Por Renato Ribeiro

Nômade digital e produtor de conteúdo online.

Publicado em 09/08/2018. | Atualizado em 05/09/2018


Programação Neurolinguística é um nome complicado para uma ciência que pode ser útil para qualquer um que queira melhorar suas performances pessoal e profissional. Confira!

Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Já imaginou como seria sua vida se você explorasse seu máximo potencial cognitivo? Você quer viajar o mundo? Conquistar o emprego dos sonhos? Casar-se e construir uma família? Desenvolver hábitos de sucesso?

Quando você atua em alta performance, é provável que concretize suas metas de forma mais ágil e eficiente. Também é possível reagir às situações de maneira mais resiliente e ainda ter um maior controle sobre suas emoções.

Neste século de males como a ansiedade e a depressão, a Programação Neurolinguística, ou PNL, pode cair como uma luva. Mas, além do emocional, ela também contribui para o lado racional. Ou seja, a técnica pode se tornar essencial para você realizar qualquer coisa no âmbito pessoal e/ou profissional.

Neste texto, vamos destacar o que é e como surgiu a PNL. Em seguida, vamos falar de alguns dos seus princípios e como você pode aplicar a técnica. Confira!

O que é Programação Neurolinguística

A Programação Neurolinguística é uma ciência voltada para os estudos dos modelos mentais. A ideia é entender como os pensamentos são formados e afetam nossos comportamentos e aprendizados. Ela também pode ser compreendida como um conjunto de ações que contribuem para entender e transformar processos cognitivos relacionados ao modo de falar, ser e agir.

A PNL explica como organizamos nossas emoções e sentimentos e, assim, compreendemos a nós mesmos, os outros e as realidades à nossa volta. Por meio de estudos científicos, a técnica retrata como estabelecemos padrões mentais para reagir às mais diversas situações, decisões e atitudes.

Programar-se, como o próprio nome sugere, é sinônimo de se condicionar propositalmente para criar ou recriar um determinado modelo mental desejado. “Quebrando” a palavra neurolinguística, temos:

  • neuro = diz respeito aos nossos pensamentos;
  • linguística = relaciona-se à forma como usamos as palavras e comportamentos para mudar a nós mesmos e os outros.

PNL é, basicamente, a arte de fazer acontecer.

Como surgiu a PNL

Na década de 1970, na Universidade da Califórnia, em Santa Cruz (EUA), o linguista John Grinder e o matemático e psicólogo Richard Bandler se uniram para entender por que alguns grupos de pessoas conquistavam resultados notáveis, enquanto outros, mesmo com intensos treinamentos, não conseguiam alcançar os mesmos feitos.

Eles chegaram à conclusão de que existia uma diferença emocional significativa entre os grupos. A forma como as pessoas mentalizavam uma determinada situação, portanto, fazia uma grande diferença na hora de realizar as coisas. Em seguida, Bandler e Grinder se uniram ao hipnotizador Dr. Milton H. Erickson e, a partir daí, o mundo passou a contar com novas técnicas terapêuticas.

Foi nesse contexto que a PNL oficialmente despontou como uma ciência capaz de compreender e potencializar o comportamento humano. Hoje em dia, é praticada de forma intensa, principalmente por coaches.

Uma das principais referências no mundo, o guru motivacional Tony Robbins já treinou nomes como a tenista Serena Williams, a apresentadora Oprah, o ex-presidente americano Bill Clinton, o ator Arnold Schwarzenegger e muitos outros.

Outros posts que podem te ajudar!
Precisamos aceitar que já é possível ser freelancer por opção
Aprenda como aliviar o estresse usando sua inteligência emocional
Gerenciamento de estresse: é possível ter autocontrole?
Mindfulness: por dias mais produtivos e menos exaustivos
Como tirei o lixo da palma da mão e aumentei a produtividade

Princípios da PNL

A seguir, listamos alguns princípios da PNL:

  • comunicação: a forma como nos comunicamos e as palavras que usamos determinam nossa realidade e a maneira como enxergamos o mundo;
  • processamento da informação: captamos as informações de formas diversas. Você pode, por exemplo, ser mais auditivo ou mais visual;
  • ancoragem: transformar eventos adversos por meio de ancoragens positivas. Exemplo: em vez de sentir pânico de falar em público, você lembra de situações alegres, que enfraquecem o medo;
  • tempo: o presente é a única coisa que existe e é nele que devemos concentrar todos os esforços, de forma que tenhamos um bom futuro;
  • rapport: técnica usada para criar empatia e conquistar a confiança dos mais diversos perfis de pessoas.

Benefícios da PNL

A Programação Neurolinguística traz inúmeros benefícios para a vida. Ela ajuda a controlar os pensamentos e as emoções e a ter mais concentração, além de contribuir para que você tenha ações bem alinhadas com seus objetivos e metas, nos âmbitos pessoal e profissional.

Portanto, com a ajuda da PNL, você pode:

  • resolver problemas: a técnica foca bastante no controle da impulsividade e, assim, você pode se livrar de pensamentos, ideias e sensações que atrapalham seu crescimento;
  • ganhar autoconfiança: ao possibilitar que você entenda melhor seus modelos mentais, a PNL permite mais autoconhecimento e entendimento das próprias forças e fraquezas;
  • tomar melhores decisões: com o auxílio de atalhos mentais, a PNL ajuda a tomar decisões mais acertadas. Por meio de palavras e imagens, por exemplo, você pode ser impulsionado a ter mais coragem e determinação;
  • negociar melhor: como a técnica é recheada de elementos de persuasão, você acaba se tornando uma pessoa com maior poder de argumentação e de influência sobre os outros.

Como aplicar a PNL no dia a dia

A PNL pode ser aplicada em diversos campos da vida de forma eficiente, possibilitando conquistar resultados concretos e em pouco tempo. Aqui, destacamos algumas aplicações práticas de PNL para iniciantes em situações do dia a dia:

  • busque se conhecer melhor: tente entender crenças, motivações e outros fatores que te impulsionam ou te travam. É um ótimo primeiro passo para começar a promover mudanças na sua vida;
  • conheça as técnicas de PNL: procure entender as premissas da Programação Neurolinguística para, assim, estar efetivamente bem preparado para aplicar os exercícios;
  • encare as novidades com a mente: não adianta praticar a PNL se você duvidar dos seus benefícios. Por isso, é essencial que você se livre de preconceitos e tire o melhor proveito das ideias apresentadas;
  • não tenha receio de praticar: você só conquistará os resultados da PNL por meio da prática. Portanto, experimente exercícios — como fazer afirmações positivas — e sinta as mudanças pouco a pouco;
  • nunca desanime: um dos pressupostos da PNL baseia-se no fato de que não existe nenhum tipo de fracasso. Isso é muito importante, principalmente nos momentos em que você se sentir desanimado. Lembre-se de que não existe mágica e os resultados podem demorar a acontecer. A PNL é um processo no qual você compreende a si próprio cada vez melhor e isso não acontece da noite para o dia.

Como dissemos, a Programação Neurolinguística é uma ciência que ajuda as pessoas a terem uma maior compreensão sobre si mesmas.

Com a ajuda da PNL, será possível melhorar seus hábitos e se libertar de medos e crenças limitantes que estão impedindo que você atinja seu máximo potencial.

Dessa forma, você terá uma vida com muito mais produtividade, qualidade e possibilidade de alcançar objetivos, bater metas e realizar sonhos.

Você já conhece ou usa a Programação Neurolinguística em sua vida? Se sim, como tem sido sua experiência? Conte nos comentários! A sua opinião é muito importante para a gente.

Posts populares com esse assunto