Por Gustavo Grossi

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 29/03/2017. | Atualizado em 16/06/2017


Textos chatos ou incompreensíveis são uma boa razão para um leitor rejeitar um artigo ou mesmo um blog inteiro. Saiba como evitar isso com uma ajudinha da língua portuguesa.

Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Você se lembra de aprender sobre sinônimos e antônimos nas aulas de português na escola? Esperamos que sim, porque esse conhecimento é muito útil para a redação web!

Ao escrever um texto, não é incomum encontrarmos problemas na hora de usar determinado vocabulário. Pode ser que as palavras sejam muito complexas, fujam do tom da persona ou simplesmente não combinem com o estilo que o texto está seguindo.

Para isso, existem os sinônimos, palavras que têm o mesmo significado de outras, que evitam repetições e que podem se encaixar melhor no contexto que estamos construindo.

Já em alguns momentos, precisamos dar ênfase, criar contrastes ou demonstrar contradição. Aqui, os antônimos são os escolhidos, para acentuar o significado contrário das palavras e ajudar na formação do sentido da frase.

Veja os usos mais comuns para sinônimos e antônimos e como eles podem tornar a sua redação verdadeiramente épica, admirável, fabulosa ou magnífica – e nem um pouco banal, trivial ou ordinária!

Por que utilizar sinônimos e antônimos?

Evitar repetições desnecessárias

O uso de sinônimos é uma ótima ferramenta para evitar repetições na redação de um texto. Ao utilizá-los, você conserva o sentido das frases e a ideia central da mensagem.

Isso torna a leitura mais fluida e agradável, uma vez que a recorrência da mesma palavra pode empobrecer a qualidade da sua redação.

Veja um exemplo:

aluno afirmou que aquela prova foi uma das mais difíceis que já fez na vida. O aluno estava exausto ao final do dia, mas parecia esperançoso, assim como os demais alunos.

A repetição do termo “aluno” torna o parágrafo repetitivo e até um pouco chato de ler. Veja como podemos melhorar:

aluno afirmou que aquela prova foi uma das mais difíceis que já fez na vida. O estudante estava exausto ao final do dia, mas parecia esperançoso, assim como os demais.

Percebeu como o uso da palavra “estudante” como sinônimo para “aluno” não prejudicou o sentido da frase? Além disso, o uso do “demais” no final já indica a retomada do termo “estudante”, tornando a repetição desnecessária.

Adequar a linguagem à persona

Além de ajudar a evitar repetições, o uso de sinônimos pode ser um ótimo artifício para adequar um texto para a sua persona. Você pode escolher termos mais rebuscados ou simples, dependendo do estilo da persona.

Dessa forma, é possível entregar um conteúdo mais direcionado e com a sensação de que foi planejado especialmente para ela!

Veja como você pode dizer exatamente a mesma frase para personas diferentes usando sinônimos:

  • Para uma persona leiga em termos de saúde: As doenças do coração estão entre as que mais matam brasileiros todos os anos.
  • Para uma persona familiarizada com o tema: As disfunções cardíacas estão entre os males que mais atingem a população brasileira todos os anos.
  • Para uma persona profissional de saúde: As cardiopatias estão entre as patologias que mais vitimam brasileiros todos os anos.

Observe os termos em destaque. Para cada persona, foi utilizado um sinônimo que se encaixa melhor para o estilo de leitura e necessidade, sem alterar o sentido das frases!

Criar contrastes de ideias

Já os antônimos podem ser utilizados para acentuar uma oposição de ideias, sem tornar a frase confusa ou repetitiva. Veja:

Ela disse que não estava feliz trabalhando na empresa, e que por não estar mais feliz decidiu pedir demissão. Agora, ela diz estar bem mais feliz do que era antes.

A repetição do termo “feliz” deixou esse parágrafo confuso e muito pobre em qualidade. Vamos tentar melhorar usando antônimos?

Ela disse que estava descontente trabalhando na empresa, e que por estar insatisfeita decidiu pedir demissão. Agora, ela diz estar bem mais feliz do que antes.

Exatamente a mesma mensagem, de forma mais clara e sem tantas voltas!

Fugir de palavras gastas

Não é raro que algumas palavras estejam “na moda” por um período de tempo, e utilizá-las no seu texto pode deixá-lo com um aspecto repetitivo.

Por exemplo, em vez de dizer que algo é “fundamental“, utilize imprescindívelessencialindispensável. Substitua o “porém” por todaviacontudo. Não diga que algo “não é típico“, mas sim atípico.

Assim, você demonstra maior domínio sobre a língua portuguesa, enriquece sua redação e deixa uma boa impressão nos leitores.

Da mesma forma, alguns clichês e jargões já estão gastos, e substituí-los é uma ótima maneira de surpreender positivamente o seu leitor.

Diga que alguém tem bastante conhecimentodomínio ou sabedoria sobre um tema, ao invés de know-how. Dê dicas para melhorarpotencializarintensificar a qualidade dos textos, em vez de otimizar.

Alguns pontos para prestar atenção:

Erros de sentido

É preciso muita atenção ao usar sinônimos e antônimos! Algumas palavras têm sinônimos em alguns sentidos e em outros não. Fique atento para não alterar o significado do que está escrevendo!

Você pode utilizar o bom e velho dicionário, em versão física ou on-line, para conferir se o termo que você escolheu realmente transmite o sentido que você procura. Também existem vários guias de sinônimos e antônimos na internet, a apenas um clique de distância!

Termos pouco ou nada conhecidos

Algumas palavras simplesmente não têm sinônimos e antônimos viáveis, é fato. E tentar forçar o leitor a entender um termo pode ser pior do que repetir uma palavra.

O bom senso deve imperar nessa decisão. Ou seja, apenas lance mão de sinônimos e antônimos se eles enriquecerem o seu texto. Do contrário, tente evitar a repetição reformulando a frase ou construindo o raciocínio de outra maneira.

Homônimos e Parônimos

Atenção para palavras homônimas e parônimas: são aquelas que têm grafia ou sonoridade semelhante ou igual, mas apresentam significados diferentes. São exemplos:

  • ascender e acender;
  • sessão e seção;
  • comprimento e cumprimento;
  • conserto e concerto.

Muitas pessoas não sabem diferenciá-las e acabam cometendo erros na hora de escrever, especialmente quando a semelhança é grande, como nos exemplos citados. Esteja sempre atento!

E aí, gostou do nosso guia de sinônimos e antônimos para redação web? Temos certeza de que você não quer que todo esse conhecimento fique restrito, reservado ou limitado certo? Distribua, reparta ou compartilhe esse artigo nas suas redes sociais! Até a próxima!

Posts populares com esse assunto