Por Isabela Sartor

Psicóloga por formação. Perita em Hogwarts por diversão.

Publicado em 01/04/2020. | Atualizado em 19/05/2020


O home office é o modelo de trabalho que tem tudo a ver com as gerações atuais. Ter a oportunidade de atuar dessa maneira é usufruir de diversas vantagens! Por outro lado, é necessário adotar estratégias para manter a produtividade. Confira!

Levantar-se bem cedo para ir ao trabalho, enfrentar engarrafamento, rodar o estacionamento durante minutos procurando vaga. Ou, ainda, disputar um pequeno espaço, em pé, no transporte público lotado.

Depois, dividir horário de almoço com o colega, ter um chefe vigiando seus afazeres, precisar dar satisfação a ele em qualquer pequena saída. No fim do dia, molhar-se com a chuva na caminhada até o carro (ou o transporte público) e lidar com mais trânsito na volta para casa. Ufa! Cansou só de imaginar, né?

A realidade de quem trabalha em escritório que segue modelo tradicional é essa. Além da rotina fatigante, há o tempo desperdiçado em atividades sem benefício algum. Mas, e se em vez de passar por tudo isso, fosse possível trabalhar no conforto de casa? Já imaginou? Fazer o próprio horário e desfrutar de mais liberdade e privacidade?

Bem, essa é a proposta do home office, um modelo de trabalho cada vez mais implementado por diversas empresas em todo o mundo. Quer saber mais sobre ele e pegar dicas para se dar bem na produtividade? Então é só acompanhar as próximas linhas!

O que é home office?

O significado da expressão é sua literal tradução: escritório em casa. Assim, a pessoa produz todas suas obrigações no próprio lar, sem precisar se deslocar. O conceito também pode ser ampliado para o trabalho remoto em espaços alternativos, como cafés e coworkings.

Logo, podemos dizer que trabalhar na modalidade home office é ter autonomia para fazer o serviço em qualquer lugar, sem a necessidade de cumprir horas dentro da empresa. Ao pensarmos em exemplos de profissionais que atuam dessa forma, podemos citar:

  • Freelancer: como redator, revisor, tradutor, planejador de pautas, diagramador, analista de marketing digital, social media, jornalista, arquiteto;
  • Consultor;
  • Professor de curso à distância;
  • Servidor público;
  • Vendedor de loja online.

Quais são as vantagens do home office?

Precisa mesmo dizer todas as vantagens? Se você ainda não sabe quais são, observe a seguir!

Ter liberdade na rotina

Começar as produções no momento mais propício, ter mais tempo para atividades físicas, almoçar quando preferir e tomar aquele cafezinho sem cobranças externas não tem preço! Trabalhar em casa nos torna mais independentes para escolher como começar e terminar o dia.

Fugir de trânsito e estacionamento

Já viu alguém falando: “Nossa! Como eu amo passar horas parado no trânsito! Adoro ficar com meu carro preso e demorar para chegar a casa!”? Ou, então, dizendo isso: “Meu momento preferido do dia é pegar aquele transporte lotado, mas tão cheio que dá até falta de ar! Maravilhoso!”?

Infelizmente, o trabalho em escritório tradicional nos faz enfrentar essas atividades maçantes. Já no home office, economizamos tempo, dinheiro e humor!

Ganhar mais proximidade com a família

Trabalhar em casa também nos permite estar mais presentes com a família e, por exemplo, acompanhar de perto a rotina e o crescimento dos filhos. Ter a oportunidade de presenciar momentos que não voltam mais é um privilégio, concorda? Nossa qualidade de vida aumenta e a saúde mental agradece.

Dar personalidade ao seu escritório

Elas até existem. Mas é difícil encontrar aquela empresa que nos permite decorar o canto de trabalho, deixando-o mais com o nosso estilo. Criar um espaço de acordo com preferências e personalidade, além de ser terapêutico, ajuda-nos a exercitar a criatividade. Trabalhar em casa é a chance de ter um escritório que nos dê sensação de bem-estar e aconchego.

Ter mais privacidade

Vamos combinar que privacidade é maravilhoso! O fato de não precisar dar justificativas para saídas e atrasos, poder trabalhar com roupas mais confortáveis e não ter de responder a perguntas inconvenientes sobre alguma “cara de poucos amigos” é gratificante.

Sem contar que se em determinado dia não acordarmos nos sentindo bem, temos a flexibilidade de mudar a agenda, sem ter de dar explicações minuciosas a um superior.

Estar adaptado ao futuro do trabalho

O futuro do trabalho, na verdade, já é o presente para muitos. Buscando economia nos espaços e nos recursos, e pensando em oferecer o que as gerações mais recentes (Y e Z) procuram — flexibilidade —, já não é mais novidade conhecermos empresas e trabalhadores que atuam desse modo.

Com o crescimento dessas gerações e a percepção de benefícios por parte das organizações em atuar assim, a tendência é o home office se espalhar. Quem já trabalha dessa maneira hoje não terá dificuldades no futuro, caso precise trocar de empresa.

Quais são as desvantagens?

Bem, nem tudo são flores! O home office também tem um lado negativo e precisa ser mencionado.

Lidar com o isolamento social

Uns sentem mais necessidade, outros menos. Mas o fato é que todos precisamos de contato humano, vez ou outra. Trocar gentilezas, desabafar aquelas chateações, pedir ajuda e dar umas risadas nos ajudam a manter a saúde mental em dia.

Trabalhar mais que deveria

Além disso, tendemos a estender nosso horário de trabalho para dar conta de manter ou aumentar a produtividade. Começa com o pensamento “é só hoje” e, quando nos damos conta, já estamos há meses desafiando nosso bem-estar.

Tentar fugir das distrações

Nem sempre nosso home office tem o ambiente mais propício à concentração. Esse fato é ainda mais real quando moramos com muitas pessoas. Interrompem nosso trabalho com pedidos que poderiam ser feitos depois, os filhos brigam, o vizinho faz obras no apartamento, o telefone toca, pessoas gritam por perto e nós surtamos.

Quais os mitos e as verdades sobre o home office?

Talvez já tenha ouvido algum comentário sobre o trabalho home office, que te fez ficar pensando: “Será que é assim mesmo?”. Veja os mais comuns e descubra o que é mito e o que é verdade!

É um jeito de trabalhar pouco e ganhar dinheiro fácil

Mito! É necessário esforço e dedicação para trabalhar bem. É importante ter foco e dizer “não” em alguns momentos. Além disso, precisamos sempre contar com a concentração para garantir o bom rendimento.

Nem todo mundo se adapta ao home office

Verdade! Apesar de ser maravilhoso para muitos, nem todos conseguem lidar com estilo. Mas na verdade, dificuldades existem para todo trabalho, não é? Um escritório convencional também tem as suas. Assim, nos resta escolher com quais preferimos lidar.

Dá para fazer tudo o que quiser na hora que desejar

Mito! Se não seguirmos hábitos, não teremos bons resultados. Precisamos de rotina e metas, com tudo definido, assim como qualquer trabalho.

Quais são as 7 melhores dicas para ser mais produtivo?

Bem, vamos falar sério! A maioria dos problemas de quem atua home office gira em torno da produtividade. Estado mental, interrupções e cansaço tendem a influenciar os resultados no fim do dia. Sendo assim, como conseguir trabalhar em casa e dar conta de manter as produções? As respostas estão a seguir!

1. Crie um local de trabalho

Escolha aquele lugar mais apropriado para trabalhar. O ideal é que seja arejado e tenha iluminação adequada, pois a falta desses quesitos pode atrapalhar o bem-estar. Ah! Por falar nisso, investir em uma cadeira confortável é uma boa, pois você passará muitas horas do dia sentado.

“Mas e sofá? E cama? Podem?”, você deve estar se perguntando. Até podem, desde que não virem rotina! O problema de querer produzir nesses locais é que nossa mente já os associou a descanso e sono. Além do mais, tais escolhas são prejudiciais à coluna — você não quer ficar com dores no fim do dia, certo?

Assim, a recomendação é a clássica mesa. Ao ter um lugarzinho reservado apenas para o trabalho, condicionamos o organismo a ter mais foco e a levar a tarefa mais a sério.

E que tal colocar sua personalidade no espaço? Investir em decoração deixará o local ainda mais especial! Mas fica um conselho: preze pela organização da sua escrivaninha e evite muitos objetos em cima, para não prejudicar a concentração.

2. Livre-se das distrações

Falando nisso, distrações e boa produtividade não andam juntas. Por isso, se você lida com esses incômodos, procure soluções.

Por exemplo, as notificações do celular podem ser desativadas, para evitar vibrações. Barulhos do ambiente deixam de nos perturbar quando temos um tampão ou um fone de ouvido.

As crianças estão de férias? Considere mudar o horário de trabalho ou procurar um espaço alternativo, como o coworking. E já tentou conversar com a família, explicando por que precisa ficar mais isolado e levar a sério essas horas?

A ideia é fazer de tudo para evitar aquela sensação de ter acumulado muitas atividades e não ter produzido o quanto deveria.

3. Tenha metas e lista de tarefas

Jogar as tarefas para cima e sortear com qual começará a produção não é a melhor opção. Em vez disso, tenha um quadro ou um planner.

Anotar todos os trabalhos a serem cumpridos facilitará notar prioridades e saber quando dizer “não” a um pedido, e evitará esquecimentos. Registre tudo que for necessário em relação a cada atividade: tamanho, dia e hora a ser entregue, valor a ser recebido, entre outros.

Estabeleça, ainda, metas mensais, semanais e diárias. Elas servem como guias, orientando-nos quanto ao que e quando devemos fazer. Quer um exemplo?

Imagine que você precise entregar 60 tarefas no mês. Isso daria 15 por semana. Caso você não pretenda trabalhar sábados e domingos, deverá produzir, então, 3 por dia, certo? Fazer essa organização torna o trabalho menos cansativo e mais próximo de ser realizado.

Mas claro! Como o home office é mais flexível, há possibilidades de adaptar e remanejar tudo, conforme nossas necessidades e disponibilidade.

4. Não se isole

Passar horas focado, apenas produzindo, sem conversar com ninguém nem trocar informações, pode gerar grande angústia e depressão.

Sendo assim, procure alternativas para evitar a solidão. Pegar o computador e trabalhar em um café, por exemplo, fará com que vejamos mais pessoas, podendo amenizar a sensação de estarmos sozinhos.

E se você sente falta de trocar ideias sobre seu trabalho, nada melhor que procurar grupos nas redes sociais! Os freelancers da Rock Content, por exemplo, reúnem-se no Community Space e conversam sobre infinitos assuntos, como aleatoriedades da vida, dificuldades na maternidade e dicas sobre produções.

5. Conheça você e seus limites

Já dizia Jung: “Quem olha para fora sonha. Quem olha para dentro acorda”. O autoconhecimento nos ajuda entender melhor a razão de não estarmos sendo produtivos. Ao encontrar a raiz do problema, sabemos quais ferramentas usar para combatê-lo.

O fato de nos conhecermos melhor também nos ajuda a perceber nossos limites, de modo a compreender qual é o momento ideal de descanso e o que fazer para lidar com a estafa mental. Produzir muito é ótimo, mas isso não deve ficar na frente da nossa saúde, viu?

6. Siga uma rotina

Outra grande adversidade no trabalho home office é estipular hora para acabar e começar as atividades. Contudo, isso é superado a partir do momento em que criamos uma rotina!

“Mas isso não contradiz a flexibilidade?” Lógico que não! Ter maleabilidade para fazer o próprio horário não significa bagunça. É importante levar o home office a sério, afinal, ele não deixa de ser trabalho!

De qualquer forma, podemos definir a agenda de acordo com nossos melhores horários de produção. Inclua nela, também, os momentos de descanso, pois são essenciais para relaxar a mente e recuperar as forças.

7. Cuide da saúde

Você sabia que alimentação e produtividade andam juntas? Precisamos ingerir nutrientes adequados e que deem energia suficiente para o organismo funcionar. O baixo consumo de ferro, por exemplo, pode levar à anemia, que, por sua vez, provoca fadiga, tontura e dor de cabeça.

Da mesma forma, a água não deve ser deixada de lado, visto que o cérebro só funciona bem se estivermos hidratados. Já doces e frituras devem ser evitados, por contribuírem com o cansaço e o sono.

Atividades físicas também devem fazer parte dos bons hábitos. Um dos benefícios proporcionados é a proteção contra diversas enfermidades, como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, depressão e ansiedade.

E atenção: para ter certeza de que tudo está em ordem, mantenha o check-up em dia, combinado?

Enfim, apesar de o trabalho home office contar com um lado negativo, ele é muito mais fácil de ser superado, concorda? Basta seguirmos as dicas relatadas no texto, e manteremos as produções em dia!

E se você sentiu falta de mais soluções para otimizar sua rotina, não se preocupe! Baixe nosso guia para aumentar a produtividade e veja os maiores segredos para melhorar seu trabalho!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto