marketing de conteúdo transformou a minha vida

Como o marketing de conteúdo transformou a minha vida!

Todo mundo está sempre se adaptando e conquistando novas habilidades para encontrar uma vocação ou área de atuação. O marketing de conteúdo é só uma dessas área e pode ensinar muito para qualquer profissional. Confira!

Desde que eu escrevi um texto sobre o Código de Cultura da Rock, estreando aqui no Blog da Comunidade, muita coisa legal aconteceu na minha vida pessoal e profissional. Passei a produzir textos no meu blog e no LinkedIn, comecei a receber muitos convites para eventos, ofertas de trabalho e as pessoas passaram a me procurar em busca de dicas sobre o universo do marketing de conteúdo para quem está começando.

Antes disso, porém, muita água havia rolado. Trabalho com comunicação e marketing há 15 anos. Estava firme e forte e acompanhei a primeira campanha do Obama diretamente, em que o Twitter fez uma diferença enorme, por exemplo. Em seguida, atuei ativamente no marketing das campanhas de 2010 no Brasil, que eu acho que foi a primeira em que as redes sociais foram usadas para valer na política brasileira.

Naquela época, não se falava muito, mas o marketing de conteúdo já era bastante explorado. Apesar de as técnicas, práticas e tecnologias terem avançado, a essência continua a mesma.

Antes de qualquer coisa, estamos falando de estratégias de comunicação e elas sempre são eficientes quando você entende algumas particularidades, como a questão do emissor, do canal e do receptor.

Neste texto, vou entregar algumas dicas que mostram como o marketing de conteúdo transformou a minha vida. Papo direto, transparente e sem firulas. Vem comigo!

Saiba que escrever bem leva tempo

Se escrever bem fosse fácil, todo mundo ia trabalhar com conteúdo. Definitivamente, é algo difícil e que exige paciência e consistência. Isso acontece, inclusive, com quem tem aptidão para a área. Stephen King não me deixa mentir quando diz que “o talento é algo maravilhoso, mas não é capaz de carregar quem desiste”.

Portanto, vá em frente. Nada melhor do que unir mão na massa e leitura, ou seja, comece a escrever e faça isso todos os dias, inclusive faturando. Afinal de contas, para citar uma frase de Aristóteles, “somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito”.

Seja sempre autêntico, em todas circunstâncias

Vivemos em um mundo em que não há gente boba mais. No caso dos clientes, isso é ainda mais verdadeiro. As pessoas estão mais criteriosas e exigentes, e escolhem somente aquilo em que verdadeiramente acreditam. Para fazer sucesso com um texto, portanto, não precisa apenas ser bom, tem de ser autêntico.

As pessoas sentirão a sua energia lendo o que você escreve. Portanto, não tente copiar determinado estilo ou ser quem você não é. Assuma quem você é, de fato, o que inclui entender, respeitar e estabelecer uma boa convivência com seus defeitos, medos e, se for o caso, traumas.

Desenvolva uma autoconfiança inabalável

Para escrever bem e arrasar nas estratégias de marketing de conteúdo, é essencial que você confie, antes de qualquer coisa, em si próprio. Vivemos em uma sociedade e dependemos de outras pessoas. Fazemos negócios, temos colegas de trabalho, chefes e tudo o mais. Isso é legal e é ótimo fazer parte de um grupo ou de uma equipe de pessoas incríveis. Mas cuidado com aquilo que lhe falam.

Portanto, desenvolva um alto nível de inteligência emocional para absorver o que vale a pena e jogar fora o resto. Muitas vezes, quem mais deveria valorizá-lo só fará isso depois que um estranho apostar em você. Não deixe isso paralisá-lo. Continue trabalhando de forma dura e inteligente. Saiba quem você é e aonde quer chegar. A lei da semeadura é infalível. Pode demorar, mas, se você plantar, vai colher. Aposte nisso!

carreira freelancer

Faça parcerias estratégicas, mas naturalmente

Em nosso mercado, existe uma febre de networking. Aquela corrida maluca dos ratos e tudo o mais. As pessoas vão a eventos e ficam doidas querendo se conectar com os outros. Mas as coisas não funcionam bem assim. É preciso relaxar e deixar que tudo aconteça naturalmente.

O networking acontece muito mais por afinidade. Você acabará atraindo as pessoas que vibram em uma energia parecida com a sua. E aí, a partir do momento em que você construir boas parcerias, será sempre inspirado a se tornar um profissional de conteúdo cada vez melhor.

Estar cercado de gente incrível faz com que você absorva seus hábitos e comportamentos. No meu caso, acabei estabelecendo poucas, mas fortes parcerias, que se desenrolam em infinitas possibilidades e oportunidades, incluindo trabalhos de conteúdo em parceria até com gente que mora no Japão.

Não leve para o lado pessoal

A escrita é algo muito subjetivo. Então, se você começar a escrever para clientes, alguns gostarão e outros não — e isso é absolutamente normal. Em minhas tantas e tantas experiências, já lidei — e ainda lido — com muitos clientes extremamente exigentes e alguns (raramente) mal educados.

Nunca levo para o lado pessoal, e isso eu aprendi desde a época que trabalhava em empresa grande. Nos trabalhos mais atuais, já atuando como nômade digital, tomei muito esculacho por escrever coisas que não estavam alinhadas com os desejos dos clientes. Nesse momento, é a hora de se abster de qualquer vaidade e entregar seu melhor para o cliente.

Para dar um exemplo prático, esses dias mesmo aconteceu uma situação um pouco chata. A cliente não foi grossa, tampouco mal educada, mas simplesmente cortou meu texto i-n-t-e-i-r-o e tive que começar tudo do zero. Lógico que fiquei… (sim, é aquele palavrão feio), mas respirei fundo e fiz como sempre faço: respondi com educação e profissionalismo.

No caso dessa cliente, o negócio dela pedia uma pegada bem informal nos textos. Então, mandei ver no que ela queria, sem medo e com riscos de ela não gostar. Mas adivinha? Ela amou, super elogiou e eu fui recompensado. Mais uma prova de que nunca devemos levar para o lado pessoal.

Tenha uma meta

Marketing de conteúdo é algo maravilhoso e escrever é maravilhoso. As vantagens são incontáveis: você viaja sem sair do lugar para lugares incríveis, conhece um monte de coisa e de gente legal, faz um marketing mais leve e que ajuda empresas a terem resultados, constrói a sua própria audiência e ganha visibilidade e autoridade, entre outras questões.

No entanto, obviamente, existem alguns contras. Um deles é que a redação de textos não é algo que paga-se muito bem no país e ainda não existe escala. Então, você pode pensar em alternativas, como criar produtos digitais, se tornar afiliado ou escrever um livro.

Mas, independentemente disso, tenha uma meta — e não estou falando só de grana e de tarefas entregues. Seja mais desafiador e trace objetivos como “receber 3 elogios dos meus clientes na semana”; “entregar tarefas 12h antes do prazo combinado” e por aí vai. Mais do que fazer bem feito, é fazer para encantar. Encantar a si próprio e todos à sua volta.

Espero que tenha gostado dessas ideias! O marketing de conteúdo transformou a minha vida e espero que aconteça o mesmo com você. Bem, e se você quer aprimorar suas habilidades nessa área, inscreva-se para o maior curso online e gratuito para produtores de conteúdo da história. Serão 12 webinars exclusivos com alguns dos maiores experts em produção de conteúdo do país. Para garantir sua vaga, clique aqui.

Imersão Freelancer