profissional de copydesk

8 requisitos de um profissional de copydesk em 2019

Já sabe o que um copydesk faz? Confira aqui o que é responsabilidade desse profissional e qual a importância da função para uma estratégia de produção de conteúdo!

Já ressaltamos algumas vezes por aqui a importância do profissional de copydesk, fundamental em uma estratégia de marketing de conteúdo.

A função, que por muitos anos ficou restrita dentro das redações de jornais, acabou caindo em desuso principalmente pelo caráter mais prático e enxuto que tomou conta do jornalismo.

Todavia, com o “boom” da produção de conteúdo para a web, o copydesk voltou, porém com roupagem completamente diferente — fazendo com que o pessoal da comunicação ganhasse de presente uma nova oportunidade de trabalho novinha em meio a um mercado repleto de transições e incertezas.

Quer saber quais são as características primordiais para que um comunicador possa crescer e se destacar nessa profissão? Se a resposta for positiva, o post de hoje é para você!

Relembrando o conceito de copydesk

Caiu de paraquedas neste texto e não sabe (ou não se lembra muito bem) sobre o que estamos falando? Não tem problema, vamos explicar agora!

De forma básica e prática, o copydesk — que também pode ser chamado de copidesque — foi criado e ganhou sua ascensão nos anos de ouro do jornalismo impresso. Na época, a função era basicamente a de um revisor.

Ou seja: o profissional de copydesk deveria analisar a ortografia, a semântica e os demais aspectos fundamentais para que o conteúdo saísse de acordo com as normas corretas da língua.

Além disso, também cabia a essas pessoas a função de compreender se o conteúdo estava de acordo com a linha editorial do jornal, por exemplo. Era hora de analisar o tom de voz, linguagem e roupagem do texto — se ele fosse por um caminho diferente do perfil do veículo de comunicação, algo ali deveria ser repensado.

Com o passar do tempo, porém, as novas tecnologias chegaram com cada vez mais força, o que acabou fazendo com que o perfil do jornalista se transformasse em algo mais prático, multitarefa e autodidata.

A partir dessa nova realidade nas redações, a função de copydesk acabou sendo transferida para o próprio jornalista que redigiu a matéria ou para o editor do jornal, por exemplo.

Algum tempo depois, surfando na onda do Marketing de Conteúdo e da produção de conteúdo online, o copydesk voltou com tudo! Só que, dessa vez, algumas funções muito importantes foram agregadas.

É claro que a revisão ortográfica é fundamental, mas para isso, geralmente, existem os revisores de texto.

A função de copydesk vai além: junto com o “tapinha” no português, é preciso estar bem atento a tópicos fundamentais no marketing de conteúdo. Técnicas de SEO como um todo, adequação à persona e bom uso da linguagem para a web são alguns dos itens que devem ser analisados pelo profissional.

Ou seja: além de ler o texto com um olhar de revisor, é preciso pensar de forma estratégica. Se o texto fugir do proposto, o copydesk tem toda a liberdade de reformulá-lo até que o resultado esteja dentro do planejado.

Guia definitivo do texto perfeitoPowered by Rock Convert

Principais requisitos de um profissional de copydesk

Agora que você refrescou a memória a respeito do que é o copydesk, vamos ao assunto principal deste post!

Para ser um bom profissional na área, não basta dominar os conceitos básicos da revisão, de ortografia e até mesmo do marketing digital. É preciso ir além e investir também naquelas suas características pessoais que você nunca pensou que poderiam ser úteis no trabalho.

Quer saber, de uma vez por todas, quais são os principais requisitos de um profissional de copydesk? Então preste atenção nos pontos a seguir!

1. Bom conhecimento da língua portuguesa

Não podemos deixar de falar do óbvio, afinal, o bom conhecimento da língua é uma das principais características que o profissional de copydesk deve ter.

A boa noção de regras de português, sejam elas em relação a semântica, sintaxe, sejam da ortografia como um todo, facilita muito na hora de dar aquela revisada no conteúdo. Imagine só precisar pesquisar no Google sempre que tiver alguma dúvida ou incerteza em relação ao que foi escrito?

Conforme já falamos aqui no blog, a função do revisor é diferente da do copydesk, porém, é fundamental que o segundo profissional tenha um ótimo domínio do texto, assim como os revisores.

Uma ótima maneira de fugir de conteúdos extensos e maçantes sobre ortografia e português é ao recorrer a conteúdos online, como e-books. É o exemplo deste guia de português e gramática para a web, que ensina de forma prática alguns conceitos que, às vezes, podem parecer chatos ou entediantes.

2. Bom conhecimento de línguas estrangeiras

Achou que iríamos ficar apenas no português? Não mesmo!

O profissional de copydesk é responsável por colocar em prática questões que envolvem o marketing digital, correto? E o marketing digital é globalizado, ou seja, existem inúmeros termos, conceitos e textos que (infelizmente, para alguns) estão em inglês e podem não ter tradução exata.

É interessante, então, que quem for trabalhar na área tenha um conhecimento legal da língua estrangeira, principalmente do inglês — se souber espanhol também, é ainda melhor.

Além disso, inúmeras referências na hora de produzir uma postagem de blog podem vir em inglês. Mesmo que o profissional de copydesk não seja responsável por redigir o conteúdo, ele precisa dar uma olhadinha nas referências para compreender se o redator fez bom uso delas ou não.

Seria muito chato (e complicado) precisar recorrer a tradutores e dicionários toda hora, certo?

3. Organização

A organização é uma característica importante em basicamente qualquer profissão, porém, quando falamos sobre áreas que, em sua maioria, são formadas por freelancers, o cenário pode mudar muito.

A profissão de copydesk (em seu formato moderno) já vem sendo agregada em escritórios físicos de empresas da área de marketing e comunicação, porém, os freelas ainda dominam o mercado.

Por isso, assim como um freela de redação, revisão ou diagramação, é preciso ter um senso de organização muito forte para ter a capacidade de gerir toda a demanda de trabalho que chega.

Prazos são determinantes, e lidar com eles de maneira exemplar é fundamental para definir o sucesso — ou mais completo fracasso — do seu trabalho e carreira em construção. Imagine só se perder em meio a várias tarefas e não conseguir entregar nenhuma delas?

Além disso, pessoas organizadas têm mais noção e espaço para desenvolverem metas e métricas de sucesso em relação ao próprio trabalho.

Quando pensamos que um freela é o seu próprio chefe, isto é, que o dinheiro que entra depende prioritariamente dele e da quantidade de trabalho entregue, é sempre bom traçar objetivos e planejamentos para evitar aquele susto no final do mês.

4. Dominar o SEO

Uma das principais funções do profissional de copydesk é adaptar o texto em relação às principais diretrizes de SEO. Inclusive, se você não domina o assunto, não deixe de abrir este conteúdo em uma nova aba!

Se não for o caso e os conceitos que envolvem o Search Engine Optimization estiverem claros na sua mente, parabéns! Você tem uma das principais características para realizar o trabalho de copydesk.

Durante a análise do profissional, é primordial observar o uso das palavras-chave, sua frequência e como ela foi disposta ao longo do texto, por exemplo. É essencial ter em mente que o uso de palavras-chave não significa apenas “jogar” os termos no decorrer do conteúdo.

Outro motivo pelo qual saber muito bem sobre SEO é indispensável para o profissional de copydesk é o seguinte: quando o conteúdo não está exatamente apropriado para uma estratégia de marketing específica, é importante que o responsável pela função esteja apto a reescrever as partes do texto que demandarem alterações.

Quanto maior for o conhecimento a respeito do assunto, melhor reescrito será o conteúdo, o que gera melhores resultados no final.

5. Dominar o marketing de conteúdo

Quando colocamos a palavra “dominar” no texto, não estamos dizendo que você precisa ser o novo guru do marketing: ninguém sabe tudo sobre um assunto, e está tudo bem!

De toda forma, é muito importante manter o estudo a respeito das melhores práticas de marketing de conteúdo e redação para a web, justamente pelos motivos citados em relação ao SEO. Outra função relevante do profissional de copydesk é compreender como a persona foi trabalhada no texto e se ela seria impactada com aquele conteúdo, por exemplo.

Se você fez algum dos nossos cursos na Universidade da Rock, provavelmente está cansado de saber o que é uma persona e como ela é um dos principais conceitos do marketing de conteúdo. Se não fez, está perdendo tempo por quê?

Quem não domina totalmente o assunto, pode entregar um texto cheio de potencial, mas que foi perdido por falta de conhecimento suficiente em estratégias certeiras.

6. Gostar muito de ler

Você não precisa devorar todos os livros de Game of Thrones ou se interessar por literatura clássica. Quando digo que gostar de ler é imprescindível para ser um bom profissional de copydesk, me refiro a todo e qualquer conteúdo!

Dos mais bobinhos aos mais complexos, o que importa mesmo é criar um hábito de leitura saudável. Quanto mais uma pessoa lê, mais familiaridade ela tem com a língua em questão.

O hábito aumenta a nossa gama de vocabulário, além de nos ajudar muito com a gramática. Além disso, estamos em processo constante de aprendizado!

Por isso, não hesite em ler. Seja no kindle, no tablet, no celular ou nos bons e velhos livros, tenha sempre um desses amigos perto de você.

Profissional criativo: 8 livros para se destacar no mercadoPowered by Rock Convert

7. Ter um senso de atualização apurado

Estamos inseridos dentro no olho do furacão da era digital. Quer dizer: tudo muda o tempo todo!

Informações dadas agora podem ser desacreditadas em questão de horas, atualizações ao redor do mundo são compartilhadas a cada segundo, novas descobertas surgem a todo momento… Tudo isso vem acontecendo de uma forma muito nova, nunca vista antes.

Por isso, é normal imaginar que, com o marketing de conteúdo (que abrange o copydesk), não seria diferente. Profissionais ao redor do mundo se dedicam diariamente a pesquisar, discutir, debater, propor mudanças e apresentar novidades a respeito do assunto.

Selecione alguns blogs sobre o tema e mantenha-os em sua lista de leitura diária. Vale ler no ônibus, entre uma reunião e outra, na sala de espera do consultório, o que não pode é ficar desatualizado!

Quando mantemos hábitos diários de leitura, mesmo que aos pouquinhos, a gama de conhecimentos adquiridos é vasta e relevante.

8. Conhecer técnicas que melhoram o conteúdo

Já ouviu falar em storytelling? A prática consiste em contar histórias — no nosso caso, desenvolver conteúdos — de maneira estratégica.

A estratégia entra justamente na forma de contar a história. Você pode escrever um post sobre o que é call to action de maneira tradicional e linear, ou desenvolver pontos estratégicos que serão responsáveis por aguçar a curiosidade e vontade do leitor em ler todo o conteúdo.

Saber cativar a audiência ao criar um conteúdo instigante é uma boa característica para o profissional de copydesk, e o motivo é simples.

Nem sempre um conteúdo sai exatamente conforme a estratégia proposta na pauta, e está tudo bem! Em casos onde a história não foi muito bem contada, um bom profissional de copydesk poderá trabalhar a questão sem muito problema.

Se o responsável por fazer o copydesk dominar o storytelling, por exemplo, ele conseguirá resolver os gargalos que envolvem a parte principal do conteúdo, isto é, a venda do produto em questão.

Não fique restrito na prática que falamos acima: lembre-se da importância de se atualizar sempre e não deixe de estudar sobre conceitos que podem ajudar a melhorar a qualidade dos conteúdos.

Quando descobrimos os requisitos necessários de um profissional de copydesk, fica mais fácil visualizar o caminho para se tornar um ótimo profissional. Basta ter persistência e investir em qualidades que podem ser desenvolvidas no dia a dia, buscando se aprimorar cada vez mais.

Se você se interessou pelo conteúdo e quer colocar a mão na massa, podemos te ajudar com isso. Vem ser um revisor da Rock!

Comunidade Rock Content - Faça parte da maior base de freelancers do BrasilPowered by Rock Convert