Por Renato Ribeiro

Nômade digital e produtor de conteúdo online.

Publicado em 04/08/2018. | Atualizado em 05/09/2018


Planilhas são instrumentos simples e fáceis para controlar inúmeros dados, tarefas, entre tantos outras informações. Confira quais podem ser fundamentais para o trabalho de designer!

Você sabia que as planilhas para designer podem fazer uma diferença enorme na vida profissional? Elas conseguirão ajudá-lo a realizar suas atividades com mais clareza e eficiência, farão com que seja mais fácil acompanhar seus rendimentos e até podem ser uma mão na roda para você criar estratégias de mercado passíveis de trazer ótimos resultados.

Por meio do Microsoft Excel, por exemplo, é possível calcular diversas variáveis, como gráficos relacionados às suas atividades, bem como à sua produtividade e organização. Quando se der conta, estará atingindo resultados memoráveis para se consolidar no mercado.

Por isso, neste texto, apresentaremos 4 planilhas que você não pode deixar de usar no dia a dia do seu trabalho. Vamos a elas?

1. Precificação de serviço

Uma das coisas mais importantes para um design gráfico é definir quanto vale sua hora de trabalho. É como um advogado ou dentista. Não existe nenhum tipo de tabela de preços para cobrar por uma consulta ou um procedimento. Tem advogado que cobra 200 reais por hora, enquanto outros cobram 1.000 reais e ninguém questiona. As pessoas apenas buscam profissionais que se adaptam aos seus orçamentos.

Nesse sentido, é dessa forma que os clientes devem encarar quando você estabelecer seu preço. O seu trabalho vale determinado valor e suas horas têm um custo que será necessário cobrir. Se você for realmente bom e entregar serviços de qualidade, o cliente não só pagará por isso, como indicará seu nome para outros pessoas.

Por conta dessas questões, você deve esquecer variáveis prontas. É preciso definir a sua tabela e uma metodologia pode ajudar: descobrir quanto gasta por mês para trabalhar, somar com quanto quer ganhar no período e dividir pelas horas nas quais você executa seus serviços.

Para ter mais detalhes sobre tabela de precificação, no fim deste texto ensinamos você a montar uma.

2. Controle de tarefas

Já parou para pensar qual a melhor forma de acompanhar todas as tarefas que precisa concluir ao longo de um determinado período, mas sem perder o controle do quanto está ganhando por cada atividade que desenvolve? Uma das opções mais eficientes para os designers, principalmente os freelancers, é uma planilha de controle de tarefas.

Por meio desse tipo de ferramenta, é possível elencar aquilo que exatamente precisa ser feito, quando precisa fazer e descobrir quantas tarefas você tem de concluir para conquistar um valor almejado no final de um dia, semana ou mês. As planilhas de controle de tarefas são uma mão na roda para organizar o dia a dia, fazendo que você entenda claramente como faz a gestão da sua carreira, por meio do acompanhamento do status de cada job que está sendo executado.

Na internet, existem inúmeros modelos para designer freelas que ajudam a acompanhar o número de atividades que precisam ser feitas. Uma delas é da Microsoft, em que você pode acompanhar quantidades e datas das entregas.

Caso prefira, pode incluir alguns campos em sua planilha, como uma coluna para acompanhar os valores dos trabalhos e outra para somar todos valores, fazendo uma previsão de ganhos. Esse tipo de planilha é essencial para que você não se perca, pois saberá exatamente aquilo que já fez e o que ainda precisa fazer.

3. Geração de ideias

O designer é o profissional da criatividade e, por conta disso, o que acha da ideia de ter uma planilha específica para ter ideias? Caso tenha um blog ou site e não sabe como organizar suas publicações, um documento do tipo pode ser um ótimo aliado para um dia a dia mais produtivo.

Por meio de uma planilha de ideias, você pode listar as etapas de um determinado projeto e fazer com que a execução das atividades seja feita sem nenhum tipo de drama. Se quer começar a utilizar uma planilha de ideia, temos uma ótima sugestão.

4. Ganhos e investimentos

Certamente, você ganha muito mais a partir do momento que organiza sua vida financeira. Ter um reserva ou fazer algum tipo de investimento faz com que você seja salvo naquele mês em que o fluxo de trabalho dá uma desacelerada e, então, você não dá conta de arcar com todas suas despesas. Para se organizar melhor, é muito importante que tenha uma planilha que controle seus ganhos e investimentos, como uma poupança;

Afinal, é bem melhor estimar o quanto é necessário poupar mensalmente para conquistar o mínimo de estabilidade profissional e financeira. Por conta disso, recomendamos que adote uma planilha de ganhos e investimentos para você otimizar sua relação com o dinheiro. Nessa planilha, você conta com campos para definir metas, por exemplo, relacionadas a uma compra de equipamentos.

Você pode aproveitar para fazer o download no site da Microsoft, mas, caso tenha objetivos mais específicos e rotineiros, pode utilizar a planilha de controle financeiro, que dá aquela força para você organizar sua produtividade e acompanhar seus rendimentos.

Mão na massa: aprenda a montar uma planilha de precificação

Agora, conforme prometido, vamos ensinar a montar uma planilha de precificação de serviço. Basicamente, para colocar a mão na massa, você precisa seguir 5 passos. Acompanhe:

  1. defina as peças que cria em seu dia a dia (logos, cartão de visitas, folhetos, layout de blog ou de landing page, e-mail marketing etc);
  2. determine a quantidade de horas que gasta para produzir cada job (uma estimativa e essa é uma vantagem para definir a tabela em horas, em vez de valores);
  3. monte combos de peças que podem ser vendidas de forma junta (um combo de identidade visual, por exemplo, pode ter logo, cartão de visitas, papel timbrado e envelope);
  4. estipule uma margem para você negociar seus combos (dificilmente o cliente aceita o primeiro preço que estipula, por isso esteja preparado para negociar);
  5. inclua uma peça “brinde” nos combos para encantar seu cliente (faça um agrado, todo mundo gosta e isso é ótimo para fidelizar clientes).

Caso você queira um parâmetro, a tabela da Adegraf pode ser um excelente referencial para estabelecer seus valores.

E aí, o que achou desses modelos de planilhas para designer? Aqui, no blog da Comunidade Rock Content, sempre buscamos produzir conteúdos desse tipo, que ajudem na sua rotina e permitem que você tenha um dia a dia muito mais produtivo e eficiente.

Agora, gostaríamos de saber: você usa algum tipo de planilha? A sua experiência é bacana? Ou você é do tipo que ainda não se organizou nesse sentido? Deixe um comentário logo abaixo.

ferramentas e aplicativos para produtores de conteúdo

Posts populares com esse assunto