Por Renato Ribeiro

Nômade digital e produtor de conteúdo online.

Publicado em 20/12/2018. | Atualizado em 09/01/2019


O mercado freelancer está em alta e a oferta (e procura) de profissionais está cada vez maior. Confira por que isso é interessante para diferentes tipos de negócios!

O mercado freelancer está quente e a tendência é que cresça cada vez mais. Afinal de contas, o modelo tradicional vem se reinventando e os trabalhos autônomos são ótimas opções para milhares de profissionais.

Neste texto, vamos apresentar os dois lados desse mercado: no primeiro, mostraremos por que contratar um freelancer; no segundo, vamos focar naquilo que os freelas podem fazer para vender seu peixe.

Primeiro, você confere benefícios e aspectos de se contratar um autônomo. Depois, como o freelancer deve vender seus serviços e quais os impactos positivos disso para a sociedade. Confira!

Por que contratar um freelancer

Com o mercado freelancer em plena expansão, as áreas de trabalho do freela nunca foram tão diversificadas, abraçando mercados de comunicação, artes, direito, arquitetura, educação, saúde e muitos outros.

Antes de qualquer coisa, separamos alguns dados interessantes da Mercado Freelancer 2018 — pesquisa realizada pela Rock Content e que contou com mais de 7 mil respondentes —, confira:

  • mais de 70% dos respondentes pertencem à geração dos millennials, que vêm ditando várias transformações no mercado de trabalho e no mundo;
  • 60,7% são mulheres;
  • 55 % têm pets;
  • mais de 93% têm nível Superior completo;
  • 72,5% se consideram generalistas;
  • mais de 50% está produzindo conteúdo.

Estes foram apenas alguns dados que retiramos da pesquisa. Para conferir o relatório completo, é só acessar aqui!

Agora, se você é uma pessoa física ou jurídica que tem interesse em contar com um freela, acompanhe benefícios e aspectos da carreira como profissional independente.

Flexibilidade

Uma vez que esse profissional trabalha de maneira independente, é muito comum que ele tenha um dia a dia com horários flexíveis, o que possibilita que ele se dedique de forma diferenciada e exclusiva em um determinado projeto.

Contato fácil e direto

Ao contratar um freela, será mais fácil desenvolver projetos de forma direta e franca, sendo possível, inclusive, encontrá-lo fora do horário comercial e até mesmo nos finais de semana. Esse contato faz com que a empresa possa acompanhar tudo muito mais de perto.

Menos custos

Geralmente, o freelancer trabalha em casa, em cafés ou em coworkings. Como não há gastos com questões administrativas e deslocamentos, por exemplo, o profissional provavelmente cobrará mais barato do que uma empresa que faz o mesmo serviço.

Maior especialização

Quem é freela, em geral, se especializa em nichos de mercado e em atividades muito específicas. Isso significa que o trabalho contratado tem grandes chances de ser altamente qualificado, estando de acordo com as suas demandas e necessidades.

Mais liberdade no pagamento

O profissional autônomo também tem muito mais flexibilidade para negociar a forma como receberá pelos serviços, pois ele não costuma estabelecer regras mais rígidas, que são comuns em agências ou empresas. Isso significa muito mais dinamismo na relação entre freela e contratante.

Comprometimento na entrega

De forma geral, freelas são profissionais orientados por projetos e tarefas. Por isso, seguem uma disciplina para cumprir os prazos. Assim, eles sempre buscam cumprir os prazos à risca para que peguem mais projetos e tenham uma boa reputação no mercado.

Controle de recursos

Os acertos a serem feitos com os freelancers acontecem a cada projeto contratado. Dessa maneira, você fica sabendo exatamente quanto terá de investir em um determinado serviço, sem ter de arcar com horas extras ou novas parcelas, por exemplo, o que facilita na organização do fluxo de caixa da sua empresa.

Como encontrar o freelancer ideal

Agora que viu algumas vantagens de contratar um freela, vamos destacar algumas maneiras para que você controle o freela ideal:

  • solicite seu portfólio, de forma que você conheça seu trabalho e identifique se é o tipo de profissional que está precisando;
  • pergunte ao freela sobre a disponibilidade de tempo para executar os projetos;
  • identifique se o profissional trabalha como freela nas horas vagas ou de forma fixa, dando preferência para freelas que já estejam estabelecidos como autônomos;
  • veja se ele tem um site, um blog e outros materiais, como e-books (isso conta pontos para o profissional);
  • certifique-se de que o freela emite nota fiscal, pois isso indica que ele é formalizado;
  • analise o tom de fala do profissional: se fala com segurança e se demonstra entender do assunto;
  • formalize a proposta comercial com valores e etapas dos projetos;
  • desconfie de valores baixos, pois isso pode ser sinônimo de trabalho de baixa qualidade.

Como o freelancer deve vender seus serviços

Vender seus serviços de freela é algo desafiador, sem dúvidas, mas está longe de ser um bicho de sete cabeças. A seguir, vamos destacar alguns aspectos que assegurarão que os serviços autônomos sejam vendidos corretamente.

Invista em certificações e cursos

Manter-se atualizado é uma ótima forma de conquistar mais trabalhos. A própria Rock Content oferece, por meio da Rock University, cursos e certificações gratuitas para que o freelancer esteja preparado para começar a atuar no mercado.

Cada área tem as suas particularidades. Por isso, é essencial que o freela esteja atento às demandas do mercado e das empresas.

Seja autodidata

Nem sempre será possível fazer todos os cursos que você quer. Por isso, não tenha receio de desenvolver habilidades por conta própria. Em canais como o YouTube, por exemplo, você pode aprender programação, a pintar paredes, a fazer bolos, dentre inúmeras outras coisas. A lista é praticamente infinita.

Venda seu peixe

Em primeiro lugar, é preciso dizer ao mundo que você existe e que oferece determinado serviço. Por isso, aproveite todas as oportunidades para vender seu peixe. Você pode manter um bom portfólio, ativar seus contatos e usar as redes sociais, como o LinkedIn, para divulgar seus talentos.

Frequente eventos da área

Os eventos são sempre ótimas oportunidades para você aprender e ainda conhecer potenciais clientes que poderão contratar seus serviços como freelancer. Pesquise os principais eventos da sua área e, se puder, frequente, inclusive, aqueles que acontecem em outros estados.

Tenha foco e disciplina

A vida de freela exige isso. Por isso, é muito importante que você crie uma rotina com muita concentração, na qual você será produtivo e fará seus serviços com máxima de excelência. Sem um chefe para cobrar as coisas, fica muito mais fácil se dispersar. Portanto, tenha atenção!

Aspectos positivos para a sociedade

Ao contratar um freela, existem diversos aspectos positivos para a sociedade, conforme destacamos a seguir:

  • como a maioria trabalha em casa ou perto da residência, há menos trânsito e congestionamento;
  • consequentemente, há menos emissões para o meio ambiente;
  • menos necessidade de espaço para escritórios;
  • diminuição de centros super popularizados;
  • aumento da produtividade;
  • diminuição do estresse, entre outras questões.

Viu por que contratar freelancer é uma boa? Analisando os aspectos corretos, um profissional autônomo pode ser o que faltava para um projeto ou até mesmo uma empresa decolar.

Por outro lado, os freelas nunca viveram um cenário com tantas oportunidades e possibilidades no mercado de trabalho. Basta se planejar e colocar a mão na massa para fazer acontecer!

Se você curte esse tema e quer saber sobre tendências do mercado, aproveite para descobrir quais são as tendência para o mercado freelancer!

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *