maternidade na vida freelancer

Maternidade na Vida Freelancer: além dos clichês, o que muda?

Normalmente, você veria dicas incríveis sobre escrita, storytelling, SEO ou copywriting neste blog, mas não hoje. Afinal, todas essas lições não são nada perto do que a maternidade nos ensina.
Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Todo mês de maio é sempre igual. Não, não estamos falando sobre as folhas que caem no quintal, mas sim sobre a enxurrada de mensagens e declarações clichês que destinamos às nossas queridas mães. As redes sociais se enchem de desafios da maternidade, os sinais ganham vendedores de rosas vermelhas e as escolas prestam suas homenagens.

Tudo muito justíssimo, afinal, se existe uma tarefa desafiadora é esse tal negócio de ser mãe. Estamos falando sobre uma ocupação em tempo integral repleta de trabalhos que ninguém enxerga, mas que sabemos o quanto exigem de nós. Esta que vos escreve, por exemplo, está agora com um olho na tela e outro no filho que está na aula de ginástica.

Normalmente, você veria dicas incríveis sobre escrita, storytelling, SEO ou copywriting neste blog, mas não hoje. Afinal, todas essas as lições não são nada perto do que a maternidade nos ensina.

Se você duvida, é só continuar a leitura para descobrir que os filhos não são apenas fábricas infinitas de fraldas sujas e perguntas impossíveis de responder, mas também uma fonte enorme de aprendizado dentro de nossas carreiras de freelancer. Vamos lá?

As prioridades mudam

Ah, os clichês da maternidade! Sabe a última linguiça do feijão que sempre terminava no seu prato? Pode esquecer! Agora você tem filhos e a preferência será sempre deles. O mesmo vale para a televisão: o seu dia de maratonar Irmãos à Obra se transformou em assistir à sequência completa de Galinha Pintadinha.

Galinha Pintadinha

Está tudo bem, estamos falando apenas de uma fase. Tá certo que ela parece não ter data para acabar — nem mesmo sabemos se vai terminar —, mas todo mundo garante que sentiremos saudades dela. Portanto, se você tem 5 minutinhos livres e não sabe se escreve um parágrafo, revisa parte de um texto ou corta 20 micro-unhas, eu te pouparei da dúvida. Corre lá e pega a tesourinha, afinal, suas prioridades mudaram, lembra?

Suas habilidades de equilibrista são postas à prova

Tem um conselho que muitos sites, revistas e manuais de maternidade adoram propagar: quando o bebê dorme, você deve aproveitar para dormir também. Eu não sei você, mas eu nunca conheci ninguém que tenha efetivamente conseguido colocar isso em prática.

A matemática do tempo é simples, e se você planeja manter o mínimo de integridade, precisa aproveitar a soneca do bebê para tomar banho, fazer um lanche ou mesmo se permitir algum breve momento childfree. Nesse momento de coisas demais e minutos de menos, você descobre que a sua vida é, na verdade, parte do quadro “Se vira nos 30”.

Se vira nos 30!

E é aí que você ganha habilidades de equilibrista. Sabe aqueles 5 minutos em que você podia escrever algumas frases ou cortar algumas unhas? Ainda bem que você tem 2 mãos, não é mesmo? Enquanto uma digita no computador, a outra habilmente manuseia a tesoura. Simples assim.

Você inventa uma nova moeda

Junto com um filho nasce uma mãe (olha outro clichê aí, gente!), e também a preocupação em proporcionar tudo o que a criança precisa para se desenvolver bem. Embora existam coisas que o dinheiro não compre, não podemos negar que a chegada de um novo membro na família representa um gasto extra.

Para acomodar as novas necessidades, talvez seja preciso aumentar a produtividade ou modificar alguns hábitos de consumo. O valor do seu trabalho se torna muito diferente após a maternidade, e um exemplo disso é o surgimento de uma nova unidade monetária.

Atire a primeira pedra aquela mãe redatora ou revisora freelancer que nunca pensou que cada fralda custa 20 palavras ou que é necessário escrever um e-book para comprar a última LOL que saiu no mercado. Sejam bem-vindas ao time todas aquelas que também já se pegaram dando uma bronca no filho “só” porque ele destruiu a tela do seu telefone — e o reparo vai custar 4 textos.

O tempo é relativo (e você tem certeza disso)

Não precisa ter a mente de Einstein para perceber que o tempo é relativo. Há uma sábia frase que diz que o tempo que dura um minuto depende de qual lado da porta do banheiro você está.

Baby Do Not Want GIF

Com a maternidade, a duração do tempo ganha novas nuances. Em um dia você pode escrever 6.000 palavras ou perceber que seu filho disse a primeira palavra dele (e não, ela não será “freelancer”).

Dessa forma, aquela terça-feira que tinha tudo para ser sem graça se transforma em um momento mágico sem nenhum aviso, o que nos leva ao ponto seguinte.

Você nunca mais reclamará da monotonia

Como é o seu home office? Se você respondeu que é um cantinho só seu, bem organizado e clean, eu tenho certeza de que você não tem filhos. Depois que as crianças chegam, elas passam a dominar todos os espaços da casa com seus bonecos, construções, desenhos e fotos.

Dog Stealing GIF

Caso você trabalhe com um notebook, é bem possível que a maternidade faça seu home office se tornar itinerante. Dá para produzir amamentando, observando a cria dormir ou mesmo enquanto acompanha tudo o que acontece no parquinho. A necessidade pode até mesmo fazer você se reinventar e bolar novos planos para não deixar os freelas de lado.

Isso inclui escrever pelo celular e correr atrás de novos hacks para otimizar os processos. Uma coisa é garantida: a expressão “eu nunca” sairá de vez do seu vocabulário e você aprenderá a se organizar em meio a uma rotina muitas vezes incerta.

Você é o exemplo de uma pessoinha em construção

Sabe quando seu filho que ainda não sabe ler nem escrever abre seu computador, começa a bater loucamente nas teclas e diz que está escrevendo um texto?

customer service hello GIF

Eu sei como é e posso dizer que dá o maior orgulho.

Nós somos exemplos para as crianças, e isso é uma enorme responsabilidade. Poder transmitir uma imagem de que amamos o que fazemos e de que, graças ao nosso trabalho, conseguimos conquistar muitas coisas é uma tremenda motivação para continuar levantando da cama todos os dias, você não acha?

É por esses e tantos outros motivos que a maternidade nos transforma como freelancers. Com esse nosso clima, as folhas podem até não cair no quintal, mas esse amor imortal que sentimos por nossos pequenos (mesmo que eles já sejam maiores do que nós) é fonte de inspiração, força e luta. Cada letra que digitei aqui foi por eles e para eles!

A vida profissional não precisa afastar você de sua família. Aproveite para conhecer alguns modelos de trabalho para você tocar a carreira e continuar acompanhando os filhos de perto!

Profissões que não roubam sua qualidade de vida em famíliaPowered by Rock Convert