Por Renato Ribeiro

Nômade digital e produtor de conteúdo online.

Publicado em 26/06/2018. | Atualizado em 06/02/2020


Chegou a hora de planejar uma viagem, mas você não tem ideia de onde começar. Confira aqui dicas simples para facilitar no momento de criar um roteiro de viagem!

Em alta, o trabalho freelancer permite que uma pessoa autônoma realize diversos tipos de serviços por um determinado tempo. Com o mercado cada vez mais digital e aberto, profissionais dos quatro cantos do mundo têm aderido a esse estilo de vida e trabalho remoto.

Como em qualquer função, há benefícios e dificuldades. Uma vez que atua de casa, o freela precisa redobrar a atenção com o planejamento e a disciplina. Caso contrário, pode passar por períodos de baixa produtividade e estresse. Mas com motivação e criatividade, é possível desenvolver um trabalho com muita qualidade, conciliando com momentos de lazer.

Neste texto, vamos dar dicas para que os freelancers montem um roteiro de viagem e, de repente, trabalhem ao mesmo tempo. Sim, somos do time que acredita que é totalmente possível harmonizar diversão e trabalho — os nômades digitais estão aí e não nos deixam mentir! Uma das premissas é “colocar o escritório na mala” e sair viajando pelo mundo.

A seguir você acompanha um guia para montar um roteiro de viagem. Depois, falaremos de alguns destinos perfeitos para quem quer passear e trabalhar ao mesmo tempo. Confira!

Descobrimos um freelancer nômade digital em nossa base! E não a toa, foi ele quem escreveu este conteúdo que você está lendo. Ficamos bem curiosos sobre a história do Renato Ribeiro e, então, o convidamos para um webinar exclusivo!

Ele contou sobre o início de sua trajetória, os desafios enfrentados, vários fatores que o ajudaram a se motivar, além de dicas e hacks que vão te inspirar a seguir o nomadismo. Para assistir, é só preencher o form abaixo antes de seguir com a leitura! 🙂

Crie um roteiro de viagem

Montar um roteiro é como juntar as peças de um quebra-cabeça. As atividades e os locais precisam ser encaixadas aos poucos, com paciência.

Um dos primeiros passos deve ser a pesquisa para descobrir o destino perfeito para o momento. Isso pode ser feito por meio de consulta em:

  • blogs de viagem: são ótimos para saber a impressão de outras pessoas sobre determinados locais. Geralmente, fornecem informações muito específicas e que podem ser essenciais para a sua escolha;
  • Trip Advisor: trata-se de um site colaborativo, em que viajantes do mundo inteiro dão suas opiniões sobre locais, hotéis, restaurantes etc.;
  • guias de viagem: esses guias são, em geral, escritos por viajantes experientes. É uma forma de explorar a cidade de forma mais profunda, pois você encontra dicas que não são tão turísticas.

Escolha a melhor época

Após definir o destino da viagem, é o momento de escolher a melhor época para viajar. Pense nas atividades que gostaria de fazer e como estará o clima no local de destino.

Fique bastante atento às previsões meteorológicas: se o clima está estável, se há possibilidade de neve, entre outras questões. Naturalmente, dependendo se é baixa ou alta temporada, algumas cidades ficam mais baratas ou caras.

Defina orçamento e tempo disponível

Um dos pontos mais importantes para planejar uma viagem. É primordial ter clareza de quanto dinheiro e quanto tempo você vai precisar. Portanto, defina seu orçamento levando em conta a disponibilidade financeira e o período em que você pretende viajar.

Pense em absolutamente tudo: passagem de ida e volta, locomoção nos dias de viagem, hospedagem, alimentação, compras, passeios pagos, possíveis imprevistos etc.

Cuide da documentação

A documentação é parte essencial para qualquer viajante, principalmente se você pretende ir para fora do país. Além do passaporte, alguns países exigem visto de entrada, que pode demorar um pouco para sair, e cartão internacional de vacinação.

Dentro do Brasil e nos países do Mercosul, é possível viajar somente com o documento de identidade. Certifique-se das regras do local que pretende visitar e resolva tudo antecipadamente.

Tenha atenção aos detalhes

Depois de definir o local e organizar questões burocráticas, como passagem, hospedagem, passaporte, visto, dinheiro etc., é importante atentar em algumas outras questões:

  • programe seus passeios para a mesma região em um único dia para evitar que você perca tempo;
  • evite atrações muito populares, que ficam muito cheias nos finais de semana;
  • pesquise a possibilidade de descontos ou entrada grátis em determinados dias em alguns centros culturais, o que pode ser ótimo para economizar;
  • não planeje passeios muito extensos para o dia da sua chegada. Você estará cansado e é melhor optar por uma atividade mais leve.

Em relação ao tempo destinado para cada passeio, tudo depende. Em sites como o Trip Advisor, os viajantes especificam quanto tempo um determinado passeio dura. Então, tenha essas informações como base, mas reserve um período um pouco maior, com uma sobra para imprevistos.

Sobre quantos passeios fazer por dia, também depende. O ideal é que você se planeje para aproveitar ao máximo, mas também é legal deixar alguns espaços livres na agenda para descansar ou incluir coisas que você descobrir chegando lá.

Em relação aos lugares que pretende visitar, é importante ter atenção a:

  • horário de funcionamento;
  • possibilidade de compra de ingressos antecipados;
  • roupas adequadas para ocasião;
  • melhor forma de chegar ao local.

Obviamente, você não precisa seguir o roteiro totalmente à risca. Ele é apenas um guia para dar a ideia geral daquilo que é possível fazer. Por isso, não fique totalmente preso a ele.

Lembre-se de que você está ali para se divertir, e caso troque de programação no dia, está tudo certo! Às vezes, uma das partes mais legais da viagem é descobrir destinos inesperados.

Diversão e trabalho combinam?

A resposta é sim, trabalho e diversão combinam! A seguir, destacamos alguns dos locais mais frequentados por profissionais como os freelancers e os nômades digitais — eles costumam se dedicar muito, mas também se divertem bastante.

Estes destinos tornaram-se verdadeiras comunidades em que gente de todo mundo se ajuda. Quem sabe alguma não seja ideal para conciliar o lazer com a sua vida de freela?

Singapura

Singapura é uma cidade muito moderna e tem surpreendido os nômades digitais de forma muito positiva. Tem uma internet muito rápida, alto índice de qualidade de vida e as chances de você estabelecer ótimos contatos profissionais são muito grandes.

Bangkok

Algumas cidades da Tailândia, como Bangkok, tornaram-se ótimos refúgios para nômades digitais. O custo de vida é baixo, a velocidade da internet é ótima e tem muitas belezas naturais, além da vida noturna bastante agitada.

Chiang Mai

Chiang Mai é outra cidade da Tailândia e, mais do que em Bangkok, conta com uma enorme comunidade de nômades digitais. Tem ótima internet, custo de vida baixo e é bastante segura.

Além disso, o volume e variedade de restaurantes e cafés com Wi-Fi são bem grandes, então é perfeito para você unir trabalho e diversão.

Budapeste

Essa cidade da Hungria tem despertado bastante atenção de turistas e de nômades digitais do mundo inteiro. Com padrão europeu e baixo custo de vida, tem excelente velocidade de internet e facilidade de comunicação (muita gente fala em inglês).

Barcelona

Essa famosa cidade da Espanha é uma das mais cosmopolitas do mundo. Apesar de ter um custo de vida considerado alto, ela é aberta à diversidade, conta com excelente conexão de internet, hospitalidade e muitos cafés para receber os trabalhadores freelancers ou nômades.

Santiago

Morar próximo à Cordilheira dos Andes é uma realidade para quem vai para Santiago, no Chile. Além da vista privilegiada, a cidade tem qualidade de vida alta, custo de vida acessível, hospitalidade e boa internet.

E aí, se animou para montar um roteiro de viagem para freelancers e aproveitar para se divertir e, ao mesmo tempo, trabalhar?

Convenhamos que trabalho bom é aquele que a gente realmente sente prazer em fazer, não é? Por isso, mesmo que você esteja em Nova York, Paris ou Barcelona, compensa abrir o laptop para entregar um job e ainda faturar um dinheiro depois de um passeio incrível.

E para realizar uma trip inesquecível, não deixe de baixar nosso guia completo de viagens para freelancers!

Dicas de Viagem para Freelancers Nômades Digitais

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *