Por Autor Convidado

pelo blog da Comunidade Rock Content.

Publicado em 09/01/2018. | Atualizado em 21/03/2019


Leitura dinâmica é uma técnica para aumentar a velocidade de leitura sem comprometer a compreensão e a retenção de informações. Há vários métodos diferentes de leitura dinâmica, mas todos têm o objetivo de ler de maneira clara, porém mais rápida.

Para quem trabalha como freelancer, especialmente os produtores de conteúdo web, marketing digital etc., a leitura é uma atividade primordial. E a leitura dinâmica permite aproveitar ainda mais o tempo que você tem disponível para essa atividade.

É por meio da leitura que você aprofunda seus conhecimentos para argumentar com mais força e mantém seu repertório de assuntos relevante e atualizado.

Infelizmente, nem sempre é possível dedicar o tempo necessário para fazer uma leitura completa de um artigo ou um livro. Nessa situação, a leitura dinâmica te ajuda a extrair as informações mais importantes em menos tempo.

O que é leitura dinâmica?

Leitura dinâmica é uma técnica que busca aumentar a velocidade de leitura sem comprometer a compreensão e a retenção de informações. Há vários métodos diferentes de leitura dinâmica, tanto para livros quanto para textos online, mas todos têm o objetivo de ler de maneira clara, porém mais rápida.

Ficou interessado? Confira este passo a passo e aprenda a fazer uma boa leitura dinâmica!

1. Treine seus olhos para dar saltos maiores

Você sabe como funciona o movimento dos seus olhos durante a leitura? Basicamente, é um movimento de saltos. Seus olhos fixam em um ponto da linha e, em seguida, saltam para o próximo.

Quanto maior é esse salto, mais proficiente é sua leitura. Leitores iniciantes, como crianças, saltam apenas uma palavra de cada vez e, por isso, demoram mais para terminar cada linha. Sendo assim, o primeiro passo da leitura dinâmica é treinar o movimento dos olhos para que ele seja mais amplo.

Uma boa dica é conferir o vídeo de treinamento para movimento ocular abaixo. Basta tentar acompanhar a bolinha que aparece na tela — isso simula o salto que seu olhar precisa fazer em uma linha de um texto.

2. Siga sempre em frente

O segundo passo consiste em controlar aquela ansiedade, aquela sensação de obrigação para entender 100% do texto. Nós vamos retomar isso mais à frente, mas saiba que 80% de compreensão é uma meta excelente.

Em outras palavras, você não precisa retornar ao começo da página toda vez que não entender uma linha. Afinal, a releitura pode tomar muito tempo — e é justamente o que estamos tentando evitar.

Além disso, você pode entender perfeitamente a ideia geral de um texto, mesmo que alguns trechos fiquem mais confusos. Então, depois de terminar toda a leitura, retome somente as partes em que restaram dúvidas. Mas, se você parar e voltar para trás constantemente, nunca vai terminar de ler.

Outra dica importante é não interromper a leitura para consultar o dicionário. Se estiver muito curioso sobre o significado de uma palavra, anote-a para buscar depois. Porém, não abandone o texto para folhear o dicionário; quando voltar, você vai levar ainda mais tempo para retomar o ritmo da leitura.

Enquanto isso, tente entender o termo pelo contexto — você pode não absorver o significado exato da palavra, mas será o suficiente para compreender a mensagem que o autor quis passar.

3. Pare de pronunciar as palavras

O terceiro passo é eliminar uma prática negativa que é hábito de muitas pessoas: pronunciar as palavras enquanto leem, seja em voz alta ou mentalmente.

Esse hábito impede o desenvolvimento de uma leitura dinâmica, pois significa que você vai, literalmente, ler palavra por palavra.

Sua velocidade diminui e, por incrível que pareça, sua capacidade de compreensão também. Como o cérebro estará ocupado com a pronúncia, você não vai conseguir se concentrar na interpretação do que está lendo. O resultado é que você terá que reler o mesmo trecho várias vezes.

Se você estiver muito acostumado a pronunciar enquanto lê, perder esse hábito pode ser um processo difícil e demorado. Uma dica interessante é colocar um lápis na boca enquanto lê. Com um pouco de prática, você perderá essa “mania” e verá como isso diminui o seu tempo de leitura.

4. Use a técnica de skimming

O quarto passo é o “skimming”. Essa é uma técnica muito conhecida para o Inglês Instrumental, mas é útil também para uma leitura dinâmica em qualquer idioma.

O skimming consiste, basicamente, em passar os olhos rapidamente por um texto, a fim de extrair informações básicas — índice, título, autor, data de publicação, o assunto principal, os subtópicos desenvolvidos, os gráficos e as imagens.

Essa técnica é útil para que você possa avaliar rapidamente qualquer texto e, então, definir se vale a pena dedicar mais tempo a uma leitura completa.

Caso você esteja pesquisando sobre um assunto específico, por exemplo, o skimming permitirá identificar se um determinado artigo ou livro tem informações relevantes sobre o tema. Além disso, você encontrará com mais facilidade os trechos que mais lhe interessam, nos casos de textos em que nem tudo o que é dito tenha a ver com o que você está pesquisando ou estudando — o que nos leva diretamente à próxima etapa!

5. Use a técnica de scanning

O quinto passo, “scanning”, é outra técnica usada no Inglês Instrumental. Ela consiste, basicamente, em correr os olhos pelo texto para identificar palavras-chave, que nesse caso são termos relevantes, relacionados à informação que você quer extrair daquele conteúdo.

Vamos supor que você esteja lendo um artigo de vinte páginas sobre Gestão de Pessoas, mas o assunto que realmente interessa a você é Produtividade. Nesse caso, não é preciso ler todas as vinte páginas — que, certamente, vão falar sobre vários outros assuntos que não são importantes para você nesse momento.

Em vez disso, basta folhear o artigo em busca de termos relacionados diretamente a produtividade, como “tempo”, “organização”, “concentração”, entre outros. Quando encontrar um desses termos, você só precisa ler aquele trecho. Assim, você obtém rapidamente as informações que são do seu interesse e “pula” o restante.

Confira um compilado de dicas e leituras para melhorar a sua produtividade!
Produtividade: 25 dicas de como ser mais produtivo no trabalho
Técnica Pomodoro: aumente a produtividade com o método do cronômetro
Trello vs. Asana: qual é o melhor aplicativo de organização?
15 exercícios para o cérebro que vão te deixar mais criativo!
Leitura dinâmica: o que é e como aprender a ler mais rápido!
4 dicas para organizar o e-mail e ser mais produtivo
Conheça mais de 100 ferramentas e aplicativos para produtores de conteúdo

6. Monitore seu desempenho

Depois de incorporar o que você aprendeu nos cinco primeiros passos, a evolução da sua leitura dinâmica vai depender de muita prática. Mas, para saber se está funcionando, é preciso acompanhar os seus progressos.

Portanto, o sexto passo é pegar um cronômetro e monitorar quantas palavras você lê por minuto. Como referência, tenha em mente que um leitor comum lê, em média, 150 palavras por minuto. Enquanto isso, um bom praticante da leitura dinâmica pode ler até 800 palavras por minuto.

Mas não monitore apenas a velocidade. Leve em consideração, também, o aproveitamento da leitura, ou seja, o quanto você consegue compreender o texto sem precisar retornar a ele uma segunda vez. Sua meta deve ser uma média de 80% de aproveitamento.

Lembre-se de que não adianta nada acelerar a leitura e, com isso, diminuir a compreensão do que foi lido, pois as releituras também representam perda de tempo.

Nota do editor:
O dia a dia de um produtor de conteúdo fica mais fácil quando pequenas tarefas são automatizadas. Por isso, criamos uma lista com mais de 100 aplicativos recomendados e usados no dia a dia pela equipe da Rock Content. Confira a lista e melhore sua produtividade!

ferramentas e aplicativos para produtores de conteúdoPowered by Rock Convert

7. Treine sua capacidade de foco

Agora que já abordamos as melhores estratégias para a leitura dinâmica em si, vamos a algumas dicas que vão aprimorar a sua experiência de leitura como um todo — e assim, por consequência, ajudar você a absorver mais informações em menos tempo.

A capacidade de manter-se focado durante a leitura é fundamental para que você seja produtivo e não desperdice tempo. Quanto mais fundo você “mergulha” no texto, melhor compreende o que o autor escreveu.

O que acontece, então, se você para a cada dois parágrafos para checar as notificações do celular? A experiência será interrompida e retomada continuamente, o que diminui a sua capacidade de compreensão e, com isso, leva você a demorar mais tempo para entender o que é lido.

Dessa maneira, você desperdiça tempo em dobro: o tempo adicional que demora para compreender o que leu e os preciosos minutos desperdiçados com as distrações (smartphone, computador, redes sociais etc.).

Se você costuma sofrer com isso, o segredo está em transformar a produtividade em hábito. Para tanto, quando for ler, mantenha as distrações bem longe. Isso significa não deixar o celular por perto, não ficar com o computador do lado e, se possível, desligar a internet ou, pelo menos, coloque seus aparelhos no modo avião.

Esse tempo é para você dedicar ao texto e a mais nada! Quanto mais você conseguir focar na leitura, melhor será sua capacidade de praticar a leitura dinâmica.

8. Encontre um lugar silencioso para fazer suas leituras

lugar que você escolhe para fazer suas leituras também influencia muito na velocidade e no dinamismo da atividade — algo bastante conectado ao perigo representado pelas distrações, como acabamos de mencionar.

Barulho de trânsito, de obras, de algum estabelecimento (como um bar, por exemplo) e até mesmo de música podem atrapalhar a sua capacidade de concentração, fazendo com que você “saia” da leitura com frequência e, com isso, não consiga ler tão rápido quanto possível. Além disso, se você estiver lendo em um ambiente com outras pessoas, também será diretamente interrompido caso elas falem com você, nem que seja um diálogo rápido.

Além de silencioso, também é importante que o cantinho escolhido para a leitura seja confortável. Quando você está à vontade para ler, é muito mais fácil entregar-se ao texto e dedicar toda a sua atenção a ele. E se você tiver um espaço especial onde gosta de ler, outra vantagem é que isso facilitará o estabelecimento da leitura como parte integrante de sua rotina.

9. Não insista quando estiver cansado

Você já deve ter ouvido falar que não é muito produtivo que um estudante vire a noite estudando para uma prova que será dada no dia seguinte. Nesse momento, o desespero de algumas horas extras de estudo já não é mais tão importante quanto o descanso, que permitirá mais foco e uma melhor memória para o aluno durante a prova.

O mesmo princípio pode ser aplicado à leitura dinâmica. Quando estamos cansados, independentemente se a exaustão atingir a nossa vista e/ou cabeça, nossa capacidade de concentração diminui drasticamente. Você se verá, então, tendo que ler e reler o mesmo trecho diversas vezes e, é claro, demorando muito mais para ler cada linha do que o normal.

E o pior é que, no dia seguinte, você pode retomar o texto e perceber que não se lembra de praticamente nada do que leu na noite anterior. Isso porque um cérebro cansado também diminui sua habilidade de reter informações. Dá para imaginar todo o tempo que você desperdiçaria nessa brincadeira, não é?

Portanto, um importante ponto da leitura dinâmica é saber a hora de parar. Uma boa noite de sono e hábitos saudáveis de vida têm muito a acrescentar na sua mente, no seu foco e no bom aproveitamento dos conteúdos lidos.

10. Leia sempre que puder

Que leitor não gosta de sentar-se em sua poltrona preferida e entregar horas e horas a um livro ou até mesmo a um texto relevante e de alta qualidade? Entretanto, como você bem sabe, isso nem sempre (ou melhor, quase nunca!) é possível.

Isso quer dizer, então, que você está fadado a uma rotina de poucas leituras? É claro que não. Acontece que você não precisa autopunir-se por não ser capaz de dedicar várias horas de cada dia à leitura.

Comece a aproveitar cada minuto livre para isso, especialmente no que diz respeito ao tempo ocioso que passamos em filas, em salas de espera, em nossos intervalos ou no transporte público, por exemplo. E que tal ir um pouco mais cedo para a cama, todas as noites, e ler antes de dormir?

Um bloco de quinze ou vinte minutos em que você não faria nada, quando dedicado à leitura, torna-se tempo bem aproveitado. Com isso, você avança bem mais rápido nas suas leituras, ainda que não consiga ler muito a cada dia. Outra vantagem é que isso ajudará você a construir o hábito cotidiano da leitura — e, quem sabe, até incentivará você a separar algumas horas a fio do seu dia para a atividade.

Você já pratica a leitura dinâmica? Qual é sua velocidade e aproveitamento de leitura? Se ainda não atingiu as metas propostas aqui, não fique preocupado. Quanto mais você praticar, melhores serão os resultados. A leitura é um hábito que você não pode ter medo de desenvolver, e cujos benefícios são gigantescos.

Tenha em mente, ainda, que a tendência é aprimorar seu vocabulário com a leitura constante. E com um vocabulário mais completo, você terá cada vez mais facilidade para ler e entender textos longos.

Agora que você já aprendeu mais sobre leitura dinâmica, você já entendeu que ser produtivo não é apenas fazer mais coisas em menos tempo. Mas fazê-las de uma forma que realmente trarão resultados e retornos positivos.

Pensando nisso, montamos e disponibilizamos gratuitamente o Quadro de Produtividade. Com ele, você vai descobrir as atividades que valem seu tempo de verdade e poderá focar apenas nos projetos mais promissores!

Quadro de Produtividade Para FreelancersPowered by Rock Convert

Artigo produzido em parceria com o time do AppProva.

Posts populares com esse assunto