milestone freelancer

Milestone freelancer: uma alternativa para você alcançar seus objetivos

Definir metas e estabelecer objetivos é um desafio. Entenda como a estratégia de milestone freelancer pode facilitar o seu trabalho!

Você já ouviu falar no termo “milestone”? A palavra, que ganhou força nos últimos anos — principalmente quando se fala sobre gestão de projetos — não precisa ser tópico de debate apenas em ambientes de negócio.

Muito pelo contrário! Com a popularização do termo, foi possível perceber que a prática de aderir ao uso dos milestones na rotina pode ser uma estratégia em busca do sucesso.

Quer saber como você, freela, pode se beneficiar e impulsionar sua carreira? Aprenda mais sobre o milestone freelancer e descubra todo o seu poder de transformação!

Antes de começar, o que é milestone?

Vamos pensar na tradução literal da palavra, que não é tão bonita, porém muito autoexplicativa: “pedra de milha”. Beleza, mas o que é isso?

O termo, que vem do inglês, faz referência à unidade de medida usada em países que falam a língua (ela representa aproximadamente 1.609 quilômetros). No passado, as pedras de milha eram usadas para demarcar distâncias em uma estrada, por exemplo, ou qualquer outro caminho a ser seguido por uma pessoa.

A tradução livre, no entanto, agrega ainda mais informação para compreendermos o conceito de milestone: nós a chamamos de “marco”.

Como o conceito de milestone é usado nos negócios?

Agora que entendemos o que a palavra significa, é hora de compreender a forma como ela foi adaptada para o mundo dos negócios.

Os milestones são formas de pensar estrategicamente em resultados. Pense no seguinte exemplo: uma empresa definiu a criação de um projeto que deverá ser concluído ao final de doze meses.

É possível pensar no tempo estipulado como um todo, ou seja, ter em mente que o objetivo deverá ser cumprido em algum momento dentro dos doze meses. Porém, para que o objetivo seja alcançado de maneira ainda mais eficiente, uma boa estratégia é “fragmentar” os meses em certos períodos de tempo e pensar neles justamente como marcos.

Isso acontece porque, entre a definição de qualquer objetivo traçado e o seu deadline, inúmeras coisas podem acontecer. Quando estamos preparados para as inevitáveis eventualidades no meio do caminho, acabamos nos tornando pessoas preparadas e com um pensamento “à frente” do desafio.

Além disso, fragmentar um objetivo em pedaços menores nos permite ter uma visão mais detalhada a respeito de inúmeros aspectos fundamentais do projeto que, caso fossem vistos de forma genérica, poderiam passar despercebidos.

Os milestones podem ser pontos de verificação, por exemplo, ou objetivos, que deverão ser checados e/ou alcançados justamente nos períodos de tempo propostos. Pense neles como um amontoado de “subobjetivos” dentro do principal.

Milestone freelancer: aplicando o conceito na própria rotina

Eu sei que você não é uma empresa e que a sua vida muito provavelmente não é baseada nos mesmos objetivos estratégicos de uma companhia (por menor que ela seja), mas, ao pensar na raiz do conceito de milestone, é possível adaptá-lo para praticamente toda e qualquer meta, objetivo ou realidade que uma pessoa queira mudar satisfatoriamente.

Agora, vamos falar especificamente sobre o “milestone freelancer”.

Primeiramente, é importante frisar que ele não necessariamente deve estar ligado a atividades relacionadas aos freelas de forma direta. É possível trabalhar os milestones em todo e qualquer hábito que melhore de alguma forma o seu rendimento profissional — vale até beber mais água ou consumir mais frutas.

Juntar uma quantia X até o fim do ano

Dezembro está chegando e, com ele, a vontade de tirar férias é ainda maior. Se o período de três meses for curto para juntar uns freelas e fazer uma superviagem, pense no ano seguinte: temos ainda 15 meses pela frente.

Em um ponto de vista “comum” ao traçar objetivos, a ideia seria muito mais simples, porém, talvez não tão eficaz: se você quer juntar 10 mil reais ao final de 15 meses, tanto faz a época, desde que no fim você tenha a quantia.

Com os milestones, no entanto, é possível controlar a evolução por meses a partir da quantidade de trabalho feita. Divida o valor de acordo com a sua realidade — não precisa ser necessariamente em meses; o período de tempo fica a seu critério.

planilha de controle de gastos

Ser uma pessoa mais organizada

Você provavelmente já está cansado de saber que a organização é uma das características fundamentais que um freelancer deve ter, não é mesmo?

Se a tarefa de se organizar não anda tão bem, é possível pensar em inúmeros milestones que estejam relacionados à sua rotina de forma mais pessoal, porém, vamos trabalhar com um mais genérico.

Imagine que seu ambiente de trabalho está a mais completa bagunça. Por isso, o objetivo final será “organizar minha mesa para que eu seja uma pessoa mais eficiente e produtiva”.

O primeiro milestone, então, será jogar todos os papéis e lixos desnecessários fora. Depois, se desfazer de utensílios que não fazem mais sentido para você (aquela calculadora empoeirada pode ir embora!). Depois, comprar caixas organizadoras. Então, comprar materiais de escritório que realmente façam sentido.

E por aí vai. É importante perceber que milestones não precisam necessariamente ser espaços de tempo, mas sim ações e “metas batidas”. Nesse caso, tanto faz se você vai jogar os papéis fora em duas ou cinco horas, mas, quanto antes, melhor!

Organizar o próprio tempo

Trabalhar em casa pode ser um desafio para quem não tem um bom controle do próprio tempo. Por isso, um ótimo milestone freelancer pode consistir em suas horas e em como você está usando elas.

Por exemplo: há quem não lide bem com o esquema de trabalho tradicional das 8 horas diárias (mesmo que sejam 5, 6 ou 7). Para muitas pessoas, a ideia de passar um longo período de tempo “tabelado” fazendo alguma coisa pode ser improdutiva.

Mas, sem trabalho, não tem dinheiro no fim do mês. Que tal, então, pensar na carga horária diária a partir de milestones?

Calcule o valor da sua “peça”. Se for produção de conteúdo, por exemplo, pense no seu produto final: é a redação de um texto? Revisão? Produção de imagens? Edição? Depois, calcule quanto cada uma delas vale e quantas você deveria produzir para ganhar o valor estipulado no final do mês.

Após fazer o cálculo, encontre o valor de peças que deverão ser feitas diariamente: elas são seus milestones! No fim do dia, não importará se você trabalhou três, oito ou cinco horas.

E então? Acredita que o conceito de milestone freelancer pode ser uma alternativa para mudar aspectos na sua vida que precisam de uma melhoria?

Se você gostou deste artigo, certamente também vai gostar da Roda da Vida, uma ferramenta criada para promover o autoconhecimento e o alcance de objetivos!