Por Camila Morais

Redatora freelancer, louca por gatos, queijo e Desperate Housewives.

Publicado em 21/07/2020. | Atualizado em 16/06/2020


Sonha em tentar outra carreira, mas o medo de mudanças o trava? Veja quais são os receios mais comuns dos profissionais que querem dar um up na profissão e como enfrentá-los da maneira mais natural possível!

Os momentos de crise e recessão financeira sempre nos mostram a importância de nos reinventarmos profissionalmente para lidar com cenários delicados. Nesses momentos, muitos profissionais, principalmente os freelancers, perecebem a necessidade de buscar novos meios de renda. Porém, o medo de mudanças tem sido um bloqueador de crescimento e de sonhos.

Mudar de carreira não é nem nunca foi algo simples, ou que acontece do dia para a noite. Entretanto, não é nada impossível, e esse pode ser o passo que faltava para a sua realização pessoal e profissional. Muitas vezes, esse medo vem acompanhado da necessidade de aprender novas habilidades, de sair da zona de conforto e de lidar com o que as pessoas dizem.

Se você está passando por esse momento de transição ou está procurando aquela pontinha de coragem que falta, separamos os principais medos que as mudanças geram e algumas dicas para enfrentá-los. Veja só.

Os medos mais comuns ao passar por mudanças

Alguns capetinhas insistem em ficar em nosso ombro, colocando medos e empecilhos. Tudo isso para não sairmos da zona de conforto. Eles fazem com que fiquemos muito presos ao que as pessoas falam e tentam nos mostrar os obstáculos que enfrentaremos. Por isso, muitas vezes, achamos que é melhor deixar tudo do jeito que já está. O culpado disso é o nosso cérebro, que também é um grande sabotador e gosta da rotina, porque mudar requer gasto de energia.

Medo de fracassar

Mudar de carreira é apostar em algo novo e em uma mudança significativa na sua vida profissional, mas que também terá impacto direto na sua vida pessoal. Exatamente por isso que uma das primeiras coisas que se passam pela cabeça é: “E se eu fracassar?”. Afinal, muitas vezes, é necessário abrir mão de anos em uma área para tentar novos caminhos.

Medo de fazer a escolha errada

“Será que realmente sou bom nisso?”. “E se eu odiar minha nova carreira”? O medo de mudanças sempre está acompanhado do receio de não ser capaz de mudar de carreira e assumir essa nova etapa na vida. Apesar de isso ser normal, não é justificável. Geralmente, esse sentimento pode estar relacionado à falta de preparo ou de certeza do que você deseja para a sua carreira.

Medo do fator idade

Também é comum que os profissionais acreditem que já passaram da idade de se arriscar em novas experiências, já que os jovens, teoricamente, estão atualizados sobre o mercado e apenas começando a vida. Porém, é preciso desmistificar isso. Atualmente, não é raro encontrar pessoas na faixa dos 50 e 60 anos que ingressam em uma faculdade ou conseguiram uma vaga de emprego.

Algumas empresas até preferem pessoas mais velhas, por terem mais experiência e “maldade” de mercado. Se precisar de um empurrãozinho nesse sentido, assista ao filme “Um Senhor Estagiário”, disponível na Netflix 😉.

Como enfrentar o medo de mudanças

Ter medo é um sentimento comum do ser humano e serve até mesmo como proteção. No entanto, é necessário trabalhar, diariamente, para que isso não o impeça de realizar os seus sonhos e de encarar as transformações que acredita serem positivas para a sua vida profissional.

Antes de qualquer coisa, você precisa focar no desenvolvimento do seu autoconhecimento. A partir disso, terá autoestima profissional, saberá quais são os seus pontos fortes e o que precisa aperfeiçoar. Pense nos seus valores, nas suas habilidades e nas competências que conquistou até aqui. Além disso, veja algumas dicas para isso.

Qualifique-se

A falta de qualificação sempre o deixará apreensivo e com medo das mudanças, pois você sabe que faltam conhecimentos na área em que pretende ingressar. Principalmente em momentos de crise, buscar cursos e treinamentos é um fator de diferencial para as empresas e, com certeza, para que você se sinta mais seguro sobre a sua decisão de migrar ou de tentar conciliar a sua carreira com outra profissão.

Foque no agora

O principal gatilho da ansiedade é pensar no futuro distante. Você pode, sim, planejar o que deseja e as suas metas para o amanhã, mas não tente prever o que acontecerá e, principalmente, pensar no pior. Estude, qualifique-se, prepare-se e coloque no papel o que precisará alcançar para chegar aonde deseja, ou seja, o que você precisa para colocar as suas mudanças em ação. Porém, aprenda com o passado e não fique obcecado sobre o que pode dar errado.

Dê pequenos passos

O medo de mudanças pode fazer com que você queira as coisas para ontem, ou que dê passos maiores que as suas pernas. Dificilmente alguma grande e significativa transformação acontecerá do dia para a noite. Isso somente o fará buscar por soluções rápidas, mas ineficazes para a sua carreira em longo prazo.

Comece buscando informações sobre o mercado, qualificações necessárias, oportunidades que você pode aproveitar e pessoas com as quais você pode conversar para fazer networking. Essa mudança também deve acontecer internamente, reavaliando o que você precisa aperfeiçoar e tentando mudar hábitos prejudiciais, como o da procrastinação. Afinal, durante as transformações profissionais, você precisará sair da zona de conforto.

Planeje-se financeiramente

Certamente, você conseguirá minimizar, ou até mesmo eliminar muitos medos de mudanças, se fizer um planejamento financeiro. Em tempos de crise, é difícil ter uma reserva financeira, já que entra menos dinheiro, e o que você já tem precisa ser utilizado nas contas. No entanto, a organização dos seus ganhos e gastos deve ser algo de longo prazo, justamente para que você não passe aperto em momentos de recessão.

Durante a transição de carreira, que nem sempre quer dizer uma mudança de trabalho, pode ser que você venha a ter uma redução na receita até se estabilizar. Se estiver com dívidas e a conta zerada, logicamente terá medo de fracassar e de passar dificuldades.

Então, sempre que possível, corte gastos supérfluos, negocie todos os seus débitos — sempre buscando as melhores condições de pagamento — e defina uma porcentagem confortável para guardar.

Planilha de Controle FinanceiroPowered by Rock Convert

Mudar de carreira não é algo fácil, mas é totalmente possível. Assim, muitas pessoas o fazem. Comece entendendo o que o leva a ter medo de mudanças para que possa trabalhar nesses obstáculos. Além disso, criar um networking o ajudará em todas as etapas dessa transição, principalmente na indicação de oportunidades.

Muitas pessoas optam por transformar os freelas em uma carreira. Se esse é o seu caso, confira o nosso e-book com orientações para profissionalizar a sua carreira freelancer!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *