Por Katiuscia Couto

Jornalista que troca séries por livros. Apaixonada pelo universo da escrita.

Publicado em 04/04/2019. | Atualizado em 03/04/2019


O que iniciou como uma metodologia ágil, visando entregas mais eficientes de softwares de tecnologia, hoje pode ser usada para, basicamente, qualquer tipo de projeto. Produção de Conteúdo, Vendas ou até mesmo no Governo.

Trabalhar mais em menos tempo até parece mais uma daquelas propagandas enganosas, mas saiba que é uma realidade comprovada por meio do Scrum. São mais de 20 anos de mercado aplicando eficiência e qualidade nos processos de diversas empresas e você também vai poder aplicar.

O freelancer é todos os setores de uma empresa em uma pessoa só, ou seja, ao mesmo tempo em que precisa colocar todas as tarefas em dia ainda precisa daquele empurrão que, no geral quem dá é o chefe.

Como colocar todas as coisas em ordem em menos tempo? Ser mais produtivo e eficiente? Continue a leitura para aprender sobre esse método agora mesmo. Sim, até você, profissional autônomo individual.

O que é Scrum?

O que iniciou como uma metodologia ágil, visando entregas mais eficientes de softwares de tecnologia, hoje pode ser usada para, basicamente, qualquer tipo de projeto. Educação, Vendas ou até mesmo no Governo.

Em 1993, quando foi criado por Jeff Sutherland e Ken Schwaber, a maneira como eram feitos softwares era ineficiente, demandava tempo de produção e os erros só eram vistos ao fim de cada projeto.

Como funciona a metodologia?

O Scrum surgiu então, com o objetivo de agilizar todo o processo, desde o seu planejamento até o seu lançamento. Ele veio para simplificar o trabalho e deixá-lo mais leve, menos chato.

Reduzindo tempo e investimento, a metodologia já foi aplicada em grandes marcas, gerando valor a nomes como FBI, produto inicial do livro SCRUM – A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo, de Jeff Sutherland, o co-criador.

Scrum

Baseado no livro do Scrum, todo o processo narrado pelos autores fala em equipes pequenas, para serem mais eficientes — ou seja, a fim de que tudo funcione da melhor forma. Com isso é preciso que todos estejam alinhados com todos os processos. A comunicação deve ser altamente efetiva.

No livro, ele cita o exemplo de que a cada semana há uma reunião de 15 minutos, rápida e em pé, em que todos os integrantes daquela equipe devem informar o que fizeram na semana anterior para ajudar na meta final e o que é mais importante a ser feito durante a semana seguinte.

O autor salienta a importância desses feedbacks constantes, para que cada componente saiba o que está fazendo e como está indo no seu trabalho.

Sprint

O Scrum é o método como um todo, mas dentro dele há pequenas ferramentas para agilizar toda a estratégia — são os chamados Sprints.

A ideia é que você tenha isso visível, que pode ser em um mural com três colunas: Fazer, Fazendo, Feito. Ela vai ser a base de orientação das suas próximas etapas.

Pense comigo, se você quer se tornar referência em redação, o que precisa fazer todos os dias, toda semana e todo mês para alcançar isso? Separe essas metas em Sprints e comece a agir agora mesmo.

Como usar o Scrum na prática?

Em todo objetivo, Jeff tem alguns conceitos a serem aplicados, sendo um deles o OODA — Observar, Orientar, Decidir, Agir.

Observe fora caixa onde quer que você esteja, tenha um norte, decida e aja. Além disso, mensure os resultados. Esse deve ser o seu ciclo de produção.

Para começar a colocar o Scrum em prática, faça uma lista de tudo o que poderia ser feito nesse novo projeto e quando. Não que você vá desenvolver todos os itens, mas é importante listar o máximo possível.

A partir dessa lista, que Jeff chamaria de backlog, liste o que vai ser feito primeiro, por ordem de prioridade. Planeje seus próximos passos a partir dessa lista.

Se lembra dos Sprints? Aqui você deve incluir a tabela do Fazer, Fazendo, Feito, e acompanhar o andamento das tarefas.

Antes de iniciar cada jornada de trabalho, faça uma visualização das tarefas realizadas no dia anterior e do que precisa fazer naquele dia, assim, suas prioridades ficam mais claras e você evita o desperdício de tempo. Lembrando sempre aonde precisa chegar em cada etapa do Sprint.

Ao final, dê e receba feedbacks avaliativos de cada processo. Sprints são ciclos que ao final formam toda a metodologia do Scrum, sendo assim, repita semana a semana, ajustando o que for necessário antes do final do projeto.

Confira um compilado de dicas e leituras para melhorar a sua produtividade!
Produtividade: 25 dicas de como ser mais produtivo no trabalho
Técnica Pomodoro: aumente a produtividade com o método do cronômetro
Trello vs. Asana: qual é o melhor aplicativo de organização?
15 exercícios para o cérebro que vão te deixar mais criativo!
Leitura dinâmica: o que é e como aprender a ler mais rápido!
4 dicas para organizar o e-mail e ser mais produtivo
Descubra como usar post-it para melhorar a sua organização
Conheça mais de 100 ferramentas e aplicativos para produtores de conteúdo

Scrum e marketing de conteúdo combinam?

Mesmo que você seja freelancer individual, sem equipe para montar todos os passos da metodologia, é possível, sim, aplicar o Scrum no seu dia a dia.

Por exemplo, a sua tarefa como freelancer é a produção de um texto.

Dentro dele você vai dividir a produção em pequenos tópicos, introdução, os intertítulos, desenvolvimento, conclusão e CTA. Cada um desses itens vai ser um Sprint, que você organiza por prioridades — o que é mais importante primeiro.

O mesmo processo pode ser aplicado à revisão de um e-book, por exemplo — a divisão por etapas de revisão vai ser separada por Sprints.

Já pensou em definir as pequenas entregas como a quantidade de textos que você vai produzir ao longo do semestre e quanto você vai aumentar a positividade dos seus feedbacks dentro deles? Use o Scrum para isso.

Lições que aprendi com Scrum

Além da metodologia em si, o livro do Scrum tem lições valiosas que todo profissional precisa aprender. Compartilho algumas delas:

1. Planeje, mas saiba que é preciso mudar as coisas no caminho.

2. Faça uma coisa de cada vez. Fazer mais de uma tarefa ao mesmo tempo não faz de você um profissional melhor do que os outros. Por mais que as empresas exijam isso, muitas vezes, o melhor a ser feito é concluir uma tarefa por vez em ordem de prioridade.

3. O desperdício de tempo é desperdício de vida. A disciplina deve haver, sempre, para que se tenha sucesso.

4. Entregue valor, não quantidade. O tamanho da sua lista de tarefas não importa, o que interessa é o valor que você entregou para o seu cliente com aquilo que fez.

5. Seja feliz com o que você faz. Pessoas felizes trabalham melhor.

A produtividade deve fazer parte da vida de um profissional autônomo para que o crescimento seja eficaz. Conhecer estratégias, como o Scrum, que agreguem ao seu trabalho é essencial.

Além dessa metodologia ensinada neste artigo, a Rock Content tem um material completo para freelancers que precisam dar um gás na produtividade. Conheça as melhores ferramentas aqui!

ferramentas e aplicativos para produtores de conteúdoPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto