Por Isabela Sartor

Psicóloga por formação. Perita em Hogwarts por diversão.

Publicado em 28/05/2021. | Atualizado em 12/05/2021


Se você produz conteúdos para redes sociais, precisa saber as boas práticas de otimização de vídeos. Pequenos detalhes podem fazer uma grande diferença nas entregas!

Você que produz conteúdos para o Instagram sabia que apostar na otimização de vídeos ajuda a conseguir mais conexão com o público?

Os vídeos são umas das estratégias mais eficientes no marketing. Eles transmitem mensagens de forma dinâmica, facilitam o consumo das informações e conseguem gerar um grande alcance. E como o Instagram é uma rede social bastante visual, os dois juntos fazem uma bela parceria.

No entanto, publicar por publicar não garante bons resultados. E é aí que entra a otimização de vídeos. Ela deixa o conteúdo mais envolvente e melhora a experiência da sua audiência, fazendo com que você tenha um melhor retorno do investimento.

No texto a seguir você, você vai entender como fazer tudo certinho para bombar com as publicações de feed, stories, IGTV, lives e reels! Vamos juntos!

Como fazer uma boa otimização de vídeos no Instagram?

São várias as boas práticas dentro do videomarketing para que sua estratégia tenha valor. Por exemplo, um roteiro de vídeo, se presente durante a gravação, orienta melhor suas ações, prevenindo falhas e esquecimentos. 

Os aspectos mais técnicos também devem ser considerados, já que influenciam na qualidade e na harmonia da imagem que, por sua vez, interferem no engajamento do público. 

E sabe por que isso tudo é essencial? Segundo um levantamento realizado pela Wyzowl, em 2021, 69% das pessoas relataram preferir aprender sobre algo em vídeo, em detrimento de outras formas. A mesma pesquisa revelou que 84% dos profissionais de marketing afirmaram que conteúdos em vídeo ajudam a gerar mais leads. Incrível, não?

Separamos as orientações de otimização de vídeos conforme as possibilidades de criação oferecidas pelo Instagram!

Nos posts regulares

Os vídeos de posts regulares ficam na aba principal do seu feed, aquela com o ícone de quadradinhos. Eles devem seguir as seguintes características:

  • duração: 3 a 60 segundos;
  • formato: .MP4;
  • tamanho máximo do arquivo: 4GB;
  • proporção da tela: mínimo de 1.91:1 e máximo de 4:5;
  • dimensões: 1080 x 1080 px., 1080 x 608 px. ou 1080 x 1350 px.

Apesar de você conseguir bons resultados com esses vários tamanhos, é a proporção 4:5, com o vídeo na vertical e nas medidas 1080 x 1350 px., que costuma entregar uma experiência mais confortável. A explicação é que como ele preenche melhor a tela, dá mais conforto aos olhos, o que retém atenção do seguidor.

Uma dica para impactar o seguidor desde o primeiro momento é escolher uma boa foto de capa para o seu vídeo. Nem todo mundo dá atenção a isso, mas é um detalhe importante, já que é responsável por instigar o interesse em ver o que você vai dizer.

Outra coisa importante: a legenda. Ela precisa explicar brevemente o que a pessoa encontrará no vídeo, mas sem entregar todo o ouro, algo meio que despertando uma curiosidade, sabe?

Nos stories

A proposta do stories do Instagram é entregar conteúdos mais leves e temporários, que podem ser acessados somente por 24 horas. Mas tem uma exceção: se você deixá-los nos destaques, eles se tornam permanentes, o que pode ser uma ótima ideia, dependendo do tipo de mensagem criada.

Os stories também têm a vantagem de trazer mais humanização para a marca e gerar proximidade com a audiência: essencial para facilitar o processo de vendas depois.

As características de otimização de vídeos para stories são:

  • duração: 1 a 15 segundos;
  • formato: .MP4;
  • tamanho máximo do arquivo:4 GB;
  • proporção da tela: de 1.91:1 a 9:16;
  • dimensões:1080 x 608 px, 1080 x 1350 px. ou 1080 x 1920 px.;

A proporção 9:16, que corresponde ao vídeo na posição vertical e nas medidas 1080 x 1920 px., é a de tela cheia, então tende a ser a melhor escolha. E tenha atenção ao tempo! O Instagram divide a duração de cada story em segmentos de 15 segundos. Com isso, conteúdos grandes saem com pequenos cortes. 

Aproveite toda a dinamicidade desse formato e adicione gifs, adesivos, caixinhas de perguntas, enquetes, textos, sons e o que mais for adequado à comunicação da marca com o público: isso deixa o vídeo atrativo, gerando mais envolvimento. E você conseguindo uma grande participação, o Instagram entende que o conteúdo é relevante e entrega para mais pessoas.

Outra dica maravilhosa: use o storytelling para vídeo. Você pode contar histórias em sequência de 15 segundos, sempre cuidando para deixar a narrativa interessante, fazendo as pessoas acompanharem até o final.

Em lives

Lives são indicadas para conteúdos mais profundos ou para um bate-papo mais intimista com os seguidores. Muita gente usa como estratégia antes de um lançamento, por exemplo. 

A ideia é reunir, por alguns minutos, os leads interessados em determinado produto. Assim, você se comunica com esse grupo, entregando um conteúdo relevante. O efeito é gerar autoridade para o seu nome, fazendo o público sentir segurança na aquisição, ao acreditar que você é a pessoa certa para ajudar no que precisam.

Agora, anote as características dos vídeos para lives: 

  • duração: até 60 minutos;
  • proporção da tela: 9:16;
  • dimensões: 1080 x 1920 px..

Como as lives são feitas diretamente pelo Instagram, não há tanta preocupação com essas especificidades durante a gravação. Mas, se você postar o conteúdo no feed depois, precisa saber que ele será reduzido para a proporção 4:5 e é aí que você precisará ter atenção na otimização de vídeo, se certificando de que será publicado com boa qualidade.

Ah, e claro: garanta que a conexão da internet esteja boa e estável enquanto estiver ao vivo, beleza? Não existe nada mais desestimulante que tentar acompanhar alguém que fica saindo do ar o tempo todo. Saiba também que você pode usar nesse momento recursos para deixar o conteúdo mais interessante, como filtros e títulos. Há ainda a opção de ativar e desativar comentários, o que fica a critério dos seus objetivos.

Outra dica legal é usar um adesivo de contagem regressiva algumas horas ou dias antes da live. Fazendo isso, os seus seguidores podem tocar nele e receber um lembrete do Instagram na hora certa. É uma tática de copywriting eficiente, pois gera a expectativa na espera.

No IGTV

Muita gente ainda tem dúvidas sobre como gravar vídeos para o IGTV. Mas saiba que é tudo bem simples e funciona de forma bem parecida ao YouTube. Na prática, você consegue fazer um upload de uma mídia do celular ou gravar diretamente pela plataforma.

Assim como a live, o IGTV é uma ótima estratégia para conteúdos mais profundos, como se fossem uma aula sobre determinado tema ou uma explicação de algo relevante para sua audiência. Esses vídeos ficam permanentes no perfil, em um espaço reservado.

As características são as seguintes:

  • duração: 15 segundos a 10 minutos para contas menores. Ou 15 segundos a 60 minutos para contas maiores e verificadas;
  • proporção: 9:16 para os vídeos verticais e 16:9 para os horizontais;
  • dimensões: 1920 px x 1080 px. ou 1080 x 1920 px ;
  • imagem da capa: 420 x 654 px na proporção 1:1.55.

Se você ainda não tem muita experiência com esse tipo de conteúdo, a dica é adotar a pré-produção audiovisual, um planejamento para facilitar todo o processo. Também não se esqueça de seguir algumas boas práticas na postagem. O título, por exemplo, diz às pessoas o tema abordado. As palavras-chave são responsáveis por gerar tráfego, conseguindo atrair público mesmo meses ou anos após a publicação.

Em relação à foto da capa, crie uma bem legal, para instigar o interesse. Se quiser, você também consegue gerar para o feed principal uma prévia de 1 minuto do seu vídeo, o que pode ser bem estratégico para alcançar mais pessoas. Só saiba que, nesse espaço, ele irá com a proporção 4:5, exigindo sua atenção na otimização do vídeo.

No Reels

O Reels é uma das últimas novidades do Instagram e está com os algoritmos ao seu favor. Isso é uma tática do próprio Instagram para incentivar as pessoas a usarem o recurso.

Ele é inspirado no TikTok, então tem a proposta de passar mensagens rápidas, com um tom de humor ou de diversão. Você cria clipes e consegue adicionar efeitos, sons, textos e o que mais a criatividade mandar, para deixar o conteúdo atrativo.

Assim, é ótimo para conteúdos mais leves, principalmente os da etapa de descoberta do funil de vendas, já que a tendência é chamar a atenção de quem quer consumir algo divertido. 

Outra particularidade do Reels é que ele pode aparecer tanto na parte do “explorar”, que tem o botão da lupa, quanto em uma área que apresenta uma seleção contínua de Reels. Isso dá ao criador de conteúdo ainda mais chances na entrega do vídeo, que pode engajar até quem não é seguidor, podendo fazer ele se interessar pelo perfil.

As características dos vídeos de Reels são as seguintes:

  • duração: 15 a 30 segundos;
  • formato: MP4.
  • proporção: 9:16 na visualização;
  • proporção que aparece no feed: 4:5;
  • dimensões na visualização: 1080 x 1920 px;
  • dimensões no feed: 1080 x 1350 px;
  • capa: 1080 x 1800 px.

Assim como as lives e os vídeos do IGTV que vão para o feed principal, os vídeos de Reels também ficam na proporção 4:5. Como muitas pessoas costumam assisti-los durante a rolagem dos conteúdos, se você não fizer a otimização de vídeos, elas terão uma experiência negativa e o seu conteúdo não engajará. Esse detalhe já é importante para os outros formatos, mas para o reels é imprescindível. Por isso, quando adicionar textos, balões e outras informações, cuide para que não saiam cortados.

Como fica o SEO dos vídeos do Instagram?

Existe o SEO para os conteúdos do Google e existe o SEO para os conteúdos do Instagram. A ideia é a mesma: usar boas práticas de otimização para que os seus posts — nesse caso, seus vídeos — tenham grande tráfego orgânico, abrangência, envolvimento e conversão.

Confira algumas dicas curtinhas, mas super relevantes:

  • conheça seu público: no marketing, é uma etapa essencial para você saber quais estratégias funcionam e poder criar um bom planejamento de conteúdo em vídeo;
  • escolha um nome de usuário relevante: precisa ser simples de memorizar e ter relação com a proposta da marca. Por exemplo, você pode colocar o seu primeiro nome junto da sua profissão ou do serviço oferecido. Pessoas jurídicas devem usar o nome da marca;
  • use hashtags: elas devem estar associadas à marca e ao conteúdo. Aquelas de baixa concorrência podem ser estratégicas, pois conseguem dar visibilidade ao seu perfil. Outra dica: se o público está no Brasil, não tem sentido usar hashtags em outro idioma;
  • foque na qualidade visual: por isso, a otimização de vídeos é primordial;
  • mensure sempre: isso ajuda a entender o que não está fazendo sentido ao seu público;
  • facilite a leitura na legenda: os textos devem ser claros e atrativos. Entre 50 e 100 palavras costuma funcionar bem. Se a legenda precisar ser mais longa, tenha atenção ainda com a escaneabilidade, ok?;
  • use a tag de produto: tem site ou e-commerce? Aproveite as tags! Os usuários podem dar um clique para verificar o valor. Dois cliques levam à página do produto. Isso cria engajamento e gera tráfego: o que é ótimo para você;
  • acrescente links nos stories: a conta permite utilizar links? Assim como as tags de produto, eles são excelentes para o engajamento. Coloque para o site, blog ou uma landing page, por exemplo;
  • aproveite os recursos dos stories: enquetes, caixinha de perguntas, termômetro, testes e quaisquer outros adesivos que instiguem as pessoas a interagir! Isso faz os algoritmos vibrarem a seu favor;
  • use os recursos do IGTV: título, descrição, palavras-chave e hashtags contribuem para a otimização dos vídeos e atraem mais pessoas ao conteúdo;
  • publique com frequência: um dos grandes segredos na produção audiovisual em redes sociais é a frequência, pois isso melhora a entrega dos seus posts;
  • incentive os seguidores a ativar as notificações de postagens: muitas pessoas podem adorar os seus conteúdos, mas não reagir nem comentar. Com o tempo, o Instagram entende que seus posts não são relevantes e para de entregá-los a algumas pessoas;
  • incentive o engajamento nas lives: faça perguntas, interaja com simpatia, estimule os coraçõezinhos e comentários no Instagram. Isso ajuda a aumentar o alcance do vídeo;
  • não se esqueça de CTAS: calls to action estimulam as pessoas a tomarem alguma ação, por exemplo, marcar um @, curtir, compartilhar, responder. Isso traz mais relevância ao conteúdo.

Bem, a produção de conteúdo em redes sociais tem sido uma das melhores formas de se relacionar com consumidores e clientes, gerar leads, humanizar a marca e construir um bom branding. A otimização de vídeos tem o poder de deixar seus conteúdos ainda mais atrativos, fazendo com que a conexão com o público favoreça suas futuras vendas.

Gostou de aprender um pouco sobre a otimização de vídeos para o Instagram? Então agora baixe o e-book gratuito e fique por dentro do dossiê do audiovisual!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto