Por Mario Lúcio

Administrador, investidor, poeta, fã de séries e em constante aprendizado sobre a vida.

Publicado em 20/05/2020. | Atualizado em 12/05/2020


Se você tem trabalhado feito um camelo e não obteve resultados expressivos ainda, talvez esteja na hora de aplicar o Balanced Scorecard em sua rotina freelancer.

Você fica meio “borocoxô” com os seus resultados de desempenho, mas não sabe muito bem o que fazer para modificar isso? Saiba que existe um método muito conhecido em Administração e que pode te ajudar: o Balanced Scorecard (BSC).

No começo da década de 1990, Robert Kaplan e David Norton, experientes professores da famosa Universidade de Harvard, criaram uma forma diferente de analisar as estratégias das organizações.

O propósito era impulsionar o desempenho das empresas sem observar apenas o lado financeiro e suas métricas de fluxo de caixa, necessidade de capital de giro, margem líquida, entre outras vertentes.

Neste artigo, você verá o que é o Balanced Scorecard e como ele é muito útil na vida dos freelancers. Prossiga na leitura e entenda melhor o assunto!

O que é o Balanced Scorecard?

Fazendo uma analogia bem simples em relação ao Balanced Scorecard, vamos imaginar que você tenha a pretensão de assistir ao último episódio daquela sua série favorita.

Não basta apenas ligar o computador ou o celular e dar play, pois é preciso observar alguns indicadores que mostrarão se você tem condições de assistir, ou seja, observar as luzes do modem, a potência do sinal, a velocidade contratada etc.

Pois bem, o BSC é uma metodologia que serve para apoiar a formulação e implementação da estratégia, a fim de tirar aquele amado sonho do papel e tomar providências práticas que nortearão o seu caminho.

Com ele é possível olhar não somente para os aspectos tangíveis (dinheiro), mas também os fatores não financeiros que fazem a diferença, tais como os clientes, os processos internos e o aprendizado.

Na prática do dia a dia, o intuito é realizar um mapa estratégico com as principais informações que precisa, servindo como um dashboard que orientará a sua tomada de decisão.

Contudo, torna-se necessário construir uma matriz sistêmica para representar os seus propósitos (missão, visão e valores) a partir de quatro aspectos que se relacionam:

  • Objetivos: o que deseja alcançar a curto, médio ou longo prazo;
  • Metas: o nível de performance dos objetivos, sendo que devem ser mensuráveis, atingíveis, específicas, relevantes e temporais;
  • Indicadores: também conhecidos como KPIs, eles medem o seu desempenho em relação aos objetivos e metas;
  • Ações: tarefas práticas que você adotará para atingir as metas e cumprir os objetivos.

Quais são as suas principais vantagens?

Nas empresas, o BSC tem muita importância, tendo em vista que permite um olhar mais estratégico para gerar oportunidades de alavancar os resultados, visando melhorias na produtividade, na motivação, no interesse dos clientes etc.

É uma maneira de equilibrar, monitorar e controlar o desempenho, de modo que as organizações elevem o nível de participação de mercado e conquistem novos horizontes em termos de inovação.

Já em relação ao universo freelancer, o Balanced Scorecard é uma ferramenta que trará uma condição maior de profissionalismo em suas atividades, especialmente se você já é ou busca se regularizar como MEI.

Isso pode significar mais respeito por parte dos contratantes, projetos rentáveis, poder de barganha, autoridade no mercado em que atua, conteúdos relevantes, entre outros aspectos.

Powered by Rock Convert

Como utilizar as perspectivas do BSC na vida freelancer?

Assim como um bolo tem uma receita, o Balanced Scorecard é baseado em perspectivas financeiras e não financeiras, a fim de constituir um passo a passo a respeito dos objetivos, metas, indicadores e ações que realizará.

Partindo desse princípio, você verá abaixo como um(a) freelancer pode se organizar em cada uma das quatro perspectivas do BSC e, com isso, ter melhores resultados.

Perspectivas de Aprendizado e Crescimento

Para atingir as metas é preciso refletir sobre o conhecimento tácito que dispõe, isto é, todas as informações colhidas ao decorrer da sua vida e que levaram você a ser o que é hoje.

Da mesma forma que uma empresa, você jamais pode se estagnar naquilo que já sabe, achando que o seu conhecimento é suficiente para dar conta das demandas que surgem, afinal, o marketing digital muda de forma constante.

Com isso, vamos supor que o seu objetivo seja diversificar o escopo de serviços oferecidos, tendo como meta aumentar o portfólio para 3 serviços dentro do período de 6 meses.

Para tanto, você pode se inscrever em uma plataforma de cursos, assistir palestras, conversar com outros freelas para aumentar a expertise e, como mensuração, analisar a porcentagem de acertos em avaliações, por exemplo.

Perspectivas dos Processos Internos

A partir do momento que você fomenta a sua cultura e adquire novos conhecimentos, a sua forma de trabalhar tende a se modificar, uma vez que o aprendizado adquirido facilitará o seu processo criativo durante a jornada profissional.

É indispensável ter um olhar estratégico sobre a sua produção, de maneira que consiga fazer mais com um consumo consciente de recursos, tais como tempo e dinheiro.

Vendo esse lado, imagine que queira diminuir o número de horas que leva para fazer uma tarefa de 3000 palavras, por exemplo, a fim de produzir, pelo menos, 2 conteúdos nesse formato por semana.

Logo, você deve evitar as procrastinações, organizar o seu ambiente de trabalho, ter uma alimentação saudável para ter disposição, entre outros aspectos que levam aos indicadores de produtividade, tal como o número de tarefas divididas pelo tempo.

Perspectivas dos Clientes

Seguindo no caminho da evolução profissional por meio do Balanced Scorecard, perceba que o conhecimento modifica os processos internos e, a partir disso, eleva o grau de aceitação no mercado.

A intenção aqui é ter um olhar externo, buscando as melhores formas de conquistar o seu público-alvo e proporcionar um serviço de qualidade continuamente.

Talvez você aumente o seu índice de satisfação dos clientes, pensando em minimizar o percentual de ajustes em 60% pelos próximos 2 meses.

Todavia, leia o briefing com mais atenção para colher dados preciosos, compreenda como funciona o produto ou serviço dos seus clientes, entenda a brand persona deles, entre outros pontos, de modo que o grau de satisfação seja medido por notas de 0 a 5.

Perspectivas Financeiras

Obviamente que se você investe no seu aprendizado, verifica as melhores formas de trabalho e estuda o seu público-alvo, a tendência é conquistar um retorno financeiro que supra as suas necessidades mensais.

Portanto, veja que a perspectiva em torno das finanças é o patamar de excelência do BSC, sendo que o conjunto de ações adotadas anteriormente culminarão em ganhos substanciais conforme sua experiência.

Tendo como parâmetro o número de demandas e a capacidade produtiva, seu objetivo pode ser o aumento das receitas financeiras, com uma meta de ganhar R$ 6000,00 em dois meses, por exemplo.

Para isso, você pode aumentar os valores da sua tabela, prospectar novos clientes, aplicar em ativos de renda fixa ou variável, entre outros fatores, a fim de mensurar os seus resultados por meio do ROI (retorno sobre o investimento).

Por fim, lembre-se que o Balanced Scorecard é um método muito dinâmico e que, de tempos em tempos, você pode modificar os objetivos, as metas, os indicadores e as tarefas, mas sempre valorizando a poder da inovação para se dar bem no mercado

Se você gostou do tema e quer se aprimorar ainda mais, então aproveite que está por aqui e baixe agora mesmo o nosso Controle de Produtividade e Faturamento de 2020!

Planilha de Controle de Produtividade e Faturamento 2020Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto