Por Isabela Sartor

Psicóloga por formação. Perita em Hogwarts por diversão.

Publicado em 07/11/2019. | Atualizado em 31/10/2019


Autodesenvolvimento é o ato de assumirmos a responsabilidade pelo nosso processo evolutivo. Com isso, buscarmos recursos e nos inserirmos em condições em prol de romper padrões e melhorar nos aspectos profissional e pessoal.

Não é de hoje que os assuntos crescimento e evolução fazem parte dos objetivos de quem deseja se sentir mais satisfeito e tirar mais proveitos dos momentos na vida.

Estudos sobre o tema também existem há um tempo. A. Maslow e C. Rogers, por exemplo, precursores da psicologia humanista, analisaram o assunto com cuidado e chegaram à conclusão que existe, em todo ser humano saudável, um impulso ao autodesenvolvimento. 

Para Maslow, esse alvo se encontra na necessidade de autorrealização, que fica no topo de uma pirâmide, a qual ele usou para definir nossas necessidades em hierarquias. Rogers deu continuidade a esse pensamento, com a concepção de “tornar-se pessoa”, remetendo a uma ideia de continuidade no processo de evoluir.

Autodesenvolvimento também está relacionado ao aperfeiçoamento da inteligência emocional, conceito difundido por Daniel Goleman, que defende, entre outros pontos, autoconhecimento e autocontrole como chaves para a satisfação.

Bem, falamos e falamos. Mas o que é autodesenvolvimento, de fato? Qual sua importância e quais as atitudes certas para buscá-lo? 

Explicaremos isso nas linhas a seguir. Acompanhe!

O que é autodesenvolvimento?

Autodesenvolvimento é o ato de assumirmos a responsabilidade pelo nosso processo evolutivo. Com isso, buscarmos recursos e nos inserirmos em condições em prol de romper padrões e melhorar nos aspectos profissional e pessoal.

Quem procura se autodesenvolver tem como resultado o crescimento emocional, mental, social, espiritual e físico, além do ganho de competências e habilidades para o trabalho. Pessoas autodesenvolvidas são abertas a novas experiências e não se incomodam em mudar seus conceitos e percepções sobre determinada temática.

Por que o autodesenvolvimento é importante?

O autodesenvolvimento é importante para sermos pessoas mais realizadas e desfrutarmos de mais sucesso na vida.

No âmbito pessoal, nossos ganhos são, entre outros:

  • melhoria no relacionamento com as pessoas; 
  • aumento da automotivação;
  • mais compreensão das emoções e comportamentos dos outros e dos nossos;
  • aumento do autocontrole. 

No âmbito profissional, algumas das vantagens são:

  • mais alinhamento com as necessidades do trabalho;
  • entrega de mais valor nas produções;
  • aumento das oportunidades de construir uma carreira promissora.  

Como buscar o autodesenvolvimento?

Quer um notícia chata? Buscar o autodesenvolvimento dói porque você precisa sair da zona de conforto. Você sente ansiedade, insegurança e passa por desafios constantes. Mas é apenas desse jeito que a mágica acontece. Para isso, elencamos alguns passos que você pode seguir!

Analise a si mesmo

O autoconhecimento é essencial para entendermos nossas características. Temos qualidades, mas também defeitos. Temos sonhos, mas também aversões. Temos habilidades, mas também dificuldades. É da união de todos esses atributos que podemos entender quem somos, quais nossos valores e em que aspectos necessitamos de melhorias.

Inspire-se em outras pessoas

Quando você pensa naquelas pessoas inspiradoras, sejam grandes personalidades, sejam amigos, quais os primeiros nomes que surgem na cabeça? Quais características todos eles têm e que você admira? 

Não estamos falando para você passar a copiar essas pessoas no modo de ser, mas tê-las como referência motiva a buscar o crescimento.

Procure feedbacks

Você já parou para pensar que algumas vezes existe diferença entre aquilo que a gente imagina estar fazendo e aquilo que o outro interpreta dessa nossa ação? Na sua experiência, costuma haver distância entre esses dois significados, com relação ao seu modo de agir?

Tente buscar feedbacks e entender a visão dos outros sobre você. Sim, pode ser duro escutar, dependendo da situação. No entanto, também é uma oportunidade de se enxergar com outros olhos.

Defina objetivos e metas

A partir do momento em que descobrimos em quais pontos precisamos investir, fica mais fácil definir metas. Nesse passo, precisamos determinar qual caminho seguiremos para chegar onde queremos. Inscrever-se em um curso, assistir a palestras, fazer terapia, praticar meditação podem ser alguns dos processos.

Execute seus planos

Claro, né. Não adianta só ter os objetivos definidos no papel e nunca executá-los. Sonhos, propósitos ou objetivos precisam sair do abstrato e partir para o concreto. Infelizmente, é nesse ponto que muitos falham, pois mudar não é fácil. Mas pensa assim: o tempo vai passar de qualquer jeito, você realizando ou não. Então, é muito melhor seguir o caminho escolhido, mesmo que com passos lentos, não acha?

Quais qualidades podem ser desenvolvidas?

Até aqui, você entendeu o que é autodesenvolvimento e ficou por dentro de alguns passos para buscá-lo, não é? Agora, precisamos mencionar algumas qualidades que podem ser aprimoradas, para nos mantermos constantes nesse processo. Olha só!

Persistência

Pessoas dedicadas e persistentes têm mais foco para atingir seus objetivos. Elas sabem que o processo não será simples, mas continuam mesmo após alguns fracassos. Elas agem com visão no futuro, pois sabem que as sementes plantadas hoje darão bons frutos mais tarde. Ser persistente é não se desviar, apesar dos obstáculos, e é saber dizer “não” quando isso tiver chance de atrapalhar as metas. 

Resiliência

A resiliência complementa o sentido da palavra persistente e tem a ver com a habilidade de dar a volta por cima, mesmo depois de muitas negativas. Pessoas resilientes aprendem com seus fracassos e sabem que eles são necessários para levar à vitória. 

Quer um exemplo de uma celebridade persistente e resiliente para usar como inspiração? J. K. Rowling passou por muitas dificuldades para ter o primeiro livro do amado bruxo publicado. Ela foi rejeitada por várias editoras, ainda assim não desistiu.

Pró-atividade

Pessoas proativas conseguem perceber um problema antes que aconteça. Elas agem em prol de resolver empecilhos ou trazer melhorias para uma situação, mesmo que ninguém peça por isso. Elas são responsáveis e têm atitude para tomar decisões que deem melhores resultados. Outra característica é o fato de elas não deixarem tarefas serem acumuladas, já que o lema delas é “ganhar tempo”.

Positividade

Crenças limitantes nos impedem de enxergar nossas próprias qualidades. Elas são como fantasmas, que aparecem na mente e nos dizem coisas negativas cada vez que fracassamos ou que estamos diante de um grande desafio. Avaliar a causa e compreender seus gatilhos é importante para que possamos transformá-las em pensamentos mais positivos.

Somos reflexo do que pensamos, então as coisas só tendem a dar certo quando confiamos mais na nossa capacidade.

Flexibilidade 

Ser flexível significa aceitar as mudanças para se adaptar a urgências do meio. É sair da inércia, mesmo que doa. Pessoas flexíveis tendem a escutar, também, as ideias dos outros e podem mudar suas próprias opiniões, se necessário. Não há evolução sem flexibilidade. 

Bem, depois de toda essa explicação sobre o que é autodesenvolvimento e dos passos para aprimorá-lo, tenha em mente que é a partir disso que temos condições de sermos pessoas mais realizadas e fortalecidas pessoal e profissionalmente.

Como a definição de metas é uma grande aliada ao nosso crescimento, separamos um template de metodologia OKR para você baixar. É só clicar no link!

Use a metodologia OKR para alcançar suas metas!Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto