Por Juliana Pires

Publicado em 21/02/2020. | Atualizado em 19/05/2020


Os plugins para Wordpress são capazes de otimizar todo o SEO do seu site em apenas um clique, mas como escolher a melhor opção entre mais de 50.000 disponíveis? É preciso conhecer cada um deles de perto!

Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Você sabia que mais de um terço de todos os sites que estão na Internet hoje foram criados a partir da plataforma WordPress e que existem milhares de plugins para customizá-lo? Baseado no sistema CMS, ou Content Management System — que em português significa Sistema de Gestão de Conteúdo — o WordPress permite que qualquer pessoa, mesmo sem conhecimentos técnicos, publique um site ou blog por meio da plataforma.

Por isso, se você possui um blog hoje é provável que ele esteja no WordPress. Se você ainda não possui um blog pelo menos você vai considerar utilizar essa ferramenta um dia.

O WordPress também é uma plataforma de código aberto, o que significa que qualquer pessoa pode colaborar para a otimização dessa ferramenta. Dessa forma, diversos plugins, templates, extensões e atualizações são lançadas todos os dias.

Portanto, se você quer ter um blog 100% otimizado para oferecer a melhor experiência aos seus usuários, não é preciso se tornar um expert no assunto. Basta instalar os plugins para WordPress corretamente, como vamos mostrar neste post. Acompanhe!

Como os plugins para WordPress tornam um blog ou site melhores?

Sabendo que quase um terço de todos os sites da Internet são criados por meio do WordPress e que essa é uma plataforma intuitiva, onde qualquer pessoa pode publicar um site ou blog, você se sente ainda mais motivado em apostar nessa ferramenta.

Paga pelo domínio, a hospedagem e finalmente tem acesso ao seu dashboard. Mas na hora de adicionar um simples formulário de captação de e-mails para seu mailing, descobre que não existe nenhum botão rápido de inserção e muito menos o famoso recurso “arrasta e solta”. E é aí que entram os plugins.

Existe uma grande comunidade de colaboradores que diariamente disponibiliza novos plugins e funcionalidades para você incrementar seu site ou blog sem grandes dificuldades. Tudo isso sem que você precise saber nem mesmo uma linha de código de programação.

E quando o assunto são plugins para WordPress, existe uma solução pronta para atender cada necessidade, como por exemplo:

  • Ferramentas para a verificação de comentários;
  • Plugins que identificam e eliminam spam;
  • Ferramentas de otimização para mecanismos de busca;
  • Plugins para adição de imagens e vídeos mais responsivos;
  • Ferramentas para a criação de lojas virtuais;
  • E muito, muito mais.

Eles trazem flexibilidade e autonomia para o usuário criar um site ou blog totalmente personalizado, de acordo com cada necessidade e, acima de tudo, otimizado para os sites de busca — o que é essencial para qualquer negócio na internet.

No entanto, é preciso saber quais recursos são capazes de oferecer a melhor experiência para seus visitantes, mantendo seu site rápido, visível ao Google e em sincronia com seu funil de vendas.

Em quais plugins apostar para oferecer a melhor experiência ao usuário?

Até aqui você já sabe como um plugin pode fazer maravilhas pelo seu site, não é mesmo? Mas entre mais de 50.000 opções pode ser desafiador escolher aquele que trará resultados reais e mensuráveis.

A melhor maneira de fazer uma escolha acertada é conhecer de perto os plugins considerados essenciais para o WordPress, entender suas funcionalidades e de que maneira eles podem otimizar seu site.

Foi pensando nisso que nós elegemos 5 plugins essenciais para o seu site no WordPress e que você precisa conhecer. Saiba mais sobre cada um deles a seguir!

1. Yoast SEO

Quando o assunto é SEO, um dos plugins mais populares é o Yoast. Ele é campeão de produtividade no WordPress, principalmente para quem usa um blog na estratégia de Marketing de Conteúdo.

Esse plugin permite editar metadados e outras informações em relação ao seu site e que aparecem nos mecanismos de busca. Em outras palavras, ele ajuda a produzir conteúdos que sejam amigáveis para os mecanismos de busca.

Entre as ferramentas de gestão oferecidas por este plugin, estão:

  • Análise completa de SEO: palavra-chave, meta descrição, slug e título;
  • Análise de legibilidade: tamanho das frases, distribuição de subtítulos e tamanho dos parágrafos;
  • Redes sociais: visualização de exibição no Facebook e Twitter.

Ao inserir uma palavra-chave, por exemplo, o Yoast é capaz de analisar se ela está sendo contemplada nos locais importantes para o ranqueamento, como na meta descrição, no título e ao decorrer do conteúdo.

Imagine que todo este processo de otimização teria de ser feito manualmente sem o plugin e, além de conhecimentos em programação, você também precisaria entender tudo sobre SEO.

O Yoast conta com uma versão premium, que garante uma série de configurações para otimizar seu SEO. O valor para um site é de cerca de USD$ 89.

2. Short Pixel

O sucesso de um site ou blog vai além da otimização do conteúdo escrito. Embora seja parte importante do processo, é preciso analisar outros aspectos, como o tempo que o site leva para ser carregado, além do carregamento de páginas e imagens.

Além disso, muitas vezes buscamos imagens para os posts que excedem o tamanho, resolução e qualidade necessária para que a página seja aberta corretamente em computadores e dispositivos móveis.

Isso representa um prejuízo para o ranqueamento de um site ou blog, mas é aí que o Short Pixel entra.

Essa ferramenta automatiza a otimização de imagens, tanto as já existentes na sua biblioteca, como todas as novas imagens que forem adicionadas, sejam elas arquivos JPEG, PNG, GIF ou PDF.

Usando uma conta gratuita é possível otimizar até 100 imagens todos os meses e utilizar funções como:

  • Ajustar o grau de compressão das imagens, que pode ser maior ou menor;
  • Fazer a otimização das imagens de miniaturas;
  • Fazer o backup de imagens;
  • Remover metadados desnecessários, como data, modelo da câmera e dados de GPS;
  • Converter imagens CMYK para RGB.

Quem preferir — ou necessitar — otimizar mais imagens pode optar pela versão paga, que por cerca de USD$ 5 permite o tratamento de 5.000 imagens.

3. WP AMP

Desde que os smartphones e o conceito mobile se popularizaram, um dos maiores desafios sempre foi otimizar o uso da Internet para proporcionar uma melhor experiência de usuário.

Pensando nisso, o Google lançou em 2015 em parceria com outras empresas de tecnologia o AMP Project. A tecnologia Accelerated Mobile Pages — ou páginas aceleradas para dispositivos móveis — foi desenvolvida para distribuir conteúdo mais rápido.

A tecnologia AMP otimiza páginas na web para que elas carreguem com mais agilidade em dispositivos móveis, melhorando a experiência do usuário e, consequentemente, fazendo com que o site melhore suas chances de ranqueamento nos mecanismos de busca.

O Google sinaliza quais páginas estão configuradas nesse modo mostrando a sigla AMP ou um símbolo de raio na meta descrição quando você realiza uma busca. Da mesma forma, o buscador já avisa quais páginas tem um carregamento lento demais.

Isso mostra como é importante investir nessa ferramenta de otimização, porém, para ter a versão AMP em um site ou blog, é preciso cumprir uma série de requisitos técnicos, o que pode ser bem trabalhoso e demorado.

É aí que surge o plugin WP AMP, desenvolvido para facilitar toda a configuração em questão de segundos, garantindo uma versão acelerada para dispositivos móveis sem nenhuma dificuldade.

O plugin conta com diversas funções e configurações, como determinar o que será otimizado, páginas, posts ou ambos. Também é possível fazer a otimização da homepage, fazer a definição de uma logo, entre outras características da marca.

Por meio do WP AMP também é possível utilizar as funções do Google Analytics, mas para isso é preciso solicitar uma ID de rastreamento e configurar o plugin. Também é possível gerenciar tags usando o Google Tag Mananger e o Pixel do Facebook, entre outras ferramentas de análise.

Para usufruir de todas essas funções, lembre-se de ativar manualmente todas as opções no menu Análises >> Primary Analytic Providers e General Analytics Providers. Caso contrário, todo o tráfego em páginas AMP não será contabilizado, prejudicando sua estratégia de marketing.

4. Rock Scale

Se você possui uma estratégia de conteúdo de publicações recorrentes então provavelmente você sabe que o sucesso do seu site ou blog depende da interação do leitor, que deve ir além da simples leitura de um post.

É preciso que eles sigam adiante no funil de vendas, interagindo com diversos recursos disponibilizados por você, como:

Para facilitar sua vida existe o plugin Rock Scale, desenvolvido pela Rock Content. Com ele, é possível adicionar banners e barras de anúncios em massa dentro de vários posts ao mesmo tempo.

Com esse recurso, será muito mais simples converter visitantes em leitores, assinantes e clientes, sem precisar dominar linguagens de programação.

A configuração é muito simples: basta selecionar uma imagem, atribuir um link, escolher a posição em que você quer que ele apareça e pronto. Seu banner será exibido em suas postagens.

O mesmo vale para as barras de anúncios. A diferença é que você escolhe se deseja inserir uma barra fixa no topo ou fundo do site.

Também é possível organizar os banners dentro de categorias, garantindo que eles apareçam dentro das áreas certas dentro do seu site. É possível também acompanhar seu desempenho por meio do Google Analytics. Veja outras funcionalidades:

  • responsivo;
  • compatível com AMP e SEO;
  • compatível com qualquer versão do WordPress.

5. Dica bônus: WP Rocket

Como uma dica bônus, nós apresentaremos um plugin chamado WP Rocket, uma solução completa para a compressão e otimização dos seus conteúdos. Essa ferramenta usa o armazenamento em cache, proporcionando um carregamento rápido e otimizando suas páginas para os sites de busca.

Além disso, esse plugin reduz o peso de arquivos HTML, JavaScript e CSS e os distribui por meio de um algoritmo próprio, o que faz com que usuários de todo o mundo acessem seu conteúdo com a mesma velocidade.

O WP Rocket não é uma ferramenta gratuita e oferece pacotes que vão desde USD$ 49 até USD$ 249, mas certamente vale a pena até mesmo para pequenos negócios.

Como gerenciar os plugins para WordPress e facilitar o trabalho?

Se você chegou até aqui deve ter percebido que, de fato, existe um plugin diferente para o que for preciso e que eles podem se acumular na sua plataforma. Por isso, é importante automatizar o fluxo de trabalho, principalmente para aquelas pessoas que trabalham com mais de um blog ou site por vez.

Para isso, existe o Manage WP, um serviço oferecido pelo WordPress e que pode ser acessado por meio do próprio software. Você será direcionado a um painel de controle único e é por lá que poderá fazer a gestão de todas as suas páginas na internet.

Para que o Manage WP possa reunir todas essas informações em um só lugar, é preciso baixar gratuitamente o plugin Manage WP por meio da loja de plugins do WordPress. Depois da sincronização, seus sites serão visualizados em um dashboard.

Mas não são apenas os plugins que podem ser gerenciados por meio dessa ferramenta. Também é possível:

  • Verificar todas as atualizações disponíveis;
  • Fazer backups na nuvem;
  • Fazer a verificação de desempenho do site;
  • Enviar relatórios para clientes;
  • Gerenciar comentários;
  • Acessar o Google Analytics,

Além de organizar sua rotina, essa ferramenta é importante pode ajudar você a se dedicar ao que realmente importa, que é o seu site ou o site de seus clientes.

Como usar esses plugins?

Por fim, para baixar seus plugins para WordPress e começar a usufruir de todas essas funcionalidades é muito simples. Você precisa acessar seu painel de administração e selecionar a opção “plugins”.

Em seguida, vá em “adicionar novo” e procure pelo nome do plugin desejado na barra de pesquisa. Ao encontrar o plugin desejado, clique em “instalar” e por último “ativar plugin”.

Pronto! A partir daí é possível transformar seu site de várias maneiras, criando a melhor experiência para seu público.

E se você ainda não faz parte do mundo dos blogs, mas quer dar início ao seu, aproveite nosso curso completo de blog pessoal. Por lá você vai entender como dar seus primeiros passos na criação de um blog pessoal e muito mais!

curso completo do blog pessoalPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *