mito da vida equilibrada

O mito da vida equilibrada: aprenda a priorizar o que importa nas áreas pessoal e profissional

Muito se fala sobre conciliar a vida pessoal e profissional, mas é nada mais que o mito da vida equilibrada. Entenda o que é e o que você pode fazer por si mesmo!
Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Há de se concordar que, todos os dias, você é bombardeado por um punhado de expectativas pouco realistas.

Conscientemente ou não, elas exercem uma pressão enorme no seu jeito de ser: você tem que conhecer mais técnicas para ser mais produtivo, aprender x estratégias para ganhar mais dinheiro, ser mais feliz, mais saudável, mais bonito, mais invejado. Se alguma delas o afeta mais do que outra, é porque foca diretamente naquilo que você não tem (ou pelo menos acredita não ter).

Ironicamente, essa busca constante e desenfreada pela melhora coloca à tona nossas inseguranças, lembrando-nos do que nos falta, ou no que já deveríamos ser.

Se você é uma pessoa ansiosa, a chance de que leve isso para o lado pessoal (e se sinta culpado por isso) é ainda maior. Quem sofre com isso é a sua saúde: está criado um modelo mental que diz que você deve conseguir fazer tudo, de forma bem-feita, o tempo todo.

Seria possível ter uma vida equilibrada com a sensação de que você deveria estar fazendo de tudo um pouco? Não é à toa que tantas pessoas perguntam como é possível conciliar a vida pessoal x profissional.

O mito da “vida equilibrada”

A vontade extrema de organizar, produzir e garantir que tudo saia como planejado faz parte de um conjunto de ferramentas que melhoram a nossa qualidade de vida, mas também podem ter um “efeito rebote”: uma expectativa que vai tirar você do fluxo real no qual a vida opera, que é cheio altos e baixos misturados mesmo. A trajetória pessoal e profissional, por exemplo, acontecem ao mesmo tempo.

Podemos projetar o que vai ser feito, mas a gente não pode prever nada. Podemos também fingir que existe uma versão diferente de nós mesmos (mais sérios e responsáveis, preferencialmente) a partir do momento em que entramos no escritório, mas não conseguimos viver como se todas as partes da nossa vida fossem separadas.

Na verdade, a própria expressão “equilíbrio entre vida pessoal x profissional” pode nos remeter a uma imagem equivocada de equivalência, por mais bem intencionada que seja. Isso porque a vida é uma só, e seu caráter é bem mais complexo do que uma simples divisão entre trabalho e o que é vivenciado fora dele.

Se você ainda assim insistir em separar sua vida em duas, é importante ter a clareza de um fato em mente: você nunca conseguirá ter uma vida cuidadosamente dividida entre pessoa física e trabalhadora, 50/50, perfeitamente balanceada.

Isso porque o que acontece no seu âmbito pessoal afeta diretamente o “eu” no trabalho e vice-versa. Neste contexto, não é uma obrigação do seu planejamento fazer todos as partes da vida (amorosa, criativa, profissional, familiar etc.) caber dentro de caixinhas com soluções prontas.

O trabalho aqui está em aceitar a vida como ela, para apenas depois procurar se organizar com o objetivo de tentar, o máximo possível, concretizar seus planos e esperar não perder tempo. Isso precisa acontecer dentro de limites realistas.

O que deve ser priorizado

Agora que você já sabe encarar o tal “equilíbrio de vida” por um lado mais positivo e saudável, é hora de descobrir o que funciona na sua rotina. Você pode não ser capaz de viver uma vida completamente equilibrada, mas pode descobrir quais são suas prioridades, o que está disposto a sacrificar e o que irá mantê-lo satisfeito.

Valorize o próprio tempo

Pare de achar que uma pessoa bem-sucedida deve ter uma agenda lotada de compromissos. Existem muitas técnicas de gerenciamento de tempo. Uma delas consiste em estabelecer prazos para as atividades do dia.

O truque é aprender a dar o seu melhor, aceitar e deixar ser. Por exemplo, se eu planejar uma hora para criar uma apresentação de trabalho, paro após o deadline e não gasto nenhum tempo extra tentando torná-la perfeita ou negociando comigo mesma. Eu faço o melhor que posso e depois vou embora.

O mesmo se aplica às tarefas domésticas: aprenda a fazer o que deve ser feito e depois partir para a próxima tarefa. Apenas faça uma coisa de cada vez.

Sugestões do editor:
Como se tornar o freelancer mais disputado do mercado em 2019
Geração Freelancer: os millennials nasceram realmente para isso?
Por que é tão difícil amar as segundas-feiras?
Eu não sou uma fraude: como lidar com a síndrome do impostor
Como ser melhor que a grande maioria dos freelancers
Cuidado! Muitas vezes, a grama do vizinho é mais verde porque é falsa

Valorize a autenticidade

Tente ser autêntico em casa e no escritório. Traga sua família e amigos para o escritório para que eles possam entender o que você faz e onde você gasta a maior parte do seu tempo. Aproveite também para integrar as agendas da sua vida pessoal x profissional a fim de conciliar os compromissos e não perder nenhum evento importante.

Se o lado profissional da sua vida não representar nada além de apenas uma fonte de renda, será como se estivesse se afastando de sua vida pessoal. Por outro lado, se você trabalha em um lugar pelo qual é apaixonado, então você está integrando o que você ama com quem você é. Ponto positivo para sua qualidade de vida!

Valorize seus projetos para o futuro

Quais são os principais objetivos que você deseja alcançar a médio ou longo prazo? O que você já tem e deseja manter?

Estabeleça o que é importante em uma lista para aprender o que deve ser priorizado e não deixe que nada tire o seu foco enquanto trabalha para concretizar seus desejos. Lembre-se: o caráter do seu futuro é moldado pelos detalhes escondidos na sua rotina diária.

Por fim, podemos optar por continuar dizendo a nós mesmos que não estamos alcançando o ideal entre a vida equilibrada ou que podemos viver definindo nossas próprias expectativas, que atendem às nossas necessidades, desejos e sonhos.

Não deixe que os outros definam expectativas para você e não seja coadjuvante de sua própria vida. Sua jornada neste mundo não consiste em equações que precisam ser equilibradas. Em vez disso, concentre-se na integração de todas as versões de si mesmo.

Se você gostou do conteúdo deste post, aproveite para assinar a newsletter da comunidade Rock Content. Você ficará por dentro de todas as novidades do blog e receberá dicas exclusivas para aumentar sua qualidade de vida em primeira mão, no seu e-mail!