Por Gustavo Grossi

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 23/08/2016. | Atualizado em 09/01/2020


Você está desempregado ou desmotivado em seu emprego? Deseja voltar para o mercado de trabalho, trocar de cargo ou de empresa? Essas são questões que precedem decisões complexas, que mexem com nosso planos e emoções. Entretanto, hoje o mercado de trabalho está conectado globalmente, e com milhões de oportunidades circulando diariamente. Graças a isso, hoje, […]

Você está desempregado ou desmotivado em seu emprego? Deseja voltar para o mercado de trabalho, trocar de cargo ou de empresa? Essas são questões que precedem decisões complexas, que mexem com nosso planos e emoções.

Entretanto, hoje o mercado de trabalho está conectado globalmente, e com milhões de oportunidades circulando diariamente. Graças a isso, hoje, possivelmente há uma vaga de trabalho que se enquadra com você!

Recolocar-se no mercado de trabalho, seja em uma nova carreira ou empresa, pode ser dramático. Apesar das dificuldades, algumas personalidades inspiradoras venceram — com muita classe — esse desafio. Por isso, trouxemos as lições que os erros e acertos dessas pessoas têm para a sua recolocação profissional. Confira:

Um título não resolve seus problemas

Essa hipótese é levantada neste brilhante discurso de Bill Gates a uma turma de formandos da Universidade Harvard. Gates, que foi aluno de graduação nessa instituição, abandou-a para se dedicar aos seus projetos em computação.

Posteriormente, esses projetos se tornariam uma das mais ricas companhias do mundo, valorizada em bilhões de dólares: a Microsoft.

Curiosamente, no discurso, o executivo menciona a ironia em ter abandonado a faculdade e retornar 30 anos depois como homenageado, inspirando as mentes dos alunos.

Em suas próprias palavras, Gates explica o quanto a universidade deixou de ser necessária para seu sucesso, relegando a importância do diploma para que ele se tornasse um gigante do empreendedorismo:

“Eu sou uma má influência. É por isso que fui convidado a falar na sua formatura. Se estivesse falando na sua orientação, poucos de vocês estariam aqui hoje.”

Basicamente, o que ele diz, é que você deve se esforçar em produzir resultados, resolver problemas reais. Um título, documento ou diploma, hoje em dia, não atestam com precisão suas capacidades, gerando desmotivação em pessoas com grande potencial.

Aprenda coisas que você gosta

Neste discurso para formandos da faculdade Stanford, Steve Jobs, Ex-CEO e fundador da Apple, reforça o quanto o aprendizado voluntário foi essencial para sua escalada até o topo.

As palavras do executivo são precisas e inspiradoras, motivando qualquer espectador a acreditar nos próprios anseios intelectuais e menos no estudo obrigatório. Afinal, as boas ideias só vêm quando há prazer em ensinar e aprender.

Lembrando que os verdadeiros destaques profissionais são aqueles capazes de encantar as pessoas, e não quem tem o currículo mais bonito. Veja:

“Então eu joguei tudo para o alto e confiei que tudo daria certo. Foi assustador na época, mas olhando para trás, foi uma das minhas melhores decisões.

No momento em que eu desisti, eu parei de assistir aulas que não me interessavam e comecei a procurar as interessantes. […] Por eu ter desistido e nunca frequentado as aulas que devia, eu resolvi pegar a matéria de caligrafia para aprender a fazê-la.

[…] Nada disso tinha sequer uma sombra de utilidade prática na minha vida. Mas dez anos depois, quando estávamos projetando o primeiro computador Macintosh, tudo aquilo voltou para mim.

Então colocamos tudo no Mac. Assim, o primeiro computador tinha uma bela tipografia. Se eu não tivesse desistido da faculdade, o Mac não teria tantas fontes e todas tão bem espaçadas. E já que o Windows simplesmente plagiou o Mac, nenhum computador hoje também teria.”

Disciplinas e matérias obrigatórias podem ser massantes, e consumir tempo e recursos que você gastaria para estudar aquilo que você realmente tem vocação. Por isso, é válido valorizar o aprendizado informal, ensino a distância, bem como o home schooling e o conhecimento autodidata.

Hoje, quem procura se capacitar para disputar uma vaga profissional, tem uma infinidade de possibilidades na internet, seja através certificações profissionais online, MOOCs, plataformas personalizadas de ensino, ou até mesmo a busca por cursos presenciais.

Embora muitos métodos de aprendizado não sejam tão valorizados quanto um curso de graduação ou pós, isso não limita sua capacidade de fazer as coisas acontecerem. Assim, cada vez menos o ensino formal tem sido um fator limitante para contratar e promover profissionais.

Nunca pare de aprender

Dominar determinado assunto ou ter acesso a informação, na prática, não cria nenhum valor. O destino que as pessoas dão a seus conhecimentos é o que faz a mágica acontecer! Ideias boas vêm e vão, mas somente quem as torna reais conseguem ganhar com isso.

Embora não pareça, o sucesso só vem quando ideias são materializadas – e isso requer habilidades que vão além do aprendizado. Por isso, estimular os conhecimentos que você tem mais afinidade e vocação é um caminho certo para fazer as pazes com a própria carreira.

Embora não exista apenas uma forma de se capacitar profissionalmente, isso não significa que parar de aprender seja uma opção.

É o que nos ensina a história de Neil Patel, empreendedor e um dos dez melhores profissionais de marketing do mundo, segundo a revista Forbes. Neste post sobre sua vida, Patel demonstra o quanto suas ações foram movidas por aquilo que ele observava em seu ambiente.

Por exemplo, quando ainda era um estudante secundarista, Neil aprendeu sobre o modelo de negócios da empresa Monster.com, com o intuito de aumentar sua renda. Essa empresa, especializada em vagas de emprego, na verdade serviu como base para que o empreendedor criasse seu próprio negócio, ao invés de fornecer-lhe uma vaga.

Posteriormente, para dar tração a seus negócios, Neil Patel resolveu aprender sobre marketing, por si só. Com o tempo, as experiências acumuladas em diversas áreas, todas elas somadas o tornaram um dos melhores em seu segmento.

Uma lição relevante sobre esse caso é o quanto a conexão ente vários assuntos é importante. Não é possível dominar uma profissão sem conectá-la a outras disciplinas. Os modelos de negócios das empresas, hoje, tendem a ser cada vez mais orgânicos e multitarefa, exigindo habilidades diversas dos profissionais.

Se você deseja se recolocar profissionalmente mas não sabe como se aprofundar em seu domínio, talvez você esteja precisando diversificar seu conhecimento. Estender sua amplitude de saberes é sempre um ótimo exercício para a capacitação profissional!

As lições tiradas das experiências de grandes empreendedores, como os citados acima, são breves mas muito significativas.

Em muitos casos, a insegurança em assumir riscos e botar ideias em prática mantém os profissionais na zona de conforto. Por isso, histórias como essas devem inspirar e motivar aqueles que querem melhorar seu estilo de vida.

E então? Já descobriu o que você precisa para se recolocar no mercado de trabalho? Se você se interessa pela área, conheça o Curso de Produção de Conteúdo da Rock Content, a mais relevante certificação para produtores de conteúdo no Brasil. É gratuita e as aulas começam imediatamente, ideal para quem tem pressa em desenvolver novas habilidades!

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *