Por Monique Gomes

Jornalista certificada em marketing, feminista, cinéfila e livre de glúten.

Publicado em 08/04/2018. | Atualizado em 09/01/2019


Um redator criativo é muito mais que um excelente profissional. Ele traz para o texto novidades e qualidades desejadas por qualquer empresa. Você é um deles? Saiba aqui!

Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Sabe aquele texto que você começa a ler e mantém o foco do início ao fim como se fosse abduzido pelas palavras? Pois é. Não existe nada de paranormal. Essa habilidade é típica do redator criativo que, além de conhecer técnicas de escrita persuasiva, não abre mão da originalidade na hora de produzir.

Hoje, essa qualidade é muito valorizada no mercado de trabalho, principalmente para quem quer se manter competitivo. É claro que nem todo mundo tem uma mente fértil. Muitos freelancers ficam presos na rotina porque acionaram o piloto automático da produção de conteúdo.

Isso não pode acontecer com você, não é mesmo? O tipo e o grau de criatividade variam muito de uma pessoa para a outra, mas uma coisa é certa: somos inteligentes e podemos aperfeiçoar o nosso potencial de forma consciente.

Pensando nisso, vamos listar os principais motivos que comprovam por que esse quesito ajuda demais na sua profissão. Continue a leitura para saber mais.

Curiosidade à flor da pele

Quanto mais amplo for o nível de saber do redator em outras áreas, maior a capacidade de pensar, sintetizar, criar. Além do mais, é sempre bom estar aberto às novas experiências. Afinal, a criatividade se alimenta da vivência em outros campos de atividade além dos assuntos tradicionais que são conhecidos dentro da carreira.

Você se considera uma pessoa curiosa? Está sempre em busca de informação sobre tudo? Gosta de ler livros de diferentes autores, jornais, assistir a vídeos, palestras e programas culturais na TV? Se a sua resposta for afirmativa para essas perguntas, é possível que você tenha uma excelente bagagem de conhecimentos sobre assuntos diversos. Portanto, use isso a seu favor.

Produção de conteúdo original

Normalmente, o redator tem acesso aos links de referência quando aceita o trabalho. Em alguns casos, ele mesmo tem que pesquisar as fontes antes de começar a escrever.

Acontece que se as mesmas ideias forem replicadas, o Google pode entender essa prática como plágio e, assim, o ranqueamento do blog nos buscadores fica comprometido. Fora o fato de que é entediante para o leitor se deparar com empresas que têm diálogos parecidos, não é verdade?

Mentes criativas são livres de estereótipos e, por isso, imaginam soluções diferentes para as questões comuns. Mas, lembre-se de que é fundamental pensar com estratégia e agir com coerência para não extrapolar os limites do bom senso.

Essa habilidade de pensar fora da caixinha ajuda muito na hora de redigir. Algumas empresas até deixam um recado na pauta para o redator fugir do senso comum. Ou seja: elas adoram quando isso acontece.

Objetividade na hora de produzir conteúdo

A objetividade é uma enorme qualidade do redator criativo. Sempre que ele pega uma pauta, analisa as características do cliente, procura conhecer o produto ou serviço oferecido e estuda o perfil da persona que vai ter acesso ao conteúdo.

Todas essas informações contribuem para a tomada de decisão no momento em que o profissional desenvolve os intertítulos, escolhe a melhor abordagem, a linguagem adequada e a distribuição das palavras-chave.

Sem esses cuidados, fica muito difícil atingir metas, objetivos e, ao mesmo tempo, melhorar a produtividade. É por essas e por outras que o redator criativo é o queridinho das agências.

Capacidade de perceber e solucionar problemas

Se você parar para pensar, os problemas são testes disfarçados para avaliar a capacidade de uma pessoa criativa. No tempo das cavernas, os primeiros humanos criaram ferramentas básicas com auxílio de pedras afiadas.

Eles não teriam ideias incríveis se não fosse a necessidade de arrumar um jeito melhor para caçar, cortar árvores ou produzir as próprias vestimentas. Isso não quer dizer que você precisa inventar uma nova roda e ser o redator diferentão.

Basta fazer como os nossos ancestrais e buscar maneiras eficientes para alcançar resultados satisfatórios. Por exemplo: o cliente quer um e-book de 3 mil palavras sobre um tema que já foi muito abordado na internet. O que fazer?

Faça um levantamento do que falaram sobre o assunto, anote fatos relevantes que foram ignorados, organize o que você sabe a respeito e consulte novas fontes. No meio dessa tempestade de ideias, o resultado do seu trabalho vai ficar show.

Talento para a inovação

O freelancer presta serviço para diversas marcas, são inúmeros tipos de produtos e serviços. Ou seja, redigir para uma empresa que vende ração para animais é totalmente diferente de elaborar um texto para o cliente que trabalha com bombas para postos de combustíveis, por exemplo.

Nesse sentido, existe a necessidade de descobrir novas formas de contar uma história. Principalmente, porque é preciso desenvolver a capacidade de envolver o leitor de acordo com o contexto.

Você tem criatividade suficiente para inovar? Se não, procure aprender mais sobre marketing para agregar valor ao seu trabalho. É sempre bom entender como funciona cada etapa na jornada de compra do consumidor.

Procure saber como a entrega do seu artigo vai ajudar o usuário desde o momento em que ele ainda não conhece a empresa até a fase em que assinou a newsletter, recebeu mais informações e está qualificado para comprar o produto.

Automotivação do redator criativo

As pessoas criativas não têm ideias mirabolantes porque alguém solicitou ou pretende pagar por isso. Elas têm necessidade de se reinventar. O desejo e a motivação para criar são elementos básicos, estão presentes no dia a dia delas.

Portanto, se os estímulos são internos, as dificuldades são superadas com mais facilidade que o normal. O foco na concentração é tão grande que muitas perdem a noção do tempo quando se envolvem nas atividades. Que empresa não admira um profissional assim?

Como você viu, é extremamente importante sair da zona de conforto, enxergar além do óbvio para desenvolver outras habilidades, se destacar dos demais e se dar bem no mundo dos freelas. Mas, como fazer isso e ser bem-sucedido?

Para ser um redator criativo, busque novos conhecimentos, seja mais ousado na produção de conteúdo, mostre as próprias percepções, priorize a originalidade, desenvolva a capacidade de perceber problemas e solucioná-los. Jamais se acomode: seja um notável aprendiz.

Que tal ficar atualizado com práticas inovadoras? Baixe gratuitamente o nosso E-book: Profissional criativo: 8 livros para se destacar no mercado e tenha acesso a uma seleção dos melhores materiais para alavancar a sua carreira.

Livros para Profissionais Criativos

Posts populares com esse assunto