Por Renata Figueiredo

Publicado em 28/03/2018. | Atualizado em 07/06/2021


Entender as técnicas de copywriting não se resume a apenas aprender sobre seus conceitos sem conhecer quais são as palavras certas. Principalmente quando se trata de Marketing de Conteúdo

Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

A persuasão não é só uma técnica para o marketing digital, ela também consiste em uma série de frases e termos que, se utilizados no contexto certo, conseguem gerar bons resultados para a estratégia.

Vamos ser sinceros? Apesar de ser fundamental ser um bom escritor para a produção de conteúdo Web para vender na internet, de nada adianta saber como escrever bem se você não conhece, pelo menos, as principais palavras persuasivas da língua portuguesa — e, sim, elas existem.

Neste texto, vamos apresentar para você as 15 principais palavras persuasivas mais efetivas do nosso idioma. Confira!

Qual é a relação entre o marketing e o copywriting?

Especificamente, quando se trata de marketing, existe uma ligação com a técnica de copywriting. Essa é uma parte importante para se entender o porquê de as palavras persuasivas serem tão importantes para a produção de conteúdo. Nesse ponto, teremos que voltar um pouco, para que você entenda de que tipo de marketing estamos falando.

O que é Marketing de Conteúdo?

Primeiro, vamos à definição de Marketing de Conteúdo, ele é uma estratégia ligada à divulgação na internet. A diferença dele para as outras estratégias está em seu foco: ele é mais delimitado e, geralmente, o objetivo é engajar o público-alvo para aumentar o número de clientes. Claro que todas as técnicas de marketing fazem isso, porém, esse tipo utiliza o conteúdo como arma, mas não é todo tipo de material: ele precisa ser relevante e mostrar valor.

A partir disso, a gente pode colocar diversas estratégias, inclusive voltadas para esse objetivo, inclusive a produção de conteúdo web. No último caso, as palavras têm um poder enorme, seja para gerar textos, vídeos, e-mails ou e-books.

É preciso ter todo um planejamento especial antes de começar a escrever qualquer coisa. Podemos dividir esse estudo nas seguintes etapas:

  • criar um plano: definir quem será responsável pela campanha, quais são as metas e como serão atingidas;
  • definir a persona: a gente da Rock sempre fala da persona, até porque é difícil pensar em uma estratégia de marketing sem saber para quem ela está direcionada. Basicamente, esse é o personagem semifictício bem-elaborado do seu cliente ideal, mas que é mais específico que o público-alvo. Por isso, essa é uma ferramenta fundamental para a produção de conteúdo;
  • geração de conteúdo: finalmente, com a persona definida e, consequentemente, as suas necessidades, começa a parte de pôr as coisas na prática, que é a produção de conteúdo. Entretanto, isso não poderia ser feito sem uma junção de outra técnica: o copywriting.

O que é copywriting?

Você já deve ter visto essa palavra por aí, principalmente, ligada à venda e à divulgação de produtos ou serviços. Geralmente, ela está abreviada apenas para copy, mas é a mesma coisa. Do que se trata? Bem, ela é um termo inglês que indica a ação de produzir textos para convencer a decidir.

É bom saber que o copywriting não é uma exclusividade do Marketing de Conteúdo, ele pode funcionar sozinho, geralmente para estratégias mais agressivas. Porém, também serve como uma ótima ferramenta para esse tipo de tática de divulgação, principalmente porque utiliza palavras persuasivas. Ele auxilia no acréscimo desses termos em partes do texto, no call action, no título e no corpo — que são as partes mais importantes de um conteúdo.

Além disso, conteúdos com características de copy podem ser usados para promoção de produtos, de uma marca, de uma ideia etc., expandindo o seu uso e indo além de materiais mais diretos.

Quais são as palavras persuasivas para o seu conteúdo?

Até aqui, procuramos preparar o terreno para que você entenda como as palavras persuasivas funcionam no marketing digital. Deu para entender que conhecê-las é uma boa forma de aprimorar seus conteúdos, não é? Neste tópico, separamos algumas das principais e você vai se surpreender como já encontrou várias delas por aí. Continue!

1. Como fazer

Essa é uma expressão bastante comum em diversos textos de Marketing de Conteúdo. Afinal, o propósito é dar uma solução para uma dor ou problema e essas duas palavras geram essa sensação. Até porque não é incomum que na hora de procurar qualquer coisa, os consumidores coloquem: “como fazer”. Além disso, é possível conquistar dois gatilhos importantes para o copy: autoridade e audiência.

2. Agora

Outra palavra bastante simples, mas que tem um poder bem grande, principalmente o de despertar a atenção do leitor. Entenda: se escrevemos “veja o nosso novo vídeo agora” ou mesmo, “acesse agora”, estas duas frases geram a ideia de urgência, de que naquele momento há algo disponível. Criar essa atmosfera é muito importante quando falamos de copywriting. Além disso, você consegue produzir um sentido de urgência.

3. Você

Quando escrevemos “você” em uma parte de um conteúdo, principalmente, para retratar uma situação, é evidente que isso gera uma sensação de pertencimento, de carinho e atenção. Claro que um texto para blog não é feito para uma única pessoa, mas pensado para um nicho.

Sendo assim, é mais difícil criar essa ideia de indivíduo. Contudo, usar um simples “você” pode fazer toda a diferença. Essa palavra tem um grande poder de aproximar o leitor e pode ser, inclusive, relacionada com “seu” em algumas partes do texto.

4. Dicas

O termo “dicas” tem um papel interessante em fornecer a ideia de informação, não qualquer de tipo e qualidade, mas aquela que é do interesse de quem procura. Ela tem um papel muito semelhante à palavra “truque”, pois ambas conseguem gerar a sensação de que aquele material é rico, bem-embasado e que vale a pena lê-lo.

Outro ponto importante é colocar uma quantidade de informações que serão apresentadas para instigar o leitor. Um título semelhante a “5 dicas de como melhorar a sua produção de vídeos.” é um bom exemplo.

5. Grátis

Essa palavra tem um poder bem grande para o marketing digital, visto que impulsiona o leitor a consumir, mesmo que ele não esteja tão interessado. As pessoas na internet sempre procuram por conteúdos gratuitos, ainda mais se ele trouxer algum valor, como ensinar o uso de uma ferramenta, atualizar informações sobre o mercado ou tratar de algum tema que é novidade em determinado segmento.

A tendência é, inclusive, que o leitor se arrisque mais, esteja mais aberto a experimentar e até forneça seus dados, só para receber algum material, ferramenta ou curso justamente pela sua gratuidade.

6. Segredos

Despertar a curiosidade do leitor é uma estratégia interessante para seduzi-lo. Algumas palavras funcionam bem para esse objetivo, como acontece com o termo “segredos”. Ele traz essa ideia de: o que será? De dúvida a respeito do conteúdo e puxa o interesse das pessoas. Inclusive, indivíduos muito ansiosos ou curiosos provavelmente correrão para consumir aquele material.

Uma vantagem é que é possível usar a palavra “segredo” nos títulos, no corpo do texto e até no CTA. Porém, seja honesto, se prometer algo ao leitor, deve cumprir. As informações devem realmente ser diferentes do que ele encontra por aí, nada de produzir um material que só traga mais do mesmo.

7. Mais

Esse é um termo interessante, pois causa a ideia de continuidade, de que o conteúdo não acabou. É uma ótima maneira de prender a atenção do leitor e também de fazê-lo ficar mais alerta durante a leitura.

Conteúdos muito longos podem fazer com que as pessoas se distraiam, e colocar esse tipo de recurso, principalmente no início de um novo tópico, é bastante eficaz. “Quer conhecer mais sobre copy? Então, continue acompanhando este artigo!” é um exemplo funcional do uso desse termo.

8. Fácil

“Fácil, extremamente fácil…” Bem, isso não é sobre uma música do Jota Quest. Na verdade, essa é uma palavra com relação direta ao tipo de conteúdo que as pessoas buscam na internet. Isso porque elas querem respostas simples para os seus problemas.

Mesmo estratégias ou conceitos que têm uma base complexa funcionam melhor quando contam com uma linguagem fácil. Por isso, colocar esse termo no título, por exemplo, é uma ótima forma de despertar essa atenção.

Um título como ” 10 dicas fáceis de SEO para redatores!” é uma boa pedida para fazer um bom uso desse recurso.

9. Por quê?

A expressão “por que”, muito utilizada em perguntas ou sentenças e têm um papel interessante para instigar o leitor. Ela provoca a ideia de causa e efeito, de explicação de algo e, além disso, pode influenciar muito a parte emocional. Afinal, em determinados casos, explicar o porquê de algo significa dar sentido para um fato ou uma atitude, logo, isso pode fazer com que a pessoa faça o que você pede.

Há muitas maneiras de usar esse recurso, desde colocar o termo no título, até no corpo do texto para induzir o leitor a continuar. Como: saiba por que a coesão é tão importante para o seu conteúdo.

10. Precisar.

Esse verbo tem funções duplas em um conteúdo, ele pode significar urgência em consumir o que se produz, mas, também, necessidade de obter aquelas informações. É fácil perceber isso. Ao ler uma frase que diz que “você precisa conhecer essas ferramentas de SEO” existe uma ideia de algo imperdível, de que é necessário.

Novamente, vale aqui o que falamos em segredo: nada de colocar um conteúdo que não traz a solução, que não responde à dúvida. Nesse caso, então, é fundamental que ele seja realmente necessário para o problema do leitor.

11. Promoção

Assim como a palavra grátis, o termo “promoção” remete muito à facilidade financeira, funcionando como um incentivo. Afinal, gera a sensação — da mesma forma que “desconto” — de que o produto oferecido está abaixo do preço, portanto é uma ótima oportunidade para o cliente.

Ela funciona muito bem sozinha, mas pode ser utilizada em conjunto de outras palavras, como imperdível, única, exclusiva etc. Uma estratégia interessante, para incentivar ainda mais o consumidor, é colocar prazos ou número limitados.

12. Exclusivo

Falamos sobre exclusivo no tópico anterior, mas essa palavra funciona muito bem sozinha. Ela é a área VIP do copywriting ou, pelo menos, proporciona essa sensação. Um tapete vermelho estendido só para aqueles que podem acessar o conteúdo. Pode parecer exagero, mas esse simples termo tem o poder de causar esse efeito nas pessoas, de fazê-las sentirem que são as escolhidas e que estão recebendo um material especial antes de todos.

Ela é uma ótima forma de aumentar a conversão, para capturar informações importantes, como o e-mail do seu possível cliente. Entretanto, a dica é evitar usá-la a todo o momento. Se algo é exclusivo, deve ser mesmo, se não, há grandes chances de perder a credibilidade.

13. Última

“Atenção! Estas são as últimas vagas do nosso curso de copywriting para marketing digital”. Deu para perceber como essa frase já instiga, não é? Mesmo não colocando quantas vagas tem o curso, ainda assim, as chances de quem está interessado fazer o possível para garantir a sua aumentam muito.

A ideia que esse termo traz é de escassez, de limite sobre algo. Isso não só desperta o senso de urgência das pessoas, mas as convidam a dar mais valor para aquilo, para que sintam que se não se dedicarem, perderão algo muito bom.

14. Comunidade

Quando falamos de marketing digital, também nos referimos a uma parte importante da estratégia: o engajamento. Isso só é possível com paciência, interação e conteúdos direcionados. A palavra “comunidade” tem muito a ver com esse desejo de importância, de valor que é tão importante para a estratégia.

Isso porque ela consegue trazer essa ideia de pertencimento, um dos motivos principais para que as pessoas comprem certas coisas e é justamente essa ideia de pertencer, de fazer parte de um grupo. Somos seres sociais e conseguir possibilitar esse senso é uma ótima estratégia para atrair o consumidor.

Um exemplo: “entre aqui e faça parte da maior comunidade de escrita criativa do Facebook!” Viu só como o benefício fica bem claro para a persona?

15. Novo

É uma palavra que serve bem para mostrar novidades e últimos acontecimentos, independentemente do tipo de assunto que você está falando. Marketing, moda, esporte etc., tudo pode ser acompanhado do termo “novo”. O seu efeito é interessante, pois causa a ideia de algo inovador, diferente e, por que não, melhor do que já existe.

Para a nossa época, em que a tecnologia está sempre mudando, a palavra “novo” representa estar a par das tendências.

Ao longo deste texto, apresentamos as 15 principais palavras persuasivas da língua portuguesa. Termos que são fundamentais para deixar o seu conteúdo mais atrativo e conseguir convencer o leitor a tomar uma ação. Claro que essas expressõres não funcionam sozinhas, o texto, e também o seu estilo, fazem toda a diferença na hora de atrair seus clientes.

Quer aprender mais sobre copy e suas estratégias? Então, acesse agora o nosso e-book com o ABC do copywriting!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto