Por Samanta Jovana

Redatora da Comunidade Rock Content.

Publicado em 10/01/2018. | Atualizado em 09/01/2018


Para você, o que é curto prazo? A noção de tempo para cada um pode ser bem diferente, não é mesmo? Entenda aqui o que é considerado planejamento a curto prazo e como ele pode ser aplicado!

O planejamento a curto prazo é um ponto importante para todo negócio porque dá atenção àquilo que está próximo e pode ser alcançado. De certa forma, podemos classificá-lo como a pedra fundamental sobre a qual são construídas as ideias práticas para ajudar um empreendimento, projeto ou estratégia de conteúdo a chegar a seus objetivos.

Ele pode ser dividido em vários subgrupos e se diferencia dos planejamentos a longo e médio prazo por contemplar um intervalo máximo de um ano. Quer entender de verdade por que e quando o planejamento a curto prazo vale a pena? Segue a leitura! Neste post, reunimos 5 momentos para investir com maestria na ação!

O que é planejamento a curto prazo?

Como todo planejamento, aquele feito a curto prazo tem alguns traços comuns. Ele se baseia em pensar a respeito de atividades e de como elas serão organizadas para se transformar em realizações. Por isso, ele envolve, por exemplo, criar e manter uma estrutura que possa ser seguida pelos agentes para realizar uma entrega.

Podemos entender melhor o conceito de curto, médio e longo prazo pensando em algo tão simples quanto uma viagem de férias. Faz parte do planejamento a longo prazo preparar-se financeiramente para ela, enquanto é típico do planejamento a médio prazo comprar passagens e reservar hotéis. Já decidir quais atividades serão realizadas em cada um dos dias do seu passeio, geralmente, é um planejamento a curto prazo.

Isso porque o planejamento a curto prazo aceita e contempla mudanças no instante em que elas acontecem. Então se você pretende ir a Roma, mas seu museu favorito estará fechado para reformas, o passo natural é marcar outro tipo de divertimento para ocupar um de seus dias de viagem. O fato de que você viajará a Roma ou ficará em determinado hotel não será alterado, pois são respectivamente metas traçadas a longo e médio prazo.

Como posso saber se um planejamento é de curto ou longo prazo?

Na produção de conteúdo, os planejamentos a curto, médio e longo prazo funcionam da mesma maneira que no exemplo citado acima. Uma vez que são determinados os principais objetivos de um projeto, o passo natural é avaliar em quanto tempo eles podem ser conquistados. Em geral, essa é a medida a ser considerada para definir o tipo de planejamento mais adequado em cada situação.

Então, se você pretende aumentar o tráfego de uma página pode considerar isso como uma meta de curto prazo. Afinal, ela exige estratégias muito menos complexas do que outros tipos de metas, como construir uma comunidade que espera ansiosamente pelas suas postagens.

Anúncios pay-per-click são uma dessas estratégias de curto prazo e a criação de artigos clickbait também.

Por outro lado, para chegar ao ponto de ter uma comunidade fiel em torno da sua marca, produto ou projeto é preciso construir um relacionamento com seus visitantes. Embora isso seja tão importante quanto aumentar o tráfego de uma página, o objetivo deve ser visto como uma meta de longo prazo, pois exigirá mais tempo e esforços.

Quando o planejamento a curto prazo vale a pena?

Ao observarmos um projeto sempre imaginamos como será o seu futuro. Essa capacidade humana de realizar o que os americanos chamam de forecasting (ou um prognóstico) é única à nossa espécie e fundamental para os negócios. E embora ela sempre olhe para o futuro distante (longo prazo) é preciso considerar os desafios que se apresentarão pelo caminho para que funcione.

Continuando no exemplo anterior, que tratava de amplificar a audiência de uma marca na internet, podemos lhe oferecer uma série de situações nas quais o planejamento a curto prazo vale a pena. Os exemplos abaixo ilustram estes cenários.

1. Há urgência em se visualizar resultados

O primeiro momento em que o planejamento a curto prazo pode ser considerado ideal é quando você se encontra em uma situação na qual visualizar resultados é uma necessidade imediata.

Pense, por exemplo, que o seu cliente acaba de dar início a uma estratégia de Marketing de Conteúdo. E, embora ele saiba que o processo levará algum tempo, é muito mais fácil que ele fique convencido de ter feito uma boa ideia ao investir se puder ver resultados o mais rápido possível.

Nesses momentos, então, o planejamento a curto prazo precisa conseguir definir algumas metas que serão atingidas já no primeiro ano após se implementar a estratégia. Coisas como o supracitado aumento no tráfego de um website e uma maior geração de leads são fortes indicadores disso.

Portanto, se a sua primeira necessidade for obter dados tangíveis você poderá atingir isso com mais facilidade fazendo um planejamento a curto prazo.

2. Você precisa conter uma crise

Em muitos momentos, marcas passam por dificuldades e podem perder sua credibilidade junto ao consumidor. Neles o planejamento a curto prazo é fundamental, pois é o único capaz de contornar problemas rápido o bastante para que eles sejam colocados no passado da marca.

Pense em uma montadora que faz o lançamento de um carro e, em seguida, percebe que uma peça nele não funciona tão bem quanto deveria. Sem um planejamento que contempla o agora, que seja capaz de atingir boa parte dos consumidores que adquiriram aquele veículo e chamá-los para um recall, essa marca pode ser condenada na percepção do cliente para sempre.

Ou imagine que dentro da sua estratégia de conteúdo foi publicada, por engano, uma informação falsa. O quanto antes for possível emitir uma retratação maiores são as chances de o erro não gerar consequências danosas.

3. Não há estrutura para pensar em um futuro distante

Outra situação em que o planejamento a curto prazo pode ajudar é quando não há estrutura o suficiente para outros tipos de planejamento. Imagine que você acabou de abrir uma empresa na garagem da sua casa.

Seus produtos e serviços precisam ser divulgados, caso contrário, não há como essa empresa sobreviver. Porém, é impossível traçar um planejamento de longo prazo, já que há pouca certeza sobre o futuro. Nesse caso, o planejamento a curto prazo é a única opção. Isso não quer dizer que metas e objetivos não devam ser traçados!

4. É preciso promover um evento ou ação específica

Quando um negócio precisa se preparar para participar de um grande evento ou lançar uma ação específica todo o planejamento ao qual tem acesso é de curto prazo. É preciso determinar metas que serão atingidas neste evento, desenvolver uma estratégia de divulgação e preparar outros aspectos fundamentais da sua participação, como o desenvolvimento de novos produtos.

Nesse instante, o planejamento a curto prazo vem a calhar. Ele contempla todas as necessidades que a sua empresa tem no momento e oferece resultados que podem então ser utilizados para avançar uma estratégia mais ampla.

5. Um novo produto está prestes a ser lançado

Ao lançar um novo produto muitas vezes caímos em uma situação parecida com a do terceiro tópico. Temos um objetivo de curto prazo que surge organicamente. Afinal, você só lançará um novo produto quando ele existir e só pensará, de fato, nas metas que esse lançamento precisa entregar quando tiver certeza de que o seu protótipo funciona tão bem quanto na prancheta.

Uma vez que isso se torne uma certeza é preciso criar objetivos de curto prazo. Um número mínimo de unidades a serem vendidas, por exemplo, ou uma série de posts capazes de atrair as pessoas para a nova criação.

Como você pôde observar são muitas as oportunidades em que o planejamento a curto prazo pode valer a pena, inclusive no desenvolvimento de uma estratégia de marketing ou na produção de conteúdo. Quer saber como é na prática? Baixe agora nosso Checklist de planejamento de pauta e veja como pode ser mais simples do que você imagina!

banner-5.png (751×201)

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *