Por Gustavo Grossi

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 08/09/2017. | Atualizado em 21/11/2017


Às vezes nos tornamos excessivamente medrosos, a ponto de abrir mão dos nossos sonhos. No entanto, podemos transformar nossos medos em incentivos benéficos, que nos levarão ao sucesso.

Não é preciso dizer que esse é um blog sobre freelance, negócios autônomos, produção de conteúdo, marketing digital etc.

Em outras palavras, um dos nossos temas preferidos é carreira independente.

Quando falamos sobre esse assunto, vários temas relacionados vêm à cabeça, entre eles: instabilidade financeira, concorrentes, receita imprevisível, vaivém de clientes etc.

Só de imaginar algum problema relacionado a isso, a cabeça já começa a esquentar. Em outras palavras, sentimos medo.

Tudo bem sentir medo. Todo mundo tem. Na verdade, é bom sentir medo. Graças a ele nós trabalhamos duro, procuramos respostas corretas e fugimos de expectativas falsas.

No entanto, isso só vale quando conseguimos manter a lógica e a razão. Caso contrário, os medos podem nos levar a tomar decisões totalmente descabidas e até aceitar a derrota antes da hora.

E é sobre isso que vamos falar hoje.

O que tira o sono de um produtor de conteúdo?

Se a ideia de construir a sua própria carreira freelancer ou, de maneira geral, lançar um negócio independente online não te assusta, há algo de errado aí.

Ninguém abandona uma opção segura — como uma carreira estável — à toa. Se o objetivo é alçar voos altos e enfrentar problemas muito mais intensos, isso precisa te assustar ao menos um pouco. Faz parte do processo.

Toda ação tem uma reação, certo? Em resposta ao alto risco de um novo negócio, sua mente reage transformando medo em motivação para:

  • Trabalhar duro.
  • Procurar respostas realistas.
  • Aprender rápido com os erros.

Que são os pontos positivos que listamos no início.

Mas, e quando as coisas realmente não vão bem? E se, mesmo se esforçando e buscando o aprendizado rápido, as coisas só pioram?

Na maior parte das vezes, o equilíbrio emocional e intelectual é a causa de tudo isso — e não uma consequência da situação.

Mas, se o psicológico é algo tão particular e diferente de pessoa para pessoa, existe uma receita para qualquer pessoa manter a calma e a motivação?

Não. Definitivamente, não. Outros autores que garantem ser capazes disso estão (muito, muito provavelmente) mentindo.

Contudo, existem dicas que certamente vão funcionar para lidar com situações específicas, como essas vividas pelos empreendedores digitais!

Afinal, se estamos falando do “eu interior”, tudo é mais complicado. Mas, se tratamos de uma situação, surgem diversas variáveis que podemos controlar!

Então, para te ajudar a vencer certos medos, vamos listar algumas dessas situações e métodos para alcançar o equilíbrio quando elas surgirem.

Não vou ter dinheiro para lançar ou manter um negócio digital

Um dia você sente que precisa investir no lançamento do seu negócio. Para isso, serão necessários recursos que vão dar um aspecto competitivo e profissional para a sua carreira. Correto?

Sim, é verdade.

No entanto, o que ninguém conta é que chegar lá pode ser ridiculamente barato. Principalmente porque, hoje, existem cada vez mais recursos grátis que vão te ajudar a chegar lá. Além disso, sempre há o custo de oportunidade entre aprender a fazer você mesmo/pagar alguém para fazer por você.

Portanto, se você não tem ideia de como começar, este conteúdo vai te dar direcionamentos honestos: Não deixe o dinheiro ser um obstáculo à sua carreira.

Demora demais até eu lucrar com um negócio online

Assim como o caso acima, é inegável que há um custo de tempo até a sua carreira ganhar tração. Se você mal dá conta de fazer as suas tarefas diárias e — realmente — não tem tempo para começar um negócio online, talvez você possa considerar não seguir adiante.

Afinal, uma coisa é você ter metas desafiadoras, outra coisa é apostar em um milagre logo no início. O êxito está, na verdade, no cálculo preciso sobre o quanto você é capaz com os recursos que você tem, no lugar onde você está.

É por isso que, paradoxalmente, a maioria das pessoas têm tempo para tudo. A diferença entre fazer e não fazer está nas prioridades.

E se há algumas prioridades que o seu cérebro faz questão de ignorar, aqui está um conteúdo que toca exatamente nesse ponto: Está sem motivação para escrever? Conheça 8 dicas que vão fazer você sair do lugar (de verdade)!

Mesmo que você não seja um redator, ele contém dicas válidas para qualquer profissional digital!

Nunca serei capaz de competir sozinho no mercado

Primeiramente, você nunca estará sozinho. Haverá parcerias de todos os tipos, em todo o processo — sejam os parceiros clientes, contatos, fornecedores etc.

E, para melhorar, no mundo dos negócios digitais, o canal de comunicação é super amplo. Isso facilita que pessoas te encontrem, falem sobre o seu produto/serviço e forneçam informações valiosas sem te cobrar nada! 🙂

Mas ainda não chegamos ao ponto essencial sobre esse medo. A melhor parte é que ter um negócio sozinho pode ser a melhor coisa a se fazer.

É sério! Pessoas agem de maneiras muito diferentes quando estão sendo observadas. E, quando estão sozinhas, têm muito mais liberdade para pensar.

Se você não sabe, ideias absurdas, viajadas, podem ter um impacto muito grande na sua maneira como você encontra soluções. Ideias assim, mesmo que fiquem no papel, são necessárias!

E, dividindo a autonomia sobre a tomada de decisão, com várias pessoas te olhando, tendemos a suprimir pensamentos “excessivamente criativos”.

Portanto, se você acha que nunca daria conta sozinho, reflita se fazer a mesma coisa em grupo realmente resolveria o problema.

Posso estar abrindo mão de coisas reais em troca de um sonho

Não é apenas um sonho. É um objetivo real, mas é seu. O que chamamos de sonho é apenas um objetivo desafiador e muito particular.

Se há milhares (talvez milhões!) de empreendedores digitais, freelancers e profissionais autônomos tendo sucesso no mercado, isso já é uma prova de que uma carreira de sucesso não é um sonho.

No entanto, isso significa a tomada de riscos, e assumir riscos é uma das coisas que mexe com o nosso psicológico.

Você simplesmente não acredita como pessoas bem menos inteligentes e capacitadas que você têm mais dinheiro, mais clientes e mais recursos? É porque, para chegar lá, eles só precisam ser melhores que você em apenas uma coisa.

A principal situação, aqui, é que não sabemos o caminho necessário para alcançar essa “coisa”. Por causa disso, tendemos a pensar que certas metas são inalcançáveis ou que só é possível chegar lá sendo desonesto.

É por isso que muitas pessoas encontram respostas importantes quando sentem que “não têm mais nada a perder”.

Se essa ideia parece meio louca, saiba que faz sentido. Empreender requer uma dose de falta de senso — e essa é uma característica comum de vários deles.

Medo todo mundo sente. Mas, por um momento, reflita sobre como eles estão se tornando um mecanismo de incentivo para as suas ações.

Se os seus medos não estão te ajudando a alcançar os seus objetivos (ou sonhos), então é hora de refletir sobre a importância deles para você. E lembre-se, muitas respostas vêm quando “não temos mais nada a perder”.

Se você se planejou, uma dose de inconsequência não fará mal! 😉

Mas, se você estiver mesmo em pânico sobre a sua carreira, me mande um e-mail e prometo te ajudar a resolver isso! gustavo.grossi@rockcontent.com

Até logo!

Posts populares com esse assunto