Por Nara Porto

Redatora especialista em Gestão de Pessoas, Negócios e Trabalho Remoto.

Publicado em 29/03/2019. | Atualizado em 05/08/2019


Toda semana, elegemos um freela para escrever para a gente com pauta livre. Assim, conhecemos melhor a nossa Comunidade e você também. Essa é a história da Nara Porto!

Buscava uma renda constante que me garantisse liberdade para trabalhar de qualquer lugar. Contudo, minha maior dificuldade era vender — já que nunca fui bem nessa parte.

Depois de pesquisar sobre as fortes tendências do mercado, tracei uma rota de ação e me tornei freela do time que sempre foi minha referência para marketing de conteúdo. E melhor, sem me preocupar em captar clientes.

Essa história é um sonho? Claro que não. É real. Continue comigo que vou contar a você como criei um plano para me tornar redatora freelancer na Rock Content em 90 dias — desde a decisão em ser freelancer à realização de tarefas na plataforma.

Conhecendo o mercado freelancer

Eu já conhecia meu perfil comportamental e minhas motivações. Trabalho remotamente desde 2012 e sou apaixonada por esse estilo de vida. Por isso, conhecer meus valores, talentos e propósito foram fundamentais para essa decisão.

Fiz uma pesquisa no Google e encontrei várias histórias de pessoas que já vivem de freela pela Rock Content, além de confirmar salário e crescimento no mercado.

Eu já acompanho a Rock faz tempo, por meio de conteúdos sobre marketing digital. Como escrevia em blog e me encaixava na profissão, decidi me candidatar a redatora freelancer — uma vez que não precisaria prospectar clientes, além de ter liberdade na escolha das tarefas. Para isso, precisava fazer um curso gratuito e passar nos testes de certificação e candidatura.

Corri e me inscrevi? Resposta errada. E vou explicar porquê.

Do ponto A ao B

Depois de avaliar o cenário e entender melhor sobre o freelancer na Rock, precisava criar um plano de carreira para aproveitar melhor o tempo e focar no que era importante. Caso contrário, eu poderia procrastinar e demorar em ter resultados.

Para isso, utilizei o Roadmap.

Como eu criei metas com Roadmap

Roadmap é uma ferramenta utilizada para traçar rotas. O objetivo dela é criar um mapa de ações a fim de que você tenha clareza sobre o que fazer para sair do ponto A e chegar ao ponto B.

Logo, era o momento de listar as ações que precisava fazer para alcançar meu objetivo. No entanto, é necessário esclarecer duas coisas:

  1. objetivo é um alvo generalista, usado para dar direção — como um tema. Por exemplo: ser freelancer;
  2. meta é mais específica e detalhista, com informações precisas. Por exemplo: complementar minha renda em 90 dias como redator freelancer na Rock Content.

Primeiro, eu precisava tirar a ideia da cabeça e colocá-la no papel. Portanto, eu fiz três degraus — equivalentes a três períodos. No topo do degrau era minha meta final. Anterior a ela, vinham os outros períodos no formato decrescente.


Ótimo. Agora, o que eu precisava fazer, era:

  1. definir as tarefas de cada período;
  2. dar prazo as tarefas, para não atrasar;
  3. buscar fontes para estudo.

Na teoria parece lindo, não é? E, na prática? É sobre isso que falo agora.

O passo a passo que me tornou redatora freelancer na Rock Content

Eu tinha 90 dias para deixar de ser uma Coach cheia de vícios de linguagem e me tornar redatora da maior empresa de marketing de conteúdo da América Latina.

Dias 01 a 30: ser Produtora de Conteúdo Web

No primeiro mês, minha meta era ser uma profissional na redação de conteúdos web. Para isso, criei as minhas ações por meio de tarefas diárias.

Dias 01 a 07: obter a certificação

  • assistir à Imersão Freelancer;
  • realizar o curso de Produtor de Conteúdo Web;
  • obter a certificação do curso;
  • estudar sobre técnicas de otimização;
  • escrever um artigo para exercitar o aprendizado.

Além de obter a certificação de Produtor de Conteúdo Web, percebi que precisava aprofundar mais no tema para escrever conteúdos de qualidade.

Dias 08 a 21: aprofundar em marketing de conteúdo

  • realizar o curso de Marketing de Conteúdo Avançado;
  • obter a certificação do curso;
  • estudar sobre Inbound Marketing;
  • estudar técnicas de Copywriting e SEO;
  • escrever dois artigos para praticar.

Dias 22 a 30: aprender técnicas de escrita

  • estudar língua portuguesa e gramática;
  • fazer exercícios de fixação;
  • colocar o aprendizado em prática com a escrita de um artigo.
Confira um compilado de conteúdos para te inspirar a produzir textos incríveis! ✍️
Como escrever bem: 39 dicas para começar agora
Inspiração para escrever: 15 dicas de como ter ideias para escrever
Título de texto: aprenda a causar a melhor primeira impressão
Como fazer uma introdução perfeita: o guia definitivo
Como fazer uma conclusão perfeita!
Storytelling: tudo sobre a arte de contar histórias inesquecíveis
Copywriting: entenda como dominar a escrita persuasiva

Dias 31 a 60: ter uma candidatura aprovada.

Com estudo e dever de casa feitos, precisava validar minha capacidade. Logo, escolhi a categoria que mais domino para submeter minha primeira candidatura. Assim, meu teste seria aprovado de primeira!

Dias 31 a 35: submeter a primeira candidatura

  • submeter teste na área que mais domino;
  • intensificar o estudo conforme as críticas do teste;
  • escrever um artigo para praticar.

No entanto, por meio do feedback descobri que precisava estudar mais sobre o guia de estilo da Rock — padrão para todos os textos na plataforma. Além disso, foram sinalizados alguns erros de concordância e pontuação.

Por isso, reestruturei meu plano de estudo para o restante do mês, conforme o feedback.

Dias 36 a 60: aperfeiçoar minhas técnicas de escrita

  • memorizar o guia de estilo da Rock;
  • estudar sobre concordância, conjunção e pontuação;
  • praticar introdução e conclusão;
  • exercitar o aprendizado ao escrever dois artigos.

Dias 61 a 90: realizar tarefas

Após me sentir mais segura, meu objetivo era, finalmente, colocar a mão na massa.

Entrei para o grupo da Comunidade a fim de descobrir como começar a realizar as tarefas, logo recebi várias dicas de como atingir minha meta final. Assim, criei as tarefas da próxima quinzena.

Dias 61 a 74: realizar a primeira tarefa

  • criar networking no grupo do Facebook;
  • pedir aos Analistas para entrar em projetos;
  • acompanhar o post “Caça-Talentos” três vezes ao dia;
  • escrever dois artigos para treinar.

Ufa! Consegui minha primeira tarefa. Logo, precisava entregá-la com qualidade. Para isso, pedi ajuda a uma flor que sempre contribui no grupo da Comunidade. É a Orquídea.

A Orquidea também escreve para o blog da Comunidade e é uma das autoras mais recorrentes da Coluna Freela. Para conhecer as histórias dela:
Como a vida de freelancer me tornou uma profissional melhor
Como o telemarketing pode te ajudar na rotina de freelancer
Como o freelancing se tornou minha principal fonte de renda

Orquídea, muito prestativa, me atendeu durante todo o final de semana pelo messenger, respondendo todas as minhas dúvidas e me dando dicas muito legais.

“Orquídea, dedico minha primeira nota 4,7 para você. Muito obrigada!”


Agora, precisava ler os conteúdos da Orquídea e anotar todas aquelas dicas maravilhosas para conseguir tarefas recorrentes.

Dias 75 a 90: conseguir tarefas recorrentes

  • anotar dicas de ferramentas para redator;
  • treinar métodos para escrever melhor;
  • criar rotina de fluxo para envio de tarefa;
  • acompanhar o grupo diariamente para pegar mais tarefas;
  • candidatar-me em todas as categorias que tenho conhecimento.

A Rock se tornou minha escola

É claro que essa história não acaba aqui. Eu descubro pontos de melhoria em cada feedback, já que estou em constante aprendizado. Neste momento, meu home office está cheio de post-it com dicas frequentes que recebo do time.


Logo, o que mais me encantou na Rock é a chance de melhorar minha técnica, porque tenho a oportunidade de aprender com uma equipe referência na área.

Além disso, não entendo por que esperei tanto tempo para ser freela da Rock. Onde eu estava com a cabeça, hein?

O plano de carreira precisa ser direcionado a um objetivo que combine com seu perfil profissional e suas expectativas com o mercado. Para alcançá-lo, é preciso organizar suas metas em tarefas diárias, com prazos a cumprir. Assim, vai conseguir aproveitar ao máximo seu tempo para priorizar a meta dentro do período estipulado.

O trabalho como freelancer na Rock é perfeito para quem busca constância e tranquilidade, visto que, nosso papel é apenas ter compromisso em entregar conteúdos de qualidade — o resto fica com eles.

Se você busca liberdade e flexibilidade para criar sua própria rotina e quer constância de renda e clientes, o que você está esperando? Junte-se a nós e faça parte do melhor time de conteúdo da América Latina!

Nara Porto

Nara Porto

Muito aprendizado sem abrir mão do café, home office e de um bom seriado!

Essa foi a história da Nara!
Você tem alguma história de vida como freelancer que gostaria de compartilhar com a gente? Confira o form abaixo.

powered by Typeform

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *