Por Bianca Lopes

Redatora da Comunidade Rock Content. Jornalista, publicitária, freelancer, ensimesmada e desafiadora compulsiva do bom senso.

Publicado em 15/09/2017. | Atualizado em 06/09/2019


A Psicologia Comportamental, também chamada de Comportamentalismo e Behaviorismo, é um ramo da Psicologia que tem como principal objeto de estudo o comportamento. Ela é caracterizada por acreditar na unidade entre mente e corpo, negando assim a existência dos estados de consciência e subconsciência.

Você já se pegou perguntando por que algumas pessoas são do jeito que são? Ou como cada um reage em situações distintas? A ciência está longe de oferecer respostas para tudo, mas tem ajudado muita gente a compreender melhor suas atitudes e as de outros à sua volta.

As explicações da psicologia comportamental por si só já são capazes de instigar a curiosidade da maioria das pessoas. Afinal, não são poucos os que desejam entender os motivos de nossas ações em contextos diferentes. Se esse não é o seu caso, prepare-se para mudar de ideia.

Neste post, você vai entender melhor o que é a psicologia comportamental e qual é a importância de compreender o assunto, inclusive, quando se trabalha com produção de conteúdo.

Ficou curioso? Vamos lá!

O que é psicologia comportamental?

Também conhecida como ‘behaviorismo’, essa área da Psicologia estuda a conexão entre nossas mentes e ações, explorando tudo o que está escondido por trás de nossos pensamentos, nossas atitudes e emoções.

Para a psicologia comportamental, não existe uma dualidade mente-corpo e, assim, tudo é visto como comportamento operante: emoções, ações, reações fisiológicas, linguagem, pensamento, etc.

Os pesquisadores e cientistas dessa área sugerem que todos os comportamentos são aprendidos, seja por meio de associações, seja por recompensas ou punições. Esses profissionais se debruçam em estudos para a descoberta de padrões em nossas ações e comportamentos, bem como os fatores que as influenciam.

Muitas vezes, o intuito é utilizar esses fatores a nosso favor. Ao usar a psicologia comportamental para nos ajudar a prever como os humanos se comportam, podemos construir melhores hábitos como indivíduos e suprimir os comportamentos indesejáveis.

Por que eu deveria me informar sobre isso?

No âmbito pessoal, o conhecimento mais aprofundado sobre essa área é capaz de promover diversos benefícios para sua vida. Os principais deles são:

Autoconhecimento

A velha frase “conhece a ti mesmo” de Sócrates nunca teve tanta importância. Ao entender melhor os motivos pelos quais agimos dessa ou daquela maneira, você deixará de ser escravo de seu próprio comportamento para assumir o protagonismo de sua vida e exercer um maior poder de escolha sobre ela.

Aos poucos, também é possível aprender a desassociar sentimentos desagradáveis causados por experiências passadas, o que permite uma melhor qualidade de vida e um aproveitamento máximo da sua satisfação e felicidade em qualquer tipo de momento.

Eliminação de hábitos ruins

Se você tem algum vício, mau hábito ou pensamento limitante, é porque se sente recompensado por isso de alguma forma. A psicologia comportamental afirma que todo tipo de ação pode ser “recompensada” ou “punida”, o que aumenta ou diminui a sua chance de reincidência.

Quando você procrastina uma tarefa, por exemplo, a recompensa é um momento fugaz de diversão. Já quando você fuma, pode sentir o estresse ir embora instantaneamente.

Ao identificar essas compensações, é possível aprender a substituí-las por gratificações maiores quando você conseguir manter o foco e fizer a coisa certa.

Melhor capacidade de interpretação dos fatos

Tanto o caráter do conteúdo psicológico quanto os métodos ensinados e utilizados pelos psicólogos procuram estimular o pensamento crítico e capacidade mais apurada de interpretar situações distintas.

Isso acontece porque esses profissionais treinam para analisar cada questão de ângulos variados. Dentro desse treinamento, a linha do pensamento é aprimorada para ser cada vez mais confiável e precisa.

Desconstrução de crenças limitantes

A psicologia é capaz de abrir a mente para mais possibilidades. Não só isso, mas ao conhecer melhor as funções do cérebro, você também começa a perceber que você não está sozinho em seus pensamentos e problemas. Assim, desenvolve uma maior compreensão também sobre os pensamentos dos outros de forma isolada e em sociedade.

Ao observar a situação em que as pessoas à sua volta se encontram (tanto clínica como emocionalmente), você será capaz de desconstruir preconceitos e encarar suas próprias emoções de forma mais racional, além de aprender a ter uma visão mais imparcial sobre as opiniões e comportamentos alheios.

Como aplicar esses conceitos no meu trabalho?

O estudo sobre interações entre as emoções, pensamentos, comportamento e estados fisiológicos humanos pode ser aplicado em diferentes áreas do conhecimento, inclusive na redação e produção de conteúdo, sabia?

Eis algumas lições que podemos tirar da psicologia comportamental:

Esteja ciente das necessidades humanas

Existem 6 necessidades universais que marcam o comportamento humano e são compartilhadas por todos que você conhece:

  • Certeza/conforto: vontade de evitar dor e ganhar prazer;
  • Incerteza/variedade: necessidade de explorar o desconhecido, vivenciar mudanças e receber novos estímulos;
  • Significado: sentir-se único, importante, especial ou necessário;
  • Amor/Conexão: sentir proximidade ou união com algo ou alguém;
  • Crescimento: expansão de capacidades ou de compreensão;
  • Contribuição: um senso de serviço e foco em ajudar, doar e apoiar outros.

Compreender essas necessidades pode lhe ajudar a criar novos conteúdos que as atendam e levem à uma conexão mais eficaz com sua persona.

Aprenda aqui como entrar na mente dos leitores!

Providencie uma nova experiência

Por que as pessoas pagam tanto em um novo iPhone mesmo quando já possuem um dispositivo mobile perfeitamente funcional? A resposta está na psicologia.

Lembre-se de que as pessoas têm necessidade de vivenciar o desconhecido, por isso, estão sempre ávidas por novidades e experiências inovadoras. Ao apresentar novos recursos, o iPhone ativa as regiões frontal e temporal do cérebro, prevendo recompensas e liberando dopamina.

Sendo assim, por que não investir na originalidade para aprimorar seus textos?

Utilize dados recém-descobertos, experimente uma linguagem nova, apresente novidades e procure entregar um texto totalmente diferente de tudo o que seu cliente já viu antes.

Certamente, a inovação da sua escrita fará com que ele se lembre do conteúdo lido.

Conte histórias

O uso do storytelling aplicado ao conteúdo não é bom apenas para distrair e entreter o leitor, mas também para ativar algumas partes do cérebro que estão associadas aos seus sentidos, como a visão, o som e o tato.

Essa experiência perceptual estimula a parte emocional do cérebro do leitor de forma intensa, afetando inclusive as suas decisões de compra. Isso porque, ao avaliar marcas, os consumidores levam a emoção mais em conta do que sua análise racional.

Como você pode perceber, a psicologia comportamental possui aplicações que vão muito além do consultório médico. Quem diria que esse tema poderia até melhorar o seu trabalho e te ajudar a conquistar mais leads?

Se você se interessou por este assunto e quer aprender mais, aproveite e confira também a Roda da Vida!

Roda da VidaPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *