Por Cayo Woebcken

Publicado em 04/12/2019. | Atualizado em 06/12/2019


Os sinais que seu destino é ser freelancer estão ao seu redor. Cabe a você identificá-los e decidir se é hora de se tornar um profissional independente. Descubra 4 indicativos nesse sentido!

Com um mercado de trabalho cada vez mais dinâmico e competitivo, a Gig Economy é uma tendência que não dá sinais de desaceleração. Seja para aumentar a renda no fim do mês, seja para juntar dinheiro para uma viagem futura, o fato é que cada vez mais profissionais se dedicam a atividades independentes.

O que alguns não sabem é que, se feitas de forma estratégica, essas atividades podem escalar e, eventualmente, até substituir o seu emprego formal. Claro que largar a suposta estabilidade de um emprego para se dedicar ao trabalho autônomo em tempo integral é uma decisão e tanto, o que pode causar algum receio.

Bem, se esse é o seu caso, não se preocupe. Olhando para sua própria situação, é possível identificar indícios que apontam se esse é, ou não, o melhor caminho para você. Neste texto, vamos indicar 4 sinais que seu destino é ser freelancer. Acompanhe!

1. Você não se sente motivado e desafiado pelo seu emprego regular

A motivação é um sentimento que caminha lado a lado com a felicidade. Se você não está motivado, dificilmente vai desfrutar de suas atividades profissionais, independentemente das suas condições de trabalho. Por isso, é importante se perguntar se o seu emprego é estimulante ou simplesmente representa um fardo para você.

Aliás, uma rotina de trabalho monótona não é apenas prejudicial para o seu estado emocional, mas também para o seu aprendizado como profissional. Afinal, o desenvolvimento de habilidades e técnicas qualificadas só é possível em um ambiente desafiador, que exija de você um aprimoramento contínuo.

Portanto, pergunte-se o que lhe prende ao emprego. Se você ainda se sentir desafiado e motivado por ele, é válido considerar permanecer por mais algum tempo. Isso pode render, além das recompensas financeiras, um ganho significativo de experiência e conexões que podem ser valiosas para o futuro.

Por outro lado, se você notar que segue com o emprego formal apenas por uma espécie de obrigação, olhe com carinho para a possibilidade de trabalho autônomo. Em muitos casos, o desafio de fazer o seu negócio pessoal crescer pode ser um estímulo muito mais poderoso para o seu crescimento profissional.

2. Seu trabalho como freelancer está gerando lucro

Embora a busca por uma rotina mais excitante seja uma ótima razão para investir em seu trabalho freelancer, não dá para esquecer da parte financeira, não é? Então, antes de tomar qualquer decisão nesse sentido, verifique se suas atividades fora do emprego formal estão, de fato, gerando lucro.

Nesse ponto, é muito importante entender a diferença entre lucro e receita. A receita representa o valor bruto arrecadado pelo seu empreendimento, mas isso não contempla os gastos envolvidos na operação. Então, se você recebe, por exemplo, R$50 por um serviço, mas gasta R$80 para planejar, divulgar e executar o trabalho, o prejuízo é de R30.

Para saber se você está gerando lucro, é preciso diminuir a receita por todos os gastos envolvidos na operação. Se o resultado for positivo, ótimo, você está recebendo mais do que gastando. A partir daí, é preciso analisar estrategicamente o mercado que você quer empreender e avaliar o potencial de crescimento do seu negócio.

Até porque, naturalmente, os resultados podem demorar um pouco a aparecer. Entenda se você conta com os recursos necessários para sustentar o negócio até ele começar a gerar frutos. Se a resposta for positiva, esse é mais um dos sinais que seu destino é ser freelancer.

3. Você conta com um mercado suficientemente amplo

Como mencionamos, só é possível contar com um empreendimento rentável se ele mostrar potencial para escalar; ou seja, expandir a base de clientes. Em alguns casos, startups conquistam clientes enormes que, por si só, justificam o investimento e possibilitam retorno sobre ele. Mas isso não é tão fácil.

Clientes que gozam de estabilidade financeira suficiente para desembolsar grandes valores não costumam fazer isso com empresas pequenas ou inciantes. Geralmente, eles preferem confiar nas grandes companhias já estabelecidas no mercado, que geram uma sensação de maior segurança.

Por isso, você precisa contar com uma base de potenciais clientes que possam sustentar suas operações. Ou seja, é preciso encontrar um nicho com pessoas que lidam com dores, motivações, necessidades e problemas semelhantes. Se você acessar essa base e vislumbrar a possibilidade de crescer além dela, seu empreendimento tem chances de decolar.

4. Você enxerga a possibilidade de expandir seu negócio

Lembra no início do texto, quando falamos da importância de uma atividade desafiadora e motivante? Pois é, é preciso ter cuidado para, quando decidir por estabelecer seu empreendimento, não deixar esses elementos pelo caminho. Por isso, um dos sinais de que você pode se dedicar inteiramente ao freelancing é a possibilidade de expandir seu negócio.

Se você não enxerga essa possibilidade, isso pode ser um indicativo de que, por enquanto, não é hora de investir nessa mudança. Para saber mais sobre isso, comece a realizar pequenas pesquisas de mercado e identifique oportunidades para escalar o empreendimento. Mantenha o olho aberto, pois elas podem surgir de diversos meios.

Pode ser, por exemplo, que a solução que você oferece preencha uma lacuna no mercado. Se esse for o caso, um posicionamento correto pode atrair crescente demanda para o seu negócio, o que vai impulsionar seu crescimento. Eventualmente, essas oportunidades estão em detalhes mais sutis.

Se você observa um mercado em que os clientes estão extremamente insatisfeitos com o atendimento recebido, posicionar-se com uma política de bom relacionamento com o público pode atrair atenções para o seu negócio. Aí é só cumprir o prometido com excelência e deixar que a palavra se espalhe.

Seja como for seu plano de desenvolvimento, tenha sempre em seu horizonte a possibilidade de escalar as atividades. Dessa maneira, você garante que a transição do emprego formal para a condução do seu negócio não é algo temporário, mas sim um processo com bons rendimentos em médio e longo prazo.

Se você identificar esses sinais que seu destino é ser freelancer, coloque as mãos à obra. A carreira independente apresenta vantagens que você já está cansado de saber, como a flexibilidade, a motivação e a gestão de tempo. Contudo, é importante pensar estrategicamente e adotar práticas eficientes, de modo a garantir sua sobrevivência financeira.

E aí, quer continuar explorando a possibilidade de seguir uma carreira freelancer? Faça esse quiz, descubra se você tem os requisitos necessários para se tornar um profissional independente e ganhe dicas valiosas para sua carreira. Vamos lá!

carreira freelancerPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *