Por Luana Rios

redatora da Comunidade Rock Content, jornalista confiosa no poder da palavra para alumiar e mover. Pós-graduada em Marketing.

Publicado em 13/12/2017. | Atualizado em 12/12/2017


A pauta jornalística é mais um tipo de pauta, que é feito para orientar a produção textual de algum conteúdo. Confira aqui tudo que você deve saber sobre as pautas jornalísticas e a diferença entre elas e as pautas de blog posts!

Nem só de entrevistar pessoas, fazer externas e escrever passagens de texto é feito o trabalho do repórter de um jornal. Antes de todo esse percurso, há um passo muito importante a ser dado para haver mais chances de uma matéria ficar bem redondinha mesmo: elaborar uma boa pauta jornalística.

Embora tenha o mesmo objetivo de quando é feita para a redação web, cuja intenção é fundamentar o redator para a escrita de um texto claro que comunique bem determinado assunto, a pauta jornalística se diferencia pelos elementos que deve apresentar. Vamos conhecer quais são eles?

Bom, nós já conseguimos reconhecer as características de uma boa redação web, não é mesmo? Agora, antes de entrarmos nos pré-requisitos de uma pauta jornalística, precisamos entender o que é mesmo uma matéria boa também.

Então, fique atento pois esse conteúdo deve responder o quê, onde, quando e por quê determinado fato aconteceu; deve apresentar a versão de todos os lados de uma história, deve ter personagens para ilustrá-la e comunicar o assunto com clareza, objetividade e imparcialidade para o receptor da mensagem.

Muitos itens, não é mesmo? Nesse contexto, fica evidente a necessidade de um trabalho prévio para facilitar a missão dos nossos colegas, também operadores da palavra, em levar a informação acessível adiante.

Pronto! Agora, é hora de aprender a elaborar uma exímia pauta jornalística!

1. Defina um tema

Esse é o pontapé inicial para começar o trabalho na redação. Dentro de uma infinidade de assuntos, fatos e acontecimentos diários, é preciso delimitar qual tema será elegido para ser pautado dentro do veículo noticioso. Sabemos que não dá para falar sobre tudo dentro de um jornal e que cada um tem sua linha editorial, assim como acontece com os diferentes tipos de conteúdo dentro do funil de vendas. Existem também critérios gerais do jornalismo que sugerem o que merece virar notícia ou não. São alguns deles:

  • Proximidade: quão perto o evento está próximo da minha audiência?
  • Amplitude: atinge muitas pessoas?
  • Ineditismo: é a primeira vez que aquilo acontece?
  • Fator inesperado: quando algo acontece de surpresa;
  • Negatividade: a velha história de que notícia boa é notícia ruim.

2. Contextualize o assunto

Uma boa pauta tem como característica também a construção de um panorama histórico para situar o tema para o repórter. Esse passo é importante para que o profissional entenda a verdadeira relevância daquele evento para a sociedade ou quais implicâncias aquilo pode já ter tido na vida de diversas pessoas, por exemplo. Então, é fundamental citar como o assunto surgiu, se é a primeira vez ou o que há por trás daquele fato novo.

3. Sugira um encaminhamento

Caso se tratasse de uma produção web de marketing de conteúdo, o encaminhamento da pauta jornalística poderia ser chamado de pitch. Nessa etapa, é dado ao repórter um direcionamento sobre como o veículo gostaria de abordar determinado assunto dentro de infinitas possibilidades. Você já viu, por exemplo, diferentes jornais falando sobre o mesmo tema com encaminhamentos completamente diferentes, não é?

Então, no universo jornalístico cada veículo tem sua linha editorial e, portanto, falará com sua audiência baseado nesse contexto. Aqui, é importante o jornal saber também com quem está dialogando para alinhar essa linguagem. Comparando ao copywriting, é como se fosse o conteúdo web adequado para cada tipo de persona.

4. Escolha um tipo de pauta

Agora que você tem ideia de como será o direcionamento da matéria, é hora de analisar qual seria o formato mais interessante para comunicar esse assunto à audiência. Há diversas maneiras de pautar fatos e nós reunimos as principais para você conhecer ou, até mesmo, se lembrar:

Pauta de evento ou factual

É aquela cuja intenção é mostrar um panorama de um acontecimento, que pode ser jogo de futebol, um show ou a chegada do presidente a determinado local, por exemplo. Ela pode ter data e hora para acontecer quando, portanto, deve ser previamente agendada. Ou pode ser feita a partir do fato emergente.

Pauta não-factual

Neste caso, são as chamadas pautas frias. Podem ser feitas a qualquer hora e não perdem o valor-notícia por não se tratar de novidades. Devem ser aprofundadas ou trazer novos olhares ampliando aquilo que já é de conhecimento do público.

Pauta de artigo

É aquela que sugere a produção de um texto que vai emitir a opinião do jornalista acerca de determinado tema. É interessante para abordar assuntos polêmicos e pode trazer a voz de especialistas fora do veículo também.

5. Encontre fontes

As pessoas que o repórter vai entrevistar devem estar nessa parte da pauta jornalística. É importante sugerir mais de um fonte, que podem ser oficiais, representadas pelas autoridades do governo; podem ser autoridades no assunto, a exemplo de médicos, nutricionistas, cientistas; ou até mesmo pessoas comuns. Cada caso depende do tema e do encaminhamento já apontado na pauta.

Lembre-se sempre de indicar também função de cada fonte, bem como horários das entrevistas. Listar todas essas possibilidades facilita a produção de uma matéria redondinha pelo repórter.

6. Proponha perguntas

Indicar pelo menos três questionamentos que devem ser feitos às fontes é imprescindível para uma boa apuração de fatos. Claro que o repórter também deve ter a criatividade e a destreza para seguir com a entrevista caso lhe ocorra mais alguma questão. Mas oferecer esse pontapé inicial para o desenrolar da conversa pode ajudar na matéria.

7. Indique os recursos multimídia necessários

A depender do formato em que for publicada, cada matéria exigirá recursos multimídias diferentes: podcast, vídeo, foto, infográfico etc. Portanto, indicar para o repórter quais deles terão de ser feitos é fundamental para o trabalho, uma vez que pode ensejar a mobilização de outros profissionais.

Apesar de ter o mesmo objetivo de orientar o profissional para a produção de um conteúdo, ficou claro que a pauta jornalística e a pauta para redação web são completamente diferentes, não é mesmo?

Sabemos que hoje em dia trabalhar dentro do universo das palavras pode exigir de nós excelência em multitarefas. Uma hora podemos estar trabalhando com produção de matérias noticiosas e, outrora, estarmos a serviço do marketing de conteúdo.

Mas, tenha certeza, saber escrever corretamente, de acordo com todas as regras gramaticais, é imprescindível! Então, sugerimos seguir com a leitura do nosso guia de português e gramática atualizado para não deixar passar nenhum errinho básico, ok?

Guia de Português e Gramática para Produção de Conteúdo Web

Posts populares com esse assunto