redação em inglês

Redação em inglês: por que um redator bilíngue é muito valorizado?

Você sabia que um redator com domínio da língua inglesa tem muitas vantagens sobre os concorrentes?
Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Segundo uma pesquisa realizada pela Catho no Brasil, quem tem inglês fluente recebe um salário até 61% maior do que quem não fala.

Quando falamos do mercado de Marketing de Conteúdo não é diferente. Dominar a redação em inglês é um ótimo atalho para ganhar destaque no mercado e conseguir mais e melhores oportunidades. Conheça algumas das razões:

1. Conteúdos em inglês possuem maior alcance

É um fato histórico que o poder econômico exercido pela Grã-Bretanha e América ao longo dos últimos séculos resultou em Inglês sendo tão difundido hoje.

O inglês é apenas a terceira língua mais falada por falantes nativos. No entanto, quando você contar todas as pessoas que falam inglês como um segundo, terceiro ou quarto idioma, então definitivamente é a língua mais falada em todo o mundo.

Assim, esse dado prova que que artigos escritos na língua inglesa têm potencial de alcançar muito mais leitores em todo o mundo.

Um artigo com um alcance maior provavelmente será mais lido o que garantirá uma maior visibilidade para o seu cliente, mas também para o seu trabalho. No fundo, o desejo de todo mundo que trabalha com a escrita é ser mais lido, e a redação em inglês permite isso.

2. Há mais e melhores oportunidades de trabalho em inglês

Hoje, a comunicação entre pessoa de diferentes países é absolutamente natural e acessível. Assim, essa facilidade faz com que muitas empresas busquem por prestadores de serviços em outros países.

Já não é incomum que um freela trabalhe, por exemplo, como redator para uma empresa baseada no Estados Unidos, Índia ou até mesmo a Holanda.

E adivinhe qual requisito praticamente todas essas oportunidades têm em comum?  A exigência de dominar a redação em inglês. Inclusive, isso ocorre se o país do contratante não tiver a língua inglesa como oficial (lembra que citamos a Holanda ali cim em cima?).

O profissional com uma boa redação inglês também tem mais destaque e chances de sucesso em empresas brasileiras. As grandes agências e empresas sempre buscam profissionais com fluência em inglês. Mesmo que não seja um requisito para a vaga, é, no mínimo, um “quesito de desempate” considerável.

Quanto mais elevado o nível hierárquico de um cargo, maior é a exigência de domínio da língua inglesa. Segundo a pesquisa da Catho, maior o percentual de profissionais com fluência no idioma.

3. O inglês aproxima sua renda dos seus objetivos

Na vida de freelancer para conseguir atingir uma renda confortável o redator não pode ser um piano de uma nota só. É preciso diversificar os serviços oferecidos para conseguir atrair uma gama maior de clientes e conseguir ter opções.

E um leque de possibilidades que se abre para os redatores bilíngues são as oportunidades de trabalho com freelas de tradução.

Bons redatores costumam ser o profissional mais cotado para serviços de tradução. Afinal, tem um ótimo domínio sobre a língua materna e técnicas de escritas, são qualidades tão importantes quanto o conhecimento do idioma a ser traduzido.

Não é raro vermos por aí textos que em inglês são excelentes de se ler, entretanto, suas versões em português são truncadas e falhas no aspecto técnico em geral. Geralmente isso o ocorre quando a tradução foi feita por um profissional que não tem formação ou experiência em redação.

Por ter domínio da redação em inglês, o redator bilíngue também é apto para fazer a versão em inglês de textos em português com qualidade.

Se você tem, ou pretende prospectar, um cliente com perspectivas globais, esse é uma excelente serviço a ser oferecido. Gostou da ideia? Neste outro artigo falamos sobre como fazer uma tradução perfeita.

4. Profissionais bilíngues são mais “antenados”

Conseguir ler e acompanhar artigos em inglês também permite que o redator saiba mais. O acessibilidade da língua permite que você saiba com antecedência sobre as tendências globais, cultura, questões sociais e, principalmente, sobre as novas técnicas de copywriting e Marketing de Conteúdo.

Pelo fato de os Estados Unidos possuírem um mercado mais evoluído que o nosso, é natural que lá sejam desenvolvidas as novas técnicas e estratégias de persuasão e conversão através de redação.

O profissional capaz de ler em inglês consegue acompanhar as tendências do mercado com muito mais facilidade. Assim, portanto, ele pode estar um passo à frente dos seus concorrentes que não dominam o idioma.

Analisar um mercado de fora e mais avançado é a melhor forma de se preparar para as tendências que ainda chegarão e analisar previamente o que pode dar certo ou não.

5. A redação em inglês amplia o seu networking global

Ao dominar o inglês o profissional também consegue estar em contato com outros redatores ao redor do globo. Pode trocar experiências, cases e dicas com mais facilidade.

Por que resumir seu networking a comunidades brasileiras e as pessoas que conhecemos em eventos nacionais quando, podemos, literalmente, estar em contato com os melhores profissionais de todo o mundo?

Sendo um redator bilíngue, você precisa usar isso em seu favor.

6. Conhecer a língua inglesa te dá acesso às melhores referências

Redatores bilíngues conseguem acesso a melhores referências para escreverem seus próprios artigos. Esse ponto é uma consequência do tópico anterior.

Devido ao fato de os conteúdos em inglês possuírem um alcance maior e a língua ser a mais falada do mundo, é natural que seja muito mais fácil encontrar em pesquisas na web bons textos nesse idioma. Aqui mesmo, no blog do Escreva Para a Web, todas as pautas enviadas para os nossos freelancers possuem referências em inglês.

Além das referências diretas de artigos, um profissional com inglês fluente também tem a chance de possuir uma bagagem cultural maior. Existem muitas grandes obras de literatura, ciência, história e sociologia que foram escritas em inglês primeiro.

Todas essas referências, diretas ou indiretas, permitem que o redator consiga entregar um texto melhor, com um conteúdo mais profundo e relevante.

Elas também aumentam as chances dele trazer uma abordagem ou tema ainda inédito em língua portuguesa. E esse é um ponto bastante importante, tendo em vista que a originalidade no conteúdo é um dos principais fatores de relevância analisados pelo algoritmo de page rank da busca do Google!

E você? O que acha sobre a importância de ser um redator bilíngue? Divida seu conhecimento com a gente nos comentários!