Por Carolina Zanoti

Redatora na Rock Content.

Publicado em 02/09/2015. | Atualizado em 09/01/2020


Você é mestre em adiar tarefas e responsabilidades? Entenda por que procrastinamos e o que você pode fazer para evitar isso!

De uma forma ou de outra, todas as profissões têm que lidar com um certo grau de procrastinação em seu dia a dia. Mas esse é um problema especialmente difícil para quem trabalha com criatividade, elaboração de textos e, o que é ainda pior, prazos a cumprir!

Redatores sofrem com esse péssimo hábito, dando mais atenção à TV e às redes sociais do que as linhas de texto que têm que escrever. Por que fazemos isso? Como lidar com a procrastinação no dia a dia de um redator? Confira.

Antes de mais nada, o que é procrastinação?

Procrastinar é deixar de fazer o que é demandado de você, deixando para depois essa atividade. Em vez de concluir suas obrigações e tarefas, você procrastina postergando sua execução e prazos de entrega.

Isso não significa, necessariamente, que você deixará de concluir a tarefa. Ela pode ainda assim ser entregue no último minuto!

Para redatores, esse é um problema especialmente prejudicial, já que os textos e tarefas que devem ser executados normalmente demandam pesquisa, edição, revisão etc. Se você faz isso de última hora, provavelmente entregará textos ruins e dificilmente conseguirá mais trabalho.

Na verdade, isso também implica em várias consequências negativas para seu dia a dia: desorganização, confusão entre tempo de trabalho e tempo de lazer, finais de semana na frente do computador, etc.

Por quê redatores procrastinam?

São vários os motivos que levam um redator a procrastinar, e eles dependem do perfil de cada procrastinador. Muitas vezes, o redator enfrenta uma combinação de motivos que os levam a adiar suas tarefas. Confira alguns problemas comuns que podem levar alguém a postergar suas tarefas no dia a dia:

Autossabotagem

Existem pessoas que simplesmente não contribuem para seu próprio sucesso profissional. Em vez de fazer suas tarefas, preferem assistir à TV, sair com os amigos, etc. Por mais divertidas que essas distrações possam parecer, essa é uma forma de sabotar seu futuro, deixando de lado o trabalho mais urgente;

Inconsequente quanto a esse hábito

Alguns redatores simplesmente não medem as consequências do hábito de procrastinar a entrega de seus textos. Como dissemos anteriormente, esse hábito diminui a qualidade dos textos, gera atrasos desnecessários e desorganiza sua vida profissional;

Dificuldade de tomar o primeiro passo para escrever um texto

Já percebeu que as primeiras frases de um texto são as mais difíceis de serem escritas? Uma vez que você coloca as ideias principais no papel (ou na tela do computador) e faz um esqueleto do que pretende desenvolver, fica muito mais difícil procrastinar. O importante é tomar esse primeiro passo;

Medo de errar, de receber críticas e do fracasso

Esse medo pode gerar um bloqueio de escritor difícil de se superar. Se preocupar com o que outras pessoas vão achar de seu trabalho é bom até certo ponto, já que você precisa manter uma qualidade dos textos e facilitar o trabalho de seus clientes. Mas obcecar-se com a possibilidade de receber críticas ou de cometer erros é simplesmente péssimo para quem precisa escrever um texto;

Perfeccionismo

O mesmo vale para aquelas pessoas que querem um texto perfeito. Aceite o fato de que, independentemente do tempo disponível, você jamais estará 100% satisfeito com o que escrever. A cada revisão, fará novas alterações e correções;

Medo de estar sozinho

Quem não consegue lidar bem com a solidão tem uma necessidade enorme de se conectar com familiares e amigos o tempo todo. Assim, essas pessoas passam mais tempo nas redes sociais, em aplicativos de conversa e no e-mail do que efetivamente escrevendo seus textos;

Síndrome do impostor

A síndrome do impostor também pode te afastar de seu texto e te levar a procrastinar. Esse é o sentimento que temos quando escrevemos textos sobre temas dos quais não somos especialistas. Em vez de relaxar e fazer o melhor possível, enrolamos e deixamos a elaboração do texto para o último minuto. Por isso, é fundamental saber como lidar com a síndrome do impostor.

O ato de escrever parece não ter técnica, nem regras: isso pode até parecer verdade, mas não é. Escrever não é um ato meramente criativo. Há técnica, disciplina, estrutura e estratégias a se seguir quando se escreve um texto. Quando você considera essa atividade um exercício de ócio, realmente estará mais propenso a procrastinar.

Porque procrastinar dá prazer: não podemos nos enganar e achar que a procrastinação não traz boas sensações. Afinal, quem prefere trabalhar quando o filme favorito está passando na TV? No entanto, essa sensação de prazer logo desaparece quando seu trabalho é rejeitado, as pessoas deixar de demandar seus serviços e sua imagem como redator fica manchada.

Freela Talks

Como contornar esse mau hábito?

Separamos algumas dicas básicas, que podem te ajudar a contornar o hábito da procrastinação. Veja:

Verifique sua rotina e descubra gatilhos que te fazem procrastinar

Onde e quando começa sua procrastinação? Por exemplo, há quem enrole para escrever no minuto que entra no Facebook para conferir as atualizações de seus amigos. Procure identificar esses momentos e cortá-los completamente de sua rotina;

Divida seu tempo em unidades

A parte do dia dedicada ao trabalho de redator pode ser dividida em unidades de tempo (de uma hora, por exemplo). Entre uma unidade e outra, aproveite para relaxar um pouco a mente, comer alguma coisa e beber uma água. Essa relação “trabalho + recompensa” funciona bem para procrastinadores.

Tenha sempre uma lista de pendências para o dia

Comece o dia fazendo uma lista de todas as pendências que deverão ser solucionadas. Na medida em que executar cada uma delas, vá marcando nessa lista. Assim, fica difícil se enrolar ou se esquecer de alguma coisa.

Seja realista

Evite estabelecer metas irreais e prazos que você jamais conseguirá cumprir. Se necessita mais tempo para escrever seus textos, não pegue vários trabalhos de uma só vez.

Procure utilizar prazos “D – 1”

Essa estratégia envolve as datas de vencimento para a entrega de cada texto. Elas devem ser contadas do dia real do vencimento “menos” um. Assim, você estará sempre adiantado e à frente dos prazos. Caso algum imprevisto ocorra, fica fácil não perder seus prazos.

Escreva em um ambiente produtivo

Procure ao máximo escolher um lugar calmo e sem distrações para escrever. Trabalhar em frente à TV, ou com o som ligado no último volume, podem não ser as melhores estratégias para evitar a procrastinação.

Conheça o que funciona melhor para você

Cada pessoa sabe o que é mais adequado para a rotina de escrita dela. Há quem prefira escrever de manhã, há quem curta fazer isso à noite. Há quem goste de silêncio absoluto para escrever, e há quem prefira que o trabalho seja acompanhado por uma música. O importante é se conhecer e saber o que funciona melhor para a sua rotina de escrita.

O que achou dessas informações? Você também tem dificuldades em lidar com a procrastinação em seu dia a dia? Deixe aqui nos comentários sugestões sobre como contornar esse hábito!

carreira freelancer

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *