Por Guilherme Pimenta

Designer e escritor, percebi que era melhor desenhando com palavras.

Publicado em 23/06/2020. | Atualizado em 08/05/2020


Trabalhar como freelancer é muito recompensador para quem é capaz de se organizar e traçar os melhores caminhos. O segredo para isso é a persistência — a habilidade de continuar andando, não importa o obstáculo que possa surgir. Veja como alcançá-la!

Viver como freelancer é uma batalha a cada dia, mas os frutos que colhemos desse desafio são ainda mais incríveis. Afinal, é uma oportunidade para desenvolver sua carreira, ter seu próprio negócio e alcançar sonhos que são só seus.

Contudo, como manter o foco nessa luta, mesmo quando as coisas não parecem ir tão bem? Como continuar em frente e plantar todos os dias as sementes do nosso sucesso no futuro?

O segredo para isso está na persistência. Hoje, quero conversar com você sobre o que é essa habilidade especial dos freelancers e mostrar como você pode desenvolvê-la. Vamos lá?

O que é a persistência?

A rotina de quem é freelancer geralmente começa da mesma forma: acordar, tomar café e lembrar no meio do dia a quantidade de coisas que você tem que fazer.

Busca por novos clientes, necessidade de produzir e organização de uma empresa em uma pessoa só: esses são desafios que fazem parte da rotina de quem quer fazer seu próprio sucesso.

Não dá para fugir. Sem a força de vontade de encarar os obstáculos de uma carreira autônoma, fica bem difícil mantê-la por muito tempo. É por isso que freelancers que se dão bem no mercado têm uma característica em comum: a persistência. Mas o que é isso exatamente?

Existem várias definições para o termo, mas eu gosto de aproximar mais o conceito do nosso mundo de freela. Para nós, persistir é continuar em direção a um objetivo traçado, mesmo que ele pareça, hoje, muito longe ou inalcançável.

A frieza do mundo corporativo vai dizer que essa é uma importante soft skill — uma habilidade que não está diretamente ligada à técnica do seu trabalho, mas que ajuda a viabilizá-lo. Mas, nesse contexto, ela é muito mais que uma capacidade produtiva. A persistência é o que define aonde você pode chegar quando começa essa maratona.

Planilha de Controle de Produtividade e Faturamento 2020Powered by Rock Convert

Qual a sua importância?

Todo profissional autônomo tem uma meta de carreira que se mistura com suas metas de vida. Afinal, nós estamos fazendo nosso sucesso com nossas próprias mãos. É uma liberdade que muitas vezes se torna paralisante. Da mesma forma que não dividimos nossos sucessos, também temos que lidar com fracassos e frustrações.

Aqui eu chego no que é realmente importante sobre o verbo persistir. Nenhuma carreira tem uma curva perfeita. Ninguém está certo sempre. E dá muito trabalho chegar aonde queremos. Mas calma, não é para desanimar! É exatamente o contrário!

Quando freelancers conseguem ultrapassar essa barreira inicial e insistem em acreditar no seu trabalho, com o tempo, tudo fica mais fácil.

Os clientes começam a chegar e a ficar. Você consegue cobrar preços melhores. Vem o reconhecimento profissional. Ou seja, quem continua caminhando, apesar de tudo, começa a ganhar mais fôlego, mais músculos. Os objetivos que pareciam inalcançáveis, de repente, estão logo ali.

Persistência traz experiência. Ela permite que você continue aprendendo e melhore todas as suas skillssoft, hard ou o que mais o mercado de trabalho inventar. É a motivação que fez você se tornar um freelancer presente todos os dias que acorda e toma seu café.

Qual a relação entre persistência e resiliência?

Eu quero aproveitar um gancho do último tópico para falar brevemente de um termo também bem importante. A resiliência é irmã da persistência.

Como assim? A frustração é um dos grandes obstáculos para quem quer persistir. Nós buscamos muito nossos objetivos, mas às vezes as coisas não saem como queremos.

Um projeto que é cancelado, uma crise que diminui clientes. Todos esses percalços vêm como um baque na nossa confiança profissional. Nesses momentos, o mais importante é absorver o golpe, aprender com ele e tentar outra vez. Isso é o que chamamos de ser resiliente.

A resiliência é uma propriedade da física. É a capacidade de corpos de retomar a forma original após serem deformados. E o corpo que mais se deforma com pressão e pancadas é a nossa autoestima profissional.

Portanto, esses dois conceitos precisam ser trabalhados: resiliente para os desafios do dia a dia e persistente para os grandes objetivos de longo prazo.

Como desenvolver a persistência?

É lógico que, como qualquer outro traço psicológico, algumas pessoas são naturalmente mais persistentes que as outras.

No entanto, isso não significa que a persistência não seja aprimorável. É possível sim treinar e desenvolver sua capacidade de seguir em frente em direção aos seus sonhos profissionais e pessoais.

E dá para fazer isso com algumas dicas bem simples. Veja quais são elas e comece a praticar hoje mesmo!

Conheça melhor suas capacidades

Autoconhecimento é um processo que parece fácil, mas como a gente evita! Às vezes, é difícil aceitar e abraçar algumas de nossas falhas, só que esse é um caminho fundamental para corrigi-las.

Explore sua persistência, entenda seus limites e identifique suas origens. Parece um clichê, mas atacar pontos fracos e reforçar pontos fortes é uma caminhada eterna para o aprimoramento pessoal e profissional.

Crie metas alcançáveis

Se a frustração é o grande inimigo da persistência, não se frustre de propósito. Determinar que sua carreira vai ser um sucesso consolidado em um ou dois anos é aquele tipo de objetivo que apenas vai fazer você desistir.

Crie metas realistas para seu trabalho. O segredo é um equilíbrio entre algo alcançável e aquele pequeno passo a mais, que motiva você a dar mais do que 100%. Motivação, aliás, é a grande aliada da persistência.

Organize melhor sua rotina

Quando se tem tarefas bem definidas e um ambiente bem organizado, fica mais fácil encarar o dia de trabalho. Uma rotina ajuda a quebrar grandes objetivos em pequenas etapas e traz recompensas constantes, que vão manter a motivação sempre em alta.

Powered by Rock Convert

Tenha um bom networking

Às vezes, precisamos de um empurrão de outras pessoas também. Um bom networking ajuda a manter contatos profissionais, indicações de clientes e continuar sempre aprendendo.

Com uma base para se apoiar, é mais fácil superar frustrações e manter a persistência até em tempos difíceis.

Procure ajuda profissional

Ainda dentro desse apoio, é sempre bom contar com ajuda profissional para seu desenvolvimento. Isso pode ser tanto um suporte psicológico para lidar com o que mina sua persistência como pessoas capacitadas para aprimorar sua relação com o trabalho.

Permita-se ousar de vez em quando

Por fim, tenho uma última dica que pode acompanhar você por toda a sua vida, seja na parte profissional ou pessoal. Às vezes, mesmo com todo o suporte e a organização para a sua carreira, temos que dar um salto de fé. Confiar na nossa intuição e arriscar um pouco para encurtar a distância até nossos objetivos.

É só lembrar que ter coragem não é ausência de medo, mas conhecer seu limite e seu potencial para agir apesar dele.

Ser freelancer exige muita coragem. Então, se você tem vontade de experimentar novas possibilidades e ideias, não fique estagnado por medo de não dar certo. Pense em como isso pode se encaixar na sua rotina e permita-se ousar.

É esse tipo de motivação que leva à persistência, e é ela que leva ao sucesso profissional quando estamos fazendo nosso próprio trabalho.

Espero que, daqui para a frente, você consiga encarar os desafios todos os dias como mais uma chance de alcançar seus sonhos.

Quer saber mais sobre o que freelancers encaram e fazem para ter uma grande carreira? Então, leia nosso e-book especial sobre como viver de freela!

Vivendo de freela: histórias de sucesso dos freelancers Rock ContentPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *