Por Isabela Sartor

Psicóloga por formação. Perita em Hogwarts por diversão.

Publicado em 23/04/2019. | Atualizado em 07/06/2019


Entenda por que ter um blog e como ele pode ajudar no seu desenvolvimento profissional e pessoal, além de ajudar você a encontrar novas oportunidades!

Se você leu esse título e começou a imaginar algo como um diário virtual ou um site no estilo fotolog (#nostalgia), já aviso para deixar um pouco seu julgamento de lado e tentar entender por que todo redator deveria criar seu próprio blog.

E não importa se você está começando agora ou se já carrega uma boa bagagem nas costas: os benefícios de construir um espaço só seu são grandes para qualquer freela. Reflita: se arquitetos e publicitários costumam ter portfólios com amostras dos seus trabalhos, por que um produtor de conteúdo não pode expor suas habilidades também?

Afinal, redatores já escrevem tanto, na função ghostwriter, para clientes postarem os artigos no blog deles. Então, por que não fazer isso por você às vezes?

Acompanhe e veja os melhores motivos!

1. É uma boa forma de praticar

Maratonistas, por melhores que sejam, precisam treinar a performance na corrida frequentemente para conseguirem sempre um desempenho melhor, certo? Fisiculturistas também não passam meses no sedentarismo e vão levantar peso apenas no dia da prova. Os treinos são constantes e acontecem mesmo nos dias em que eles não estejam nem um pouco a fim de continuar a rotina. Eles sabem que: os músculos se atrofiam se não forem exercitados e a capacidade respiratória perde resistência se não for praticada.

É possível fazer uma associação parecida com o cérebro. Estimular a sua cognição e todos os neurônios necessários no processamento das sinapses precisa ser uma tarefa constante. Isso aumentará sua capacidade intelectual, de concentração e fará com que toda a área cerebral envolvida na escrita esteja, digamos, “sarada”. O nome disso é neuroplasticidade.

Assim, o treino e a experiência ajudam a desenvolver habilidades, fazendo você realizar trabalhos com mais facilidade. Quer um exemplo? Você se lembra da primeira vez que realizou algo muito difícil (como o primeiro job de um cliente), mas com o passar do tempo isso foi ficando mais fácil? A prática leva ao sucesso.

Confira um compilado de dicas e leituras para seguir crescendo na carreira freelancer! 🚀
Marketing Pessoal: o que é e como trabalhar sua imagem profissional
Como criar um blog grátis personalizado: veja as 9 melhores opções!
Personal Branding: a importância de estabelecer sua marca pessoal
Trabalho Remoto: 8 sites e 10 dicas para ganhar dinheiro sem sair de casa
Como criar um portfólio de redator impressionante!
O que colocar em um currículo freelancer: tiramos todas as suas dúvidas!
As 13 melhores opções de trabalho de fim de semana!
Nômade digital: o que é, como se tornar um e as principais vantagens

2. Ajuda a estimular sua criatividade

Geralmente, quando um redator precisa escrever algo, ele tem de ler um pouco e buscar referências. Isso não é útil apenas para desenvolver o artigo. Essa prática aumenta o repertório, amplia a visão sobre determinado tema e alimenta o cérebro, o que é essencial para a criatividade. Além do mais, o processo de pesquisar temas os quais você acha interessantes tende a facilitar o surgimento de insights, já que sua atenção está mais focada.

Também tem o fato de que, ao trabalhar para clientes (principalmente se for por intermédio de plataformas), é necessário seguir um padrão. A introdução tem um estilo, os intertítulos têm regras e, às vezes, o CTA vai até no automático. Isso traz bons e comprovados resultados, contudo o hábito pode limitar um pouco o processo de criação, de pensar fora da caixa.

Sair da zona de conforto e transitar por novos modelos ativa partes diferentes do sistema cognitivo, o que é outro estimulante da criatividade. Então, a sugestão é: ao ter seu próprio blog, não se limite. Encontre seu tom de voz, siga a estrutura que você acha ideal, fale o assunto que desejar. Isso é bem diferente de fazer aquele texto mais técnico sobre engenharia mecânica, por exemplo.

3. Torna você especialista

Outro motivo para o qual todo redator deveria ter um blog é a possibilidade de demonstrar aos clientes que você realmente sabe o que diz saber. Costumamos trabalhar com marketing de conteúdo e SEO, não é? Pois são estratégias para deixar os conteúdos atrativos e otimizados.

Um site só seu é um espaço no qual você terá oportunidade de treinar todas essas técnicas de conversão, deixando você ainda mais experiente e confiante na sua área.

Além disso, as boas posições no ranqueamento alcançadas dão mais autoridade, profissionalismo e ajudam no personal branding. Você percebe o quanto fica mais rico demonstrar isso tudo, do que apenas dizer que você tem os conhecimentos dessas técnicas?

Nota do editor:
Para aprender sobre SEO, conteúdo, Storytelling, organização e produtividade, confira a ementa da Imersão Freelancer e garanta seu acesso gratuito a mais de 10 horas de videoaulas que te ensinarão a ter sucesso na carreira autônoma! 😉

Imersão Freelancer: 11 videoaulas gratuitas para te ajudar a ter sucesso como freelaPowered by Rock Convert

4. Serve como uma amostra do seu trabalho

E já que você trabalha com inbound marketing, por que não aplicar essa estratégia para atrair clientes de nichos para os quais você gostaria de escrever?

Por exemplo, se você sente que se dá super bem na área de saúde, faça uns conteúdos, seguindo o funil de vendas (visitantes, leads, oportunidades, vendas) sobre doenças, bem-estar, emoções e disfunções do organismo.

Se você é veterano, já entende as táticas dos conteúdos de atração, consideração e decisão. E, se você ainda está chegando nesse meio, essa é uma maneira de exercitar o que está estudando. Até porque as dúvidas aparecem, de verdade, quando vamos praticar.

Ter essas amostras, além de dar reconhecimento profissional, evita aquele trabalho cansativo de ter de escrever conteúdos gratuitos, apenas com o intuito de que os clientes avaliem a escrita antes da contratação.

Powered by Rock Convert

5. Valoriza sua perspectiva sobre assuntos diversos

A liberdade de escrever assuntos dos quais você gosta e ainda poder colocar um toque mais pessoal, com ponto de vista, agrega valor ao conteúdo. Em especial, se for sobre um tema popular e se você conseguir elaborar uma perspectiva diferenciada.

A consequência disso é aumentar a possibilidade de estar na frente da concorrência e conseguir um destaque no olhar de futuros clientes. Os leitores costumam se engajar com reflexões contributivas e que passam algum aprendizado, pois isso os ajuda a elaborar suas próprias visões. Conteúdos que geram identificação com a forma de pensar deles também são atrativos. Ou seja, uma escrita com tom humanizado tem aquele poder de aproximar.

A tendência é os visitantes dos blog se interessarem ainda mais pelas suas publicações e argumentações, o que te ajudará a crescer.

Confira um compilado de conteúdos para te inspirar a produzir textos incríveis! ✍️
Como escrever bem: 39 dicas para começar agora
Inspiração para escrever: 15 dicas de como ter ideias para escrever
Storytelling: tudo sobre a arte de contar histórias inesquecíveis
Copywriting: entenda como dominar a escrita persuasiva

6. É um espaço permanente

Estar em redes como LinkedIn, Facebook e Twitter é muito interessante e, com certeza, ajuda a criar autoridade. Mas se você for parar para pensar, elas são plataformas “alugadas”, ou seja, você não é o dono, não é um canto que você pode chamar de seu.

É comum redes sociais entrarem e saírem de moda. Assim, passado aquele entusiasmo inicial pela novidade, as pessoas vão deixando, aos poucos, de acompanhar o perfil. Além disso, costuma ser mais difícil conseguir alcance orgânico por meio delas. Se você acompanhou as notícias dos últimos anos, deve ter ouvido falar da mudança dos algoritmos e como as marcas têm tido mais dificuldade em conseguir visualizações nas publicações.

Um blog não tem tantas ameaças assim, já que a hospedagem e o domínio são seus, então você tem mais autonomia para gerenciar as otimizações de ranqueamento e pode fazer suas próprias atualizações.

Bem, pode ser que, depois disso tudo, você esteja se perguntando: e um portfólio? Ele é ótimo também e pode complementar sua estratégia. Mas, no geral, ele não é tão dinâmico, não propicia aquele toque mais pessoal e não permite tanto aperfeiçoamento de SEO constantemente. Agora você entendeu por que todo redator deveria ter um blog?

Então que tal dar uma olha neste curso completo para blog pessoal? É só clicar no link para acessar todo o conteúdo!

curso completo do blog pessoalPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *