Por Autor Convidado

pelo blog da Comunidade Rock Content.

Publicado em 28/10/2020. | Atualizado em 28/10/2020


Este artigo foi produzido pela Imaginie, empresa parceira da Comunidade Rock Content e a maior plataforma de correção e ensino de redação do Brasil.

Ao escrever uma redação, muitas vezes, o começo pode ser a parte mais difícil, não é mesmo? Por isso, uma estratégia funcional é utilizar modelos de introdução que te ajudem a ter ideias, a economizar tempo e, consequentemente, a ter maior êxito na sua escrita.

Não estamos falando para você copiar ou começar sempre do mesmo jeito, hein. A dica, aqui, é te mostrar algumas estratégias que podem chamar a atenção do seu leitor para que ele se interesse a continuar a leitura do seu texto. 

Sendo assim, vamos te apresentar agora 6 tipos modelos de introdução para você utilizar na hora de escrever. Vamos lá?

Quais são os possíveis modelos de introdução?

Existem diversas formas de  iniciar um texto. Logo, é preciso escolher o mais adequado ao tipo de texto que será produzido, ao seu estilo de escrita e, principalmente, à argumentação que estará presente ao longo da sua redação.

Para te ajudar nessa tarefa, separamos alguns modelos de introdução. Confira:

1. Exemplificação

Neste modelo de introdução, você inicia o texto com algum exemplo de dado estatístico, uma notícia ou lei, mas sempre lembrando de colocar a fonte. Além disso, uma outra opção é utilizar algum conhecimento de mundo que diz respeito ao assunto abordado.

Mas atenção ao exemplo escolhido! Se você optar por algo que quase ninguém conhece, o seu leitor dificilmente se identificará com o texto, podendo, assim, não se interessar por continuar a leitura.

Por isso, prefira colocar exemplos conhecidos, como acontecimentos que foram amplamente debatidos pela mídia. Ou dados e informações de fontes confiáveis, já que assim, mesmo que o leitor não conheça o exemplo, você estará gerando uma nova informação para ele.   

2. Definição

Também é pertinente fazer uma definição acerca do assunto para iniciar o seu texto, ou seja, explicar o assunto. Dessa forma, é possível contextualizar o leitor sobre o tema e chamar atenção para o que será abordado ao longo do texto.

Essa é uma ótima estratégia principalmente se você for falar sobre algum assunto novo ou termo específico. Assim você já consegue explicar para o leitor sobre o que o seu texto estará falando e ele já começará entendendo sobre o que aquele assunto se trata. 

Por exemplo, você vai falar sobre marketing digital? Então nessa estratégia você pode começar definindo o que é isso para já inteirar o seu leitor sobre o assunto.

3. Citação

A utilização de uma citação relevante e que seja relacionada ao tema é interessante para começar o seu texto. Esse modelo de introdução, além de te ajudar a contextualizar o assunto, é ótimo para dar mais credibilidade ao seu texto.

Vai escrever uma redação sobre educação? Nelson Mandela tem uma citação muito conhecida sobre esse assunto: “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”.

Além de poder trazer uma frase de impacto e um nome conhecido que chamem a atenção do leitor, você pode usar essa citação para explicar melhor o que você pretende abordar ao longo do seu texto.

4. Afirmativa

Uma afirmativa é uma espécie de declaração sobre o assunto logo no início. Com o objetivo de chamar a atenção do leitor e manter ele interessado em seu texto, escolha uma frase de impacto, mas sem exagerar.

E o que isso quer dizer? Se você vai falar sobre sustentabilidade, por exemplo, pode elaborar uma frase de impacto para começar o seu texto: “Muito se fala sobre sustentabilidade, mas pouco se faz.” 

Essa é uma estratégia para prender a atenção do leitor e despertar o interesse em continuar lendo o que você tem a dizer sobre o assunto. Mas tenha atenção para não exagerar demais ou o leitor pode acabar se desinteressando pelo sensacionalismo.

5. Alusão histórica

Outro modelo de introdução consiste na exposição de algum fato histórico que faz referência ao tema em questão e o compara com a atualidade. Essa é outra ótima forma de dar credibilidade ao seu texto, já que mostra que você possui uma bagagem de conhecimento para falar sobre o assunto.

Se você vai escrever um texto sobre feminismo, por exemplo, você pode abordar algum movimento que ocorreu no passado, mas que teve impacto nos dias de hoje. Assim, além de agregar informação ao seu texto, você inicia ele mostrando que sabe falar sobre o assunto.

6. Comparativa

Apesar de aparecer por último, esse modelo também é muito interessante para começar um texto porque você pode fazer uma comparação entre o tema com algo semelhante ou oposto ao que se discute.

Ou seja, além de poder comparar ideias similares, você também pode comparar ideias opostas, o que vai gerar uma introdução muito legal para o seu texto, além de abrir caminho para você falar mais sobre essa comparação ao longo do texto.

Voltando a um tópico sobre educação, como exemplo, você pode comparar o ensino público oferecido no Brasil com o oferecido em outros países, e depois desenvolver essa ideia apresentando pontos positivos e negativos. 

O importante em todas essas estratégias é lembrar de buscas informações verídicas e que agreguem valor ao conteúdo que será apresentado ao longo do texto. Fora isso, lembre-se que a introdução é o parágrafo que vai despertar a curiosidade para a leitura da sua produção textual.

Agora, com essas dicas de modelos de introdução, vai ficar mais fácil começar o seu texto. E se você às vezes sofre com aqueles dias de bloqueio criativo, veja também nosso artigo sobre como ter inspiração para escrever.

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *