filmes para você aprender sobre a Língua Portuguesa

7 filmes para você aprender sobre a Língua Portuguesa

Você já deve ler muitos artigos sobre o assunto. Por isso, que tal aprender com uma filmografia incrível sobre a Língua Portuguesa? Vem com a gente!

O cinema é uma excelente fonte de entretenimento e autoconhecimento. Inclusive, você já deve saber que os filmes também tem muito a ensinar sobre os mais variados assuntos.

Portanto, que tal utilizá-los como ferramenta para entender mais a fundo a Língua Portuguesa? Você vai aprender enquanto se diverte!

Há diversas produções, dos mais diferentes gêneros e épocas, cujas propostas estão intrinsecamente conectadas a nosso idioma materno.

Assisti-los representa um verdadeiro mergulho no Português, seja enquanto idioma ou quanto língua original de obras fascinantes de literatura. Quer embarcar nessa? Então, continue a leitura!

1. Memórias Póstumas

Memórias Póstuma de Brás Cubas, a obra-prima de Machado de Assis, deu origem ao realismo brasileiro em 1881. Mais de um século depois, em 2001, André Klotzel lança a adaptação para os cinemas, intitulada apenas Memórias Póstumas e estrelada por Reginaldo Faria, Sônia Braga e Marcos Caruso.

O roteiro, assinado por Klotzel ao lado de José Roberto Torero, conta com frases retiradas diretamente do livro, mas com algumas características próprias que buscam aproximar o filme ainda mais de sua fonte de inspiração.

Portanto, trata-se de uma produção repleta de ironias e de comicidades, que divertirão enquanto você se delicia com esse novo olhar sobre uma das maiores obras da literatura brasileira.

2. Dom

Em Dom, o diretor e roteirista Moacyr Góes presenteia o espectador com uma forma totalmente nova de se relacionar com outra obra-prima da nossa literatura, também de autoria de Machado de Assis.

No filme de 2003, acompanhamos Bento (Marcos Palmeira), filho de um casal apreciador de Machado e que decide dar ao filho o nome do protagonista de Dom Casmurro. Isso faz com que o garoto cresça sob a sombra do autor carioca, levando-o a tentar incorporar características da personalidade e elementos da vida do personagem em sua própria existência.

A essência do filme encontra-se no romance nascido do reencontro de Bento com sua melhor amiga de infância, Ana Clara — que ele insistia em chamar de Capitu.

3. Língua — Vidas em Português

Em uma co-produção entre Brasil e Portugal, o documentário Língua — Vidas em Português foi lançado em 2004 e conta a história desse idioma que embala as vidas de mais de duzentas milhões de pessoas ao redor do mundo.

Poemas escritos, paixões declaradas, desavenças reveladas, segredos descobertos, músicas compostas, piadas declamadas… A Língua Portuguesa acompanha o cotidiano de pessoas no Brasil, em Portugal, em Cabo Verde, no Japão, na França, na Índia, nos Estados Unidos, no Moçambique, em Angola, entre tantos outros lugares.

Não somente como língua oficial, o Português foi uma língua amplamente difundida pelo mundo durante as Grandes Navegações.

Como resultado, muitos falantes nativos do português fizeram de outros países o seu novo lar.

Para retratar tudo isso, além de personagens anônimos, o documentário também conta com a participação especial de José Saramago, João Ubaldo, Martinho da Vila, Mia Couto e Teresa Salgueiro, para trazer um embasamento mais aprofundado compartilhado por pessoas que fizeram da convivência com a Língua Portuguesa o seu modo de viver.

Língua — Vidas em Português mostra nosso idioma falado em vários cantos do mundo, permitindo que conheçamos as peculiaridades de cada grupo de falantes e as formas com que o idioma se adapta e evolui.

4. Carlota Joaquina, Princesa do Brasil

O filme de Carla Camurati é um marco na história do cinema brasileiro, tendo participado de mais de 40 festivais ao redor do mundo e levado mais de 1,5 milhão de espectadores aos cinemas em 1995.

Com um orçamento modesto para a época, de 600 mil reais, Carlota Joaquina, Princesa do Brasil é estrelado por Marieta Severo e Marco Nanini.

Trata-se de uma obra histórica, mas com um pesado tom satírico, que mostra a vinda da corte portuguesa para o Brasil através do ponto de vista de Carlota Joaquina, a princesa espanhola que foi prometida em casamento a D. João VI quando era uma garota de apenas dez anos de idade. Assim, ela cresceu e construiu seu lugar na então colônia portuguesa.

Livros para Profissionais Criativos

5. Caramuru: A Invenção do Brasil

Dirigido por Guel Arraes e escrito por ele ao lado de Jorge Furtado, Caramuru: A Invenção do Brasil é baseado no livro homônimo de Santa Rita Durão, que faz parte do arcadismo.

Mas, apesar de contar acontecimentos históricos, o filme investe em uma forte pegada cômica que narra com irreverência os conflitos entre portugueses e índios.

O jovem Diogo Álvares (Selton Mello) é um talentoso pintor português cujo estilo busca realçar a beleza da realidade. Ele é contratado pelo cartógrafo do rei para ilustrar os mapas que guiariam Pedro Álvares Cabral em suas viagens marítimas.

Entretanto, Diogo envolve-se com Isabelle (Débora Bloch), uma sedutora francesa que frequenta a Corte portuguesa e que rouba o mapa do artista.

Ele, então, é deportado para o Brasil, onde conhece as irmãs índias Paraguaçu (Camila Pitanga) e Moema (Deborah Secco) e envolve-se no primeiro triângulo amoroso da história do país.

6. Os Inconfidentes

Lançado por Joaquim Pedro de Andrade em 1972, Os Inconfidentes é uma co-produção entre Brasil e Itália que narra a história da Inconfidência Mineira, desde os seus primórdios até a execução de Tiradentes, vivido aqui por José Wilker.

Além de ilustrar um importante período da história brasileira, a obra também é interessante por contar acontecimentos políticos que influenciaram fortemente a produção de autores como Santa Rita Durão, Tomás Antônio Gonzaga e Basílio da Gama.

Além disso, vale a pena conferir o roteiro de Cecília Meireles, Eduardo Escorel e do próprio Joaquim Pedro de Andrade!

7. Poeta de Sete Faces

O documentário de 2002 conta a história de Carlos Drummond de Andrade, ou seja, é imperdível!

Além de apresentar a trajetória e a vida do poeta mineiro, o diretor Paulo Thiago disseca as diversas fases de toda a produção literária de um dos maiores gênios do nosso país. Para tanto, o filme é dividido em três partes, acompanhando cada momento de sua vida e carreira.

Assim, o Poeta de Sete Faces registra desde o nascimento de Drummond, na pequena Itabira, em Minas Gerais, até a sua mudança para o Rio de Janeiro, a publicação de seus primeiros livros, sua relação com o modernismo brasileiro de 1922 e o surgimento de seus versos metafóricos e irônicos.

Além disso, é claro, a atuação de Andrade na política e seu uso da literatura como ferramenta de crítica social não ficam de fora.

Para encerrar, o cineasta também explora os prêmios recebidos e a glória alcançada por Drummond, assim como o legado deixado por sua obra na forma de adaptações, memórias e estudos.

E então, pronto para mergulhar no fascinante mundo da Língua Portuguesa por meio desses filmes? Já assistiu a algum deles? Conhece outras obras cinematográficas sobre o tema? Deixe seu comentário e entre para a conversa!