Por Dimitri Vieira

Analista de Marketing na Rock Content e LinkedIn Top Voice.

Publicado em 30/04/2018. | Atualizado em 16/04/2019


Você tem dúvidas quanto a produção da sua monografia? Descubra aqui dicas simples e fáceis para produzir o melhor trabalho!

A monografia é um tipo de trabalho acadêmico e, provavelmente, o mais temido ao longo de todo curso de graduação. É que ela costuma ser sinônimo de TCC ou Trabalho de Conclusão de Curso, aquele que deve ser apresentado como pré-requisito final para conquistar o diploma.

Entretanto, esse não é o único motivo que faz com que as pessoas tenham dúvidas com relação à monografia. O montante de referencial teórico necessário para fazer com que esse trabalho seja bom o suficiente e as noites mal dormidas para criar o que muitas vezes é o primeiro artigo acadêmico do aluno são fatores que não fazem da monografia a nossa melhor amiga.

Há também outras etapas que podem ser problemas na vida de muitos estudantes: seguir normas e regulamentos para apresentação desse trabalho e, claro, a escolha do tema.

Para tirá-lo dessa onda de pensamentos vamos mostrar como é possível fazer uma monografia incrível em alguns passos. Veja agora, neste post, o que será preciso para finalizar seu curso com chave de ouro!

Selecione um tema para a monografia

O primeiro e desafiador momento em toda criação de um trabalho de TCC é a escolha do tema. Dentre todos os assuntos estudados ao longo da graduação, qual merece sua investigação científica? E qual é uma paixão grande o bastante para que você não se canse dela em algumas semanas?

Esses são aspectos que devem ser considerados na hora da escolha de um tema de monografia. Mas há outro ponto que muitas vezes deixamos de lado: a relevância teórica de um trabalho. É claro que as monografias não são tão impactantes para o mundo científico como dissertações e teses. Todavia, elas serão sua primeira credencial acadêmica caso um mestrado ou doutorado esteja nos planos.

Isso não quer dizer que você terá de trabalhar sempre na mesma área ou com o mesmo assunto. O que significa é que escolher um bom tema de monografia o ajudará a ingressar nesse ambiente com um trabalho mais sólido, que também poderá servir para a publicação posteriormente.

Por isso, dedique um tempo a escolha do tema e do orientador que o ajudará a torná-lo realidade. Esses dois pontos são fundamentais para ão ter muitas dores de cabeça no processo.

Faça um levantamento bibliográfico

Talvez você tenha a impressão que o levantamento bibliográfico é uma etapa posterior à produção de monografias. Porém, até para ter um tema aprovado por uma banca de pré-avaliação, é preciso conhecer exatamente em que pensadores e referências um trabalho será apoiado.

Se não há nenhum tipo de conhecimento específico sobre o tema que você quer estudar ou que possa ser relacionado a ele, são baixas as chances de você conseguir fazer uma monografia sobre o assunto.

Utilize fontes como o Google Acadêmico e o Google Books para encontrar referências valiosas. E aproveite o conhecimento que seu orientador detém para entender melhor a área de conhecimento que pretende abordar e que tipos de materiais e livros podem lhe ser úteis.

Se sua ideia é fazer um estudo de caso, o planejamento também é necessário. Isso porque há algumas regras que você deve seguir em uma amostragem de pesquisa para que ela seja válida. Ah, e se sua universidade tiver um manual a respeito do TCC ele poderá ser de grande auxílio, viu?

Preparamos um compilado de conteúdos para te ajudar nos trabalhos acadêmicos! 📚
Aprenda de vez como fazer citação de 5 formas diferentes
Método científico: o que é e quando deve ser usado?
Referência bibliográfica da ABNT: qual é o padrão?
Como fazer uma introdução perfeita: o guia definitivo
Como fazer uma conclusão perfeita!
Textos Argumentativos: veja como trabalhar seus argumentos da melhor maneira
Como fazer uma resenha: o passo a passo definitivo para uma resenha perfeita
Descubra como fazer um resumo de qualidade em 7 passos

Conheça os elementos da monografia

Como se trata de um tipo de produção diferente da que você está acostumado a fazer, uma monografia pode assustar pelo seu conteúdo. Nada mais justo, então, que dedicar parte do tempo de preparação conhecendo os tópicos que nela estarão inclusos. Monografias costumam ter elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais.

A estrutura a seguir é muito comum nas universidades do Brasil:

A – Elementos pré textuais

• Capa

• Folha de rosto

• Dedicatória

• Agradecimentos

• Epígrafe

• Sumário

Resumo

• Abstract

B – Elementos textuais

• Introdução

• Objetivo

• Justificativa

• Metodologia

Conclusão

C – Elementos pós textuais

• Referências

• Anexos

Alguns dos itens são opcionais como dedicatória, agradecimentos, epígrafe e anexos. Todos os outros, porém, compõe uma monografia completa e pronta para ser adicionada aos arquivos da Universidade.

Escreva sua monografia

Uma das particularidades em escrever o texto de uma monografia (que você logo irá notar) é que não é preciso seguir a estrutura acima cronologicamente. O que queremos dizer é que, muitas vezes, será mais fácil começar pelos seus objetivos, listar a metodologia, voltar para a introdução e resolver a conclusão antes mesmo de tocar na justificativa.

Embora uma monografia precise conter todos esses elementos e obrigatoriamente nessa ordem, eles não têm de ser escritos em sequência.

Caso você tenha entrado em contato com uma disciplina de Metodologia Científica ao longo do curso, o que é obrigatório na maioria das Universidades, deve se lembrar do porquê. Itens como a introdução devem conter uma série de elementos que só podemos conhecer depois que o trabalho está pronto, bem como capa e folha de rosto são compostos de coisas que costumam ser as últimas a se resolver, a exemplo do nome do trabalho.

Desde que todas as informações necessárias estejam ali, bem estruturadas e cumprindo seu objetivo, tudo bem não seguir a ordem acima para a escrita do seu material.

Revise e adeque o texto às normas da ABNT

É claro que você dedicará uma atenção especial na hora de escrever sua monografia, mas ainda assim é preciso, mais que nunca, dedicar um tempo à revisão dela. É que qualquer incorreção ou descuido pode significar um problema com a sua metodologia de pesquisa e um motivo para que os avaliadores tenham problemas em aprová-lo.

Contar com um amigo ou alguém que tenha muito conhecimento de como os textos acadêmicos são estruturados, analisados e pontuados é uma boa ideia para obter o resultado final que você tanto anseia.

Esse especialista pode livrá-lo de muitos problemas e terá menos dificuldade do que você ao lidar com os principais desafios de uma monografia. Na maioria dos casos, ele também pode ser um especialista nas normas da ABNT, aquelas regras que devem ser seguidas para que o seu trabalho seja aceito pela Universidade e sem as quais ele pode acabar nem sendo corrigido.

Aproveite esse momento para averiguar se todas as citações e referências, além dos anexos, estão organizados da maneira mais adequada. Se estiver tudo bem, submeta a monografia para apreciação de seu orientador e marque sua banca. Você está pronto para se formar!

Bom, você está com problemas para conciliar trabalho e estudos? Encontre aqui dicas e ferramentas para organizar melhor seu dia a dia!

Como conciliar trabalho e estudosPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *