Storytelling para Redes Sociais

Storytelling para Redes Sociais: confira 5 dicas para encantar e engajar seus seguidores!

A arte de contar histórias é um dos temas mais discutidos hoje. Já pensou em como usar o Storytelling para melhorar seu desempenho nas Redes Sociais? Aprenda agora!

Desde que o mundo é mundo, histórias vêm sendo contadas entre pessoas, seja para repassar conhecimento, entreter ou mesmo criar e aprofundar relações. Mesmo agora, com toda a modernidade que nos cerca, elas ainda são muito utilizadas — inclusive por empresas e pessoas que querem se aproximar do público e criar certa identificação.

É aí que entra o storytelling para redes sociais. Ao criar uma narrativa e contá-la nas mídias sociais, fica mais fácil aumentar o alcance e conquistar novos seguidores. Porém, é preciso fazer isso de forma que os seus perfis se destaquem em meio a tantos outros.

Quer saber como se conectar e melhorar as interações com seguidores (que podem se tornar clientes em potencial)? Então, você vai gostar das dicas que serão apresentadas a seguir. Continue com a leitura e saiba quais são elas agora mesmo!

1. Humanize a sua marca

As pessoas tendem a ser mais engajadas quando — por trás da marca e da apresentação de produtos ou serviços — sabem que existem outras pessoas envolvidas. Em outras palavras, em vez de manter a conexão com instituições intocáveis, temos tendência a preferir os perfis que demonstram mais humanidade, proximidade e que ali tem gente como a gente.

Um ótimo exemplo disso é a Netflix, que tem uma brand persona feminina, jovem e que se comunica como se fosse amiga do público. Dessa maneira, é possível continuar usando os seus perfis para divulgar produtos ou serviços, ao mesmo tempo em que encontra meios de aumentar a proximidade com a audiência, estreitando o relacionamento.

Porém, tenha o cuidado de manter a autenticidade na postagem, já que as pessoas estão cada vez mais antenadas e conseguem perceber quando uma história não passa de ficção. Dependendo do contexto, isso pode jogar sua credibilidade no ralo.

Dito isso, lembre-se de compartilhar (no feed e nos stories) coisas que você quer que o público saiba, parte da sua rotina, novidades, entre outras coisas que vão transmitir a ideia de que as pessoas que acompanham suas redes sociais estão mais próximas de você.

2. Explore as emoções

Dificilmente você vai conseguir tocar as pessoas sem explorar alguma emoção. Faça publicações que ajudem a se conectar com seu público de alguma forma (pode ser por meio do desejo, da felicidade ou curiosidade, por exemplo).

Isso pode ser feito com publicações ou stories sequenciais, que vão contar uma história. Recentemente, a cantora Miley Cyrus apagou fotos antigas no Instagram e passou a publicar uma série de conteúdos que ajudavam a divulgar o lançamento de um novo hit. O resultado? Uma legião de fãs curiosos e ansiosos pela novidade.

Nesse contexto, você pode aliar o storytelling à estratégia dos gatilhos mentais. Assim, é possível despertar curiosidade, necessidade, urgência, entre outros sentimentos para manter a audiência conectada ou interessada em adquirir seus produtos ou serviços.

3. Crie valor

Pense no storytelling para redes sociais como um recurso que vai além de gerar leads, realizar vendas ou fechar contratos. Crie valor para o seu público e o mantenha engajado com as interações. É bem provável que vão se lembrar de você quando precisarem fazer uma aquisição.

Forneça conteúdos informativos ou educativos, que ajudem a entreter ou surpreender a audiência. Foque em construir uma comunidade e envolvê-la com o seu trabalho. Se você trabalha com produção de conteúdo, por exemplo, pergunte para as pessoas quais temas elas querem ver com mais frequência (na página, no blog, em materiais etc.).

Assim, ao mesmo tempo em que se consegue aumentar a relevância dos posts, mostra para seus seguidores que a opinião e a participação deles é importante para a criação de conteúdos mais direcionados.

4. Mostre, não diga

Além do storytelling, é essencial praticar o storydoing. Ou seja, não basta contar boas histórias, você precisa vivê-las. Dito isso, já dá para perceber que sair copiando outros perfis do segmento nem sempre pode ser o ideal, não é?

Além disso, é interessante tentar mostrar a narrativa que deseja contar por meio de imagens e vídeos. Sabe aquele ditado que “uma imagem vale mais que mil palavras”? Pois é! Sua história pode se tornar bem mais cativante se forem usados recursos que ajudam a ilustrar bem a mensagem que quer passar. No caso dos vídeos, se eles forem feitos por você, podem aumentar a proximidade e a identificação.

Existem diversas formas criativas para contar a sua história ou a da sua marca para as outras pessoas mas, antes de tudo, lembre-se que elas têm que ser reais. Já pensou em mostrar os bastidores do seu trabalho, as novidades que anda planejando, alguma mudança que está fazendo no seu espaço ou outra coisa do tipo?

Para aprender mais sobre Storytelling!
O que é Storytelling? Tudo sobre a arte de contar histórias inesquecíveis
5 técnicas de storytelling: melhore seus conteúdos contando histórias
Exemplos de Storytelling: 7 cases de sucesso de grandes marcas
Jornada do Herói: as 12 etapas de Joseph Campbell para uma boa história
Storydoing vs. Storytelling: a diferença entre contar histórias e construí-las
Storytelling para Vendas: aprenda a fechar negócios contando boas histórias
Mini-curso de Storytelling: conquiste sua audiência contando boas histórias

Mini-curso de Storytelling: Conquiste sua audiência contando boas históriasPowered by Rock Convert

5. Crie uma jornada para a sua narrativa

Por fim, planeje a forma como vai contar a sua história por meio de uma jornada narrativa. Ela ajuda a estruturar as ideias e organizá-las de forma clara em início, clímax e fim — pense que é como levar a sua audiência em uma viagem.

Isso pode ser mais facilmente explorado por meio de vídeos, mas nada impede de utilizar imagens. Seus seguidores gostam de acompanhar a sua rotina? Então, experimente contar como é o dia a dia no trabalho, mostrar como aproveita suas folgas ou como escolhe as roupas para usar em uma reunião, por exemplo. Lembre-se que até esses detalhes fazem parte do storytelling.

O storytelling para redes sociais tem se mostrado uma ferramenta cada vez mais poderosa para a estratégia digital de pessoas e organizações. Porém, para que se consiga explorar todo o potencial que ele apresenta, é preciso investir tempo conhecendo melhor o seu público, as preferências dele e planejar como e quais conteúdos serão interessantes e vão ajudar a aumentar o engajamento.

Gostou das dicas e quer aproveitar para saber mais sobre como criar boas estratégias para as redes sociais? Então, confira este material bem completo sobre o assunto!

Estratégias de Redes Sociais para FreelancersPowered by Rock Convert