Por Carolina Simões

Analista de Planejamento na Rock Content.

Publicado em 26/09/2016. | Atualizado em 20/11/2017


Um texto âncora faz a ligação entre vários hiperlinks relevantes e um conteúdo escrito. Descubra como planejá-los fazer seus posts ainda mais virais!

Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Um texto âncora é um elemento extremamente importante em uma estratégia de marketing de conteúdo. Ele tem um papel essencial dentro de um blog, como seu próprio nome diz, de servir como base para conectar os diversos assuntos ali tratados.

Além de ser um espaço que proporciona excelente oportunidade de linkagem interna, ele também possibilita que o leitor tenha uma visão mais ampla e detalhada sobre o assunto discutido.

Por resultar em um artigo muito mais complexo, a pauta desse conteúdo também possui suas peculiaridades. Em resumo, é preciso que ela seja muito mais detalhada, ofereça maiores condições para que o redator desenvolva o texto e tenha um cuidado maior no momento da definição de seu tema.

Mas não entre em desespero! Produzir um texto âncora pode parecer uma tarefa complexa, mas não há nada que boas dicas práticas não resolvam. Por isso, vamos às orientações.

Qual é o objetivo de sugerir uma pauta de texto âncora?

Antes de mais nada, é importante entender o que é um texto âncora, qual sua importância e como utilizá-lo corretamente. Neste contexto, estamos falando de um conteúdo de 3 mil palavras, que sirva como postagem para conectar com os demais conteúdos do blog.

Mas, para compreender melhor sua utilidade, é preciso voltar um pouco mais no conceito de text anchor. Esse termo diz respeito às palavras que mostram o trecho de um texto que está conectado à outra página, fazendo referência ao conteúdo — como este que explica o que é um texto âncora.

Por isso, o conteúdo que estamos tratando aqui é aquele que é extenso o suficiente para conseguir fazer uma série de conexões com o restante do conteúdo disponível no blog, servindo como um guia para que o leitor se mantenha no site, navegando pelas demais postagens.

Por isso, em resumo, os benefícios de um texto âncora dentro de um blog são:

  • Oferecimento de informações mais completas para a persona;
  • Facilidade no reconhecimento pelos buscadores como fonte de conteúdo rico;
  • Melhora na linkagem interna e externa;
  • Aumento da força do domínio.

Como escolher a palavra-chave?

Para escolher a palavra-chave a ser utilizada em um texto âncora, é preciso prestar bastante atenção.

O primeiro passo é selecionar o tema mais adequado, de acordo com a estratégia. É preciso que ele seja amplo o suficiente para que seja possível destrinchá-lo nos subtópicos a serem desenvolvidos. Afinal, são, pelo menos, 3 mil palavras a serem trabalhadas de forma objetiva e simples.

Ao mesmo tempo, é importante que seja encontrado um termo bastante específico e que possua busca orgânica suficiente para ser acessado. É necessário levar a persona a se interessar em ler um conteúdo tão extenso e levá-la à próxima etapa do funil de vendas.

Por isso, é importante que a estratégia por trás daquele conteúdo seja lida com bastante atenção para encontrar um tema amplo o suficiente, que ainda não foi tratado, que possa ser ligado aos demais conteúdos já publicados.

É necessário fazer uma breve visita ao site para que essas informações sejam coletadas e passadas na descrição da pauta, deixando claro o que deve ser feito pelo redator.

Além disso, um dos principais objetivos de sugerir uma pauta como essa é permitir que a estratégia de link building seja mais bem trabalhada dentro do blog. Por se tratar de um texto mais amplo, é necessário que a palavra-chave também seja mais generalizada, permitindo que o artigo consiga tratar o assunto de forma aprofundada, explorando algumas variações da escolhida.

Para que essa ideia fique mais clara, vale a pena dar um exemplo:

Imagine que o blog de uma academia esteja interessado em produzir conteúdo sobre vida saudável e exercícios físicos. Ao falar sobre musculação, por exemplo, seria necessário trabalhar textos menores com palavras-chave como “benefícios da musculação”, “dicas de musculação”, “exercícios de musculação” etc.

Quando todas essas abordagens já tiverem sido trabalhadas no blog, é chegado o momento de sugerir um texto de 3 mil palavras sobre o assunto, com o tema “Musculação: tudo que você precisa saber sobre o assunto” ou algo do tipo.

Mas por quê? Todas as informações já não foram dadas em outros textos?

A ideia é exatamente essa!

Ao publicar um texto extenso sobre o assunto, o blog terá maior chance de bom posicionamento para um termo amplo. Além disso, os subtópicos trabalhados terão de abordar questões que já foram mais bem aprofundadas em outros textos, dando a oportunidade de linkagem entre os artigos e permitindo que o leitor vá de um texto mais amplo para um mais específico, tirando suas maiores dúvidas sobre o tema.

Como planejar a publicação de um texto de 3 mil palavras?

Para que um texto âncora alcance todo o seu potencial, é necessário que o planejamento da estratégia seja bastante cuidadoso e esteja de acordo com as especificidades desse tipo de conteúdo.

Se esse tipo de texto for publicado explorando um assunto novo que nunca foi tratado no blog, ele será desperdiçado, pois não haverá links e conexões suficientes no blog para que o leitor percorra o funil.

Esse detalhe nos faz lembrar que uma boa estratégia de marketing de conteúdo só alcança o sucesso quando é realizada em longo prazo. Por isso, o ideal é fazer um planejamento trimestral — não tão curto nem tão extenso — permitindo que esse texto seja posicionado estrategicamente no calendário de publicações.

Então lembre-se: se no próximo mês você pretende publicar um texto âncora sobre “decoração de casa”, por exemplo, textos menores com variações desse tema devem começar a ser trabalhados já neste mês. Assim, no momento da produção do conteúdo mais extenso, as palavras-chave relacionadas já estarão disponíveis no blog e sua tarefa será apenas fazer a linkagem entre elas.

O ideal para ter este controle é o responsável pela estratégia ter sempre em mãos um calendário de publicações ou até mesmo uma simples planilha para registrar os temas que já foram tratados e outros que têm potencial de se tornar um conteúdo mais amplo e rico.

Dessa forma, ficará mais fácil visualizar o lugar de cada texto ao longo do tempo de execução da estratégia.

Quais são os detalhes de uma pauta de texto âncora?

Uma pauta de texto âncora merece alguns cuidados a mais do que a de uma postagem comum. O principal motivo é o fato de ela servir como base para a produção de um texto de 3 mil palavras.

Isso quer dizer que a possibilidade de o redator acabar fugindo do objetivo central por causa da extensão do texto acaba sendo muito maior. Por isso, é preciso delinear muito bem quais são os assuntos a serem tratados ao longo do post.

Mas a pauta não deve ser mais detalhada apenas pelo fato de o texto ser mais extenso. A ideia é que sejam passadas para o redator uma série de questões estratégicas relativas a como esse artigo deve ser produzido. Afinal, como você já deve ter entendido, o papel desse texto é completamente diferente de um artigo simples de 500 palavras. Por isso, o melhor detalhamento da pauta garante a consciência da responsabilidade do redator ao produzir esse conteúdo.

Por isso, uma boa pauta precisa conter as seguintes especificações para que o redator consiga fazer um bom trabalho:

  • indicar a escrita de um texto com, no mínimo, 3 mil palavras;
  • ter informações claras para o redator que mostrem o objetivo do texto em relação às informações passadas para a persona e sobre a importância do posicionamento do artigo dentro da estratégia do blog;
  • ter uma boa introdução e uma boa conclusão sobre o assunto tratado;
  • fazer linkagem interna detalhada ao longo do texto, prestando atenção aos conteúdos mais relevantes, relacionados à estratégia do cliente;
  • citar quais são os subtítulos que devem ser colocados em destaque;
  • possuir um call-to-action que faça com que a persona continue se informando e perceba que há muito mais conteúdo do que naquele texto, tirando suas dúvidas restantes;
  • ter, pelo menos, dois subtítulos criativos com variações da palavra-chave principal;
  • indicar para o redator quais são os outros conteúdos disponíveis no blog que devem ser obrigatoriamente linkados no texto;
  • ter referências suficientes para a extensão de texto solicitada.

Como fazer uma boa descrição de pauta?

A elaboração de um pitch de pauta é o ponto mais importante, tanto para mostrar a relevância do conteúdo que está sendo proposto quanto para orientar o redator sobre o que deve ser descrito.

Em uma descrição de texto âncora, não poderia ser diferente. Para orientar sobre o que deve ser produzido, é aconselhado que sejam descritas, pelo menos, cinco linhas, especificando o objetivo daquela pauta, as principais ideias a serem abordadas e o direcionamento esperado pelo artigo.

Além disso, é aconselhado que os tópicos também sejam definidos pelo planejador, para garantir que o tema não seja levado para um lado que não é interessante para o cliente, evitando um possível retrabalho sobre o conteúdo.

A descrição deve mostrar o que é esperado com aquele conteúdo e os tópicos devem deixar claro quais são os pontos mais importantes para aquela estratégia. Tudo isso é definido a partir das soluções e das possibilidades do produto ou serviço a ser oferecido na última etapa do funil — a decisão — guiando o leitor no processo de compra.

Não é aconselhado o uso de templates, pois cada uma das pautas que você produzir terá suas especificidades que precisam ser respeitadas, de acordo com as características e com os objetivos do artigo. Mas, existem alguns pontos principais que não devem ser esquecidos durante a elaboração.

Assim, você pode ter a seguinte ideia em mente, ao redigir a descrição:

“O objetivo do texto é (…). Por isso, o artigo deve ser iniciado com uma breve introdução que mostra a ideia de (…). Em seguida, serão abordados tópicos que se aprofundem nas informações sobre o tema, explorando questões como (….). É importante ressaltar que (….) e se lembrar de usar exemplos práticos que aproximem as ideias do dia a dia da persona”.

Preenchendo cada uma das lacunas, você terá todas as orientações necessárias para que o redator produza um texto. E esse é o primeiro passo na criação da pauta. Os demais, você confere a seguir.

Como selecionar os tópicos ideais?

A partir do título e do objetivo pretendido com a pauta que está sendo produzida, tente pensar como ela pode se dividir.

Que outras dúvidas menores podem ser solucionadas a partir desse tema? Com base nessa resposta, liste quais são as principais ideias a serem trabalhadas, lembrando de fazer referência à possibilidade oferecida pelo cliente ao qual a pauta se destina.

É importante criar uma ordem cronológica de ideias:

  1. Primeiro, é preciso fazer uma introdução.
  2. Em seguida, liste cerca de 8 pontos relevantes, lembrando-se de explicar a importância e os benefícios daquilo que está sendo tratado.
  3. Devem ser incluídas, no mínimo, duas variações da palavra-chave principal em que o texto está focando.
  4. Por fim, deve ser feita uma breve conclusão sobre o tema e um call-to-action para incentivar o leitor a continuar consumindo conteúdo.
  5. É importante que os tópicos sugeridos sigam um padrão de formato, pois essa característica torna o texto esteticamente mais atraente e também facilita a escaneabilidade do leitor após a publicação do conteúdo.
  6. Você também será responsável por criar frases atrativas para os subtítulos, que não poderão ser alteradas pelo redator.

O que pensar durante a escolha das referências?

Por fim, é preciso escolher as referências. Para sugerir um tema de texto âncora, é necessário que existam referências suficientes sobre aquele assunto na internet, possibilitando o redator a escrever um texto tão extenso.

Verifique as possibilidades fazendo uma pesquisa cuidadosa. Lembre-se que é necessário oferecer páginas que possuam conteúdo sobre o tema geral abordado no título da pauta, além de assuntos mais específicos que estejam relacionados com os tópicos sugeridos.

Por se tratar de um texto âncora, é interessante que sejam oferecidas, pelo menos, sete referências para que o conteúdo seja produzido. Lembre-se de dar preferência àqueles no mesmo formato e com linguagem semelhante ao conteúdo a ser produzido pelo redator.

Afinal, esses links servem de base para a criação de um novo texto, sendo o norte do produtor de conteúdo e a base para o cliente visualizar o resultado esperado.

Se necessário, também é interessante inserir algumas referências do próprio blog sobre o assunto para que o redator identifique a linguagem já utilizada na estratégia e veja como as informações foram trabalhadas. Assim, além de garantir um texto alinhado às expectativas do planejamento, o conteúdo não é trabalhado repetindo informações já saturadas no blog.

Quais são os principais erros cometidos?

1. Assunto insuficiente para 3 mil palavras

A escolha do tema desse tipo de texto é totalmente estratégica. Por isso, um dos principais erros cometidos na criação de um texto âncora é escolher um assunto ou uma abordagem que poderia ser facilmente tratada em um texto de 500 ou mil palavras.

Por mais que a palavra-chave seja interessante e se encaixe nas características ditas anteriormente para esse tipo de conteúdo, ele não deve ser trabalhado se as informações forem abordadas enrolando o leitor.

Além de tornar o texto extremamente cansativo e pobre, a taxa de rejeição do blog será impulsionada e o leitor terá uma péssima percepção sobre o autor ou empresa por trás do projeto. Afinal, uma boa estratégia de conteúdo é aquela que pensa na experiência da persona antes de qualquer outra técnica.

2. Escolha de temas sem referências

Outro ponto importante é verificar a existência de referências do tema disponíveis na internet, garantindo que o redator tenha uma fonte de informações suficientes para explorar o assunto na profundidade esperada por esse tipo de texto.

É claro que essa é uma dica válida para os textos produzidos por redatores que utilizam a técnica de copywriting, opção disponibilizada para redação dos textos na Plataforma da Rock Content.  Se o seu blog ou projeto no qual está participando tiver acesso a um especialista ou à chance de uma entrevista, a história muda.

Então, antes de sugerir o tema, lembre-se de quais serão as opções disponibilizadas para que o redator elabore seu texto.

3. Palavra-chave com baixo volume de buscas

Por se tratar de um texto com tema amplo, que vai se aprofundar em diferentes pontos sobre o assunto, é importante que a palavra-chave escolhida também seja mais geral.

Se o termo foco do texto não possui um volume de buscas significativo, isso significa que um bom posicionamento pode ser conquistado com textos menores, além de ser um indicador de que as variações para essa palavra-chave vão ter procuras ainda menores.

Portanto, “queimar” um texto tão rico e tão trabalhado para um tema como esses, provavelmente, não vale a pena — a não ser que se trate de um nicho de mercado extremamente restrito e específico.

Algumas ferramentas que ajudam a fazer essa análise são o SEMRush e o KeyWord Planner do Google AdWords, que podem ser usados na versão gratuita.

4. Seleção de um tema que ainda não foi tratado no blog

Se o assunto escolhido tiver relevância, bom volume de buscas e referências, mas não tiver suas variações já trabalhadas pontualmente no blog, de nada adianta sua publicação. Afinal, como já dito anteriormente, uma das características mais importantes desse tipo de postagem é, justamente, a linkagem interna.

Caso ainda não tenham sido trabalhados textos menores com variações, é melhor reservar essa palavra-chave para mais tarde e só depois começar sua produção.

5. Não exploração de variações da palavra-chave no subtítulo

Um dos principais critérios de reconhecimento do Google como apropriação de um texto para um determinado resultado de busca é a forma como o conteúdo trabalhou a palavra-chave pesquisada. A repetição contínua é vista como algo forçado, enquanto a variação de forma contextual e espontânea é reconhecida com bons olhos.

E os subtítulos em H2 e H3 são excelentes locais para que essas variações ganhem destaque. Além disso, um texto tão extenso como um de 3 mil palavras permite que uma quantidade maior de variações sejam feitas sem que o leitor as perceba, garantindo maior fluidez ao consumir o conteúdo.

6. Não listar tópicos suficientes para o redator

Como um texto de 3 mil palavras é um conteúdo extenso em que vão ser inseridas muitas informações, é bem provável que o redator fuja do tema se ele não for bem orientado.

Enquanto o excesso de tópicos listados na pauta pode fazer com que as informações sejam tratadas de forma pontual e pouco aprofundada — o que não é esperado desse tipo de texto —, se não houver tópicos suficientes, além de tornar o texto cansativo, também é possível que a famosa “enrolação” acabe aparecendo devido à indicação de poucas abordagens sobre um tema muito amplo.

Como é uma pauta de texto âncora perfeita?

Título: Entenda os benefícios da vitamina C para pele

Descrição geral:

O objetivo deste texto é apresentar os benefícios da vitamina C para pele, mostrando que esse é um elemento essencial tanto para a saúde quanto para questões estéticas. Para isso, o texto deve listar uma série de benefícios, explicando o motivo de eles acontecerem, como o organismo reage à vitamina e quais são as consequências positivas geradas.

É muito importante que sejam explorados exemplos práticos, permitindo que o leitor a identifique as mudanças que serão garantidas pelo consumo dessa vitamina. Por fim, serão indicadas formas de ingerir a vitamina C, dando foco ao uso diário de dermocosméticos.

-Escolha links do blog do cliente para incluir ao longo do texto

Links obrigatórios ao longo do texto + termos que devem ser selecionados ao linkar:

composição da vitamina C – (INSERIR LINK DO BLOG QUE FOCA NESSA PALAVRA-CHAVE)

alimentos com vitamina C – (INSERIR LINK DO BLOG QUE FOCA NESSA PALAVRA-CHAVE)

Sugestão de apresentação do texto:

(Redator, sinta-se livre para adicionar novos tópicos, mas é recomendado não retirar os sugeridos)

  • (fazer uma breve introdução ao assunto)
  • A composição da vitamina C
  • Os benefícios da vitamina C para pele
  • 1. O combate aos radicais livres
  • 2. Uniformização do tom da pele
  • 3. Clareamento de manchas de diferentes naturezas
  • 4. Suavização de rugas e marcas de expressão
  • 5. Hidratação e luminosidade significativa
  • 6. Formação do colágeno na pele
  • (X) produtos e alimentos com vitamina C para consumir
  • (fazer a conclusão do texto)

Referências:

Palavra-chave: benefícios da vitamina C

Depois de tantas informações, você já deve ter percebido que a produção de uma pauta não é nada fácil, principalmente quando se trata de um texto tão estratégico como o de um artigo âncora, não é mesmo? Mas fique tranquilo, pois todo o esforço vale a pena na produção de um texto de qualidade e para ganhar aquele dinheirinho extra como freelancer!

É importante lembrar que, com a prática, tudo fica mais fácil! No entanto, somente com toda essa teoria, é possível se tornar um especialista e fazer um trabalho que vai muito mais do que a produção operacional de uma orientação para que outra pessoa realize a redação do texto. Afinal, o planejamento de conteúdo é uma etapa estratégica e importantíssima para a geração de bons resultados.

Então, você já pode acessar nossa Plataforma, candidatar-se na categoria “Pauta” e iniciar suas primeiras tarefas como planejador — inclusive de produção de textos âncora. Boa sorte!

Planejador de Conteúdo Rock Content

Posts populares com esse assunto