Por Vitória Mansur

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 18/03/2020. | Atualizado em 18/03/2020


Confira os bastidores da Rock Content Magazine e veja o time de freelancers por trás dos conteúdos incríveis da revista!

A Rock Content apostou no velho e lançou a sua primeira revista impressa em 2019. Apostar no antigo modelo teve um motivo bem claro para nós: é papel do marketing estar presente onde o público estiver, como o Vitor Peçanha explicou neste artigo.

Somos uma empresa de Marketing Digital e a produção de conteúdo é levada muito a sério, independentemente do formato do conteúdo. E o digital deve ser aliado do offline, certo?

Com isso, chegamos a terceira edição da Rock Content Magazine. Esta versão trata sobre futuro do conteúdo está entrelaçado com a experiência e o engajamento dos usuários. Alguns dos temas que você pode conferir lá são: 

  • O crescimento e poder dos podcasts
  • Como a interatividade melhora a experiência do usuário;
  • A luta contra os algoritmos das redes sociais;
  • Inteligência Artificial, em um artigo de opinião;
  • Entrevista com o CGO da OLX.

Muito legal, não é?

Você também pode ler as edições anteriores sobre a filosofia de customer centricity (2ª edição) e movimento de Transformação Digital e como a tecnologia está impulsionando as estratégias de negócio (1ª edição). 

Os conteúdos estão incríveis e o que nos dá mais orgulho é poder dizer que todos os textos foram redigidos por profissionais freelancers da nossa comunidade!

A seguir, vou apresentar a revista, explicar como foi feita e contar um pouco da trajetória dos profissionais que fizeram parte. Acompanhe!

A Rock Content Magazine

A ideia surgiu do nosso time de Marketing e o objetivo central é atrair grandes clientes — e foi mapeando a jornada deles que vimos o potencial de um material impresso que pudesse ser entregue diretamente para stakeholders. 

De acordo com uma pesquisa que fizemos com nossos clientes, as revistas especializadas eram um dos canais mais utilizados como fonte de conhecimento e informação, atrás, claro, de portais de conteúdo, que é algo que já fazemos com o blog Inteligência Corporativa e outros blogs. 

O segundo passo então foi organizar o time interno para produzirmos os conteúdos e aprendermos como se faz uma revista impressa. Afinal, dominamos redes sociais, blogs e canais online, mas a dúvida era: como se faz uma revista?

Depois de duas edições, a terceira Rock Content Magazine chega como a revista mais completa e totalmente feita por profissionais da nossa comunidade, com total apoio e acompanhamento da nossa equipe de Marketing. 

Processos de produção

A elaboração da revista, primeiras escolhas de tema e toda a edição foram responsabilidade do Mauro Sérgio Silva, editor-chefe que comanda o blog Inteligência. Ele garantiu que tudo saísse no prazo e que a qualidade da revista estivesse impecável.

Após definirmos as principais pautas da revista, contamos com o nosso time de Talent Network para elencar os profissionais que tinham afinidade com os temas escolhidos e que se destacam como profissionais de produção de conteúdo. 

O time de Talent tem a tarefa de cuidar do crescimento, da gestão e do desenvolvimento da Comunidade Rock Content, grupo formado pela nossa Rede de Talentos — os freelancers que fornecem conteúdo para nossos clientes.

Os 14 escolhidos atuaram como entrevistadores, redatores e revisores. Os textos saíram com a assinatura deles e devidos créditos. 🙂 

Convidei os produtores para contar um pouco da experiência com a produção da revista — e também para contarem um pouco das suas vivências profissionais. Confira o depoimento de alguns!

Perfis dos freelancers

Todos os profissionais listados são profissionais que atuam como freelancers Rock Content em modalidades como Redação, Revisão, Diagramação, Questionário para Entrevistas, Criação de Vídeos e outros!

Os freelancers da Rock são certificados no curso de Produção de Conteúdo para Web e estão por dentro das melhores práticas de produção para web. Além disso, contamos com uma série de iniciativas para mantê-los atualizados e capazes de oferecer os melhores conteúdos para os nossos clientes — e nossos próprios canais.  

mercado freelancer 2019Powered by Rock Convert

1. Ana Rodarte 

“Sou jornalista especializada em comportamento e produzi o artigo “O Usuário no Comando da Criação” (está na página 12, corra lá pra conferir!). Foi ótimo compartilhar um pouco dos meus conhecimentos sobre os mercados da moda e da beleza para pensarmos a produção de conteúdo com os novos desafios que o user-generated content (UGC) traz.

Entre as diversas coisas legais que aprendi, percebi que podemos usar as áreas pela quais temos afinidade como ferramentas para explorarmos territórios desconhecidos. Por isso, me orgulho bastante desse artigo! 🙂 

Para quem quiser conhecer um pouquinho do meu trabalho, siga lá no Medium e no LinkedIn!”

2. Kellison Ferreira

“O processo de produção da matéria foi bem tranquilo. Eu sou formado em jornalismo, então já tinha alguma experiência anterior, por mais que nunca tenha atuado em uma redação de veículos tradicionais. Fiquei responsável pelo case de sucesso da Rock com a EBRADI. Foi ótimo poder trabalhar novamente com o formato jornalístico e fugir um pouco da rotina de produção de conteúdo para a web.

Participar do projeto foi enriquecedor, como qualquer nova experiência de trabalho. O suporte do Mauro foi pontual e perfeito. Ele se mostrou disponível para qualquer dúvida, trazendo mais segurança para os redatores. Pra mim, isso foi especialmente importante, já que eu estava inseguro porque havia muito tempo que eu não fazia esse esforço de realizar as entrevistas e os contatos com as fontes.

Eu sou freelancer em tempo integral e, além da revista da Rock, também escrevo para o Blog, para o Rock Stage e também para o iClips. No cotidiano, produzo conteúdo para todos os tipos de assunto que vocês possam imaginar, mas gosto muito do marketing digital.

Vocês podem ver um pouco dos meus conteúdos na minha página de autor no Blog da Rock. Chequem também o meu perfil no LinkedIn, por lá eu replico alguns dos conteúdos que produzo como autor.”

3. Lucas Pavanelli

“Foi uma experiência bem legal escrever para a terceira edição da Rock Content Magazine. Calhou de eu escolher um tema que fez (e continua fazendo) parte do meu dia a dia, que são os podcasts. Eu ouço todos os dias, acompanho com alguma frequência cerca de 15, de assuntos e formatos variados e há algum tempo venho lendo mais sobre a questão da produção, financiamento e, claro, o engajamento dos podcasts

Falei com algumas pessoas que admiro e que são referência nessa área, como o Leandro Iamin, da Central 3 – uma central de produção e distribuição de podcasts (são mais de 30) – e o Rodrigo Vizeu – que foi o produtor de um dos primeiros podcasts que eu ouvi e que com certeza foi o que me “fisgou”, o Presidente da Semana. 

Além disso, fui pesquisar algumas pesquisas que começaram a medir o consumo do podcast no Brasil para permear a história que eu queria contar. Agora, o resultado do texto é um, mas ao ver a matéria prontinha ali, junto com as outras, foi demais. A diagramação, o design, tudo perfeito. 

Agradeço a oportunidade e espero ser chamado para as próximas 🙂 Me acompanhem no LinkedIn!”

4. Mariana González

“O convite para escrever para a revista da Rock Content me deixou muito feliz — não apenas por ter sido chamada para um projeto tão legal e importante, mas também porque eu sou jornalista de formação, mas os caminhos da vida (e da área) me levaram para o marketing de conteúdo. Então, produzir a matéria sobre Account-Based Marketing me permitiu exercer habilidades que, apesar de fazerem toda a diferença também no marketing de conteúdo, eu não colocava em prática de forma direta há bastante tempo.

Além disso, meu primeiro contato com ABM foi na empresa em que eu trabalho como CLT, então foi bastante enriquecedor entender melhor como outras empresas implementam essa estratégia. Sou freelancer na Rock há quase cinco anos e, ao decorrer desse tempo, tive a chance de fazer parte de vários projetos incríveis. Por isso, contribuir para a revista foi mais um passo nesse relacionamento tão gratificante e importante para mim, com o qual eu sempre aprendo tanto!

Sou formada em Jornalismo pela PUCRS e, atualmente, atuo como analista de conteúdo. Na Rock, sou redatora, revisora e tradutora. Me adicionem no LinkedIn!”

5. Marina Rigueira

“Sou jornalista por formação com MBA em Comunicação e Marketing Digital. Depois de uma longa experiência atuando na imprensa na editoria de economia, fui a primeira rocker de um time de jornalistas internos. 

Como ex-rocker, foi muito gratificante participar da 3ª edição da Rock Content Magazine, fazendo o que eu mais gosto: escrever e contar histórias — o que faço nas horas livres e atuando também como freelancer. E melhor ainda foi escrever sobre um assunto que considero extremamente importante em tempos do empoderamento do consumidor. Parece óbvio, mas não é. Humanizar a marca é aproximar dos humanos, repletos de desejos, sonhos, sentimentos e expectativas. 

Entrevistar o Pedro Alvim, gerente de marketing da Magazine Luiza, foi mais do que contar o case da varejista, mas aprender sobre uma empresa cuja valorização no mercado financeiro está diretamente relacionada à ações de humanização da marca como estratégia de branding. Vivi 10 anos em 2 de aprendizado na Rock Content e contribuir com a revista é mais uma das experiências inesquecíveis que a empresa me proporciona.

Confiram um pouco mais do meu trabalho no LinkedIn!”

6. Monique Gomes

“Quando recebi a notícia de ter sido escalada para escrever na terceira edição da Rock Content Magazine fiquei superfeliz. Logo depois, senti o peso da responsabilidade. Tenho certeza que meus colegas sentiram o mesmo. Afinal, a Rock é a maior especialista das galáxias. 

Basicamente, abordei sobre passado, presente e futuro do marketing de conteúdo. Não é difícil falar do que já aconteceu: adorei contar um pouco sobre o primeiro registro de conteúdo com intenções de marketing: a revista de notícias The Furrow, publicada em 1895 pelo empreendedor John Deere. 

Para apresentar a fase presente, aconteceu uma coisa curiosa. Eu precisava de dados concretos, estatísticas que me ajudassem a contextualizar a atualidade. As buscas pelas informações me levaram a uma fonte segura: o ranking das melhores táticas de marketing publicada por… adivinha quem? Content Trends 2019, o laboratório de pesquisa da Rock. Quem tem autoridade no assunto é outra coisa, né? 

Entrevistei alguns especialistas para falar sobre o futuro do conteúdo e, no fim, deu tudo certo. Obrigada, Rock. Agora posso contar pra todo mundo que eu sou “capa de revista”.

Sou jornalista certificada em Marketing de Conteúdo e você pode conferir mais no meu LinkedIn!”

7. Carla Argolo

“Aceitar o convite para participar desse trabalho teve um gostinho nostálgico pra mim. Afinal, sou jornalista, mas há um bom tempo migrei para o Marketing de Conteúdo — área que me mantém ligada à Comunicação, mas que avança um tantão do que aprendi na faculdade e ao longo dos 20 anos de profissão.

Nesse projeto, escolhi atuar como revisora, principalmente, para que eu pudesse encaixar as tarefas em meu planejamento semanal — sem prejuízo dos outros compromissos assumidos. Gostoso ter, de novo, esse prazer de editar um texto jornalístico. Foi bom, também, poder acompanhar um pouco da qualidade do material produzido pelos meus colegas.

Mas a cereja do bolo foi quando a revista chegou em casa. Impressa, dobradinha na caixa de correio do prédio, com aquele cheirinho de papel que sai da gráfica (ah, nostalgia…). Que produto bonito, bem produzido, recheado de informação relevante, interessante, bom de ler. E, claro, com aquele prazer que o jornalista tem de ver seu nome assinando ali no expediente ;).

O que fica, agora, é a vontade de participar mais vezes!

Me acompanhe no LinkedIn!”

A Comunidade Rock Content

Se para eles é gratificante poder fazer parte de um projeto assim, imagina para a nossa equipe como é bom ver talentos se destacando e entregando resultados tão legais. 

A Rock Content busca cada vez mais talentos como eles para fazer parte da nossa comunidade e ajudar em projetos tão grandes quanto a Rock Content Magazine, nossos blogs e os conteúdos feitos para os nossos clientes. 

Você se identificou com alguma história ou conhece alguém que pode se identificar?

Estamos com vagas abertas para produtores de conteúdo! Buscamos produtores PJ, com experiência em produção para web e bons conhecimentos em inglês!

Faça a sua inscrição aqui! 

Ou compartilhe com alguém!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *