Por Mario Lúcio

Administrador, poeta, fã de séries e manjo alguns paranauês de signos.

Publicado em 30/04/2019. | Atualizado em 30/04/2019


Spoiler se refere ao verbo em inglês “to spoil”, que significa estragar. Revelar qualquer informação a respeito de um livro, um filme ou uma série é considerado spoiler, pois quebra a experiência singular de sentir a emoção daquele conteúdo pela primeira vez.

Você já assistiu a um episódio fantástico de uma série e logo deixou vários comentários em suas redes sociais sobre o assunto? Cuidado! Você está caindo na armadilha da cultura do spoiler e isso pode prejudicar a sua marca pessoal.

No mundo do marketing, a gestão da sua imagem pessoal é o que chamamos de Personal Branding, isto é, compreender que você é como se fosse uma empresa e a sua essência deve ficar muito clara para o seu público-alvo.

Neste artigo, você terá um miniguia com as principais informações a respeito do tema e algumas dicas de como evitar os spoilers nas redes. Confira!

O que é um spoiler?

O termo spoiler se tornou uma gíria muito conhecida no mundo todo e se refere ao verbo em inglês “to spoil”, que significa estragar. Revelar quaisquer informações a respeito de um livro, um filme, um anime ou uma série pode ser considerado um baita spoiler, pois quebra a experiência singular de sentir a emoção daquele conteúdo pela primeira vez.

A gravidade do que é contado depende muito da importância da obra em si, da expectativa dos fãs e do que realmente é dito, pois pode ser um trecho de uma fala, imagem, vídeo ou uma grande revelação que impacta a jornada do herói.

Para aprender mais sobre a Jornada do Herói e Storytelling!
Jornada do Herói: as 12 etapas de Joseph Campbell para uma boa história
O que é Storytelling? Tudo sobre a arte de contar histórias inesquecíveis
5 técnicas de storytelling: melhore seus conteúdos contando histórias
Exemplos de Storytelling: 7 cases de sucesso de grandes marcas
Storydoing vs. Storytelling: a diferença entre contar histórias e construí-las

O spoiler é diretamente proporcional ao interesse apresentado por uma história, afinal, quanto mais sucesso tiver, mais gente quer entregar os detalhes que sabe.

O que leva uma pessoa a dar spoilers?

Diversos fatores podem influenciar esse tipo de comportamento nas redes sociais e outros contextos, mas, de maneira geral, muitas pessoas sentem prazer em contar algo para alguém pelo simples fato de acharem a situação engraçada. Ter a informação antes de todo mundo é uma espécie de “poder imaginário” e faz com que muitos ajam de forma infantil, ao ponto de se satisfazerem com a irritação alheia.

Existem as pessoas que escolhem agir dessa forma para se sentirem bem consigo mesmas, afinal, anseiam por atenção e esse é o momento oportuno para obter isso. Claro que não podemos generalizar, pois tem gente que acaba soltando spoilers por pura ingenuidade mesmo, sem compreender que aquilo pode prejudicar a experiência de consumo dos outros.

Existe ainda um outro grupo que não se importa em saber detalhes de suas obras favoritas e até mesmo busca o maior número de informações possíveis para manter a expectativa lá em cima. Psicologicamente falando, podemos observar que os praticantes da cultura do spoiler querem ser notados, o que pode revelar diversos traumas escondidos e que merecem ser tratados ao longo do tempo.

Existe um tempo ideal para contar?

Esse é um dos grandes questionamentos sobre o assunto, porque a validade do spoiler é algo que caminha em uma linha tênue e depende muito da interpretação de ambas as partes: quem fala e quem escuta. Para uma pessoa que está na 15 ª temporada de Grey’s Anatomy, por exemplo, talvez, uma breve informação do próximo episódio não seja tão ruim, mas quem está na 1 ª temporada pode sentir o impacto das revelações.

Normalmente, ao tratar de spoilers com alguém, torna-se de bom tom ter um diálogo antes e perguntar se a pessoa está interessada em saber, sendo que cada um tem o seu próprio tempo e o entendimento do que é grave ou não é muito relativo.

Inclusive, para se ter uma ideia da complexidade disso, o spoiler pode atravessar gerações, principalmente, no caso de obras de live action, tal como o Rei Leão.

Como as empresas de entretenimento lidam com isso?

Para uma empresa, a divulgação de spoilers pode representar um problema sério de vazamento de informações e gerar uma crise sem precedentes, afinal, manter confidenciais os dados de um filme representa parte do planejamento estratégico. A cada novo filme lançado pela Marvel, por exemplo, sempre surge uma enxurrada de spoilers vindos até de brinquedos, tais como os da Lego e da Hot Toys.

Em relação aos canais do YouTube voltados para a cultura pop, a questão da entrega de dados privilegiados pode gerar a perda de credibilidade, a redução de seguidores, o volume de comentários negativos, e assim por diante. No entanto, existem bons exemplos, como o caso do youtuber Peter Jordan, do canal Ei Nerd, que se recusou a criar conteúdos sobre as cenas vazadas do filme Vingadores Ultimato.

Como o spoiler afeta sua marca pessoal?

Colocando essa questão no tema da gestão da marca pessoal, você deve ter um cuidado imenso para não cair na onda de compartilhar spoilers por aí, pois, dependendo da situação, sua imagem pode sair manchada. Um exemplo claro aconteceu há um ano com a cantora Anitta, que, tomada pela impulsividade de comentar sobre o filme Vingadores Guerra Infinita, soltou vários spoilers no Twitter.

A atitude da cantora fez com que inúmeros usuários das redes sociais comentassem negativamente, sendo que até os próprios fãs dela se sentiram mal com isso. Entenda que uma atitude assim faz com que a percepção das pessoas mude em relação a você e, dependendo do contexto, representar desconfianças em relação à sua credibilidade.

Imaginando que você negocie um trabalho como ghost writer de uma grande agência, mas tenha o hábito de alimentar a cultura do spoiler constantemente, qual é a garantia que essa empresa terá em relação ao sigilo das informações profissionais? Além disso, estragar a experiência alheia pode ser encarado como falta de empatia, o que impacta a hora de estabelecer um bom networking.

Como escapar dos spoilers?

Embora não seja uma tarefa fácil, principalmente quando se trata do potencial que a internet tem de viralizar informações, existem meios para desviar de spoilers. É possível silenciar palavras-chave no Twitter, colocar grupos e postagens no modo soneca do Facebook, baixar extensões para os principais navegadores etc.

Até chegar o seu momento de conferir a obra em questão, você tem uma infinidade de opções para continuar curtindo as coisas de que gosta e não se preocupar com possíveis entregas de roteiro espalhadas por aí. Fique de olho também para não cair na besteira de ler os comentários na internet, pois, até lá, pode haver milhares de spoilers.

Por fim, compreenda que a cultura do spoiler não pode ser encarada como algo irrelevante, porque, se pretende cuidar da sua marca e projetar isso para sua audiência, de fato, é essencial respeitar o espaço dos outros.

Se você gostou deste texto e quer entender melhor como lidar com a internet, objetivando publicar conteúdos e divulgar os seus serviços, então, aproveite que está por aqui e baixe nosso e-book sobre as estratégias de redes sociais para freelancers!

Estratégias de Redes Sociais para FreelancersPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto