Por Thaís Borges

Trocou a psicóloga pelo psiquiatra exatamente para não ter que falar sobre si mesma. Acabou dispensando ambos. Daí já viu...

Publicado em 04/03/2018. | Atualizado em 14/10/2019


O revisor é o responsável por fazer um texto brilhar! Mas é preciso saber o que fazer para conseguir isso. Ortografia, conversão, SEO...

Independentemente do tipo de texto, cuidado com a gramática, adequação ao tom, atenção à ortografia e domínio da pontuação são requisitos para lá de básicos para qualquer revisor, certo?

E se você tem se aventurado pela vida de revisor e acha que só isso basta, saiba que é aí que você se engana! A verdade é que para fazer uma revisão de texto exemplar é preciso ir bem além.

Mas o que pode realmente fazer seu trabalho alcançar um novo patamar, passando de mirim para profissional? O segredo está nos detalhes, especialmente quando se trata de revisão de texto para web.

É exatamente isso que você vai aprender no post de hoje, com dicas simples e práticas para deixar qualquer cliente satisfeito. E mais um bônus: uma lista dos erros mais comuns de quem está começando. Topa o desafio? Então fique de olho e prepare sua própria checklist!

Formatação

Comecemos pela formatação, primeiro ajuste a ser feito antes de sequer começar qualquer revisão. Acredite: colocar tudo nos padrões ajuda bastante a visualizar erros!

Um caminhão de enters sem propósito, partes não justificadas e intertítulos em formatos diferentes definitivamente não ajudam em nada. Então, antes de mais nada, defina um modelo para começar a colocar ordem na casa.

Se você vai revisar textos na plataforma da Rock Content, é possível que depare com alguns posts com fonte das letras e espaçamentos diferentes. Isso acontece quando os redatores utilizam um editor de texto externo para produção e só depois colam o conteúdo final por lá, muitas vezes segmentando esse processo como um verdadeiro Frankestein.

Quer uma sugestão? Tudo alinhado à esquerda, com inclusão de espaçamento depois dos parágrafos e títulos padronizados. Assim, primeiramente limpe qualquer que seja a formatação do texto e selecione texto normal, com espaçamento depois do parágrafo e deixe o texto todo justificado.

Os intertítulos podem, a princípio, ficar em título 2, sendo que, se tiver um subintertítulo, você seleciona título 3 e por aí vai, seguindo a hierarquia dos intertítulos. Pode parecer muita coisa pra fazer em um primeiro momento, mas com o tempo fica automático.

Ah, e só mais um detalhe: eliminar espaçamentos duplos é o que separa os revisores desleixados dos meticulosos. Tomar esse cuidado também faz parte do trabalho, viu? E para demonstrar sua preocupação, basta incluir o hábito de dar um simples “ctrl + H” e mandar substituir espaços duplos por simples! Só com isso você já encontra todas essas anomalias e conserta de uma vez!

Título

Texto formatado, passemos para o título. De fato, você não deve mudar o título do material da água para o vinho, mas há, sim, exceções.

Tem erro de digitação ou de ortografia? É sua obrigação consertar!

Imagine já começar a leitura de uma produção com um descuido desse tamanho! Lá se vai a credibilidade do restante do texto e, diga-se de passagem, de todo o seu trabalho. Da mesma forma, se o título for no formato X alguma coisa, substitua o X pelo número correspondente! Afinal, de contas, a primeira impressão não é a que fica? Trate de fazer bonito logo de cara então.

Materiais para produzir títulos impecáveis:
Máquina de Títulos: Gerador de Ideias de títulos para seu blog
Avaliador de Títulos para SEO | Comunidade Rock Content
Profissional criativo: 8 livros para se destacar no mercado
Guia definitivo do texto perfeito: do brainstorm às técnicas de persuasão

Introdução

Querendo ou não, com a prática você perceberá que grande parte do tempo e dos esforços gastos em uma revisão de texto acabam destinados à introdução. Não que o restante do conteúdo seja menos importante, mas, de fato, é no início que a atenção do leitor é captada ou completamente perdida.

Por isso, manter meia dúzia de linhas introdutórias que não trazem nenhuma novidade para atiçar a curiosidade do visitante só porque estão gramatical e ortograficamente corretas é negligenciar sua responsabilidade como editor de texto.

Assim, por mais que você não seja um profundo conhecedor dos mais variados assuntos para acrescentar atrativos infalíveis a cada introdução, use e abuse de um recurso que domina: a linguagem. Há mil formas de dizer exatamente a mesma coisa, umas mais interessantes e outras, obviamente, menos.

Nesse contexto, seja alterando ordens, trocando palavras ou incluindo questionamentos, faça escolhas bastante cuidadosas. Se notar que a abertura do conteúdo está realmente deixando a desejar e tiver um tempinho a mais para se dedicar, uma pesquisa rápida e focada já costuma proporcionar insights valiosos para virar o jogo. Faça o teste!

Leituras recomendadas para escrever a melhor introdução possível:
Como fazer uma introdução perfeita: guia DEFINITIVO para seus textos!
Como Escrever Parágrafos de Introdução: guia completo em 6 passos!
Como escrever bem: 39 dicas que você não pode ignorar!

Intertítulos

Título e introdução em ordem? Pois já vale adiantar que o desenvolvimento do texto precisa acompanhar sua promessa.

Pense bem: se os intertítulos estão bagunçados, o foco do texto pode acabar se perdendo. Por isso, o ideal para o formato de X coisas, por exemplo, é que cada uma dessas coisas se transforme em um intertítulo!

Assim, se você pega um post com o título “X cores absolutamente deslumbrantes” para revisar, um dos intertítulos pode ser Amarelo, outro Vermelho, outro Bonina e assim por diante. Sim?

Já se o título é “O que você deve fazer para desestressar no dia a dia”, cada intertítulo deve consistir em uma proposta para cumprir com a expectativa. Nem é tão difícil, vai.

E se você ainda tinha alguma dúvida, aprenda que conteúdos de texto corrido não são uma opção para a escrita ou a revisão de texto para web! Tome como regra que o mínimo de intertítulos aceitável é 3, levando em conta um artigo de 500 palavras.

Se pensarmos na experiência do leitor, é provável que antes de começar a leitura, ele comece dando uma olhada nos intertítulos para saber o que encontrará no conteúdo, ou seja, ele fará uma escaneada.

O texto chegou sem qualquer divisão, em forma de um grande bloco de informações? Ajeite o conteúdo para acrescentar! E não custa lembrar que esses intertítulos precisam ser padronizados, já que isso ajuda a tornar a leitura mais clara e melhorar a escaneabilidade do texto.

Um intertítulo está em forma de pergunta, outro começa com um verbo no imperativo e o terceiro é uma citação? Escolha um padrão que melhor se adéque ao título e transforme o restante!

CTA

Todo conteúdo tem que ter começo, meio e fim, ser concatenado, com coesão e coerência, como você provavelmente já está cansado de saber. Até aí tudo bem.

Mas será que você sabe também qual é o fim ideal para os materiais web? O famoso CTA! Se você é revisor novato nesse universo, cabe se inteirar sobre o call to action, que nada mais é que uma chamada para a ação, criando a proximidade desejada entre leitor e marca.

Para isso, você pode indicar que o visitante baixe um determinado e-book previamente publicado no portal do cliente, curta a página da empresa nas redes sociais, compartilhe o material que acabou de ler com seus contatos, complemente a leitura com algum outro conteúdo relacionado ou simplesmente comente no post.

O redator pulou essa lição, incluindo um ponto final ao fim da contagem do número mínimo de palavras para aquele material? Pois é seu papel, então, acrescentar o CTA de acordo com a persona e a fase do funil correspondente, fechando o conteúdo com chave de ouro.

Também é possível pedir que o redator faça essa inclusão por meio de um ajuste no conteúdo. Isso porque o CTA é muito importante para a estratégia de marketing de conteúdo.

Se a intenção é, por meio do material disponibilizado, aumentar a visibilidade da empresa nas redes sociais, o CTA convidará a persona a compartilhar o conteúdo. Uma vez que ela acate o comando, todos os incentivos de inbound marketing utilizados no texto atingirão mais potenciais clientes para o negócio.

SEO

Além desses cuidados com a revisão de cada parte do material, há especialmente dois detalhes aplicados no texto que são responsáveis por acrescentar um valor inestimável ao conteúdo: palavras-chave e link building! Partes essenciais das estratégias de SEO, a inclusão desses recursos da forma correta também demonstra sua expertise na revisão de textos para web.

A também chamada keyword precisa aparecer, elegantemente, na introdução, conclusão e se possível, em um intertítulo. Pode ser utilizada ao longo do texto, junto com seus sinônimos, mas com moderação, pois o excesso delas pode ser penalizado pelo Google na hora de apresentar o texto nas buscas.

Os links nos textos devem servir para complementar o conteúdo, explicar algum termo e até confirmar uma fonte de pesquisa. Nesses casos, temos hiperlinks internos e externos.

Para ter um número de referência, 4 deles podem compor um post de 500 palavras, mas apenas se forem agregar conteúdo. E é preciso ter um cuidado redobrado ao escolher os links externos, se forem de empresas concorrentes, estão terminantemente proibidos!

Se o redator se esqueceu de acrescentar as keywords e, por um motivo ou por outro, tampouco fez aquele esforcinho a mais para encontrar posts relacionados para a estratégia de link, mãos à obra!

Vasculhe rapidamente o blog do cliente procurando por interdisciplinaridades, e não se esqueça de incluir tanto as palavras-chave explícitas como suas variações ao longo do material! O posicionamento nos mecanismos de busca agradecem, assim como sua reputação como revisor antenado!

Materiais e leituras para aprender mais sobre SEO:
Como usar palavras-chave: escreva para pessoas, não para buscadores
SEO básico: comece a fazer SEO agora mesmo de forma simples
Guia básico de como fazer uma pesquisa de palavras-chave completa!
Ubersuggest: ferramenta de palavras-chave é disponibilizada de graça!
Long tail e head tail: conheça os diferentes tipos de palavra-chave!
Conteúdo de qualidade segundo o diretor de marketing da Rock Content
O poder dos links: entenda o que eles podem fazer por um blog
Google mobile-first index: saiba o que muda com a nova indexação

Gramática e ortografia

Então, chegou o momento de trabalharmos com mais afinco um dos aspectos mais importantes de um texto para web: as regras de gramática e ortografia da língua portuguesa.

Para a alegria dos editores, existem ferramentas on-line gratuitas que ajudam na correção ortográfica e gramatical. São dicionários tradicionais e criativos e sites especializados que tiram dúvidas traiçoeiras que, por um fio, não comprometem o trabalho! Confira:

Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa

Uma das funções do VOLP (para os íntimos) é revelar se determinada palavra existe em nosso vocabulário. Parece óbvio? Pois não é!

Além disso, certos trabalhos de revisão de texto requerem que os termos estrangeiros sejam marcados com itálico — o que, na verdade, é uma regra vigente na língua portuguesa. Para executar bem essa tarefa, o VOLP possui funcionalidades muito úteis para momentos de dúvida.

O VOLP também revela outras informações sobre o vocábulo, como as classificações gramaticais. Você pode acessá-lo diretamente no site da Academia Brasileira de Letras ou baixar para Android ou dispositivos Apple.

guia prático de português e gramática atualizado CTA

Dicionários tradicionais

Pelo menos dois dos grandes dicionários estão disponíveis gratuitamente na internet: Aurélio e Michaelis.

O legal de ter mais de uma opção é que você pode comparar as definições de cada dicionário ou optar por aquele cujo design mais lhe agrada. Um diferencial do Aurélio são os links para um guia e um verificador do novo acordo ortográfico.

Dicionário criativo

O diferencial do Dicionário Criativo é incluir expressões informais que, às vezes, demoram anos para chegar aos tradicionais. Também traz sinônimos, exemplos de uso, termos relacionados etc. Então, se o seu objetivo é menos formal e mais, digamos, criativo, bingo!

Se os sinônimos do Dicionário Criativo não forem o suficiente para você, pesquise na ferramenta Sinônimos.

Conjugação verbal

Quem nunca fez confusão na conjugação de um verbo? Provavelmente os redatores de quem você revisa os textos também se confundirão em algum momento. Por isso, você deve estar preparado!

Conjuga-me é simples: entre com o verbo e receba a conjugação em todas as formas, tempos e pessoas — e até de verbos irregulares, como ir, saber e fazer.

Só Português

Esse site é um verdadeiro curso de língua portuguesa. Estruturado em tópicos e com navegação simples, fácil e rápida, ele apresenta todas aquelas regrinhas de português que acompanharão você em suas jornadas de revisão de texto.

Só Português conta, inclusive, com exercícios, lista de abreviaturas, gírias e seção de dúvidas comuns.

Dictionary.com

Revisão ortográfica e gramatical da língua portuguesa também inclui o idioma inglês, principalmente em textos corporativos. Com certeza, se você já revisou textos de Recursos Humanos, Tecnologia e Administração, viu inúmeros estrangeirismos.

Para garantir que até as palavras em inglês estão escritas corretamente, consulte o Dictionary.com e solucione dúvidas como, por exemplo: escreve-se pendrive ou pen drive?

Com todas essas dicas, já dá para fazer uma checklist bacana, não é mesmo? E ela ajudará que você evite alguns erros básicos dos revisores iniciantes.

7 principais erros dos revisores iniciantes

Se o revisor é responsável por fazer um texto brilhar, quem seria o responsável por garantir que ele está fazendo tudo certinho? Ele mesmo!

Obviamente que, tanto uma empresa como a Rock como o cliente final farão suas considerações, mas o esperado é que o revisor dê conta do recado. Então, alguns pontos de atenção na hora de revisar são importantes para não comer mosca.

1. Ler sem atenção e rápido demais

Não se assuste com um erro tão óbvio, ele acontece. E não porque o revisor não saiba que isso é mandatório, mas por outros quaisquer motivos, inclusive, de querer mostrar eficiência ou aumentar seus ganhos, afinal de contas, quanto mais se faz, mais se lucra.

E é justamente na sua boa intenção que ele se perde. Um trabalho mal executado é ruim para sua imagem profissional, e isso fará com que os clientes pensem duas vezes antes de contratá-lo novamente.

2. Fazer uma revisão de texto engessada

Oi? O que seria, exatamente, uma revisão engessada? Aquela que é estritamente e rigorosamente voltada para o enfoque normativo. Em alguns casos, variações linguísticas podem não ser tratadas como erro, mas seja pela formação do revisor, seja por sua preferência de estilo, ele impõe a modificação.

É preciso lembrar que em uma redação web, a linguagem varia conforme a persona criada na estratégia de marketing de conteúdo e, muitas vezes, a informalidade é bem-vinda nos casos dialetais ou socioletais.

3. Corrigir por corrigir

O trabalho e a competência do revisor não serão julgados pelo número de correções que ele executa em um texto. Existe uma possibilidade muito grande de que um post precise de poucas alterações.

Na plataforma da Rock Content acontece com frequência. Isso porque muitos revisores também são redatores e aproveitam seus conhecimentos de redação e suas especialidades para produzirem textos incríveis e irretocáveis.

Ou seja, não troque uma vírgula se não for necessário. Para demonstrar que executou seu serviço, faça um feedback ao redator valorizando os pontos que ele fez bom uso dos recursos linguísticos.

4. Impor seu estilo e gosto

Outro erro comum dos revisores iniciantes é praticamente refazer o texto porque ele não está compatível com estilo e opinião, ainda que linguística.

A justificativa é quase a mesma: “um texto que passou na minha mão não pode sair assim”.

Você pode ter sua marca registrada, seu gosto e estilo, mas eles devem ser guardados para a sua produção textual, não para a de outros.

O redator empregou um estilo e oração considerando a persona, seus produtos e mercado. Você pode até não gostar, mas precisa respeitar e ser imparcial.

5. Confiar (excessivamente) nos corretores automáticos

Em síntese, um corretor automático é um banco de dados com regras de análise. Um querido robô que faz uma conferência do texto de acordo com as variáveis que ele detém.

Em seu banco de dados, por exemplo, os verbos colar e bolar existem e, portanto, podem ser usados. A questão é que tem diferentes significados, mas o corretor automático não conseguirá avaliar esse ponto.

Professora, pode colar na prova?

Não, Joaozinho, não pode.

Professora, pode bolar na prova?

Depende, Joaozinho, o que você gostaria de conceber, arquitetar, inventar, maquinar na prova?

Ok, o Joaozinho provavelmente não faria a escolha do verbo “bolar”, mas o redator poderia ter cometido um erro de digitação ao contar essa história e o corretor automático não interpretaria como um erro, não é mesmo?

6. Não concentrar na revisão

Tarefas minuciosas e detalhistas demandam concentração, e alguns revisores iniciantes negligenciam essa necessidade interrompendo o processo com distrações do cotidiano (leia-se “whatsapp” e “redes sociais”).

Desviar a atenção faz com que o nível de atenção oscile, e em uma dessas idas e vindas, o redator pode deixar passar erros grotescos e vergonhosos.

Sim, até o mestre dos mestres revisores já sofreu com alguma escorregada, mas elas são mais frequentes quando a concentração está diminuída.

7. Baixar a guarda para os homônimos, parônimos etc

Vou me segurar para não fazer a rima com aquele que não devemos dizer o nome, mas a verdade é que os homônimos e parônimos atrapalham a vida do revisor assim como o tinhoso.

Eles se escondem no texto por suas grafias e sons parecidos, e até ao ler o texto em voz alta elas podem passar batido. Portanto, para todas elas, muita atenção.

E uma reza também pode cair bem, porque nunca se sabe, né?

Com tudo isso em mente (e, claro, o português nos trinques), não faltarão oportunidades de trabalho e feedbacks positivos!

Mas se você é daquele tipo que não curte fazer comercial, sair correndo atrás de clientes, estamos no mesmo barco! Bom, não ainda. Você também pode navegar em mares mais abundantes! Aqui na Rock Content, como freelancer de revisão, você recebe muitos Jobs em um só lugar! Então, só vem!

Um revisor freelancer na Plataforma Rock Content

Posts populares com esse assunto