a pessoa responsável por essa etapa deve estar por dentro de questões ligadas à publicidade e ainda saber avaliar quando uma produção pode gerar um efeito contrário ao que se espera.

Revisão de conteúdo para web

O revisor de conteúdo para web também tem a função de conferir o trabalho entregue pelo redator. Entretanto, nesse caso o revisor precisa conhecer aspectos específicos dessa modalidade — é o caso da adequação à pauta (persona e linguagem) e do uso das ferramentas de SEO, como posicionamento de palavra-chave e inclusão de links, fatores que influenciarão no ranqueamento do site nos mecanismos de busca.

O trabalho do copidesque

Dentro desse contexto de revisão para web, surge o que podemos chamar de copidesque (ou copy desk). Nesse caso, o revisor não atua apenas com a verificação de ortografia e gramática. Ele tem a liberdade de fazer uma limpeza no texto, corrigir problemas de estrutura e melhorar o encadeamento das ideias e a fluidez da leitura.

Assim, de certa forma, podemos dizer que é o profissional que deixa um artigo adequado para a publicação, aprimorando o que foi entregue pelo redator. Só é preciso tomar o cuidado para não descaracterizar a linha de raciocínio e a organização das ideias que o autor tentou passar inicialmente.

Como você pôde ver, existem diversos tipos de revisão de texto e cada um deles demanda um tipo de trabalho distinto. No caso da revisão de conteúdo para web, por exemplo, o profissional tem mais liberdade de mexer no artigo, enquanto na acadêmica o trabalho é muito voltado para a verificação da adequação às normas de padronização. Conhecer melhor cada uma das modalidades é um grande passo para saber escolher qual caminho você vai querer traçar.

Ficou interessado por esse tipo de trabalho? Quer se tornar um revisor freelance de conteúdo para web? Então, cadastre-se agora mesmo e não perca a oportunidade de fazer uma grana (seja como fonte de renda principal, seja como renda extra)!

Posts populares com esse assunto