Por Juliana Meireles

Jornalista que ama marketing, trilhas e um bom lugar para comer.

Publicado em 28/10/2019. | Atualizado em 25/10/2019


Marketing de Conteúdo e Jornalismo são duas áreas que têm muita sintonia e geram muito resultado. Ainda que pareçam opostas, uma contribui para que a outra se desenvolva. Quer saber como? Confira!

Não é de hoje que o Jornalismo e o Marketing de Conteúdo se relacionam. À medida que o mercado de conteúdo se desenvolve, cresce o número de jornalistas interessados na área.

Para muitos, é a oportunidade de se manter ativo no mercado; para outros, é a possibilidade de encontrar novos rumos na profissão graças ao Marketing.

Ser jornalista melhora muito a performance do Marketing de Conteúdo. Ainda que nem todos saibam, algumas características específicas do Jornalismo otimizam esse tipo de estratégia. Não se trata de pontos opostos, mas complementares.

Quer entender quais características do Jornalismo que você deve levar para o Marketing de Conteúdo? Descubra!

Use as novidades a seu favor

Para começar, é bom entender que o foco nas notícias factuais pode se relacionar com essa estratégia de inbound marketing.

Quando falamos sobre Marketing de Conteúdo, devemos ter em mente que os assuntos devem variar, alternando entre as principais etapas do funil de vendas. Mas todos priorizam conteúdos evergreen, ou seja, que não têm uma data de validade.

Porém, à medida que você vai desenvolver suas pesquisas, entenderá o que está em alta e pode usar isso a seu favor. Se você está falando sobre Social Media e percebe que a Lei de Proteção de Dados (LPD) é um assunto em alta, vale a pena falar sobre isso. Seja dentro do texto, seja criando um outro tipo de conteúdo rico que una esses pontos. Pode ser um webinar sobre a LPD e o trabalho de Social Media, um e-book com tudo sobre o tema, entre outros.

Apure todas as informações 

Por falar em pesquisa, o jornalista sabe identificar bem as informações necessárias para construção da pauta. Essa é outra ótima característica do jornalismo que deve ser levada para o Marketing de Conteúdo.

A capacidade de pesquisar fontes, alinhar dados para a construção do texto e a verificação da veracidade das informações são pontos que o jornalista sabe explorar bem. E esse ramo do marketing ganha força com essas características.

No Marketing de Conteúdo, as palavras-chave têm papel fundamental na pesquisa. Por meio delas é possível acessar várias informações relevantes para a persona na internet. Vale ver nas redes sociais, Google, portais de notícias e muito mais. Tudo para agregar ainda mais valor ao conteúdo produzido.

Verifique a credibilidade da fonte 

Credibilidade é uma das palavras essenciais que guiam o trabalho de Marketing de Conteúdo, já que o leitor só cria confiança com as informações que são relevantes e corretas.

É assim que essa pessoa consome com mais constância os conteúdos da sua estratégia de Marketing, o que gera uma relação mais próxima, mais autoridade diante dessas pessoas que, por consequência, consomem com mais facilidade os conteúdos.

Em meio a tantas opções de pesquisa, continue sempre priorizando fontes confiáveis — isso vale para dados, acontecimentos ou outros pontos que agregam ao texto. Lembre-se de que um conteúdo confiável é essencial para gerar engajamento. Preste atenção nisso para não colocar a estratégia de Marketing de Conteúdo em risco.

Utilize o storytelling

Falar de jornalismo e não pensar em uma boa história é quase impossível. Sempre tem alguma matéria que ficou na sua memória por causa da narrativa. Essa capacidade de contar uma história se chama storytelling e é muito presente no Marketing de Conteúdo.

Por meio disso, a empresa une uma informação com o tom da marca. Como resultado, a comunicação se torna mais próxima e a experiência mais encantadora. 

Para desenvolver a habilidade de storytelling, consuma conteúdo. Veja vários vídeos e textos sobre o tema, já que isso enriquece o seu conhecimento e estimula a sua criatividade em gerar novos materiais. Storytelling é uma habilidade que é desenvolvida ao longo da construção da narrativa e do conhecimento da persona.

Tenha clareza em suas ideias 

Não podemos nos esquecer da clareza na construção das ideias. É preciso entender quais dados são prioridade e merecem destaque no texto e quais são secundários. Se você não tinha pensado nisso ainda, vale a pena rever os seus conceitos.

O Marketing de Conteúdo foca em ensinar o usuário e sempre cria uma linha de ideias que leva o leitor a algum objetivo. É importante pensar sempre nisso na hora de desenvolver o seu conteúdo.

Essa clareza pode ser vista também na escolha dos formatos utilizados no Marketing de Conteúdo. O jornalista vai saber identificar oportunidades para aquela estratégia impactar a persona. Vale lembrar ainda onde está essa persona no funil de vendas, afetando a escolha do formato. Com isso, a informação é desenvolvida para a pessoa certa, no momento certo.

O jornalista não precisa abrir mão de tudo o que foi aprendido na carreira para trabalhar com Marketing de Conteúdo. Trata-se mais de adaptar os ensinamentos e aplicá-los de uma outra maneira. Um trabalho contínuo, capaz de gerar muito mais resultado para o desenvolvimento dos seus conteúdos.

Agora que você já sabe como o Jornalismo e o Marketing de Conteúdo se complementam, aproveite e aprenda mais sobre Storytelling!

Mini-curso de Storytelling: Conquiste sua audiência contando boas históriasPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *