O que é CTA

O que é CTA? Aprenda quais são as melhores maneiras de usá-lo!

O CTA nasceu com o objetivo de incentivar uma tomada de ação perante os internautas que navegam em alguma página da internet.
Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Seja para fazer o download de um ebook, para se inscrever em um webinar, para tomar a decisão de compra ou mesmo para fazer comentários e dar opiniões sobre algum blogpost, eles servem para promover um engajamento maior do seu site com o público. Existem algumas táticas e estratégias para deixarem seus CTAs com uma taxa muito maior de conversão.

Quer entender um pouco mais sobre o que é CTA e como ele deve ser usado de forma efetiva? Então confira o nosso post!

Primeiramente, o que é CTA?

O CTA é um sigla em inglês que significa “call to action”, ou seja, chamada para alguma ação. Essa chamada solicita a ação imediata dos visitantes, leads ou clientes de determinado site para fazer alguma interação logo depois de ter visualizado um conteúdo específico.

Os CTAs podem vir em forma de texto, botão ou link, acompanhado de palavras que incentivem a tomada de decisões como, por exemplo, “baixe agora o nosso ebook”, “inscreva-se já”, “não perca a nossa oferta, fale com um consultor” e “compartilhe a sua opinião”.

Quer aprender a planejar os melhores CTAs e também os melhores conteúdos? Então, assista ao webinar com a Lana Kantor, nossa expert no assunto. Nele, você vai aprender como determinar o tamanho e o modelo de um conteúdo e muito mais!
 
E que tal vê-lo até duas vezes mais rápido e aprender melhor? Veja como fazer isso com o hack que ensinamos para aprender rápido e se torne especialista em planejamento de conteúdo na metade do tempo!


Por que ele é importante?

O CTA é importante não somente para as estratégias de marketing de conteúdo e sites de e-commerce em geral, ele é relevante para as páginas estabelecerem interações e ajudar a converter os clientes, estimulando desejos nos momentos certos.

Os CTAs também permitem que o navegante permaneça por mais tempo no seu site, usufruindo de outros conteúdos ou adquirindo informações importantes sobre seu negócio.

Lembrando que os CTAs devem ser objetivos, claros e cumprir exatamente o que estão sugerindo. Nós sabemos o tanto que é desagradável clicar em um página que estamos esperando encontrar a oferta proposta e nos depararmos com algo diferente ou irrelevante.

Como ele deve ser usado?

Como dito anteriormente, os CTAs devem ser usados para estimular os visitantes de determinado site a realizarem ações de interesse da página. Eles podem variar de acordo com o objetivo de cada interação e de cada página. Esses objetivos podem ser desde um simples envolvimento com o blog, pedindo opiniões ou engajamento nas discussões, à captação de leads, ou seja, gerar contatos com os leitores para realizar possíveis negócios.

E é justamente sobre a melhor forma de usar cada tipo de CTA que vamos falar no tópico a seguir. Confira!

Tipos de CTAs

É importante destacar que para escolher o tipo de call to action ideal também é necessário saber em que estágio do funil está sua persona. Veja só como funciona a linha de raciocínio:

  • Para visitantes: a intenção é convertê-los em leads, que representam pessoas interessadas naquilo que você vende, então, a ideia é trazê-los para perto fornecendo o máximo de informação útil;
  • Para leads: o objetivo aqui é fazer com que eles avancem no funil e se tornem prospects, ou seja, potenciais clientes — também conhecidos como leads qualificados. Hora de preencher formulários, obter mais informações e — por que não — convidar para o negócio;
  • Para clientes: nessa etapa o ideal é tornar essas pessoas um público fiel e propagador da sua marca, ou seja, aqui o foco está em estreitar esse relacionamento.

Dito isso, seguimos para os exemplos de CTAs que podem funcionar na sua estratégia de marketing digital.

Compartilhar, curtir, comentar

Inserir um CTA que sugere compartilhamento, curtidas ou comentários é ideal para uma estratégia cujo objetivo é gerar mais tráfego para o site ou mais curtidas nas redes sociais. Geralmente, é usado para personas no topo do funil que estão em contato com a marca para ter informações úteis sobre determinado assunto.

E, claro, se seu leitor curte sua página, ele já desce do topo para o meio do funil, uma vez em que estará em contato com seu conteúdo com mais frequência.

Por exemplo, no blog da Comunidade, há dicas e materiais preparados especificamente para pessoas que se interessam pelo universo da redação web. Há grande chances de haver interação simplesmente porque os posts dialogam com o interesse dessas pessoas.

Neste caso, vale destacar também que há botões do Facebook, Instagram e Twitter, por exemplo, que facilitam a ação por parte do leitor: com um clique é possível compartilhar o conteúdo automaticamente.

Fazer o download de material rico

Materiais ricos podem ser e-books, infográficos ou ferramentas de trabalho como as planilhas. Embora apareçam em diversos formatos, há um objetivo comum entre eles: oferecer um material educativo mais aprofundado acerca de um tema.

Então, essa CTA pode ser amplamente usada em blog posts para atrair visitantes para uma etapa a mais no estágio de compra. Se o ramo da sua empresa é saúde, por exemplo, por que não sugerir o download de um e-book com 10 hábitos infalíveis para quem deseja viver mais?

Responder a uma pesquisa

Esse tipo de CTA pode funcionar com aquelas pessoas que já compraram seus serviços e têm um potencial em se tornar fiéis à sua marca. Trata-se de uma que ação pode te ajudar na conquista de uma vantagem competitiva em relação ao mercado, uma vez que ouvir seus clientes pode ser caminho para estreitar um relacionamento com eles.

Assinar um boletim virtual

Sugerir ao final do seu texto que o leitor se inscreva para receber seus informativos também é um ótimo CTA, se o seu objetivo é a qualificação de leads. Ao assinar esse boletim virtual, também chamado newsletter, ele demonstra interesse no que você está vendendo.

Direcionar para uma página de conversão

Aqui está a galinha dos ovos de ouro dentro do marketing digital. Uma página de conversão é aquela onde há menos elementos informativos sobre o negócio, apenas itens que direcionem o leitor ou lead para completar a ação que você deseja. Que pode ser qualquer um dos exemplos citados acima ou até mesmo já recomendar o contato com um vendedor, se for o caso.

Então, se você deseja encurtar o caminho do funil esse é o CTA indicado para tal objetivo já que esse atalho pode ser sugerido em qualquer página do seu endereço virtual. Acredite: se bem posicionado, pode render boas conversão de visitantes em leads e estes em clientes!

Como fazer CTAs que convertem?

Para escrever CTAs com ótimas taxas de conversão tenha em mente alguns pontos específicos como: o que os usuários estão procurando na sua página, como eles chegaram até lá e o que eles esperam encontrar. Com isso, você conseguirá pensar mais claramente em qual seria o próximo passo deles para evoluírem na sua estratégia de conversão.

Pense em qual será a estrutura do seu CTA: será em forma de texto, link ou botões anexados? Atente-se a detalhes mínimos como design, cor e até configuração do texto. Mas, se achar complicado, espere que vamos te dar uma forcinha com essa parte e iremos explicar um pouco mais sobre esses pontos.

Quais são as cores que atraem mais cliques?

Quando o assunto gira em torno de botões de ação, a verdade é que não existe um consenso sobre qual é a cor que mais funciona com eles. Alguns acreditam que o verde é mais eficaz, enquanto outros já apostam suas fichas nos tons mais avermelhados. “Mas então como descobrir qual é a cor certa para a minha página”? Simples: Observando qual é aquela que traz o melhor contraste na tela.

Pense o seguinte: se o seu site usa o esquema de branco como plano-de-fundo e preto no texto, seu call to action não pode seguir a mesma ideia. Ele não chamaria tanta atenção desse jeito. Portanto, procure sempre utilizar no CTA uma paleta de cores que se diferencie do restante do site.

Ah, e para te dar uma mãozinha com essa tarefa, aqui vai uma dica: dê uma olhada nos esquemas de cores que a comunidade de designers disponibiliza no site do Adobe Color e também na parte de Material Design do próprio Google.

Melhores materiais para produção de conteúdo!
Guia de Produção de Conteúdo para Web 2.0
Avaliador de Títulos para SEO
Escaneabilidade: como conseguir os melhores resultados com seus textos!
Checklist de Planejamento de Pauta
Curso Gratuito de Produção de Conteúdo para Web Rock Content
Como escrever o melhor conteúdo para blog

Onde posicionar um CTA?

Embora haja muitas possibilidades e a criatividade seja uma boa aliada na hora de escolher onde inserir um CTA no seu conteúdo, existem alguns caminhos que não falham nessa hora. Listamos alguns exemplos sobre onde posicionar a sua sugestão de ação.

Final de páginas

Esse é imprescindível em toda página, especialmente aquelas que trazem conteúdo informativo no seu site. Isso faz parte de uma boa estratégia sobre a experiência do usuário. Sua intenção é sempre que ele passe mais tempo no seu endereço virtual, portanto, sugira sempre caminhos por onde continuar a navegação.

E-mail marketing

Os CTAs no e-mail marketing pode vir lá embaixo, quase que como uma assinatura. O bacana é envolver ainda mais o seu lead qualificado com um conteúdo rico, honesto e transparente para que ao final do e-mail ele esteja mais propenso a seguir sua sugestão.

Imagens no blog post

Em casos de conteúdos extensos, vale a pena investir em umas imagens com sugestão de ação para não perder a oportunidade de captar seu lead.

Barra lateral

Seu endereço virtual tem a possibilidade de incluir imagens nas barras laterais? Experimente inserir um CTA nelas. A boa localização, que facilita a visualização por parte do leitor, pode ajudar a converter visitantes. Outro ponto positivo é que o conteúdo da página e o CTA não precisam necessariamente falar sobre o mesmo tema.

Cabeçalho do site

Esses é um local para quem deseja investir em CTAs mais “agressivos”. Isso porque de cara o leitor do seu site já visualiza uma sugestão de ação para seguir e, com o tempo, pode perder o senso de novidade, uma vez que esse tipo de call to action é fixa.

O ponto positivo é que sua sugestão fica sempre no topo e bem evidente para todas as pessoas que acessam seu ambiente virtual.

Faças testes A/B

Mesmo depois de ter escolhido o melhor lugar para colocar o CTA e até o melhor esquema de cores para ele, talvez você ainda fique em dúvida sobre o seu potencial de conversão. E, para sanar essas dúvidas, nada melhor do que fazer um teste A/B para descobrir se aquele botão está performando como deveria. Mas como fazer esse teste?

É bem fácil: basta criar uma página de conversões praticamente idêntica à que você tem hoje, com apenas algumas mudanças como a cor do CTA ou até mesmo o texto utilizado nele. Daí é só criar uma esquema para que metade da audiência do seu site tenha acesso a ela enquanto a outra metade tenha acesso a pagina “original”. Feito isso, é só medir os resultados das duas e ver qual delas se deu melhor e trouxe mais conversões.

Rock Convert: a revolução dos CTAs

Se você quer uma maneira rápida e prática de publicar banners sem precisar entender de código, o Rock Convert é o plugin ideal. Ele permite a publicação diretamente do seu painel do WordPress e poderão ser monitorados através do Google Analytics.

Para facilitar, os banners podem ser organizados para serem apresentados de acordo com a categoria dos posts do seu blog.

Além disso, as UTMs são criadas de uma maneira extremamente intuitiva para facilitar o rastreamento do comportamento dos seus visitantes e contatos.

Rock Convert

Não faça o visitante pensar

Em seu clássico sobre usabilidade “Não me faça pensar!: uma abordagem de bom senso à usabilidade na web”, Steve Krug fala sobre a importância de se entregar uma navegação simples e direta para os usuários de um site para que eles não fiquem perdidos por ali. E uma das maneiras de fazer isso, segundo o autor, é criando mensagens simples para os CTAs.

Isso mesmo: para que o seu call to action funcione direito é muito importante ir direto ao assunto e não tentar reinventar a roda. Por isso, aposte em comandos simples e bem conhecidos como “Assine a newsletter”, “Faça o download” e “Curta a nossa fanpage”.

Outra sugestão é escrever o CTA em primeira pessoa, antecipando o que o leitor ou lead irá adquirir como valor ao aceitar sua sugestão. Por exemplo, “Desejo ficar por dentro das estratégias de copywriting” pode funcionar melhor que “Fique por dentro das estratégias de copywriting, clicando aqui!”. Ou “Quero saber agora como produzir mais em menos tempo” ao invés de “Saiba como produzir mais em menos tempo, fazendo o download do e-book tal”.

Lembre-se que o importante é não deixar o visitante em dúvida se ele deve ou não clicar naquele link. É não fazê-lo pensar demais.

Resumindo a história: nunca se esqueça de colocar um CTA bem bacana em sua página, escolhendo o melhor texto, o melhor design e o melhor lugar da tela para ele. Desse jeito será bem mais fácil converter os seus visitantes em algo a mais, como assinantes do seu site e até mesmo clientes, certo?

E por falar nisso, agora vamos ao nosso CTA:

Conseguiu entender melhor o que é CTA e como funciona? Ainda ficou alguma dúvida? Baixe nosso Guia de produção de conteúdo para web 2.0 e aprenda tudo sobre copywriting!