Por Isabela Sartor

Psicóloga por formação. Perita em Hogwarts por diversão.

Publicado em 21/11/2019. | Atualizado em 12/11/2019


Quer fazer um portfólio online e não conhece nenhuma plataforma bacana para isso? Listamos aqui 20 opções. Com certeza, uma delas atenderá suas preferências e necessidades!

Pense rápido e responda: você acha que passa confiança profissional? Quem atua como freelancer precisa ter cuidado com relação a isso, pois o modo como transmitimos nossa imagem pode ser determinante para o sucesso na carreira.

Ter um portfólio online nos dá oportunidade de passar a tal seriedade que precisamos. E se você não sabe o que é um portfólio, já explico logo: é um documento em que inserimos algumas de nossas produções. 

Por meio dele, construímos nossa marca pessoal, criamos aquela boa impressão e demonstramos nossas melhores habilidades. A intenção é fazer o futuro cliente pensar: “poxa, é desse freelancer que eu preciso para meu projeto!”. 

Desse modo, a primeira dica para se dar bem é: coloque nele seus melhores textos (se você for redator) ou melhores ilustrações (se você for diagramador), pois serão a vitrine do que você é capaz de fazer.

Confira agora as 20 melhores opções de sites e ferramentas para criar o seu portfólio online!

  1. Behance
  2. Dribbble
  3. Ello
  4. Cargo Collective
  5. Clippings
  6. Journo Portfolio
  7. Adobe Portfolio
  8. Contently
  9. Coroflot
  10. DeviantArt
  11. Medium
  12. Wix
  13. Krop
  14. PortfolioBox
  15. Carbonmade
  16. Pressfolios
  17. Format
  18. Squarespace
  19. Zuinn
  20. Kawek

1. Behance

O Behance já é conhecido de anos da galera atuante nesse mundinho freela. Ele também é uma espécie de rede social, possibilitando a interação com outros usuários. Para o acesso, basta ter uma conta no Adobe.

Na montagem, além do espaço para inserir os trabalhos, também conseguimos escrever um mini-currículo, com as informações mais importantes. Para quem precisa inserir artigos, a extensão utilizada é em PDF. Mas a plataforma também aceita formatos de vídeo e imagem.

2. Dribbble

O Dribbble é bem focado em designers, mas também é acessível para outros profissionais. Redatores podem inserir prints ou usar textos em formato PDF. Da mesma forma que a plataforma anterior, tem uma comunidade própria, na qual os participantes podem interagir entre si.

O visual do site é bem clean e agradável. Para participar, o usuário precisa receber o convite de um membro (alguém se lembrou do antigo Orkut?). Segundo os defensores desse método, isso ajuda a controlar a qualidade do ambiente.

3. Ello

O Ello é outro site de portfólio e é uma boa opção para diversos tipos de profissionais, como redatores, ilustradores, arquitetos, fotógrafos etc. A plataforma foi criada por um grupo de designers, como uma proposta de rede social.

A intenção era se diferenciar do Facebook, no sentido de não permitir veiculação de anúncios pagos e incentivar a interação entre pessoas criativas. A inscrição é simples, não necessitando de convites.

4. Cargo Collective

O site Cargo Collective disponibiliza cerca de 30 templates, que podem ser escolhidos para deixar seu portfólio mais bonito. Não é necessário conhecimentos de HTML e CSS, mas quem os tem pode aproveitar e criar uma apresentação ainda mais diferenciada.

A plataforma foi desenvolvida pensando na inclusão de imagens e fotos, mas é possível inserir prints de textos. E se você quer um efeito mais impactante, pode construir um slideshow, com fotos em movimento, como se fosse um vídeo.

5. Clippings.me

Está perdido em tudo e não sabe como montar portfólio? A Clippings.me é uma ótima escolha. O site foi criado para quem precisa expor trabalhos escritos. Quem é registrado pode participar de um grupo no Facebook, em que se reúnem redatores, jornalistas e blogueiros, a fim de trocar ideias.

Criar um portfólio aqui é simples e não exige habilidades técnicas. As configurações de layout são variadas, o que ajuda a deixar seu portfólio mais personalizado. As produções podem ser adicionadas em PDF ou por links. Também, há suporte para formatos em vídeos do YouTube e Vimeo, e áudios do SoundCloud.

Por fim, há um espaço para escrevermos uma pequena biografia, na qual podemos destacar as informações mais relevantes a nosso respeito.

6. Journo Portfolio

A plataforma Journo tem uma proposta parecida com a da Clippings.me, permitindo a inclusão de PDFs e links para artigos.

Oferece, ainda, a possibilidade de colocar conteúdos em nuvem, o que é vantajoso, pois, caso o site original saia do ar, não ficamos na mão. A plataforma é amigável para uso em smartphones e ainda nos dá a possibilidade de criar um blog.

7. Adobe Portfolio

O Adobe Portfólio é, na verdade, um aplicativo que facilita a criação do portfólio. Já vem com templates prontos, então é só escolher o modelo, preencher uma pequena biografia, personalizar o design e adicionar os conteúdos. Simples e prático.

É possível integrá-lo com o Behance. Também já vem com os botões para ser adicionado a redes, como LinkedIn, Instagram, Facebook e Twitter.

8. Contently

Bastante intuitiva e ótima para redatores, a Contently é uma das queridinhas quando o assunto é portfólio online. O site tem um visual minimalista, agradando a maioria das pessoas. Além disso, ajuda a conectar profissionais com empresas que precisam de conteúdos.

É um dos mais práticos para adicionar trabalhos. Basta selecionar as empresas para as quais escrevemos e, depois, o link do conteúdo ou um arquivo PDF.

O perfil permite criar uma pequena descrição pessoal, além de adicionar as redes sociais, se forem interessantes para a carreira.

9. Coroflot

Tem algum designer por aqui? Então, essa dica vai para você, novamente! O Clorofot é específico para esses profissionais e possibilita um upload ilimitado de produções.

O site ajuda a impulsionar a carreira, pois, além de ser uma rede social, na qual você tem contato com outros colegas e clientes, também faz divulgação de oportunidades de jobs para os quais você pode se candidatar.

Listamos nossos principais conteúdos sobre ferramentas para impulsionar seu trabalho como freelancer ou autônomo! Confira! 🚀
Portfólio: o que é, como fazer e exemplos para criar um portfólio
Bullet Journal: o que é e o passo a passo de como fazer o seu
Como usar o Guiabolso: veja como funciona esse aplicativo de finanças
Hotmart: o que é e como funciona ganhar dinheiro com infoprodutos
Monetizze: o que é e como funciona essa plataforma de infoprodutos
Eduzz: como fazer o cadastro e lucrar com o programa de afiliados

10. DeviantArt

Popular entre ilustradores, o DevianArt ajuda a hospedar milhares de produções criativas. A plataforma permite uma fácil personalização para deixar suas apresentações diferenciadas.

Se quiser usufruir de todas as vantagens, como incluir imagens ilimitadamente e dispor de mais oportunidades de negociações de jobs, é necessário fazer assinatura do plano, que custa 15 dólares e dá acesso por 3 meses, ou 50 dólares por 12 meses.

11. Medium

O Medium está mais para uma rede social, na qual publicamos textos, dos mais diversos tipos. A vantagem é o fato de ser específica para escritores, o que nos possibilita contatos com redatores de várias partes do mundo. Em geral, os conteúdos são postados em inglês, mas existem muitos brasileiros publicando textos em nossa língua também.

Outro benefício é a possibilidade de trabalhar o SEO, fazendo com que as publicações atinjam bons posicionamentos nas buscas. Com isso, podemos criar estratégias para alcançar clientes de forma orgânica. 

12. Wix

O Wix tem como objetivo nos ajudar a criar um site pessoal. Para isso, oferece um suporte, com passo a passo, tornando o processo mais fácil. Há a opção de criar um portfólio online também, alternativa que poderá ser assinalada após a abertura da conta.

São diversos templates. É só escolher um, personalizar e continuar seguindo as orientações. Quem deseja algo mais robusto, num estilo site profissa, pode fazer assinatura de um dos planos, cujos valores variam dependendo dos benefícios desejados. Mas fique tranquilo, pois são bem acessíveis. O plano mais básico custa apenas R$6, incluindo hospedagem, domínio, integração com o Google Analytics, entre outros.

13. Krop

O Krop, além de ajudar na criação do portfólio, é uma espécie de classificados. Agências que procuram produtores criativos (como designers de diversas área, diretores de arte e fotógrafos) podem entrar em contato com os inscritos no site ou postar demandas de trabalho — inclusive, é acessado por empresas grandes, como Nike, Facebook, Apple, New York Times, NetFlix e MTV. 

O investimento é de U$9,99 dólares mensais ou U$99 dólares anuais. É possível usar a versão, de forma gratuita, por 14 dias. Ah, sim! Ter inglês fluente é fundamental, já que os jobs não são daqui do Brasil.

14. PortfolioBox

O PortfolioBox é uma boa opção para quem não está familiarizado com a língua inglesa. O site tem versão em português de Portugal, o que já facilita na hora da montagem, fazendo com que o processo seja bem intuitivo. 

Ao nos cadastrarmos, podemos escolher entre a versão gratuita e a profissional. Esta última apresenta alguns benefícios como páginas ilimitadas, domínio gratuito com o nosso nome e apoio técnico 24/7. O valor é de U$6,90 dólares mensais. No entanto, o modelo free atende às expectativas da maioria de nós, já que permite ter até 30 imagens e 10 páginas.

Depois de escolher entre uma dessas alternativas, é só seguir as instruções dadas pela plataforma e adicionar os trabalhos.

15. Carbonmade

O Carbonmade é um dos sites precursores na criação de portfólios. Tem a versão paga e a free, mas esta última é muito boa também, embora haja limitações na quantidade de uploads e de templates.

Logo no começo, inserimos o nosso nome e selecionamos uma palavra-chave relacionada com a nossa especialidade (redator, designer, fotógrafo etc). Depois, é só escolher um layout e seguir as instruções de um bot que conversa conosco. As páginas carregam rapidamente, facilitando a produção. 

16. Pressfolios

Feito para jornalistas, o Pressfolios também pode ser usado como portfólio de redator. Uma grande vantagem da plataforma é a possibilidade de salvar os trabalhos em nuvem, garantindo uma cópia segura da produção.

Como na maioria dos sites, aqui também não é preciso se preocupar com questões mais técnicas, como código HTML. Além do mais, tem uma aparência bem clean, o que é ideal para quem tem como objetivo focar na escrita.

É necessário escolher uma assinatura entre os planos “Lite”, por U$9,99 dólares mensais e “Pro”, por U$14,99 dólares mensais. Este último permite incluir trabalhos em quantidade ilimitada e ter acesso a um domínio próprio. É possível fazer o teste por 14 dias gratuitamente.

17. Format

O Format é uma alternativa de plataformas online de portfólio mais voltada a designers, ilustradores, fotógrafos e arquitetos. Oferece opções de personalização completas, em que podemos escolher entre diversos modelos e temas.

Quem desejar mais privacidade ou mostrar determinadas criações apenas para clientes específicos, pode fazer uso de uma senha especial para esse fim. O site ainda permite integração com o aplicativo Lightroom, sendo vantajoso para quem trabalha com imagens. Há vários planos, todos pagos, sendo o mais barato U$6 dólares por mês.

18. Squarespace

O Squarespace é mais eclético, podendo ser usado por diversos profissionais. Os layouts são temáticos e escolhidos de acordo com o tipo de serviço oferecido.

A própria plataforma se autodenomina “multifuncional” e “ideal para quem deseja desenvolver uma presença online”. Assim, disponibiliza várias funcionalidades, inclusive domínio do site e ferramentas de marketing para ajudar tanto na atração de tráfego, quanto na mensuração dos resultados. Facilita, por exemplo, o SEO, o e-mail marketing e a criação de banners e promoções.

É possível usar a versão em português, descomplicando o processo para quem não entende tão bem assim a língua americana. São vários planos e cada um atende a objetivos específicos, abrangendo desde portfólios mais simples a sites de e-commerces. Os valores são a partir de U$12 dólares por mês.

19. Zuinn

O Zuinn é uma plataforma criada por brasileiros, com uma proposta inicial de ajudar ilustradores, fotógrafos e diretores de arte.

O processo é bem simples. Ao iniciar, basta inserir a conta de e-mail. Depois, escrevemos um currículo resumido, escolhemos as cores e modelos dos arranjos e inserimos os trabalhos. Tudo é feito de forma gratuita. 

20. Kawek

Finalizando nossa lista, o Kawek também é brasileiro e gratuito. Versátil, fácil de usar e compatível para várias categorias de profissionais autônomos, dispõe de uma diversidade de templates diferenciados e com design clean.

Oferece, ainda, a versão pro, a fim de atender os mais exigentes, com direito a domínio personalizado, espaço infinito para uploads e mais ferramentas de customização.

Agora, independentemente do site escolhido, tenha atenção a uma regra importante: sendo redator freelancer, você produz a maioria dos seus textos como ghostwriter. Isso significa que você vende os direitos autorais sobre eles. Assim, precisa pedir permissão ao cliente antes de sair adicionando tudo no seu portfólio online, beleza? Também não se esqueça de caprichar na bio, incluindo suas formações e melhores competências.

Que tal, agora, pegar orientações mais específicas de como criar um portfólio incrível? É só clicar no link para baixar o e-book!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *