Por blog.team

Publicado em 23/11/2020. | Atualizado em 09/12/2020


As palavras-chave secundárias podem não ser tão faladas quando nos referimos à estratégia de SEO, mas não se engane. Essa espécie de termo pode fazer uma grande diferença na hora de tornar o seu conteúdo mais escaneável! 

Via de regra, as palavras-chave secundárias são definidas como um complemento para os termos primários. O seu papel é dar mais detalhes, de modo a alinhar melhor o texto ao que o usuário está buscando.

De fato, a estratégia para colocar a sua página na primeira posição de um site de busca passa por várias etapas. Ela precisa ser de fácil acesso, deve ter um bom conteúdo e necessita de uma boa referência de links. Além disso, deve ser uma autoridade. Porém, nenhuma dessas iniciativas pode ter sucesso sem o uso da palavra-chave certa.

No caso das secundárias, muitos de seus critérios são os mesmos das palavras-chave primárias. Mas existem alguns detalhes para que a escolha ajude o seu texto a obter uma melhor posição e faça o Google entender o seu conteúdo.

Aqui, resolvemos juntar as principais dicas de como você pode escolhê-las para melhorar o rankeamento dos seus textos. Vamos lá?

Qual é a importância da palavra-chave para o SEO?

Apesar de uma estratégia SEO não se basear somente na busca por palavras-chave, é inegável como elas são uma parte importante para conseguir uma boa posição nos buscadores. Afinal, são as principais responsáveis por alinhar o conteúdo produzido no seu site ou blog àquilo que o usuário está buscando.

O termo certo + um conteúdo de valor: essa é a fórmula para conseguir visualizações, pelo menos em um primeiro momento. Por isso, é muito importante ter atenção na hora de escolher as palavras-chave, não só pensando na sua popularidade, mas também no quanto elas poderão ajudar os robôs de busca a perceberem que o seu conteúdo é relevante.

Resumindo, a escolha certa da palavra-chave ajuda o SEO a tornar o seu conteúdo mais fácil de ser encontrado. Além disso, auxilia o buscador, nesse caso o Google, a identificar do que se trata o seu site ou blog. Ainda, é possível obter informações sobre quais são as tendências.

Como as palavras-chave secundárias contribuem para o SEO?

No caso das palavras-chave secundárias, a contribuição para o SEO é mais específica. O objetivo é sempre mostrar ao Google que o seu conteúdo tem a resposta certa para a dúvida do usuário. Nesse sentido, os termos secundários podem garantir mais contexto ao seu texto. Logo, o buscador percebe como o seu conteúdo é relevante.

Consequentemente, à medida que o Google consegue perceber que o seu site é valioso, as suas chances de ter uma classificação mais alta são maiores. Além disso, mais do que estar na primeira página, é possível atrair as pessoas que estão realmente procurando por aquilo que você tem a oferecer.

Como encontrá-las?

Antes de passarmos as dicas sobre como é possível encontrar essas palavras, é preciso deixar claro duas coisas: primeiro, os critérios e as ferramentas para a busca de termos secundários não são muito diferentes dos que são utilizados para as palavras-chave primárias.

Segundo, em um conteúdo alinhado para o SEO, há geralmente uma palavra-chave principal e muitas outras secundárias. O objetivo é sempre tornar a presença delas algo natural e que faça sentido no texto.

Agora, vamos entender como você pode encontrá-las. Continue!

Sinônimos e semântica

O Google não é só o objetivo principal quando falamos de palavras-chave, ele também é um grande aliado para encontrá-las. Nesse caso, você pode usar o autocompletar (que falaremos depois), ou o que chamamos de sinônimos e semântica.

Aqui, você deve, primeiramente, procurar o termo específico no Google. Isso mesmo, a palavra-chave. Quando fizer essa pesquisa, observe quais são as palavras-chave que surgem no resultado. Elas estão em negrito e aparecem não só no título em si, mas na descrição do conteúdo.

Essa pode ser uma ótima forma de encontrar termos que você não pesquisou. Aliás, o pessoal do Google tem até um nome para isso: indexação semântica latente. São, basicamente, palavras que são semanticamente associadas ao que você pesquisou. Observe como algumas são até sinônimas.

Autocompletar

Outro recurso bastante útil e que está a uma caixa de pesquisa de distância é o autocompletar. No caso do Google, muitas vezes, quando escrevemos uma palavra na barra de busca, aparecem diversas frases. É importante prestar atenção, pois elas representam o que foi mais pesquisado naquele contexto.

Essas frases mostram o que pessoas reais procuraram e podem fornecer informações importantes para tornar a sua estratégia mais assertiva. Aliás, esses dados não são úteis só para definir as palavras-chave secundárias, mas também são relevantes até mesmo para o termo primário.

Ferramentas de busca de palavras-chave

Apesar de o Google fornecer alguns mecanismos bastante úteis para encontrar as palavras-chave secundárias, a busca só estará realmente completa com o uso de ferramentas específicas para SEO.

Essas são plataformas que não servem apenas para a busca, muitas oferecem possibilidades bastante amplas, como monitorar o seu site e saber se ele está otimizável, analisar links e outros detalhes importantes para a estratégia. Sendo assim, é importante utilizá-las se você quer ter sucesso.

Existem muitas plataformas no mercado. Algumas, como o Keyword Planner do Google, são mais específicas para palavras-chave. Outras, como o MOZ, o SEMrush e o Ubersuggest, apesar de não serem totalmente gratuitas, oferecem mais alternativas. Você vai poder analisar a força das palavras-chave, encontrar as relacionadas, ver quais sites as utilizam e estão rankeados nas primeiras posições e monitorar toda a sua página.

Como usar as palavras-chave secundárias no conteúdo?

As palavras-chave secundárias fazem parte de uma estratégia bem maior. Por isso, elas não devem ser dispostas no texto de qualquer maneira. A seguir, vamos explicar alguns princípios na hora de utilizá-las no seu conteúdo.

Intercale com as primárias

Os termos secundários são, muitas vezes, parte das palavras-chave primárias. Nesse sentido, funcionam como uma espécie de complemento dos termos principais. Por isso, uni-los é uma forma de tornar o seu conteúdo mais visível para o Google sem perder o sentido.

Vamos entender isso com mais detalhes. Suponha que seu termo principal seja “restaurante japonês”. Uma ideia de palavra secundária seria: “restaurante japonês com delivery”. Observe que o complemento do termo inicial é “delivery”, e que o juntamos com “restaurante japonês” para formar uma só frase. Esse é um exemplo de como é possível intercalar as palavras.

Não exagere

É importante que você saiba que, durante a busca, não encontrará apenas uma palavra-chave secundária. Existirão dezenas de opções, e você deve escolher aquelas que farão mais sentido para o seu texto. O objetivo aqui é que, pelo menos uma vez, alguma dessas palavras esteja dentro do seu conteúdo.

Lembre-se de que, por mais alinhado ao SEO que o seu post esteja, ainda é importante que ele faça sentido. Então, não exagere nem repita muito essas palavras. Caso seja difícil achá-las, use o atalho Ctrl + F.

Utilize no máximo 5 palavras-chave secundárias

No tópico anterior, comentamos sobre a importância de não exagerar na repetição das palavras-chave. Neste, queremos ressaltar como é essencial não encher o texto de vários termos diferentes. O sentido, ou seja, o valor que o seu conteúdo tem, é mais importante do que qualquer coisa, e isso deve ser pensado na hora de selecionar as palavras.

Para evitar que o seu texto perca a qualidade, com frases sem sentido, usadas só para colocar as palavras com mais volume (os robôs do Google sabem), o ideal é não exagerar no número. Cinco termos secundários são o suficiente para um post e são mais fáceis de distribuir.

Tenha palavras-chave long tail

Basicamente, quando estamos procurando termos para o nosso conteúdo, sejam primários ou secundários, encontramos dois tipos: head tail e long tail. O primeiro está relacionado com palavras-chave menores que são mais utilizadas. O segundo refere-se àquelas com mais termos e bem mais específicas, por isso, costumam ter menos volumes de busca.

Para uma estratégia mais completa, o ideal é ter alternativas dos dois tipos em seu conteúdo. Portanto, na hora da sua busca pelos termos, considere o uso desses tipos de palavras, mesmo que o seu volume não seja tão alto. Isso pode garantir mais segmentação na pesquisa e fazer com que o seu post apareça em procuras mais direcionadas.

Quais são os erros que devem ser evitados no uso de palavras-chave?

Já falamos sobre a importância das palavras-chave para a estratégia SEO, mas não podemos deixar de destacar que existem muitos erros durante esse processo. Seja por falta de conhecimento, seja por achar que ele não merece atenção suficiente. O fato é que erros acontecem. Aqui, vamos apresentar os principais.

Usar palavras irrelevantes

Esse é um erro bastante comum e que costuma ser feito por aqueles que estão iniciando no mundo do SEO. Você encontra aquela palavra ideal, ela tem mais buscas e muitos sites que a utilizam estão nas primeiras páginas. Porém, há um problema: ela não faz sentido no seu texto.

É importante saber que, para os robôs do Google, a sua página só estará na posição mais alta quando tudo tiver lógica. Isso significa que a palavra-chave precisa não só ter a ver com o texto, mas fazer sentido no conteúdo.

Outro fator é que os motores de busca tendem a colocar páginas nas altas classificações se elas são mais direcionadas. Eles analisam isso, primeiramente, pelos termos utilizados e por sua relevância.

Não monitorar tendências

É bom saber que as posições das palavras-chave dependem do período. Isso não é uma regra, mas pode acontecer. Então, muitos termos têm um alto volume por estarem relacionados com uma certa época, acontecimento ou eventos anuais, como Natal e Réveillon. Logo, a busca por sugestões de palavras e o seu monitoramento devem ser constantes.

A ideia é aperfeiçoar o seu conteúdo com uma certa frequência, pois os algoritmos do Google estão sempre atualizando o seu index. Uma página que estava em primeiro lugar pode não estar mais. Uma dica é sempre revisar os textos mais antigos e, se for preciso, trocar as palavras-chave ou até atualizar o post com mais informações.

Utilizar apenas palavras específicas

No começo desta seção, falamos como o Google preza pelo conteúdo mais específico, mas essa regra não se estende às palavras-chave. A verdade é que é preciso existir um equilíbrio. Elas não podem ser muito genéricas nem tão específicas se o objetivo é conseguir boas posições.

Isso porque as primeiras podem colocar a sua página em uma posição ruim, e as segundas podem fazer com que o seu site seja visualizado por poucas pessoas. Para evitar essa situação, é importante que a sua estratégia de conteúdo como um todo esteja alinhada ao seu funil de vendas. Dessa forma, você organiza os seus posts de maneira a atender cada etapa e vai construindo uma relevância.

Escolher apenas head tail

Já falamos que as head tail são palavras menores e que costumam ter um alto volume de buscas. Por isso mesmo, pode ser tentador utilizá-las com a esperança de colocar a sua página nas primeiras posições. No entanto, avisamos que, se por um lado há altas buscas para essas palavras, pelo mesmo motivo, elas são mais difíceis de serem rankeadas.

Muitos sites as utilizam, e a concorrência costuma ser bastante grande, de forma que, geralmente, quem fica nas primeiras posições são sites que já têm autoridade. Por isso, o ideal é mesmo equilibrar seus conteúdos com palavras tanto head tail quanto long tail.

Falamos até aqui sobre as palavras-chave secundárias e como elas são importantes aliadas para tornar o seu texto mais adequado às primeiras páginas dos buscadores.

A junção delas com os termos principais ajuda os algoritmos a entenderem o conteúdo dos seus posts. Assim, seu site fica cada vez mais próximo dos usuários que estão procurando o que você tem a oferecer.

Quer continuar aprendendo sobre como rankear seu texto nas primeiras posições do Google? Então, acesse agora o nosso e-book e veja como a SERP do Google pode ajudar!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *